domingo, 9 de setembro de 2012

Estás a fazê-lo errado, Capel.

"Esse papel é de outro (sobre marcar golos). O meu é um pouco mais aquele que dá a marcar"

"...nos jogos em que as equipas se fecham mais, é mais difícil entrar pelas alas, pelo que temos de entrar por outro sitio" Diego Capel

Diego Capel teria sido um jogador muito importante no futebol, se tivesse vivido o jogo uma ou duas décadas antes. O epíteto de extremo à moda antiga assenta-lhe bem. Não é um elogio, porém. Ao contrário o que se quer fazer crer. O espanhol desequilibra com aparente facilidade no 1x1, mas segue sempre o caminho onde há mais espaço. O do corredor lateral. Entende que o seu jogo é driblar e cruzar. Jogar um contra um com o lateral adversário e servir o ponta de lança na área. 

Percebe-se pelas suas afirmações que reteve pouco da escola da catalunha. Ainda assim, porque as suas qualidades individuais são bastante interessantes, poderia dar mais ao jogo da sua equipa, se fosse criada uma dinâmica colectiva que aproveitasse o facto de ter facilidade em situação de 1x1 com espaço para correr. Até à data, as tentativas para lhe aumentar o rendimento incidiram sobretudo pela alteração nos espaços que pisa. A troca do corredor esquerdo pelo direito seria interessante e tornaria o seu jogo mais imprevisível se fosse criada a tal dinâmica de conjunto que aliasse movimentos de aproximação a outros de ruptura. Tudo o que parece que foi feito foi apenas um jogar numa nova posição, sem alterações nas dinâmicas. Não raras vezes se vê Capel a ganhar o espaço interior, mas a terminar os seus ataques com cruzamentos, desta vez ainda mais inócuos porque feitos no sentido da linha final.

P.S. - No jogo de Alvalade contra o Rio Ave foi demasiado frustrante perceber que não só Capel, mas quase todos os seus colegas pareciam ter como única preocupação despejar bolas para a grande área, ou rematar de todas as maneiras, feitios e distâncias. Foi o Sporting mais paulosergizado de sempre. Desespero pelo avançar do relógio ou algo mais preocupante?

11 comentários:

O Bandido disse...

O que acho piada é o Sportinguistas dizerem que este é melhor que o Nolito, será mesmo? O Nolito decide sempre melhor, e parece-me sempre muito mais decisivo porque flecte para o interior.

Anónimo disse...

só uma pergunta, fora do assunto do post:

PB, o que achas do André Gomes, do Benfica? tens alguma opinião formada sobre ele?

Oliveira

PB disse...

Oliveira, nunca o vi jogar. Acho que nem um único minuto. Sorry...

Centro de Jogo disse...

PB,

Pior que isso é que eu deliro mais com a formação do Sevilha que com a do Barcelona. Na formação, são inclusive, consideravelmente mais fortes que o Barça. Depois, a politica de transição para a equipa Sénior é que é totalmente desajustada. Da mesma forma que são (para mim) a melhor formação do mundo, e já vi as sua equipas jogarem muitas e muitas vezes, também são os que a aproveitam da pior forma.

Não percebo como Capel "bebeu" tão pouco daquele jogo. Do mesmo modo que não percebo como apostam invariavelmente nos jogadores errados. Tenta ver jogos da formação do Sevilha, tanto no 7 como no 11, é simplesmente brutal.

Abraço, Jorge D.

Mike Portugal disse...

Concordo PB, mas o jogo com o Rio Ave foi uma excepção e não a regra. Usou-se e abusou-se dos cruzamentos sem nexo.

SportingSempre disse...

Bandido, o que diziamos é que o Jeffren era melhor que o Nolito por vir do Barça A e não do B mas até ao momento não tenho nenhum problema em admitir que o Nolito tem sido bem superior...

Sem lesões e com uma boa sequência de jogos ainda acredito no Jeffren mas no primeiro ano é indiscutivel quem foi melhor.

HerrKommandant disse...

O Capel é isto: põe os cornos no chão e corre para a linha. Vulgaríssimo. E compará-lo com o Nolito ou é brincadeira ou é alguma perturbação mental.
"Foi o Sporting mais paulosergizado de sempre" - a diferença é que nos ultimos anos o scp gastou milhões em reforços, e no tempo do paulo sérgio não havia dinheiro para nada.

secretário do Acosta disse...

Caro PB,

o que me assustou no jogo com o Rio Ave foi aquilo que me pareceu um abandonar de uma ideia de jogo em favor da ansiedade e do pânico pelo resultado. Espero que tenha sido só isto.

E já agora, muito obrigado.

Anónimo disse...

ou seja, o sporting é uma merda, capel é uma merda, tudo o q é verde é uma merda, mas qd joga essa merda joga contra o benfica os lampioes "parecem peixes debaixo de agua"
nem sabem onde se esconder

pecaninos

pjsimoes disse...

Ó anónimo, vai lá ver quantos jogos venceste ao Benfica nos últimos 5 anos?

pecaninos

Anónimo disse...

O autor do post teve dificuldade em perceber o que quis dizer o Cappel? É óbvio que o papel que deve desempenhar é esse exactamente: colocar bolas para os ponta de lança marcarem, sem enjeitar a possibilidade de também marcar. Se não percebem de futebol, falem de impostos....