sábado, 14 de abril de 2012

Redondo para Maradona Maradona para Redondo Redondo para Maradona

“si yo fuera Maradona
viviria como él
Si yo fuera Maradona
Nunca m’equivocaria”

Tudo em Maradona é uma lenda.

Foi em noventa e quatro, que a FIFA destroçou, definitivamente todo um sonho de criança que virara adolescente.

Era uma criança oito anos antes, mas já Argentino. Eles têm o Maradona, não se cansava de repetir o meu mais velho, e mais astuto primo Sérgio.

Os telejornais abriam com os feitos de um baixinho que dominava o mundo. Foi o meu primeiro melhor jogador do mundo, e todos sabemos quão especial isso é. Os seus golos no México, as suas infindáveis jogadas que destroçavam todos quanto os que cruzavam o seu caminho. Ainda que de baixa estatura, de tão brilhante que é salta mais alto que Peter Shilton e de cabeça elimina a Inglaterra. A nossa Argentina sagrara-se Campeã Mundial. Como poderia ser diferente? Nós temos o Maradona!

Três anos depois, quis o destino que o caminho do Napoli se cruzasse com Portugal. O Maradona vem a Portugal. Recordo perfeitamente a emoção que foi saber que tal aconteceria. De facto, impossível é recordar um outro momento em que alguém com maior importância por cá tenha passado. É em oitenta e nove que pela primeira vez me desiludo. Não com Maradona. Nunca com ele. Alberto Bigon deixa o astro sentado no banco de Alvalade, e ainda hoje não percebo porque não se colocou aquele banco no museu do clube. Maradona entra, mas é o dezasseis. O melhor dezasseis da minha vida, garantidamente. Mas Maradona era o dez, e desde então que não esqueci mais o nome do treinador italiano que me atraiçoou. É nessa eliminatória que alguém comete o maior feito que recordo. Ivkovic, guarda redes do Sporting, defende um penalty de Maradona.

É em noventa e quatro que se comete a mais terrível injustiça de que há memória. Maradona está de volta, está bem e recomenda-se. Volta a carregar um país nos seus ombros. Joga, marca, faz jogar. Vamos ser outra vez campeões, penso. Temos o Maradona!

Já depois de destroçada a selecção grega, o telejornal volta a abrir com Diego. A infame FIFA volta a castigá-lo. O uso de cocaína é a mentira avançada para retirar do torneio o seu mais brilhante astro. É claro que uma organização maior teme o que pode almejar a Argentina nas asas de Maradona. Uma enorme mentira, que será um dia corrigida. Ainda hoje estou certo disso.

Nao. Maradona nunca me desiludiu. A culpa esteve sempre nos que à sua volta gravitavam.




Revi hoje. O golo e depois o texto de Outubro de 2011. É ligar o som e deliciar-se.


19 comentários:

João Rodrigues disse...

Que golo, e que equipa tinha Argentina em 94!

Carlos disse...

Lembro-me perfeitamente deste e de outros grandes golos desse Mundial.
O Mundial que se lê amiúde ter sido incaracterístico - talvez por se ter realizado num país que não sabia que desporto é este - e sensaborão - ao que não será alheia a final sem golos após 120 minutos.

Mas, caramba, foi o meu primeiro Mundial. E como não se esquece o nosso primeiro melhor jogador, também não se foge ao encanto do primeiro Mundial.

Vasco disse...

O melhor de sempre! num nível mais abaixo: R9 e Zizou

Anónimo disse...

....para mim a melhor descrição do que era MAradona...foi o que disse Sir Bobby Robson ....o senhor que mais percebeu de futebol de todos os tempos....

MM disse...

PB, es grande.
Amei esse mundial, ainda ha dias falei nele por causa da Nigeria. Dos melhores de sempre. Lembras a Bulgaria, essaa excelente Nigeria, a excelente Romenia de Hagi e um dos melhores de sempre: Popescu, a recortada Suecia (Thomas Raveli), ate o guarda-redes dos EUA era mto bom, Meola. Preud homme claro, fez um soberbo torneio. Baggio e Romario, o baixinho ... que jogador.
O golo de Bergkamp ao Brasil na meia-final ...

Estadios cheios, jogos ao meio da tarde com muito sol. Perfeito. Foi o ultimo grande campeonato do mundo, o Franca 98 foi ja uma coisa demasiado fabricada e artificial, sem grande sal. E todos dai para ca de igual modo.

MM disse...

PB e claro, Maradona. E por jogadores como o Maradona que sinto alguma dificuldade em olhar para Messi e outros como fenomenos, quando isso nao os desvaloriza claro.

Outros futebois de outros tempos.
Outras pessoas tambem.

O tempo nao voltara para tras infelizmente PB, vivera na tua memoria e na de muitos outros, mas nao existira em muitos mais sitios: o publico da playstation nao quer saber do Maradona.

Penso no Pele, Di Stefano ou Puskas, onde estao os seus legados na memoria colectiva do publico, hoje? Acontecera o mesmo ao Maradona que sobrevive porque jogou 20 anos depois dos primeiros.

Tiago disse...

http://www.youtube.com/watch?v=tzc75cSIYcU

Mike Portugal disse...

Vi esse jogo em direto e lembro-me muito bem do golo, por isso quando o Nuno escreveu o post sobre as tabelas, lembrei-me logo dele ;)

Pedro disse...

Maradona. Sempre. Messi ainda terá q pedalar mais um pouco para lá chegar.

Um dos jogos de Maradona q mais me encantou foi uma meia final contra uma equipa alemã na Taça Uefa...o homem jogou como o caraças.

Constantino disse...

O golo mais sub-valorizado de todos os Mundiais. Raramente aparece na lista dos 10 melhores e foi, dos que eu vi, um dos 5 grandes.

RG disse...

Grande Post. Recordo-me de ver o jogo em directo e sonhar com o regresso do meu ídolo aos grande momentos. Sonhava em ver uma Argentina liderada por Maradona a levantar novamente a taça, e assim D10S sair como merecia, como campeão! Infelizmente assim não aconteceu e tal como tu, vejo algumas falhas nessa história. Veremos se algum dia saberemos tudo ao pormenor

PS: No grupo da Argentina estavam outras 2 selecções de luxo e de um futebol encantador: Nigéria e Bulgária

DC disse...

Tenho pena de não me lembrar disto, era muito novo.

Mas é curioso que ainda na 3ª feira passada o Messi marcou um golo a pape químico a passe de Iniesta... Sucessores mais naturais era difícil!

Nuno disse...

PB, grande texto. E grande golo, claro. De facto, que seria da Argentina nesse mundial se a Fifa não tivesse afastado Maradona? Eu também acho que era favorita à vitória final. Sobre o Maradona, foi o melhor jogador do século XX, a léguas de distância da concorrência. Foi também o meu ídolo maior, durante muito tempo. Há que não esquecer, porém, que o futebol mundial, até aos anos 90, era marcado pelo aparecimento pontual de grandes individualidades, de grandes craques que dominavam uma era. Actualmente, o futebol mudou. Não só há mais jogadores de grande categoria, o que faz com que os astros sejam incapazes de se manter na ribalta tanto tempo como antes, como o futebol favorece menos a criação de auras individuais. Os jogadores de hoje só se destacam em grandes equipas, e mesmo Messi e Ronaldo, se não estivessem nas duas melhores equipas do mundo, renderiam metade. Isto para dizer que, hoje em dia, era impossível fazer-se um Maradona no Nápoles. Um jogador já não consegue ser tão decisivo como o Maradona era naquela altura. E isto faz com que pareça que o Maradona nunca poderá ser igualado. O Maradona criou uma lenda. E é como lenda que vai ser sempre lembrado. Mas acho que o Messi já é tão grande como ele, se não mesmo maior.

Hattori Hanzo disse...

Esse golo é genial. Maradona é enorme. Quatro anos antes conseguira levar praticamente uma equipa que não existia à Final do Mundial onde perdem na Final apenas de penalti para uma Alemanha de uma geração no topo da forma (Matthaus, Brehme, Kohler, Hassler, Voller,Augenthaler,Moller,Litbarski, que saía do banco para espalhar magia, etc..). Nos EUA lembro-me que parecia já ninguém dar nada por ele. E depois faz 2 jogões até ter sido "apanhado" (ou tramado?). A Argentina que estava muito bem até aí desaparece (Cannigia que estava a ser o seu braço direito no Mundial não joga depois também por lesão (?) e o resto é História do Mundial.
Quanto a Messi já é também enorme mas por enquanto falta-lhe brilhar a nível de selecções. Enquanto não passar esse patamar penso que estará sempre um passo atrás do que foi Maradona.

B. disse...

No resumo desse golo o comentador da EuroSport disse e lembro-me sempre:

"Maradona is back... and back, with a goal..."

Foi o maior. Ponto.

Anónimo disse...

Era o maior!! Tão grande que depois noticia de 94 se passou uma semana a falar da maldita EFEDRINA!

Horvath disse...

O ivkovic repetiu O feito duas vezes com o Sporting e com a Jugoslávia. Era o meu herói

Eu Queria Ser o Maradona disse...

Fantástico!!

O "efeito Maradona" deixou a sua marca para sempre em quem o viu jogar!

Em alguns foi tão forte quiseram ser ele! ;)

Pierre disse...

O Maradona acusou efedrina, não cocaína.