sábado, 16 de junho de 2012

Poland x Russia. Euro 2012.

Alteração táctica na Polónia. Trocou o duplo pivot a meio campo por um típico número seis. Lewandowski ficou mais longe, mas o espaço entre linhas mais controlado. Tal revelar-se-ia decisivo.


A figura. Obraniak. Com pouca bola na primeira parte, sempre preso no corredor lateral, apareceu em grande nível na segunda parte. Sabe quando progredir ou entregar. Recebe e passa bem, e conduz a grande velocidade. É o toque de criatividade que a Polónia não tem. Foi sempre ele a colocar em causa a Russia. É uma das boas surpresas do Europeu.

3 comentários:

Jorge disse...

tenho acompanhado à distância mas queria só dar uma palavra acerca das últimas rubricas.

de topo, PB. simples e directo. estou a gostar muito.

um abraço,
Jorge

B Cool disse...

Pareceu-me que os russos perderam frescura física na segunda parte e consequentemente capacidade de decisão, arshavin então fartou-se de perder bolas por excesso de individualismo, sendo que o zhirkov lhe oferecia sempre uma linha na lateral, embora o arshavin tenha persistido em fintar para a baliza e inevitavelmente tenha perdido a bola.
a entrada de pavliuchenko para o lugar de kerzakov nada trouxe à rússia, pelo contrário, pois com um avançado mais fixo sem oferecer grandes apoios, os movimentos dos outros jogadores tornaram-se mais previsíveis e tinham menos opções de passe.

Mais do que a polónia ter conquistado o empate, acho que foi a rússia que o perdeu, pelo esbanjamento das múltiplas ocasiões na primeira parte e pela enorme quebra física no segundo tempo

PB disse...

Obrigado, Jorge!