quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Do saber defender.


Porque muito debatidos por aqui, e porque muitos ainda não conseguem perceber os disparates que alguns centrais da nossa Liga vão somando a cada instante, em video novo exemplo. Desta vez, todavia, um bom exemplo. 

Ser jogador de futebol exige sobretudo boa leitura das situações de jogo e requer conhecimento sobre as melhores respostas a dar a cada uma das situações. Ser forte nas abordagens defensivas às situações de 1x1 não tem a miníma relevância quando se procura no mercado os melhores defesas. Interpretação rápida e correcta e respostas rápidas às novas situações foram as características que fizeram de Carvalho um dos melhores centrais europeus da última década. Pouco adiantaria ser rápido e forte se não fosse sobretudo inteligente.

Poderás seleccionar o defesa mais rápido, mais forte, mais agressivo, com melhor capacidade de desarme e antecipação. Se não souber do jogo, será sempre uma catástrofe para a sua própria equipa.

video

44 comentários:

GC disse...

"Poderás seleccionar o defesa mais rápido, mais forte, mais agressivo, com melhor capacidade de desarme e antecipação. Se não souber do jogo, será sempre uma catástrofe para a sua própria equipa"

Parece a descrição perfeita para os centrais do Sporting.

Vitó disse...

PB,

Era porreiro fazeres mais post's sobre o Tottenham, para podermos perceber a evolução da equipa com o AVB.

Abraço

Pinto disse...

Eu diria que o Carvalho foi mesmo o melhor...

zdamen disse...

"Ser forte nas abordagens defensivas às situações de 1x1 não tem a miníma relevância quando se procura no mercado os melhores defesas"

Afirmação fantástica!

Numa boa equipa, ou pelo menos com boa organização defensiva, situações de 1x1 não aparecem, ou no máximo, aparecem muito esporadicamente, pelo que ser "bom" no 1x1, seja lá o que isso for, é como dizes e bem, totalmente irrelevante.

Estou com os dois comentadores anteriores.

zdamen disse...

"Ser forte nas abordagens defensivas às situações de 1x1 não tem a miníma relevância quando se procura no mercado os melhores defesas"

Afirmação fantástica!

Numa boa equipa, ou pelo menos com boa organização defensiva, situações de 1x1 não aparecem, ou no máximo, aparecem muito esporadicamente, pelo que ser "bom" no 1x1, seja lá o que isso for, é como dizes e bem, totalmente irrelevante.

Estou com os dois comentadores anteriores.

PedroF disse...

Já o A.Almeida esqueceu-se do que andava a fazer em campo e pôs o Ghilas em jogo.

Ricardo Galeiras disse...

que pinta...já sem poe legendas nos videos e tudo!!!

Bruno disse...

O Sporting vendeu o defesa central mais inteligente do plantel por 750 mil euros... e fica o embaraçoso Rojo a titular! Alguém me explica como isto pode acontecer? Eu não entendo

lp22 disse...

PB, nada a ver com o post, mas aqui vai...

Cheguei agora do café após os 6-0 do SLB ao Aves, durante o jogo adeptos do SLB disseram que Aimar não presta, é fraco, que não merece o que recebe, que já devia ter ido... Agora deixo-te decidir tu, eles merecem um tiro na cabeça, a forca ou apenas serem ignorados por serem ignorantes?

Anónimo disse...

Penso que o post só erra por nao aprofundar a questão do adversário no posicionamento defensivo...as referências serão sempre a bola,colega,adversário (poderíamos acrescentar também a baliza). Como alguém referir e bem o A. Almeida só colocaria o Ghilas fora de jogo se o adversário (ghilas) for também ele uma referência...Só é possível fechar linhas de passe tenho o adversário como referência...Penso que entendi a intenção de se afirmar que o adversário não pode ser a primeira referência para o posicionamento defensivo (caso do Rojo) mas deverá ser uma das referências para esse mesmo posicionamento.

Anónimo disse...

de nada serve correr muito rápido, se não se correr para o sítio certo.

PB disse...

viva anónimo, o Almeida n punha o Ghilas em fdj se a referencia fosse o adversário. Pelo contrário. Por ser o adversário é q o deixou em jogo. Se usasse os colegas como referencia e subido para a mesma linha dos restantes colegas de defesa, como faz no video o def do Tottenham, o Ghilas teria ficado em fdj. certo?

referências p defesa à zona são: baliza, bola, colegas. Tudo o q envolva adversário é marcação homem. Isto é fácil de perceber e n estou a falar obviamente de uma invenção minha.

Referência adversário - marcação homem.

espero ter ajudado

PB disse...

lp22, mostra-lhes o video q meterem aqui ha uns tempos do jogo do Aimar em Chelsea... se calhar desde o JVP em alvalade q n havia uma exibição individual daquele nível no Benfica

PB disse...

curioso, o JJ disse numa entrevista q o Aimar lhe disse q se tivesse agora 23 anos q iam à final da champinos. N iam, pq vinha o Barcelona a seguir, mas achei um piadão (no bom sentido)

Anónimo disse...

Mas ainda ha ilustres que achem que o Airmar faz muita falta?!Pelo ordenado que tem sai caro e produtividade 0.Pode ter uma boa visão de jogo, colocar a bola para o espaço vazio para a entrada do colega....Mas é lento corre pouco e a equipa torna-se "molengona" devido ao ritmo de jogo dele. Jogava mais o RC com 36 anos que ele com 33...Ha muito que devia ter sido dispensado.

Anónimo disse...

PB - como é que fechas uma linha de passe se não tens a referência do posicionamento do adversário!?

A referência do adversário não serve para ir a correr atrás dele mas sim perceber qual será o teu melhor posicionamento em função do que se passa a tua volta...

Se não há referências do adversário porque é que assistimos a aproximações do defesas ao jogadores sem bola!? Certamente para condicionar as linhas de passe e as opções do portador da mesma...

Estás com pré-conceitos...Porque é que as equipas de Top fazem análises e observações de jogo dos adversários!? Se a movimentação do adversário não importa certamente essas observações não fariam sentido...

PB disse...

As aproximações ou não têm a ver com o corredor onde está a bola. a referência continua a ser o posicionamento da bola. As linhas de passe idem. Fechas as linhas ao portador da BOLA. As observações servem p perceber tendências, depois a tua acção no jogo tem a ver ctg e não com os outros.

mas há quem faça diferente,claro!

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=3Dnx16-tEF4

Arrigo Sacchi

PB disse...

Está fantástico anónimo, mas atenção q a regra do fdj mudou e é necessário jogar c as distâncias para a bola p n se ser surpreendido. Nos dias de hoje tanta loucura n seria possível :)

mas está mm fantastico

PB disse...

o primeiro lance então, faz lembrar aquele comentário da pega de caras e de cernelha ou lá o q é. talvez ainda pegue naquilo

Hattori Hanzo disse...

PB o que tens a dizer das rábulas do Benfica nos últimos 2 jogos com os penaltis?

PB disse...

Nada. Apenas que acho q o Lima seria ainda melhor (e se ele é bom. neste momento acredito q se n tivesse chegado ao Benfica, o Benfica n estaria em 1o) se n se preocupasse tanto com a estatistica do nº de golos q marca (n só pelo querer marcar o penalty em Moreireinse, q no fundo foi só a demonstração de algo q eu já pensava em algumas decisões dele em frente à baliza!)

Do ponto de vista do JJ, e tendo em conta q p ele o Nolito n conta, é preferível ter o Lima mais confiante. É a minha opinião!
abraço

PedroF disse...

"Mas é lento corre pouco" Correr muito é para quem nunca está no sítio certo. Para quem está sempre lá, para onde é que ele há-de correr? ;)

PB disse...

esse comentário está mt bom, PedroF. Mas a verdade é q mm assim ele corre mt. mt mm. Lembro-me de ver estatisticas disso.

Blessing Lumueno disse...

Lol Aimar é dos jogadores com idade que tem mais intensos que conheço... E depois quando ele toca na bola parece que todos os colegas reagem a ele como se um chefe de orquestra se tratasse...
Se há coisa que não podem dizer dele é que não corre...
Corre, corre muito e sobretudo corre bem...
Depois não tem resistência para fazer os 90 minutos, mas aí é gestão do Jesus que a tem feito bem.
Aimar rende muito mesmo no Benfica e justifica o seu ordenado simplesmente por, na minha humilde opinião, ser o melhor jogador do Benfica.

Quanto a defesa zonal o posicionamento dos jogadores atrás da linha da bola é sempre em função da zona da bola... Pois estás a fechar todos os caminhos directos A tua baliza. Se o adversário jogar noutra zona a equipa tem de estar preparado para se adaptar rapidamente, pelo menos é isso que passo aos meus jogadores
.


Grande abraço
Cumprimentos

PB disse...

concordamos Blessing!
grande abraço!

Edson Arantes do Nascimento disse...

Grandes comentários do Blessing!

Finalmente o AVB começa a acertar em Inglaterra. Até aquele nabo (não pensa, o rapaz, coitado; mas tem potencial) do Kyle Walker parece estar a perceber um bocadinho melhor o que é isto de jogar futebol.

Vamos lá ver onde este Tottenham vai chegar...

Rearviewmirror disse...

"Já o A.Almeida esqueceu-se do que andava a fazer em campo e pôs o Ghilas em jogo."

O engraçado é que já vi o lance parado na box inúmeras vezes e em nenhuma das repetições dá para ser perentório na afirmação do está/não está fora de jogo, como avançaram tão rapidamente os comentadores da TVI (muito provavelmente por não terem imagens elucidativas do lance e não quererem deixar o lance numa penumbra de duvida).

Em relação ao Aimar, já aborrece o mito que se criou que ele está sempre lesionado.
Aimar faz 29,41,46 e 42 jogos OFICIAIS pelo Benfica desde a época de 2008 até à de 2012.

Nesta tem 6 feitos, mas o Benfica tem (pelo menos) mais 22 jogos para fazer, (que poderão chegar aos 36).
Parece que o homem não pode ter uma lesão, vem-se logo falar da idade do homem.
Depois admiram-se de ver o Inter campeão Europeu, ou de ver jogadores como Giggs ou Scholes a jogarem com quase 40 anos.

A qualidade está nas pernas, e não na idade.

PedroF disse...

Rearviewemirror, há uma câmara que confirma que ele pôs o Ghilas em fora-de-jogo.

PedroF disse...

*não pôs.

Rearviewmirror disse...

Não há. Eu tenho o jogo gravado, e dei-me ao cuidado de ver o lance inúmeras vezes. Não podes nunca ter a certeza de que estava ou não estava.

NSC disse...

Todavia, parece-me que, e no que toca ao vídeo deste post, o adversário não deixa de ser uma «referência». Como sempre e como são referências a bola, os colegas e a baliza.
É a posição do adversário que faz com que o defesa saia rapidamente para o colocar em fora-de-jogo. Sem aquele adversário podia posicionar-se numa cobertura mas sem a necessidade de subir de forma tão imediata.
Mas posso estar enganado.

KARLOS disse...

PB

Concordo com o posicionamento, mas discordo do jogador "inteligente"...

Não acho ser necessário ter um QI elevado pra fazer essa movimentação q foi feita (nada mais natural!!)...

Acho isso muito mais trabalho do técnico (quer seja pelo atual, ou pelo qual passou...)

Quaquer jogador condicionado pra isso, fará isso com naturalidade!! a não ser q seja um "débio-mental" (mas aí, não passaria no teste psicotécnico!!kkkk)

Vejamos o exemplo do Luisão (tido como "inteligente") quando jogava no cruzeiro, tenho certeza q ele não faria esse movimento!! Hoje tenho certeza q faria, pois foi condicionado pra isso...

Prefiro condicionar o defesa mais rápido, mais forte, mais agressivo, com melhor capacidade de desarme e antecipação. do que um jogador lento q só sabe se posicionar...

Lembrando q é só minha opinião

Valeu
;)

PB disse...

NSC imagina q o colega para a linha do qual o defesa se movimentou estava mais atrás do próprio q se movimentou. Portanto o jogador já n estaria nc em fdj. Achas q o defesa como tal já n se movia, ou fazia o mm movimento mas para trás, para a linha do colegA?

Iria movimentar-se p onde estava o colega...

Por x queremos dizer coisas próximas mas usamos termos diferentes. Se a referencia é o homem então, fico atrás dele a defende-lo. Se a referencia e´o colega vou movimentar-me para onde está a linha defensiva. Aqui estava mais à frente e deixou fdj o adversário, mas se tivesse mais atrás ele teria recuado, não porque o adversário lá está, mas pq move-se em conjunto com os colegas.

Isso Karlos. Mas n é fácil pegar num jogador q parece q nc jogou futebol (pelo comportamento em campo) e condicioná-lo tão bem assim. O jogo é mt rápido e mesmo q cá fora eu consiga identificar os erros, n signfica q lá dentro c toda aquela velocidade a q se sucedem os lances em consiga dar as melhores respostas. A experiência conta mt. Há quem tenha 19 anos e tenha 9 ou 10 anos de boas experiências e quem tenha 25 e n tenha experiencia nenhuma na leitura das situações do jogo. Se colocasse qq um dos "teóricos" q entendem isto e apontam os erros lá dentro, não significa q n errassem. se calhar ainda faziam pior, pq lá dentro é mais rápido e mais dificil

Blessing Lumueno disse...

Karlos e quantos anos levou Luisao a aprender esses comportamentos?
Até posso exemplificar...
Exercício que fiz ontem com os meus jogadores para assegurar coberturas... E falo de 4 jogadores que estão comigo desde o ano passado.

O objectivo era assegurar coberturas, mas não havia balizas. O espaço era curto, tinha duas linhas paralelas de 4 jogadores a circular a bola em largura e quando a defesa permitisse através de um passe rasteiro davam profundidade noutra linha de 4. Os 4 defesas se encontravam entre essas duas linhas.
Supostamente os meus jogadores têm as coberturas tão treinadas que este exercício seria de concretização máxima. Mas não. Primeiro porque eles saiam pouco a bola para condicionar tempo e espaço. Depois quando começaram a sair, saiam um atrás do outro sem assegurar que as coberturas estavam bem efectuadas. Abrindo buracos enormes para as linhas paralelas colocarem profundidade... E estou a falar de jogadores que têm já um ano de experiências Boas deste tipo de trabalho.

Quantos anos achas que demorou o Luisao a realmente perceber este tipo de comportamento e a fazer correctamente a sua interpretação em jogo e agir em conformidade?

Abraço

PB disse...

A primeira boa época do Luisão foi com o Quique Flores. Até então tinha sido sp tudo tão trágico...

Blessing Lumueno disse...

Concordo em absoluto... Eu era um dos que "odiava" o Luisao... E depois realmente melhorou muito e hoje sem ser rápido, está muito batido nestes comportamentos e lidera muito bem os seus colegas no processo.

KARLOS disse...

PB

“Mas n é fácil pegar num jogador q parece q nc jogou futebol (pelo comportamento em campo) e condicioná-lo tão bem assim”.

Eu não disse q era fácil, eu disse q prefiro, não acho isso uma coisa difícil de aprender, pra mim isso é um trabalho exclusivamente tático.

Blessing Lumueno

Não sei quanto tempo levou, mas acredito q tenha valido a pena!!

Eu trabalhei com categorias de base, 15 a 18 anos e na segunda semana, já havia uma grande evolução, com vinte dias eles já estavam se corrigindo, mostrei vídeos, conversei coletivamente, e individualmente...

É difícil tecer comentário sobre sua abordagem sem conhecê-la, mas como consegui passar isso a eles acredito q não seja difícil!!

Meu vídeo de apoio era esse (a partir 1’40’’) pressing de arrigo sacchi

http://www.youtube.com/watch?v=GTbUKo7fJsk

A partir dele, inventei outras formas de trabalho, com o mesmo fim...

Abraço

PB disse...

ouviste o video? Em italiano "se posicionam em função do adversario com a bola e dos colegas"

KARLOS disse...

PB
Sim ouvi, e entendi...

Mas o q queres com a pergunta?

Já tinha visto esse video?

Lembra o JJ,NÃO?

;)

Blessing Lumueno disse...

A capacidade cognitiva e interpretativa dos jogadores não é toda a mesma!
E mais... Claro que as evoluções ocorrem, até de treino para treino...
A questão que fica é : eles evoluíram e se comportaram dessa forma porque os exercícios o proporcionaram ou porque realmente perceberam o comportamento?
Eles se alterasses as variáveis, os exercícios, se colocasses problemas completamente novos e descontextualizados do jogo, iriam sem problema se adaptar e responder com a mesma eficácia?
Se a jogada se transformasse de inferioridade para superioridade ou se o processo fosse o inverso, em dois segundos, eles adaptavam?

Se sim, então tens os melhores defesas do mundo para defender zona... Se não, é porque a percepção do comportamento ainda não está totalmente apreendida...

Abraço Karlos

PB disse...

A pergunta, pq foste tu q colocaste o video onde é enfatizado aquilo q venho aqui falando. Colegas, bola.

abraço.

O video está brutal, sobretudo se pensarmos q se calhar já tem 20 anos e ainda hj a maior parte das equipas n percebe isto

KARLOS disse...

PB

Ah tá!!

Poxa!! há muito q esmiuço esse video, e quando achei seu blog, vi q suas ideias vão ao encontro desse video, tanto q pensei q tirastes dele algumas ideias...

Vc nunca tinha visto esse video?

Tenho o link com o video completo, tu queres?

Nele consta o Sacchi treinando um porção de jogadores ruins:kkkkkkkk

Pagliuca, Baresi (esse era monstro), Maldine, Baggio...

Dentre outros perna de pau...kkkkk

Ei, não esquece de dá os créditos pelo video!!

Abraço
;)

PB disse...

nc tinha visto nao! manda o video completo pf! Os créditos já tao no primeiro post ahahah