sábado, 8 de dezembro de 2012

André Gomes em Barcelona.



"Na actualidade, o nível individual é tão grande no Benfica, que um jogador que erre percentagem tão elevada de passes, e que ainda denote dificuldades em algumas recepções de bola, não tem nível para entrar na equipa. Talvez um dia cresça. No momento, está muito longe de poder ser uma opção interessante na equipa A". Não foi assim há tanto tempo que a opinião foi dada aqui.


Não deixa de ter um potencial muito grande o miúdo. Pela sua personalidade e qualidades físicas que o deixam disponível para o jogo. Na Catalunha correu uns absurdos quase catorze kms! Com Matic perfizeram quase 30! O modelo de Jesus que esgota ao limite os centrocampistas (dois para pelo menos três espaços) nos jogos de elevado grau de dificuldade visto também aqui.

É, todavia, difícil perceber os elogios desmedidos à qualidade da exibição do centrocampista quando em Barcelona perdeu vinte e sete dos quarenta e seis passes tentados. Um percentagem de cinquenta e nove porcento de acerto, quando por exemplo no meio campo do adversário ninguém esteve abaixo dos setenta. Isto não significa que o jogador seja mau. Mas, terá tido um dia assim tão feliz? Sim, esteve soberbo sem bola. Lutou até à exaustão, e cumpriu com rigor tudo o que se lhe pedia. Mas, será a disponibilidade física o que de mais importa no jogo de futebol?

Será correcto catalogar de excelente a exibição e traçar o potencial de um jogador apenas pelo esforço que este despende? Ou porque é português e jovem tendemos a ver para além do que devemos?


Parabéns ao miúdo. Tem algumas qualidades fantásticas. Está ainda bastante longe, porém, de poder ser uma alternativa interessante num SL Benfica forte.


P.S. - Curiosidade sobre os kms corridos. SL Benfica terminou a sua participação na Liga dos Campeões com uma média de 117 kms por jogo. Celtic e Barcelona têm uma média de menos 7 kms por jogo que o SL Benfica.  Todavia, ainda não terminaram a sua prova...

39 comentários:

Don Andrés disse...

Concordo, apesar de cada vez mais o miúdo me surpreender.

Hipoteticamente e tendo em conta a sua evolução PB, achas que o melhor para ele, no próximo ano, será manter-se no plantel principal mesmo jogando pouco ou sair emprestado para um clube onde jogue bastante mais mas que corra o risco apanhar um "José Mota"?

Não sabia essa dos km's mas acaba por não ser mais que a confirmação de algo que está bem à vista.

PB disse...

Para o Benfica acho melhor contratar 2 ou 3 médios centros. Se n os contratar, acho que deve ficar... A ele faria bem um ano a jogar antes de voltar

Helder Oliveira disse...

No geral concordo com a análise, destaco, por outro lado, quando já nenhum jogador do Benfica tinha cabeça - ao terminar o jogo - o miúdo era dos poucos que tentava segurar a bola e deter o domínio da bola/jogo.

Será que me pode dizer qual o site/link com os quilómetros percorridos por jogo?

Melhores cumprimentos

Helder Oliveira

Helder Oliveira disse...

No geral concordo com a análise, destaco, por outro lado, quando já nenhum jogador do Benfica tinha cabeça - ao terminar o jogo - o miúdo era dos poucos que tentava segurar a bola e deter o domínio da bola/jogo.

Será que me pode dizer qual o site/link com os quilómetros percorridos por jogo?

Melhores cumprimentos

Helder Oliveira

Helder Oliveira disse...

Concordo com a generalidade da análise, destaco, por outro lado, que chegou um momento do jogo que o miúdo era o único jogador do Benfica a procurar ter a bola e o domínio do jogo.

Será que me pode informar qual o site/link com a informação dos quilómetros por jogo'

Melhores cumprimentos

PB disse...

Hélder, é o da Uefa.

Anónimo disse...

essa percentagem, esta na média da equipa. sim, não é bom, mas não terá sido, a maior percentagem de passes falhados, ja no segundo tempo, quando estava todo roto? posso estar enganado, mas na primeira parte, lembro-me de ele entregar quase sempre bem a bola. tanto dele, como do resto da equipa

Bernardo disse...

desta vez vou ter de discordar um pouco de ti pb. creio que tens razão ao apontar as falhas que apontas ao miúdo e é facto que está ainda longe de ser uma opção credível de maneira consistente, mas neste jogo vi-o várias vezes preocupado em manter a posse mesmo quando apertado. não posso dar a certeza, mas a grande parte dos passes que perdeu creio terem sido os que tentou meter a bola nas costas da defesa para isolar alguém numa saída rápida principalmente na primeira parte. de resto, acho já bastante positivo ir-se jogar a barcelona, mesmo com a equipa b ou o que for, e o miúdo ter de jogar e fazê-lo com a personalidade com que fez e sem se notar um grande rombo na equipa.

.D10S disse...

É verdade que está longe de ser um produto 'acabado', tem ainda km's de trabalho pela frente para se fazer um jogador de nível indiscutível.

Mas também não me parece que seja um ponto assim tão importante, o da % de passes certos. Não me interpretem mal, claro que é significativo o facto de um jogador de meio-campo errar muitos passes mas, tendo em conta que tem 19 anos, estreou-se na Champions, contra o Barça (ok, não era 'O' Barça mas ainda assim..) há que lhe dar muito mérito. É que jogou 'tranquilo', com aquilo que se costuma designar por personalidade, não se 'borrou'. Isto é também importante.

Naturalmente não posso afirmar se virá a ser um craque mas mostra muitas indicações positivas. Não sou apologista de que tudo o que seja empréstimo seja uma coisa boa. Acho qeu existem situações em que a integração GRADUAL na equipa do Benfica é a melhor solução.

Abraço

JMM disse...

Eu não destaco tanto o jogador como destaco o treinador: qualquer outro teria ficado desfeito com a saida de Witsel e Javi.

A realidade é que Jesus teve muitos contratempos e mesmo assim eis o benfica a jogar como se nada fosse.

Quanto a AG, de facto não pode perder tanto a bola. No entanto, creio que depois de Janeiro a sua situação muda: Benfica irá ao mercado.

JMM disse...

Já agora, quando falas de esforço acho curioso.

Ontem fui a Alvalade e fiquei num lugar diferente do meu (aquilo estava cheio mas lá foi possível...) sendo que estava perto de mim um adepto com os seus sessenta anos. Esse mesmo adepto elogiava Rinaudo, Capel e companhia pelo esforço e coisas que tais.

Admito que não entendo. Para mim quando um jogador é melhor caracterizado por ser "esforçado" isso equivale a um jogador com pouco talento.

Senão vejamos, de que serve correr muito para sempre correr mal? De que serve correr 15 Km se nunca se está no sitio certo? Afinal não posso eu que jogo futebol com amigos ir para um campo representar um clube e ser esforçado? Claro que posso!

O futebol não é uma maratona. Gelson, por exemplo, é esforçado mas é dos jogadores menos talentosos que vi nos últimos anos. Não tem visão de jogo, nem qualidade de passe, nem sentido de posição. De vez em quando choca (literalmente) com os adversários e consegue levar a bola para depois nos agradar com um passe para Xandão. Gelson é esforçado? Claro que sim! É bom jogador? Claro que não!

Capel é um exemplo que ilustra o mesmo se bem que de forma diferente pois Capel sabe jogar. Capel é dos mais esforçados em campo, faz o flanco todo quer em apoio defensivo quer quando estica o jogo pelo seu corredor empurrando tudo e todos para trás. Contudo, 95% dos seus lances acabam em nada. É esforçado?Sim! Mas olha tanto para o chão que raramente tira um cruzamento aceitável.

Isto para dizer que "esforçado" é pouco mais que nada. É importante mas só quando se tem tudo o demais.

PS: a diferença entre Capel e Gelson é óbvia: Capel tem capacidade de desequilibrar com a sua velocidade e consegue "ter" bola. Capel ainda tem coisas a melhorar mas tem pontos positivos. Gelson não, não tem nada, não tem talento algum.

Vitto Vendetta disse...

Mostra lá onde viste essas estatísticas pá :P

Rearviewmirror disse...

pelo que já se viu de André Gomes e Gelson, acho que estão em patamares bem diferentes.

André Gomes correu muitos km's, muito devido á táctica de Jorge Jesus.
Mas correu-os, e não perdeu muita clarividência com o cansaço, apesar da 1ª parte ter sido claramente melhor que a 2ª. Não desapareceu do jogo, tentou sempre sair com a bola rasteira e no pé, de cabeça levantada. E ainda só tem 19 anos.

Claro que Jesus faz a gestão do jogador, para ele não embandeirar em arco.
O ano passado foi assim que ele geriu Nolito, que apesar dos seus golos, nunca era titular indiscutível. Com André Gomes será igual.

Em Alvalade o mais provável é ele nem jogar porque Enzo já está recuperado.

Anónimo disse...

ok.. andré gomes está quase lá mas ainda lhe falta qualquer coisa.

mas mesmo assim, e olhando para o plantel do benfica em termos gerais, há duas questões que estão na minha cabeça e que vou colocar para quem quiser responder.

1 - questão mais teórica:
não faria mais sentido apostar nele (andre gomes) e no seu crescimento, até com vista a ganhar uns bons milhões a médio prazo, do que num jogador de 26 anos adaptado, até porque andré gomes, apesar de ainda "não estar no ponto" já demonstrou talento e maturidade para representar a equipa principal?

2 - questão mais prática:
não acham que o enzo (o tal de 26 anos que anda a jogar adaptado)jogando na ala não poderia fazer um trabalho muito semelhante ao que o ramires fez no primeiro ano, permitindo jogar com um meio campo equilibrado e não obrigando os 2 médios centro a correr meias maratonas todos os jogos?

ou seja, não digo que jesus deva mudar de táctica, mas se em vez de jogar com dois extremos puros, jogar com um extremo e um ala mais indefenso, digamos assim, não se compõe melhor a equipa do benfica? e o puto, andré gomes, nestas circunstancias, não conseguiria assim mostrar mais talento e menos músculo?

qual foi o melhor jogo do benfica este ano?

na minha opinião foi o 3-0 ao gil vicente, em barcelos, sobretudo os primeiros 45 minutos. jogou andré gomes a titular e enzo na ala.

para além deste gostei bastante do spartack em casa. de resto, na melhor das hipóteses, dou "satisfaz +" à época do benfica (esquecendo o pormenor de termos sido eliminados na champions...)

BelkinR7 disse...

PB, percebo o teu ponto de vista, mas antes da segunda volta da fase-de-grupos saiu uma noticia que diziam que o jogador até ao momento com melhor taxa de passes certos do benfica nos 3 primeiros jogos era o Melgarejo com 50 e tal %, acho que esta taxa de passes certos do André Gomes nao retracta a sua falta de qualidade individual (que até é bastante boa, vi jogos da equipa B e da selecção) mas retrata sim, o quão dificil é trocar a bola neste sistem do benfica em que tudo tem de ser feito de forma muito rápida, ainda para mais quando jogam com o Barcelona (A, B ou C) a posse de bola deles é sempre superior, e como já foi dito aqui ele começou a falhar mais passes quando começou a acusar o desgaste, sendo um jogador inexperiente, não soube controlar os esforços de forma a não falhar muitos passes. Não tenho dúvidas que tem um futuro muito risonho.

Hattori Hanzo disse...

A minha questão vai de encontro à do anónimo. Essa fraca percentagem de passes falhados não terá a ver já com a 2ª parte onde se notou que tinha já dado o berro? Na 1ª parte não me parece que tenha falhado de facto muito,enquanto na 2ª o meio-campo foi todo do Barcelona. A mim tem surpreendido, mas concordo que ainda é muito cedo para se poder dizer que será um jogador para contar no clube. O Miguel Rosa por exemplo e o David Simão de há um ano e pouco pareciam-me mais prontos e com melhores condições para isso, mas se o 1º nunca teve hipóteses e joga na equipa B encostado a uma ala o 2º não teve oportunidades no momento certo...
Quanto à questão do JMM penso que será uma junção das duas: é óbvio que correr à toa e mostrar-se muito esforçado não faz deles bons jogadores, mas pelo contrário o talento também não os faz bons jogadores.

Cole disse...

Caro PB,

Ao ler mais um excelente post, veio-me à ideia a questão do aumento exponencial de intensidade de jogo que os jogadores jovens vivenciam na transição do futebol de formação para o sénior. Fazendo o raciocínio de comparar André Gomes com André Martins do Sporting, temos de um lado a intensidade que registaste no post e no outro lado a criatividade e a cultura de jogo, mas que não aguentava (quando jogava!) a intensidade do jogo todo. Claro que as capacidades do André Martins permitiram fazer a questão da intensidade uma lacuna não impeditiva da sua afirmação (tal como Miguel Veloso na seleção nacional), mas outros casos, como David Simão, Sérgio Oliveira, etc., parecem adiar eternamente a renovação do meio-campo de topo português.
Tu que tens experiência de trabalho com as camadas jovens em Portugal, como lês esta questão da intensidade? É cultural, ou seja, os jogadores mais talentosos vão consecutivamente descurando a intensidade? É falta de competência dos treinadores da formação para prepararem os jovens para a transição para sénior?
Um abraço e obrigado pela delícia de posts que tens colocado e com bastante frequência!

Anónimo disse...

Não percebo porque implica tanto com o André Gomes...Mas será que estavam a espera que com 19 anos acertasse todos os passes!? falhou muitos passes!? ok, mas digam-me que grau de dificuldade tinham esses passes!? Não gosto dos magos da estatistica...como refere e bem o benfica correu mais mas pelos vistos pior...o que lhe diz o facto de os miudos do barcelona terem acertado mais os passes!? A mim não me diz nada porque o que me interessa seria o contexto..ou sejam se estavam sobre pressão ou não, se fizeram passes de apoio ou de ruptura...isso sim seria um trabalho em consonância com a qualidade...quem arrisca pouco, também falha pouco...Quantas perdas de bola tem o Ronaldo e o Messi!? Aposto que bem mais que o Ola jonh e nem por isso são piores jogadores do que o Ola jonh....
Por favor sejam serios...

masterzen disse...


PB,

Qual o sistema de jogo apropriado para uma equipa que lute pelo titulo contra uma outra que tem um defesa esquerdo que pode jogar com a mão quando se defrontarem?
Jogar apenas pelo outro lado? Colocar um jogador de basket a extremo direito que tenha um drible forte no 1c1 em especial com a mão esquerda para poder canalizar jogo para o corredor central?
Se este defesa esquerdo adversário aprender a atacar com as mãos será certamente em breve o melhor do mundo.

PB disse...

site da uefa,ficha dos jogos. foi de onde tirei isso dos kms da equipa. dos jogadores vi no jornal a bola no dia seguinte ao jogo

master, aqui n se fala de arbitragens...

Cole,quem te disse q tenho experiencia...?


qt ao correr à toa, sim. O miúdo nem o Matic n correm à toa. Correm mt pq jogam c 2 jogadores em 3 espaços. os jogos c o barça foram os unicos em q jogaram c 3 medios centro, mas só nos periodos em q o messi esteve em campo.

Anónimo disse...

Esse jogador por acaso faz manchetes dentro da área como o Cardozo no jogo do título? Se assim for só mesmo com um golo de bola parada tipo Maicon, para repôr a justiça à melhor equipa em Portugal.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Concordo com o texto se esquecermos a primeira parte e nos recordarmos das outras aparições dele na primeira equipa.

Porque durante a primeira parte, na minha opinião, o André foi um dos melhores em campo. E não falhou assim tantos passes (estou apenas a pensar de cabeça, sem ir aos números concretos).

Pelo contrário: lançou vários ataques com muita qualidade (ora no pé, ora no espaço - consoante a jogada e o colega pediam), decidiu com assertividade, recebeu bolas de uma maneira que eu pensava não ser possível nele (fez diversas recepções orientadas de difícil execução e pressionado) e demonstrou muita calma/sabedoria para não jogar sempre a mil à hora - a crença que ganhar em Nou Camp implica jogar muito rápido e de forma directa normalmente é a morte do artista. Contra qualquer equipa do Barça.

Conclusão: esteve óptimo. E mesmo com outras soluções (parece certa a vinda de mais alguém em Janeiro) para mim o André Gomes tornou-se um valor seguro (depois de Barcelona) no plantel. Agora, se joga muito ou pouco isso é outra conversa.

Que tem um enorme potencial acho que poucos duvidam. Com o Jesus a orientar a situação... Podemos esperar o melhor.

Arrenka disse...

Para mim esta seria a equipa titular em 433:
Artur,
Maxi, Garay, Luisão, Melga;
-----------Matic
-----Enzo ----- Aimar (Martins)
Ola John ---- Rodrigo ---- Nolito

-

442 Losango:
Artur
Maxi, Garay, Luisão, Melga
----------Matic
------Enzo ---------- Nolito
--------Lima
--Cardozo

442: Maxi faz o corredor todo, enzo ajuda a fechar no meio.

JMM disse...

Hanzo,

Evidentemente que importa juntar os dois. Apenas queria assinalar que ser um jogador esforçado não é nada. Só resulta como acrescento a um conjunto de demais características.

Gelson Fernandes é um caso paradigmático disso. Esforçado ele é certamente. Chega? Longe disso, é dos mais limitados jogadores do SCP.

Abel disse...

Anónimo das 04:13, mãos dentro da área?

Nos últimos 3 jogos que o seu clube realizou em Portugal (Braga, Braga, Dragão) eu vi um defesa seu jogar duas vezes com a mão dentro da área e nada foi assinalado.


Você viu alguma coisa? Ou já está acostumado?

vasco disse...

Rodrigo? Péssimo.

JMM disse...

Já agora fica a pergunta, André Gomes é para entrar amanhã contra o SCP?

PB disse...

Se Enzo n recuperar, n ha outra hipotese...

Anónimo disse...

mas e o enzo na ala.. a fazer de ramires?? na esquerda o salvio, o ola john ou o nolito.

não achas que resultava melhor?

Cole disse...

Pelo que tenho visto aqui no blog um user "Pablito" creio, chama-te de mister, pelo que depreendo que seja teu ex-jogador (ex- porque tb pelo que vi aqui trabalhas (te) no 1º de Dezembro), e noutras publicações mais antigas que nem sei precisar, depreendo que estagiaste ou trabalhaste na Academia do Sporting... Mas são apenas leituras do seguimento há bastante tempo do blog. Peço desculpa se foi uma leitura errada. Em todo o caso, o que pensas da questão da intensidade que coloquei? Ou a questão nem se coloca e faz parte do desenvolvimento natural do jogador/atleta?
Cumprimentos

Cole disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
JMM disse...

Tendo em conta o estado da defesa do meu Sporting e a relutância do Vercauteren em revolucionar os centrais (eu quandoele veio era da opinião que ele devia ter retirado Boula, Rojo e Xandão do onze para exorcizar o Sá Pinto dando tempo aos jogadores para treinar, e ptt jogaria com Dier e Mentes) creio que o Sporting só consegue ganhar apostando no contra-ataque e na quantidade de jogadores na defesa.


Isto é, Sporting tem de jogar muito atrás de modo a que se disfarce a dificuldade em se posicionar adequadamente. Nesse sentido o Sporting ganha em ter André Gomes no onze em vez de Enzo pois o AG desequilíbria menos e se a estratégia do SCP for a que acho que deve ser então AG pouco poderá dar ao jogo.

PB disse...

Cole, a transição junior - senior é mt complicada. Quase nem é o mm desporto, pq a velocidade do jogo é incrivelmente superior, e pq ha nos mais novos uma certa dificuldade não tanto nas capacidades físicas (força), mas mais na sua aplicação. A experiência de jogo é determinante... e só se obtém, jogando!

Depois há outro problema ainda mais grave, pq o primeiro resolve-se dando minutos aos miudos. O problema mais grave é q os treinadores, por uma questão de estatuto tendem a dar o lugar aos mais velhos. A menos q o mais novo prove ser incrivelmente superior, será sp suplente do mais velho...

Vou dar-te o exemplo do gr suplente do Rui Patricio na formação do Sporting. Subiu a sénior e naturalmente que não viu o vinculo renovado pq havia o Patricio, foi jogar p o clube da terra (alcochete), chegou lá e ja la estava um gr mt mais velho, ha montes de tempo. É claro q o treinador n iria tirar esse gr, para meter um miudo de 18 anos. E de repente o miúdo deixa de ser gr do Sporting para ser suplente na 3a div!

E n tenho duvidas de q seria incrivelmente superior ao q o sentou no banco...

PB disse...

Cole, retirei aquela msg pq n tenho assim mt interesse em "ser conhecido". Mas, sim, sou aquele.

abraço.

Pablito disse...

Cole... Ele nao e mister... E Mister mesmo...!!!
Olhas para ele nao das nada pelo rapaz... Mas a nível do "treinamento" e uma fera...
Quando se alia o conhecimento com a paixão ... Tudo fica mais fácil ...
Mas num Mundo em que o que manda e o guito... Nao deixa de ser gratificante ver alguem que num Pais de Tachismo ainda nao baixou os braços ...

Agora se ele já faz milagres a "ensinar" num blogue... Imaginem na arena...
Se houver justiça no Mundo ainda terei o prazer de o ver no topo!!!

Abraço Mister

PB disse...

Ès o maior Pablito ;)

Anónimo disse...

PB, duas pequenas questões um pouco fora:

1- Tens visto o Hulk do Zenit? Parece-me o mesmo jogador que chegou ao Porto.. Esqueceu tudo o que cá aprendeu e joga para só para ele..

2- Que opinião tens da Selecção Feminina e mais concretamente do seleccionador? Vi o resumo contra o Brasil e há ali um erro inadmissível, de uma lateral direita a por em jogo descaradamente a adversária. Será apenas lapso individual ou algo mais?

Abraço,
Sérgio

PB disse...

n vi Hulk. Vi a selecção feminina. Foram alguns golos parvos... mas cá pelo estatuto de amador há pouquissimo tempo p treinar...

POC disse...

André Gomes devia estar a rodar noutra equipa, sempre titular. Depois haveria de estar melhor preparado para nós.

Deficiente preparação da época.