terça-feira, 18 de dezembro de 2012

No Sporting não jogam os jogadores. Jogam os nomes.

Não terá sido por acaso que há mais de dois meses atrás, quando o Sporting procurava treinador foi escrito aqui:

"E se há algo que o Sporting precisa, para além da competência no processo de treino, é de um treinador que coloque os melhores a jogar. Alguém que não conheça sequer o nome dos jogadores, nem idades, nem que saiba os "onzes" que recentemente vêm subindo ao relvado. Alguém que tome as suas decisões única e exclusivamente de acordo com o que os seus olhos presenciam no campo de treinos, esquecendo ordenados, preços pagos em transferências e importância no balneário. " Aqui.

No Sporting não jogam os jogadores. Jogam os nomes. E tudo é especialmente lamentável quando de fora ficam atletas cuja qualidade e vontade é inúmeras vezes superior aos que Vercauteren faz subir ao relvado.


A falta de cultura táctica do meio campo leonino já observada também aqui.


14 comentários:

Gonçalo Teixeira disse...

O Mou ao Elias fazia o mesmo que fez ao Maniche no Benfica. È vergonhosa a atitude de Elias nesse lance e nos últimos jogos. Ainda deve estar a gozar a vitória do Corinthians. Como é possível tamanha displicência, tanta falta de entrega ao jogo? Um médio com tanto potencial e qualidade, como pode andar ali todo contente a fazer exibições tão medíocres como se tem visto este ano?

... disse...

Volto a perguntar, o que será que estes jogadores, Elias, Rojo, etc mostram ao treinador nos treinos para jogarem sempre? Será teimosia do treinador ou "forças estranhas" para estes jogarem sempre, jogo desastroso atrás de jogo desastroso?

FCS disse...

Não mostram nada. Mas certamente que os empresários e os fundos a que pertencem mostram muito.

jose guinote disse...

Elias fez uma exibição lamentável. Estava no segundo poste quando da marcação do primeiro golo do Marítimo e foi incapaz de reagir e de disputar a bola. Mas, além disso, foi uma absoluta nulidade ele que tem um valor enorme e mostrou noutras ocasiões ser um atleta com capacidade para arrastar a equipa. O melhor momento no jogo de hoje foi quando saiu para ser substituído.
Subscrevo a crítica a Vercauteren. Não está a colocar os melhores jogadores disponíveis. Se o fizesse o Rojo e o Boularouz nunca joagariam. Se o fizesse o Eric teria sido titular no centro com o Xandão. Se o fizesse o Elias hoje não teria jogado. Se o fizesse já teria dado pelo menos uma oportunidade ao Adrien que, sabemos nós, é muito melhor que os Pranjic eos Gelsons e outros que por lá se arrastam. Ou ao André martis e etc.

Tsubasa disse...

Quando soube o onze que o Sporting estava a usar, desiludi-me logo com Vercauteren.

Não teve "balls" para manter Eric Dier no centro da defesa. É verdade que era a Taça da Liga, mas o Sporting precisa de vitórias e como tal tem que jogar com os melhores. E neste momento não passa, nem pode passar por esta dupla de centrais.

Ontem, pensei nisto: A contratação de um manager, pode servir para que Vercauteren faça exactamente o que dizes, escolher os jogadores apenas pelo que lhe mostram nos treinos, nada mais. Problemas de salários, quem contratar, aumentos, saídas e entradas, tudo isso poderia ser desviado do treinador.

Mas rapidamente cheguei à conclusão que não. Jesualdo é uma contratação para dar esperança, para "demitir" Vercauteren (sem demitir, que é pior!) para que Godinho evite demitir-se a ele próprio. Por agora.
Mais gente nova. E para um cargo de liderança, um autentico atestado de incompetência própria.

Enfim, tenho pena de ver o Sporting assim, de ver uma equipa grande portuguesa fazer a figura que fez na Liga Europa. No meio disto só vejo a vantagem da oportunidade de apostar na formação (perante a necessidade, porque senão não se aposta nada), se bem que este não é o melhor ambiente para um jovem.

JMM disse...

O maior problema do SCP mão tem que ver com esforço mas no caso de Elias é evidente que não se esforça.

Contudo a sua titularidade deve ter que ver com o desejo de o vender e nada mais que isso.

Elias fez ontem o seu ultimo serviço pelo Sporting. A partir de Janeiro Sporting voltará a ter um dos onzes mais portugueses com Patricio, Martins, Adrien entre outros. É uma necessidade.

Devo dizer que essa necessidade vai, a meu ver, ajudar o clube e os resultados vão, certamente, melhorar.

DC disse...

Falta de cultura táctica ou falta de interesse, compromisso e vontade?
É que vejo no Real a acontecer o mesmo e não me parece que o Mourinho tenha pouca cultura táctica.

Ainda há uns dias sofreram um golo porque o Pepe foi fazer um lançamento, perdeu a bola e depois não estava ninguém a compensar o desposicionamento dele.

Anónimo disse...

elias nao ataca nao defende, nem ocupa bem o espaço, simplesmente ocupa um lugar no onze...

no golo do maritimo estava no poste a passar ferias, porque a bola é tocada mm à sua frente e nem reage

T1 disse...

nao olhando so para elias, e o que dizer de todo o movimento de rojo?

Anónimo disse...

Os jogadores estao (fora casos extraordinarios como os tugas) a fazer frete no Real, querem mandar o Mourinho embora, com a conivência de pessoas desracadas do Real e da imprensa. Ele comprou demasiadas guerras e tambem ja cansa um bocado o seu estilo... Digamos que pos-se a jeito.

Apesar do Mourinho ter muita culpa, metem me nojo meninos como o Casillas, os meninos queridos da aficion. Nao e nenhum anjinho... É o pior deles todos no balneario.

DC disse...

Ó anónimo o Casillas tem um currículo inatacável, já venceu tudo o que havia para vencer (muito mais do que o Mourinho) e nunca criou um único conflito.

Já o Mourinho... Vocês não param para pensar que se calhar se a culpa é do Mourinho?
Se saiu a mal do Porto, se saiu a mal do Chelsea, se vai sair a mal do Real... Será que é o mundo todo que anda errado ou é ele?


Além do mais e no que se refere ao meu comentário, o erro individual começou em Pepe (um dos seus protegidos) que não tinha nada que fazer o lançamento. Já a compensação não me recordo por quem poderia ter sido feita. Mas naquela defesa não têm falhado só espanhóis, Pepe e Coentrão têm estado péssimos!

Carlos Alberto disse...

Vê-se mesmo que vocês não percebem nada de futebol...

O Elias é um génio e só por má vontade é que o PB não o reconhece:

Ele, logo no principio da jogada percebeu pelo 'andar' do David Simão que ele ia rematar à trave e como tal não valia a pena correr.

Isto é genial, amigos, genial.

LMGM disse...

E será que no Sporting um treinador pode fazer isso?

Pior, sempre que alguém tenta arrumar a casa há uma convulsão, seguida de revolução e fica tudo na mesma...

Relva disse...

Finalmente um post que leio que está certo, temos jogadores altamente pedeteiros, rascos, sem qulquer categoria, espero que o jesualdo ou outro qualquer os despache, será assim tão difil? Rojo (Nojo) e Elias metem nojo simples.