quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Treinar só jogando. Parte II

Eis um exemplo de um exercício cuja validade se apresentado na fase principal do treino, se aproxima do zero.




"...E para aproximar o treino da realidade do jogo só há uma hipótese. Jogar. Ter oposição, ter um critério de êxito próximo da realidade do jogo (seja o golo, seja o chegar com a bola dominada a determinado espaço), e considerar sempre pelo menos dois momentos do jogo (organização / transição). " aqui

24 comentários:

The Blue Factory of Dreams disse...

Boas,

O link do meu blogue foi retirado da tua lista, se quiseres manter a parceria deixa comentário no meu blogue, cumps.

The Blue Factory of Dreams disse...

Done!

Abraço

Luis Santos disse...

Boas!

PB, percebo o que dizes e até concordo, mas não achas que este exercício pode ser útil e válido por ser feito a um ritmo elevado? Isto é, apesar de não ter oposição (excepto o GR), obriga os jogadores a decidirem e executarem rápido. No fundo, influencia o processo de decisão e as técnicas de controlo de bola e finalização em diversas situações de jogo.

Ou a questão prende-se mais com a fase em que é feito o exercício?

Cumprimentos,
Luís Santos

Cole disse...

Parece que os sub-21 ingleses estão a apostar forte numa geração de Preud'hommes...

Metralha disse...

PB, então pq é que na genralidade os jogadores ingleses rematam melhor que os portugueses?

Anónimo disse...

Ainda no outro dia isto esteve em discussão num grupo do Facebook.

Montes de malta a querer croquis com isto para fazer no treino.. Err.. Really?

Um GR+4x4+GR com 6 apoios (laterais e cada lado da baliza ) ia proporcionar o mesmo tipo de finalização, mas em contexto de jogo, com oposição, com organização defensiva, com muito mais transfer para o jogo do que.. o que vemos no video, que não é muito diferente do video dos cruzamentos do Felipão..

Abraço

Miguel P. do CentrodeJogo.blogspot.com

PB disse...

Viva Luis, não concordo, não vejo que decisão há para tomar ai. É só rematar. não há decisão p tomar ai...e n consigo ver diversas situações de jogo. apenas lances de 1x0.

Em relação à fase...se for ainda no aquecimento e n roubar mt tempo... pq não? Ainda q se possa tb fazer coisas mais úteis mesmo ai.

Metralha, n te sei responder, mas talvez esteja relacionado c uma base de recrutamento incrivelmente maior. Mas, sei q n é deste exercicio de certeza, pq os portugueses tb o fazem... E sei tb q n foi por meter jogadores em fila a rematar à baliza q o Mourinho ainda hj é considerado o melhor treinador da carreira de mts jogadores importantes ingleses

Ricardo Galeiras disse...

quando o video acaba tens mais videos de situações parecidas!!! depois admiram-se nao fazer nada de jeito desde 1990!!

Mike Portugal disse...

Metralha,

Eu tenho uma possivel teoria para a tua pergunta.
É bem verdade que os Ingleses na generalidade rematam muito melhor do que os Portugueses. Eu acho que é pela mesma razão que os Portugueses, na generalidade, são muito mais técnicos e fintam muito melhor que os Ingleses.

Ou seja, é uma questão cultural. Nós cá, desde pequenos, temos a mania de dar toques na bola, de nos recriarmos com ela, de fintar amigos, etc...etc... Eles lá não são tanto assim, pois trabalham desde pequenos mais a força física, o remate, o passe.

PB disse...

pois é Ricardo Galeiras, e se isto for numa parte fundamental, é especialmente grave por até ser em selecção. Os tipos juntam-se umas semanas por ano e perdem tempo nisto! É inacreditável. Mais valia darem folga aos jogadores, mas recomendando irem p um pátio qq dar uns chutos contra uma parede.

Ricardo Galeiras disse...

admito fazer isto na parte inicial ou na parte final, antes do regresso á calma, numa segunda feira...
ou se o espaço for limitado, mas sempre com oposição e com uma pequena combinação...

Luis Santos disse...

PB, não me expressei bem... Quando falava em decisão era só relacionada com o remate e não decisão ao nível de organização de jogo. As situações são bola pelo ar/chão, passe central/lateral.

Naturalmente que concordo contigo que há exercícios muito mais úteis para o jogo no seu todo (como o exemplo do Miguel P), mas para um treino específico de finalização não me parece mau de todo. Não esquecendo que os exercícios mais simples podem ser usados como motivação para exercícios mais complexos.

Quanto à questão do Metralha, concordo com o Mike Portugal. Os britânicos têm uma visão diferente do jogo. Desde o "kick-and-rush" até à influência do râguebi, trabalham muito mais a potência (velocidade, força, remate) do que nós. Nós somos mais "extremos". Queremos ser o Figo, o Quaresma, o Simão, etc (ou mesmo com o Ronaldo de início de carreira) e trabalhamos mais as fintas e acelerações.

Cumprimentos,
Luís Santos

Anónimo disse...

Se consideram errado o exercício por estar descontextualizado, sem oposição e sem tomada de decisão, também considero errada a vossa opinião porque para julgar era preciso saber o contexto, como por exemplo o momento do treino (e.g. aquecimento, retorno à calma), o momento do microciclo (e.g. antes do jogo, a 4 dias do jogo) , objectivos do exercício (e.g. remate, criação de situações de finalização).

Não chega colocar aqui um exercício e dizer-se que isto já não se faz.

Cumprimentos

PB disse...

pois anónimo, temos opiniões diferentes, pq para mim, independentemente do microciclo, e do momento do treino, o exercicio é uma merda, precisamente pq n serve objectivo nenhum relacionado com um jogo de futebol. A menos que eles estivessem a treinar para tiro aos pratos mas com bola, ai talvez fizesse sentido. Se o objectivo for criar situações de finalização então ainda seria mais ridiculo. Se for o remate, n faz o minimo sentido estar a fazer isto simplesmente pq n tem nada a ver c o jogo. Mas se houvesse uma modalidade de chuto aos pratos (como o tiro, sem ng a incomodar), tenho a certeza q isto poderia ser mt interessante!

Jorge disse...

PB

Neste contexto, de seleccao com tempo de treino restrito, concordo contigo. Mas a minha percepcao e que se nao tiveres oposicao, podes controlar os movimentos e as situacoes que o jogador vai enfrentar e podes trabalhar aspectos tecnicos especificos.
E isso podera ser benefico mesmo para jogadores de topo. Lembro-me de o Lampard ter falhado um volei (atacou mal a bola) num jogo do Chelsea e na semana seguinte treinou o movimento no treino.
Aonde e que inseririas esse tipo de exercicio (sem oposicao, mas nao necessariamente com a complexidade daquele no video) se e que alguma vez o farias?

Obrigado.

PB disse...

só o conseguiria integrar num aquecimento e esporadicamente.

Se n tiver oposição n creio q possa servir para nada. A oposição é q te obrigará a ter de controlar melhor os movimentos e dar respostas variadas.

é a minha opinião

Anónimo disse...

A estupidez da periodização está a chegar ao extremo!!!

Pois, considerar este exercício uma merda, quando vemos treinadores que tacticamente as suas equipas até se enquadram, e depois quando falham é no individual, como num passe quando estão muitas vezes sozinhos, ou num remate sem oposição[tantas vezes], ou numa bola mal dominada junto a lateral, ou a dominar uma bola quando se está a isolar...

Enfim existem muitas situações isoladas do jogo que devem ser simples, para atingirem um fim mais complexo, pois se os atletas estiverem preparados para sem oposição corresponderem a maioria das vezes aos aspectos técnicos, passamos depois a inseri-los no tactico, onde serão melhores, agora quando muitos querem treinar a tactica e os seus atletas, tem dificuldades técnicas básicas na sua elementar sem poder trocar ou comprar jogadores que se quer[a realidade é outra], na maioria das vezes sozinhos, querem inserir a tactica com a complexidade sempre?!!!

Reformem-se pá, que já está a cheirar mal este tipo de conversas de supostos treinadores precoces que ainda nada mostraram e que supostamente tem solução para coisas que eles nos seus clubes não resolvem...

Depois ouço o treinador dizer, estivemos bem tacticamente, mas a nível de remate estivemos mal, a nível de passe estivemos péssimos, isolados falhamos, não rematamos bem, que os outros sao mais eficazes....por favor, é preciso perceber que nem tudo e mau e é preciso ser racional e não obcecado pela PT sem olhar a outros factores, porque quem perdem são mais os jovens nesta mentalidade... Já os adultos era bom que todos fossem tecnicamente bons e nem precisassem disto... Só Mourinhos...

A culpa é sempre dos jogadores quando falham, e o treinador diz que ele devia aprender...sozinho a rematar, passar, dominar supostamente quando está sozinho!!!!

Abram olhos pá que a carroça vai vazia...

Pete

PB disse...

Pete, lamento se há quem mm treinando o passe não coloque os jogadores dois a dois a passarem de um para o outro, e lamento se há quem consiga treinar o remate sem ser em filas e de forma desenquadrada do jogo. e lamento sobretudo pelos jogadores q ainda hj tantas vezes levam com essas grandes secas. Depois há quem não goste de treinar, como é óbvio.

E isto n tem nada a ver com PT (q nem sei bem o q é). Nada mesmo... Apenas com integração de factores de rendimento.

EB disse...

Um treinador meu de futsal foi há uns anos, poucos, fazer um estágio no campeão espanhol.

Contou que eles todos os dias perdiam 30-45 min só a fazer passes, sem oposição, dois a dois ou três a três. Depois nos jogos, e quem segue este campeonato sabe que é assim, não falham um passe ou uma recepção e jogam a um ritmo muito superior que por ex. em Portugal.

Para quem não sabe o campeonato de futsal espanhol em qualidade não tem mínima comparação com qual quer outro. É um nível assustadoramente alto.

As teorias não podem ser levadas ao extremo. Extrapolando para o futebol de 11 como se explica isto ?

E não me digam que são desportos diferentes porque no futsal há mais movimentações, jogadas estudadas, passes, remates, oposição dos adversários, etc e o que está em causa é o treino de deporto colectivo com oposição.

Cumprimentos

PB disse...

EB, só significa que poderiam ser mt melhores.Se juntares os 10 melhores do mundo na mm equipa (futebol) e se os meteres 2 a 2 a passarem uns p os outros, ao fim de semana continuarão a ser melhores que os outros. estão é demasiado longe do seu potencial

qt as jogadas estudadas, se as há no futsal é logo uma diferença mt grande p o futebol, onde importa é perceber o jogo. faz lembrar o comentário do constantino ha uns tempos ja n sei em q post, a dizer q durante uns anos c o mm mister todos os treinos repetiam uma jogada estudada contra pinos e em anos de futebol essa jogada nc saiu no jogo lol

PB disse...

e ha uns anos poucos,o campeão europeu até foi português.

e claro q o futsal n tem absolutamente nada a ver c futebol. suponho q só 5 em campo torne tudo demasiado fácil e simples

pedro disse...

Não sei se é de mim... mas um exercício de finalização é sempre um exercício com oposição... porque o GR pelo seu posionamento acaba por obrigar a tomar uma decisão... e neste caso (mesmo não sendo o melhor exercício do mundo)a finalização tb é condicionada pela receção que pelo seu grau de dificuldade vai condicionar a própria forma de finalizar... além de que está tudo a comentar um exercício sem saber contexto... no microciclo e na própria sessão de treino... a menos que os iluminados aqui do blog tenham ido observar o treino e ouvido os objetivos específicos referidos pelos treinadores...

para acabar... podes fazer situações mais contextualizadas à vontade... mas à medida que acrescentas jogadores (7x0, 8x0, 11x0), ou colocas oposição nem que seja só os centrais... vais estar a diminuir o número de ações/finalizações que pretendes que ocorram... e ao final de 10' se calhar o ponta de lança finalizou meia duzia de vezes e isto qq pessoa q já tenha dado um treino na realidade o sabe...

PB disse...

aqui o iluminado do pedro é com toda a certeza um dos centenas de misteres q perde os jogos qs todos mas é sp pq os jogadores não prestam. os seus pobres jogadores chegam ao fim do ano a jogar qs o mesmo do q começaram. Mas são mta bons a jogar contra 0!!!! No final de 10' a finalizar contra 0 o seu p.lança ja finalizou 200x. Está mais q preparado para finalizar. só q depois chega ao jogo e aparece sp um chato dum adversário a correr atras do avançado que n estando habituado a ter companhia no campo, acaba sp por n conseguir finalizar.

O pedro perde os jogos, mas a culpa é do avançado q ja finalizou 10505015 nos treinos e até costuma marcar, mas chega ao jogo e das poucas x que é chamado a finalizar, nc marca...

JMartins disse...

ahahah o comentário do boneco pedro

"se calhar o ponta de lança finalizou meia duzia de vezes e isto qq pessoa q já tenha dado um treino na realidade o sabe."

PB, deixa de ser humilde e diz-lhe o teu histórico de vitórias, e clube onde estiveste e onde estás, p ver se o tótó do mister derrotado do merelinense acorda