quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Inteligência na tomada de decisão e cultura táctica na ocupação do espaço. A única forma do Sporting voltar a ter favoritismo nos seus jogos.

Já lá vai algum tempo desde que Vercauteren assumiu o comando do Sporting. Se o belga tivesse ideias próximas das que por aqui defendemos, é certo que o nível de jogo do Sporting (pelo menos o defensivo, porque esse não depende do talento, mas sim da organização) já deveria ser totalmente diferente. 

Se as duvidas de que colectivamente o Sporting poderá evoluir são mais que muitas, só há uma forma de minimizar os estragos. Há que escolher os mais inteligentes e os que mais percebem do jogo para defenderem as cores leoninas. Basta espreitar os percursos nas carreiras de alguns jogadores leoninos para se perceber que dificilmente aprenderam o que deviam aprender em tempo oportuno. 

Sem melhorar o trabalho de campo, o Sporting só "sobreviverá" na escolha correcta das suas peças.

Por exemplo. Dier é muito mais inteligente na ocupação do espaço que Cédric. É uma diferença individual que não foi potenciada pelo trabalho de Vercauteren. Deve-se unicamente à percepção que um e outro têm do jogo. E a escolha sobre se joga um ou outro deve ter em conta diversos factores. Mesmo fraco tecnicamente para uma posição exigente, Dier justifica a chamada pela competência defensiva. A troca de um por outro melhorou o comportamento defensivo do Sporting.


Não é um lance casual, tão pouco as imagens que foram aqui trazidas dos posicionamentos de Cédric o foram. A troca de um por outro corrigiu muita coisa defensivamente.

E é nesse sentido que parece que a única forma de melhorar, é substituir "as peças nocivas". As que não percebem absolutamente nada do que estão a fazer no campo. 

O que é seguro é que há muitos jogadores de fora que mesmo sem trabalho colectivo semanal, porque têm uma percepção mais evoluída do jogo, poderão rapidamente dar melhores respostas ao Sporting. As entradas no 11 de André Martins, Adrien, Pereirinha, Daniel Carriço, Nuno Reis (emprestado em Olhão) e Izmailov colocariam rapidamente o Sporting em lugares europeus. 

39 comentários:

Anónimo disse...

Curioso como dos 5 jogadores que sugeres para entrar no onze, 4 foram formados em Alvalade. Continua a bater nesta tecla sff porque o teu blog és dos mais respeitados na blogoesfera futebolística.

Não é preciso inventar, a fórmula da sustentabilidade do Sporting está lá. E é isso, a sustentabilidade do clube, que está em causa hoje em dia.

Sobre o Dier gostava de o ver a central. É possível que o vejamos nessa posição este fds.

Acho que o Cédric está a atravessar um mau periodo mas penso que se for bem trabalhado pode ser um belissimo lateral. Claro que nem tudo o que sai da formação é bom jogador, o Renato Neto, por exemplo, parece-me muito fraco.

PM

Anónimo disse...

O Dier é fraco, está a fazer igual ao Maxi naquele lance contra o Messi. Devia de ai estar o Cédric a marcar o Ola John.

Joel disse...

Pb, tens toda a razão...mas sendo os jogadores citados portugueses.. Terão a oportunidade?

Rearviewmirror disse...

Patricio
Pereirinha - Nuno Reis - Carriço - Insua
André Martins - Rinaudo - Adrien
Izmailov Van Wolkswinkel CApel

Para ti o Sporting jogaria em qualquer coisa como isto?
Dos que falas, acredito que no 11 do Braga, entraria o Patrício claramente, e acho que o Wolkswinkel Rianudo Insua e Capel discutiriam o lugar.
O resto ficava no banco ou bancada do AXA.
O maior problema do Sporting é querer jogar como um clube grande com bons jogadores, quando é um clube grande com jogadores assim-assim.

Eu sinceramente acho que o Sporting tem 2 grandes problemas:

1. Falta de tempo e desperdício de bons jogadores.

Em pouco tempo o Sporting mexeu tudo. Treinadores, jogadores (acho que do plantel de há 2 anos sobram 4 jogadores), estrutura, presidente. Não há um planeamento, compram-se jogadores para encaixar numa equipa, quando na história do futebol só me lembro do Mourinho a fazer isso num ano, e com jogadores escolhidos a dedo.

Dou exemplos de jogadores, que embora não fossem nenhumas estrelas, traziam ao Sporting algo que agora não tem: experiência e noção do que é o jogo.
1. Polga
2. Onyewhu
3. Postiga
4. João Pereira
5. Matias Fernandez

Renderam 7 ou 8M€ ao Sporting, o preço do Elias.
Estes 5 eram titulares neste Sporting de caras, e os resultados seriam bem melhores (piores eram dificil)

2. Modelo de jogo

O Sporting, enquanto não tiver ideias claras de um treinador com provas dadas e que seja para ficar, tem que mudar de sistema táctico, principalmente a jogar na Liga Portuguesa. O Sporting tem que se adaptar á Liga Portuguesa.

Jesus quando chegou ao Benfica, mudou o sistema táctico que estava implementado à anos na Luz. Mudou o 4-3-3 ou 4-2-3-1 para um claro 4-1-3-2.
O que é que isto fez?
Em Portugal, esta é a táctica preferida das equipas portuguesas. Sinceramente não estou a ver outra equipa em Portugal que jogue com 2 pontas-de-lança como joga o Benfica. E isso cria problemas de organização ás equipas contrárias, porque durante uma época inteira jogam num sistema defensivo, que contra o Benfica tem de ser alterado duas semanas por época. Foi muito a partir daí (e da qualidade dos seus jogadores, é claro) que Jorge Jesus conseguiu resultados logo na primeira época, e continua a ter principalmente contra as equipas com mais fracos recursos técnicos.
Obriga os seus adversários a jogarem contra uma táctica
Os últimos grandes resultados desportivos do Sporting foram obtidos a jogar em 4-4-2, losango ou não.
Mas sempre com 2 avançados na frente de ataque, móveis ou não (lembro-me que Jardel e Liedson, mesmo sendo jogadores tão diferentes, nunca jogaram sozinhos na frente de ataque).

Claro, que o Sporting não tem nenhum jogador para colocar ao lado do Wolkswinkel para isso.
Não tem um sistema alternativo, e os seus médios centros são maus.

Só me apraz dizer alguma coisa: Ainda bem que não sou do Sporting.

Anónimo disse...

a mim apraz-me dizer outra coisa

Ainda bem que não és do SPORTING!

JMM disse...

Concordo que em grande medida isso seria necessário neste momento. E digo-o não porque A seja melhor que B mas sim porque ajudaria a colmatar os problemas que a equipa neste momento tem.

Uma pergunta para ti, com que 11 achas que Vercauteren deve entrar no sábado(podes assumir que estão todos disponíveis)?

PB disse...

fazer o 11! gosto disso! loooool

Patricio, Pereirinha, Carriço, Boulahrouz, Insua, Rinaudo, Adrien, A.Martins, Izmailov (10), Ricky e Carrillo (av)

442 losango! Começava a trabalhar sobre isto. N significa q n pudesse mudar de ideias...

Anónimo disse...

Curiosamente o 4-4-2 (Sporting) e o 4-1-3-2 (mas sempre com os dois pontas-de-lança/avançados) foi usado com resultados com Jesus (nestes 4 anos, cortando claramente com a linha Quique-Flores que usava Aimar como avançado) e com Paulo Bento no Sporting (nos outros 4 salvo erro)

Lembro-me de Fernando Santos a implementar esse sistema no Benfica, e embora não tivesse tido títulos até pôs o Benfica a jogar à bola com qualidade.

Acho sintomático que Jesus, Paulo Bento e Fernando Santos tenham usado esse sistema, eles que são treinadores com experiência de futebol em Portugal.

João Silva

JMM disse...

Obrigado. Pedi por uma razão simples: é uma boa forma de suportar um post no qual analisas alterações imediatas.

A opção por Pereirinha transcende-me. Não vejo nele nenhuma capacidade para ser titular em qualquer dos maiores da Liga Portuguesa.

PB disse...

Há mt tempo dediquei um post ao Pereirinha. Mesmo não o conhecendo...

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2011/08/e-se-tivessemos-o-xavi-no-sporting.html

JMM disse...

Já li sobre tudo o que tens com a tag dele.

Neste momento não sou capaz de avaliar a sua capacidade de decisão. Terei de estar mais atento da próxima vez (será que vai haver próxima vez para Pereirinha)?

No entanto sempre me pareceu um jogador que procura a finta sem argumentos para tal.

JMM disse...

E já agora PB, antes que me esqueça, o post em questão vai no sentido de afirmar que Xavi passaria despercebido. E a culpa disso, a meu ver, só pode ser do treinador.

O treinador não tem que dar ouvidos aos adeptos. Não pode! O treinador é pago porque percebe de futebol, os adeptos sabem nada de futebol. Eu todas as semanas tenho um 11 para o SCP de que mais gosto mas se Vercauteren me perguntasse: "Queres que ponha o teu onze?" a minha resposta seria sempre NÃO! O treinador é que sabe.

Se Adrien, Pereirinha ou outro qq saem do onze: a culpa é do treinador.

PB disse...

Olha que a ideia de q procura a finta é mt contrária à ideia q eu tenho dele

hertz disse...

Uma dúvida. Dizes que se o Sporting quer melhorar tem de começar a jogar com jogadores mais inteligentes tacticamente. O que eu pergunto é, não é possível o Vercauteren trabalhar a organização defensiva, principalmente, com aqueles jogadores? Jogadores como o Rojo, Cedric ou Elias não são capazes de "aprender" a posicionar-se em campo se o treinador desenvolver esse trabalho? São casos perdidos?

PB disse...

Não! Claro que não são casos perdidos. Eu acho que a vertente táctica se trabalha! O blog é todo virado para essa parte. Todos os jogadores q tenho criticado do SCP são projectos inacabados que podem mudar totalmente!

V disse...

E O DIER?!

PB disse...

tem tempo! mas n pode fazer carreira a lateral! N tem qualidade técnica p isso! foi mt fraca a sua prestação com bola no derby. Mm c todas as atenuantes da organização da equipa, não se pode falhar a qt de passes fáceis e recepções q falhou. Mas, em termos de posicionamento, pelo menos para lateral foi de top!

Anónimo disse...

PB,

Gosta da forma como baseias a escolha do 11 do Sporting suportado na capacidade de decisão e preenchimento dos espaços. São de facto dois factores cruciais para a melhor imediata da equipa, mas existem outros factores que são determinantes para manter a equipa num rendimento alto e permitir que ela ganhe coisas. Vou enumerar três factores que acho cruciais para o Sporting numa segunda fase se estabilizar e poder ganhar:

1 - A capacidade táctica do treinador - o Belga já se percebeu que não vai lá.

2- A leitura de jogo durante as partidas, também já se percebeu que o Belga não vai lá.

3- A capacidade técnica dos jogadores do Sporting somado as boas decisões e boa ocupação de espaços, o Pereirinha por exemplo técnicamente não é um jogador de top o que não lhe permite sacar rendimento das boas decisões que toma.

4 - A criatividade que é apenas a criação de novas alternativas aos problemas que se vão colocando e onde por exemplo o Adrien não é nada de especial.

Desses cinco jogadores que disseste sem dúvida que melhoraria a qualidade mas não a elevaria para outros patamares com a excepção do André Martins.

É melhor começar a pensar nos miúdos da equipa B porque sem dinheiro não haverá muitas mais soluções.

Carlos Pimenta

PB disse...

Obrigado pela análise. Acho que tirando o ponto 3 estamos mais ou menos de acordo em tudo

J disse...

Há um inexplicável drama no Sporting que consiste em despachar jogadores contratando para os mesmos lugares outros que não lhes são superiores. Alguns já estão aí em cima, outros não.
A
1. Polga
2. Onyewhu
3. Postiga
4. João Pereira
5. Matias Fernandez
acrescento
6. Djaló
7. Valdez
8. Vujevic
Isto faz quase uma equipa, junte-se o Patrício, o Ínsua, o Rinaudo e, para o banco, Capel, Carrillo e Wolf, e digam-me que não estávamos a disputar a Liga dos Campeões.

João Luís disse...

PB, li o "stress" no face, e por isso resolvi vir aqui fazer-te uma sugestão.

Eu percebi muito bem as razões que te levaram a criar o blog, ou melhor as razões para que em determinado período do blog só falasses do Sporting e do Benfica. E ninguém de certeza te pode criticar por isso, porque é um blog só teu.

Eu sei que tens noção que o blog cresceu muito nos últimos tempos. Muito mesmo. Sou estudante de Desporto no Porto e garanto-te que na minha turma e pela faculdade fora toda a gente conhece e espreita o teu trabalho. O blog está com um nível que merece que o trates de uma forma que não apenas por prazer pessoal.

E é nesse sentido que te venho sugerir que deixes de vez de tratar isto como se fosse para os teus amigos e trates como se fosse para uma audiência mais vasta. Esquece de vez o Sporting, concentra-te nas melhores três equipas de Portugal. Aqui ninguém é, nem quer saber do Sporting para nada, e é um bocado chato termos tantas análises de um clube sem expressão que anda pelos últimos lugares, e tão poucas das equipas que verdadeiramente nos interessam.

Fica a sugestão: Muito mais Porto, mais Braga e arruma de vez o Sporting, mesmo que isso te doa um bocado! Se queres dar definitivamente o salto, tens de te concentrar nos melhores!

cumprimentos
João Luís

JMM disse...

Venho aqui contrariar o legítimo peditório do João Luís.

Porque raio tem de dar "o salto"? Aliás, o que é "o salto"? A audiência não veio para cá por causa de um qualquer salto, veio porque apreciou a natureza e estilo do Blog. E claro que o Blog tem uma componente de prazer para o seu autor, vertente essa que deve ser mantida. Porque raio haveria este blog de começar a dar um desagradável trabalho? Em nome de epíteto de "Blog Profissional"!? Esse epíteto é pura ficção.

O PB fala do que entender. E deixa que te diga que dizer que o SCP é um clube sem expressão é das maiores idiotices que já li por aqui. Pode não ter muita coisa mas se há coisa que tem é expressão. Quanto a estar nos últimos lugares, é uma realidade que torna a análise mais interessante no sentido de perceber que não é por falta de jogadores mas por falta de algo mais. Para perceber que podes ter os melhores jogadores e mesmo assim a coisa não correr bem devido a outros factores que passam ao lado do adepto de futebol.

E desculpa estragar o teu sonho, eu quero saber do Sporting. E não sei em nome de que colectividade falas, mas acho piada a vertente sindicalista do teu discurso.

Enfim, PB que escreva sobre o que lhe apetecer e se escrever sobre o Sporting melhor.

Anónimo disse...


Gostaria de deixar algumas questões. Sou leitor frequente do blog mas nunca comentei. Desde já agradeço pela qualidade do que aqui se faz, aprende-se muito futebol aqui.

Num post atrás onde falavas da falta de dinãmca defensiva do meio campo do Sporting, fazias referência a um post mais antigo no qual mostravas um esquema de um possível posicionamento dos 3 médios. A pergunta que queria deixar é: nesse esquema como colocarias os alas (assumindo que a equipa joga em 1-4-3-3). ficariam numa linha mais adiantada que os interiores? ou devem posicionar-se numa linha proxima dos interiores?

Outra questão te a haver com os posiconamentos dos médios do Sporting. Não achas que o primeiro problema começa no facto de nunca estarem disponiveis par fzer coberturas os alas? obrigando o rinaudo a sair do meior para ser ele a fazer coberturas? Na minha forma de pensar nao gosto que o 6 saia muito da zona cenral e por isso para mim teria que ser um dos interiores a fazr coberturas aos alas. o que achas?

Cumprimentos
João

J disse...

Enfim, esse senhor João Luís, que até faz questão de divulgar que anda a estudos na faculdade, saberá que esse tal clube sem expressão é o único que nunca ficou abaixo do 5º lugar no campeonato nacional?
Vai estudar pá.

PB disse...

Sim anónimo. Teve de ser sp o Rinaudo a sair pq os interiores estavam à frente da linha da bola. Na maior parte do tempo o Sporting defendia só com 7 atrás da linha da bola (os 2 médios e o av, naturalmente) estavam à frente

Diria q num 433 normal, sao os interiores q aproximam a cobertura...podendo o 6 manter o seu posicionamento.

É fácil dizer q o Rinaudo se desposiciona. Mas ele só o faz pq tem de ser! Pq os outros n vão lá!

Extremos numa linha mais adiantada q os interiores. Mas isso já faz parte da estratégia e n tanto do sistema táctico...

Anónimo disse...


Concordo contigo. A primeira impressão que fica é que o Rinaudo se desposiciona muito. No entanto depois de uma análise mais cuidada (como a que aqui fazes) verifica-se que o faz porque de facto tem que ser, devido ausencia de comportamentos defensivos adequados por parte dos interiores.

Gostaria de ver o Rinaudo jogar numa equipa organizada defensivamente.

Abraço

zdamen disse...

Epá, novelas não...

Não dêem importância a questões laterais e cinjam-se ao conteúdo, muito interessante, dos posts.

É muito interessante analisar o André Martins, principalmente colocando a análise no prisma da comparação com o André Gomes do SLB.

Não me parece que se possa definir qual o melhor. O mais evoluído parece-me ser o Martins, mas no futebol dos nossos dias, a componente física e a capacidade de choque e guardar a bola no meio campo do Gomes é, para mim, muito interessante.

Obviamente que o Martins é tecnicamente mais evoluído mas não sei se dará jogador de TOP. Quando o vejo jogar, nunca fico 100% convencido, se bem que gosto de como ele está no jogo.

Vai ser engraçado daqui por uns dois a três anos ver o percurso de cada um e revisitarmos este tópico.

Se eu fosse treinador, hoje, e sublinho o hoje, acho que preferiria o Gomes.

Se fosse empresário da bola, o Martins sem dúvida.

Mais uma bela análise PB. Parabéns.

PB disse...

João, desculpa. Como vi anónimo, depois passou-me que tinhas assinado no fim!

o meu último comentário deveria ter começado com "Sim João"

Ricardo disse...

ó joão luis, andas na faculdade e queres que se começe a falar aqui de corruptos e seus aprendizes?!? Mas afinal o que é que ensinam aos miúdos nos dias de hoje? Quando fores pai (se fores!) vais mentir aos teus filhos ou vais dizer a verdade sobre o clube corrupto?!?

Anónimo disse...

Boas PB,

Não sei que programa usas para trabalhar os vídeos da maneira que o fazes. Li à uns tempos que era no paint, mas já não tenho a certeza..

Comecei agora a utilizar este, é grátis e bastante fácil de mexer. No entanto peca por não ter caixa de texto no teu caso..

http://longomatch.org/

Não sei se conheces, fica a dica ;)

Abraço,
Sérgio

PB disse...

Obrigado Sérgio, vou ver se espreito

Anónimo disse...

Coitadinhas das lagartixas amestradas da TSF

clubezeco ridiculo. Tem razão ai Luis, mesmo sendo de um clube assumidamente corrupto. Para falares tanto desses pobrezinhos tb devias de falar do olhanense e académica e feirense e esses. Rio Ave não digo porque já está muito acima!

Anónimo disse...

Olha joão luis, lê este post e pode ser que passes a entender

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2010/01/o-dia-em-que-o-futebol-portugues-morreu.html

João Pedro

B Cool disse...

Realmente são inconcebíveis essas palavras escritas por quem assina joão luís. A grande mais-valia do blog é mostrar os comportamentos positivos ou negativos das equipas. Se o Sporting este ano tem mostrado ser um autêntico manual do como não fazer as coisas, é muito útil para que não nos percamos nas outras minudências, mas que se perceba que quem defende como tem feito o sporting está muito mais próximo de perder, do que de ganhar.

Abdicar destes posts tão demonstrativos, só porque alguém considera que não é uma equipa com expressão, ignorantemente, seria um mau serviço.

Além do mais, quem és tu para definir a linha editorial do blog, joão luís ?

Se estás na faculdade de desporto e mesmo assim mostras essa tacanhez de espírito, por muito que te ensinem, nunca deixarás de ser uma pessoa de horizontes muito curtos.

Obrigado pelo bom trabalho PB, tenho a certeza que eu e outros temos aprendido muito.

Blessing Lumueno disse...

PB... Esse trabalho de campo a mim parece tão simples de se fazer... Tão simples, que arrisco dizer que num mês de treinos esse, comportamento que é apenas posicional, ficava treinado e perfeitamente enquadrado.Os posicio
posicionamento defensivos funcionam por rereferência e são coisas muito fáceis de interpretar pelos defesas se treinados no contexto certo.
Não sei sinceramente o que isto diz da competência dos dois treinadores do Sporting este ano. Se não notam estes erros, se acham que o problema é outro ou se é o Cedric que é calhau!

Anónimo disse...

Entao a azia pr perder 2 campeonatos seguidos para l VP deve estar through the roof...

Rearviewmirror disse...

Zdamen

Queres comparar dois jogadores (André Gomes e André Martins), mas eles têm 3 anos e meio de diferença.
André Martins faz 23 anos em janeiro, Gomes faz 20 em Julho ou Agosto.

Não tenho dúvidas nenhumas, que André Gomes (até pelo empresário que já tem) vai ser uma referência do futebol português, no posição em que estamos carenciados.


GBC disse...

PB, o Dier parece-me a mim (tenho essa sensação) que será um óptimo central. E o Sporting conta com óptimas opções para a posição: Pedro Mendes, Nuno Reis, Eric Dier, Tobias Figueiredo, Tiago Ilori... uns mais que outros, claro, mas há soluções em abundância.

Em relação ao teu onze, tens uma falha imperdoável: Pranjic. Esqueceste-te dele ou achas que o Insua é melhor?

Utilizaria também esse onze (mas com Pranjic em vez de Insúa), mas em 4-3-3, com o Izmailov e o Carrillo a jogarem por dentro mas a darem a opção de ir à linha (sobretudo o Carrillo, é tremendamente imprevísivel: tivesse mais situações de 1x1 proporcionadas pela equipa - e não de 1x4 com as coberturas todas do adversário - e faria estragos imensos. Não tantos como os do Ola John, mas seria perigosíssimo na mesma).

Anónimo disse...

Isso é a tua opinião..assim como há quem defenda e com sucesso, que mesmo defendendo zonalmente no resto do campo, dentro da área passa a marcação individual. Pois dentro da área não há tempo para ajustes, para coberturas... Dizes e bem, que durante o trajecto da bola para o ola john o eric conseguia colocar-se entre a bola e a baliza. Mas também o ola john com uma recepção orientada ganhava o espaço necessário para chutar à baliza. Dentro da área cada milímetro é importante