quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Equipas B, João Mário, Fernando Ferreira e Miguel Rosa.

"Não aguentámos o ritmo." João Mário, jogador do Sporting B, sobre o jogo que opôs a sua promissora equipa ao líder incontestado Belenenses. 

É seguro que de entre muitas outras dependências, a evolução de um jogador de futebol passa muito pela variabilidade de estímulos que encontra. No treino e na competição. 

De uma forma bastante simplista. Se eu apenas precisar de me apresentar a um nível 5 para ter sucesso, não irei nunca atingir o nível 6. Este colocar de dificuldades extra para potenciar qualidades individuais é, por exemplo, a razão principal pela qual é comum nos clubes grandes, vermos miúdos ou equipas inteiras, a competir com escalões etários mais velhos.

João Mário e os seus colegas leoninos (vários em idade júnior) que subiram ontem ao relvado do Estádio do Restelo são todos eles, hoje, um pouco mais jogadores do que ontem. Para quem trata do processo dos jovens atletas do Sporting, deverá ter sido reconfortante ouvir as palavras do centrocampista. O propósito está a ser cumprido na íntegra. O próximo passo para aqueles cujas capacidades sobressaiam será a integração num plantel da Primeira Liga. Novas dificuldades, mais evolução, maiores possibilidades de regresso ao clube origem para se ser bem sucedido.

Miguel Rosa está a três dias de somar vinte e quatro anos e joga na segunda liga. A equipa B do SL Benfica soma erros de casting atrás de erros de casting. Quem planeou ou pensou o processo não pode, seguramente, perceber um pouco que seja daquilo que está a tratar. Jogadores sem potencial para jogar sequer na primeira divisão são mais que muitos. Porém, o maior erro de todos foi sempre a gestão da carreira de Rosa. Logo no seu primeiro ano de sénior foi a grande revelação da segunda divisão. No segundo ano, o estímulo deveria ter aumentado. No terceiro, idem, e talvez hoje pudesse ser um jogador importante no Benfica. As suas qualidades são imensas e ninguém poderá jamais afirmar que Miguel nunca chegará a internacional português. Já afirmar que nunca atingirá o potencial que tem porque quem decidiu os passos da sua carreira nunca o fez com base no conhecimento do que seria o melhor para Rosa e para o Benfica, é uma mais que certeza. 

Se alguém conseguir por razões plausíveis explicar porque está um jogador de tal qualidade aos vinte e quatro anos na segunda divisão, a caixa de comentários está logo abaixo do texto. 

Fernando Ferreira cresceu na formação do Sporting. Infelizmente para ele quando chegou a sénior não só não era suficientemente bom para ficar no plantel leonino, como não estávamos na era das equipas B. O percurso seguiu-se por Casa Pia, Real, Académico de Viseu, Tondela, e finalmente Belenenses. O melhor médio da segunda liga (eleito e muito justamente pelos treinadores adversários) chegará aos vinte e seis anos, finalmente, à principal liga portuguesa. 

Vê-lo jogar é um regalo. Mesmo extraordinário na ocupação do espaço, bom na tomada de decisão, fisicamente muito forte e com qualidade técnica bastante acima da média, é na forma como lidera toda a equipa que se percebe que é um jogador distinto. Sabe tudo sobre a posição e não precisas de mais de vinte minutos a olhar para ele para o perceberes. Ferreira tem hoje mais que qualidade para ser titular no meio campo do clube que o formou. Pelas suas capacidades a sua entrada no onze leonino seria desde logo um "boost" que incrementaria o nível da equipa. Tivesse o seu primeiro ano de sénior sido passado na inexistente, à data, equipa B do Sporting, e talvez hoje estivéssemos a falar de um jogador mais importante e mais reconhecido.

Aos vinte e seis anos estrear-se-à na primeira divisão portuguesa. Pela sua qualidade não será tarde para outro voos, assim haja astúcia. Porém, como Rosa jamais atingirá o potencial que sempre teve. São centenas os jogadores desaproveitados por Portugal fora. A equipa B do Sporting está a tratar de corrigir tantos casos quanto os possíveis (indiano à parte). A do Benfica não. Limita-se a albergar sarrafeiros, descoordenados e os "old school" carregadores de piano. Ainda que no meio da molhada se possa desejar sucesso a dois ou três.

Enquanto não se perceber que o propósito da equipa B não é, não pode ser, e jamais será o resultado, planteis feitos em cima do joelho sem qualquer sentido, continuarão a ser desenhados.

43 comentários:

JMM disse...

Erros de decisão em diversas etapas da carreira que prejudicam o desenvolvimento podem se ver quase até ao final dessa mesma carreira.

Por exemplo em Hugo Vieira que optou pelo Benfica onde certamente não jogaria. Ou no caso de Nelson Oliveira que optou pelo Depor.

Faz todo o sentido o nivel de exigência ir subindo assim como faz todo o sentido dar prioridade a jogar! Não vejo como um miúdo pode evoluir sem jogar.

Nesse sentido, o passo para jogadores como Dier, Esgaio, Zezinho, etc pode ser maior que a perna. De facto, por muito que possam acrescentar é, a meu ver, prejudicial estarem simplesmente a ver jogar.

Para além do desafio constante releva o jogo. Pelo menos para mim não faz sentido que seja de outra forma.

A equipa B do Sporting sentiu a perda de elementos. Mas perder poderá ter o efeito positivo pois não mais falamos de jogadores de 17 anos que ou jogam num nivel baixo ou estão no banco de uma qualquer equipa da segunda liga. As equipas B lançam esses jogadores.

O passo após a equipa B dependerá da maturidade de cada um.Mas entre empréstimo ou subida ao escalão principal, um deles será.

PB disse...

O Sporting deve considerar irrelevante se a equipa sentiu a perda dos elementos ou não. Aqui trata-se apenas de pensar no desenvolvimento individual. Quando vejo gente chateada pq a equipa A está a desfalcar a B e assim esta perde ptos. Por amor de Deus... Em termos de pontuação o único objectivo deve ser garantir os suficientes p n descer, para que quem faça parte da equipa B na época seguinte possa continuar a disputar um campeonato profissional.

JMM disse...

Estamos de acordo. Contudo fica a questão, e os que sobem a equipa A (Esgaio, Zezinho, Dier...) ganham alguma coisa nesse contexto se não forem opções para o jogo?

Pedro disse...

PB, a resposta é simples: tricas e birras de quem manda no SLB em relação ao jogador/empresário do jogador...

Anónimo disse...

o miguel rosa deve ser um dos melhores jogadores de sempre da segunda divisão portuguesa. estou convencido que teria lugar na equipa principal, mesmo com a riqueza que o plantel do benfica apresenta. se o benfica vender um dos extremos (falo em extremo porque é nessa posição que miguel rosa tem jogado mais) e não promover miguel rosa à equipa A, estamos perante algo muito esquisito!

só questiúnculas administrativas/financeiras relacionadas com comissões e coisas do tipo poderão explicar a presença de miguel rosa na equipa B e não na A.

mas, falando de outro assunto, caro PB, o que achas das recentes prestações de andré gomes como médio mais recuado? pessoalmente parece-me muito mais confiante. falha menos passes, tem mais espaço para pensar e executar, e até me parece que é muito mais vezes solicitado pelos colegas. resumindo, parece-me muito melhor jogador a 6 do que a 8 e penso que nessa posição poderá tornar-se num jogador de grande nível. o que achas?

Anónimo disse...

Em relação ao Miguel Rosa completamente de acordo, é talvez mesmo o melhor exemplo da péssima gestão de jogadores oriundos das camadas jovens que se tem praticado no SLB.
A equipa B do SLB desde que perdeu os Andrés para a A deixou de jogar á bola e tem se visto um meio campo de horror muitas vezes constituido por Ascués (central), Luciano (trinco) e Pimenta (MC). Discordo que a equipa seja só sarrafeiros e jogadores limitados tecnicamente, Cardoso, Cancelo, Rosa e Cavaleiro são jogadores de qualidade existem outros que tb não são nenhuns coxos o problema é que o Norton tem apostado numa tática de pontapé para a frente e pouca ligação, com um meio campo vergonhoso no que toca a construção de jogo.
Curiosamente dos jogadores contratados ainda estou para perceber onde é que viram potencial no Elvis ou no André André entre outros que não mostram ser superiores a jogadores acabados de sair dos juniores, os avançados Correia e João Mario também não têm mostrado argumentos para o SLB espero que o Martin mostre algo mais do que estes!
Os resultados numa equipa B do SLB tb importam, conseguir a manutenção é prioritário e entrar sem medos para ganhar é algo que deve se incutido, sem dúvida é que não concordo com as equipas e contenção e pouco futebol que o Norton tem apresentado, se tem medo e/ou não sabe mais não serve, tão simples como isto!

zorg disse...

Não tenho a certeza, mas o Miguel Rosa não chegou a ter tudo acertado para ser emprestado a um clube qualquer da primeira divisão e depois essa possibilidade não acabou por ir por água abaixo à última da hora (e daí o ter ido parar à equipa B)?

Lembro-me vagamente de ter lido qualquer coisa assim, mas se calhar estou a fazer confusão.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Os Andrés contrariam um bocado este raciocínio.

vedder13 disse...

Boa tarde,

O Miguel rosa na segunda época na 2ªLiga (2011/2012) apenas jogou lá porque quis!!! Teve proposta da Olhanense para jogar na 1ª Liga e não aceitou...

Anónimo disse...

O FF é sem dúvida um grande jogador, PB, e tem categoria de sobra para jogar na liga portuguesa e num dos clubes que lutam pelos primeiros lugares. Já demonstrava esses predicados que lhe apontas no Tondela há dois anos. Digo eu que o vi jogar várias vezes pelo clube.

No mais, é só mais uma entre muitas vergonhas praticadas pelos principais clubes portugueses, que estão pejados de incompetentes na prospecção de talentos. Como é que se permite que um jogador desta qualidade tenha andado até aos 24 anos pela 2ªb e até aos 26 pela liga de honra?!

hertz disse...

Em relação ao Miguel Rosa é mesmo um mistério ele não ter uma única oportunidade na equipa A. Tenho 3 hipóteses: 1) O JJ não gosta mesmo dele e é carta fora do baralho, 2) É mesmo verdade essa história do Carraça se ter zangado com o pai dele e por isso o Miguel não joga, 3) O Miguel Rosa é claramente o jogador mais importante e influente da equipa B e querem que ele continue lá para a equipa B não desmoronar. Ora, qualquer uma destas 3 hipóteses é incrivelmente má e altamente prejudicial para o Miguel e para o próprio Benfica que poderia contar com um óptimo jogador na sua equipa principal. Espero sinceramente que esta situação se resolva rápido e que ele tenha finalmente a sua oportunidade ou então não estraguem mais o miúdo e deixem-no sair para ele prosseguir a sua carreira.
Em relação à equipa B do Benfica, concordo que aquilo foi feito em cima do joelho e há ali jogadores que nem na liga de Honra têm lugar quanto mais na 1ª liga a jogar no plantel principal do Benfica. Isto também é o 1º ano e espero que no final desta época façam uma limpeza geral à equipa B, dispensem os pernas de pau que lá há e façam subir alguns juniores.

JR disse...

Concordo, a única coisa que o Sporting fez bem esta época foi a gestão da equipa B. Admito que quando vi o elenco com que os leões iam atacar a segunda liga pensei que com uma média de idades tão baixa e com elementos tão inexperientes, correria o risco de descer de divisão. Enganei-me profundamente.

Claro que os pontos são irrelenvantes, importa apenas potenciar os jogadores e fazer deles melhores futebolistas. Apesar de tudo, acho mal que alguns destes jogadores sejam convocados para os A's e depois fiquem no banco a ver jogar, jornada após jornada. Se não são primeiras opções, então deixem-nos continuar a crescer nos B's.

Destaque para este João Mario. Um craque em potencia. Não percebo como ainda não se estreou no A's, julgo que a par de Bruma é o jogador mais interessantes. Por outro lado, Esgaio não me parece que acrescente grande coisa. Acho que entusiasmou mais pelos números dos golos que marcou, sendo que 80% foi de penalty. Dier, P. Mendes, J. Mario, Bruma, Chaby (entretanto lesionado com gravidade),Zezinho e Arias, tudo jogadores extremamente interessantes.

Já o Benfica e o Porto exploraram muito mal os B's. O Porto, então, seguiu uma política horrível com uma palete de brasileiros péssimo. No Benfica, João Cancelo parece-me ter um potencial tremendo. Destaque também para Ivan Cavaleiro que me parece ter potencial para ser um jogador razoável, mas não mais que isso.

Ricardo Galeiras disse...

O caso do Rosa é parecido com o do Kikas...mas este ultimo ainda foi a tempo de ter oportunidade na equipa B.
acho um regalo ve-lo jogar!

Pedro disse...

PB,

Será que a equipa B do Benfica estará assim tão fora de contexto na questão dos objectivos?

Tal como a equipa do Sporting, também o Benfica se socorreu e muito bem dos dois Andrés na hora de necessidade! Para além destes tem lá a crescer João Cancelo, bem com o Cavaleiro, para além do Rosa que não calça na A porque tem um jogo muito "Carraça"...segundo se diz...No mais assumiram a opção de colocar ali a ganhar minutos o 3º GR que se trata de um jovem (é discutivel se os grandes devem ter nas suas fileiras um 3ºGR jovem, mas a verdade é que na primeira liga também não abundam clubes dispostos a lançar às feras um jovem GR).

Não acho que seja assim tão descabido, mas são opiniões!

Um abraço
Pedro

No.Worries disse...

O Miguel Rosa, no seu 2º ano de sénior, podia ter sido emprestado ao olhanense ou ao setubal, 2 clubes da 1ª liga que estavam interessados no seu empréstimo, e foi o jogador (repito, o jogador) que recusou e que preferiu continuar emprestado ao belenenses (2ª liga), sendo aqui da responsabilidade do jogador (repito, do jogador) não ter visto aumentado o seu estímulo. Acho importante referir isto antes de se falar em gestão de carreira ou erro de casting. Se calhar essa opção pessoal do Miguel não correu como ele esperava.

PB disse...

último anónimo,

Então ver o FF ao vivo é outra coisa. O homem manda no jogo todo. Parece que está a comandar marionetas.

POC disse...

Miguel Rosa talvez acuse falta de maturidade para viver sozinho (não é uma crítica, simplesmente no futebol faz diferença).

Não se quis afastar de casa e pagou por isso. Ficou na 2ª Liga.

Com 24 anos e sem perspectivas de evoluir, não sei o que vai ser dele.
Espero que jogue na Primeira Liga na próxima época.

Anónimo disse...

Partilhei este link nas crónicas azuis. Por lá apelidam o FF de Lampard do restelo! Creio que ajuda a quem não conhece perceber o tipo de jogador que é

Francisco disse...

Boas outro aspecto importante acerca do Benfica B, é a forma de jogar.
Apenas vi o Porto B-Benfica B e independentemente do valor de cada jogador. A forma de jogar do FCP assemelhava-se à equipa A enquanto eu o SLB nada tinha a haver com a equipa principal. Isso é outro ponto que têm de melhorar.

JR

Edson Arantes do Nascimento disse...

Não conheço a equipa B do Sporting por isso não posso falar sobre ela. Devo ter visto uns minutos aqui e acolá. Do Belém também não conheço nada.

Agora, sobre o Rosa... Teria de pagar para ver. Talvez seja isso que falta. Vê-lo em acção com os maiores para ficar (estou a falar pessoalmente) com uma ideia mais concreta.

É que no meio-campo do Benfica as soluções, nos últimos anos, são várias e todas com mais garantias do que o Miguel Rosa. Estamos a falar de uma equipa onde o Gaitán não é titular há um ano... Onde o Nolito é o décimo-terceiro ou décimo-quarto jogador. Ele corria o risco de ficar praticamente sem jogar.

Não o conhecendo pessoalmente, tenho a sensação que o Miguel Rosa escolheu/foi aconselhado a ir para equipas onde tenha a certeza que será um elemento fundamental. Não me parece uma má opção. E, tirando uma ou outra má experiência, tem-se dado bem.

Mas eu, no lugar dele, teria bazado para outro campeonato. Talvez fora de Portugal: onde pudesse ganhar algum dinheiro e provar a minha competência!

Na segunda divisão portuguesa, peço desculpa, mas há pouquíssimos jogadores com um pingo de classe, sequer, para jogar no Benfica ou no Porto. Mesmo nas equipas B.

PB disse...

Edson, o Rosa n é jogador p o Benfica. Se calhar é e eu estou enganado, mas n me parece. O nível está mt elevado para se poder dizer q o Rosa entraria ali fácil. A questão n é essa. A questão é que poderia ser. E está mais um ano a marcar passo.

Anónimo disse...

Facil. A culpa é do Carraça, atê eu que sou do Porto sei.

Anónimo disse...

Sem dúvida, PB. No Tondela há outro jogador que está a passar ao lado da carreira que o seu talento merece, o Márcio Sousa. É uma espécie de Hugo Viana, se é que me entendes, e, embora a bola quando sai dos pés dele pareça ter olhos, não se esfarrapa e é 'lento' diria o típico treinador tuga. Não sei se tens visto jogos dele... Tens?

Último Anónimo

PB disse...

Sei quem é, porque me lembro que nas camadas jovens foi internacional e marcava vários golos de livre. Mas, nc o vi jogar.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Pois, concordo então... Em princípio também não vejo o Rosa com nível suficiente para o actual Benfica. No entanto esse "poderia ser" é lixado porque nunca saberemos se "poderia ser" diferente.

Agora percebi melhor o ponto essencial do texto. Mas há muito tempo que eu sou da opinião que: ter equipas cheias de malta que não sabemos bem o que "poderia ser" é um caminho espinhoso!

Não há equipas top class com essa estratégia: exceptuando o Barça, claro. Tomo a liberdade de considerar Benfica e Porto top class...

PB disse...

Mas estamos a falar do Benfica B. Tem de ter jogadores desses (pode ser) dos 18 aos 21,22 anos.

E os melhores desses têm de estar a jogar na 1a div. Só assim deixarão o "poder ser" para o "é"

silviodante disse...

O caso do Fernando Ferreira teve uma infeliz particularidade: teve uma grave lesão na pré-época da sua primeira época como sénior, quando tinha sido chamado a treinar com a equipa A do Sporting. Se não estou em erro, foi nesse ano que despontou Moutinho, quem sabe se no lugar do Fernando... Regressou a Viseu, a sua terra natal e é admirável a forma como conseguiu contornar o infortúnio e reerguer-se progressivamente!

PB disse...

Não sabia Silvio. Muito azar! Obrigado por partilhar.

PB disse...

Comeu o pão que o diabo amassou! Mas, deu a volta por cima, e o melhor ainda chegará

Rearviewmirror disse...

Vi João Mário a jogar contra o Inter de Milão para o Next Gen, e pareceu-me, juntamente com o central que não me lembro o nome, o melhor jogador que por lá andava. Raramente falhava um passe, coordenou a saída para o ataque do Sporting sempre com grande critério, e até quando Sá Pinto arriscou e ficou a jogar com 3 defesas, o João Mário desdobrou-se em 2 lugares (estilo Paulo Assunção de Co Adrianse) sempre com imensa qualidade. Agora no Sporting há um problema, para João Mário jogar, seria sempre para o lugar de Rinaudo. E em forma, ele é dos poucos jogadores indiscutíveis do Sporting.

Em relação ao Miguel Rosa, ele teve para ir para o Estoril jogar na 1ª divisão (http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Estoril/interior.aspx?content_id=765554) mas depois da saída de Javi e Witsel nos últimos dias do mercado, decidiu ficar pela equipa B, com certeza de ter a esperança de ser chamado á equipa A.
Jesus optou por André Gomes (e bem, porque é mesmo craque) e André Almeida, que é certinho e bastante disciplinado tacticamente.

Miguel Rosa no Benfica B, é estilo um joker, joga a médio/ala, sem nunca ser extremo. Parece o Nolito mas não o é, não chega a ser um 8 nem 10. É um bom jogador, a ir do flanco para dentro, com as devidas distâncias tem mais parecenças com James do que com qualquer outro jogador do Benfica.
Ora, Jesus quer que os flanqueadores do Benfica abram para a linha(a atacar) e fechem no meio, quando se trata de tarefas defensivas. Miguel Rosa nunca poderá dar isso ao Benfica.

André Sousa disse...

Luta inglória. Ia-me alongar sobre algo semelhante no Eterno.

Mas, desde cedo, se podia ver que muito dificilmente tudo poderia correr bem com o Norton a comandar as coisas. Jogadores que só sabem bater nos adversários e correr atrás dos mesmos, em detrimento de outros não tão fortes fisicamente, menos experientes, mais novos, mas mais inteligentes, e com melhor capacidade técnica, é o pão nosso de cada dia. A equipa B do Benfica é apenas um reflexo disso. Pena, dado que há matéria prima com imensa qualidade ligada ao clube que é desprezado por causa de uns trambolhos que pouco ou nada sabem de futebol.

Anónimo disse...

Um jogador da equipa B do Benfica confirmou-me que o Miguel Rosa vai para o Belenenses na proxima epoca. Nao gosta de se afastar de Lisboa e pode finalmente jogar na primeira divisao.

Amoroso disse...

Perante o que foi dito, que jogadores do plantel da equipa B do SL Benfica consideram "erros de casting" ???

Não falo do SCP, porque desde cedo me apercebi que estava ali uma equipa "B" de topo.

Claramente, desde o início da época, apercebi-me que Elvis, Luciano, Pimenta, Ascues (mais tarde), Correa, Mvom ... entre outros que agora certamente não me recordo ... não têm andamento sequer para a 2ª liga quanto mais para fazer parte do plantel A, onde a exigência e competitividade ao longo da época são enormes.

Cumprimentos a todos e boa sorte nas votações :D

Fui ver alguns jogos da dos "B" do SLB ao estádio, por vezes acompanhado de amigos ou apenas o irmão, e corri o risco

Anónimo disse...

O problema dos Sportinguista é sempre o mesmo acham que têm sempre a melhor equipa em tudo e depois é sempre a mesma desilusão, nem a equipa b do Sporting é assim tão boa nem as equipas b´s do Porto e Benfica assim tão más.

Anónimo disse...

Se o Sporting B é assim tão bom porque é que tem só mais 6 pontos que Benfica e 12 que o Porto?
Foi o primeiro jogo que viste PB, parece...



Mas alguém acha que jogadores como Pedro Mendes, Kikas, Jorge Chula, Juary, Plange, Luis Ribeiro, IIori, Julio Alves, Yang, etc vão dar alguma coisa à equipa A do Sporting?

PB disse...

anónimo...voltamos a questao dos pts e da q está a frente. é por essa mentalidade q a equipa b do SLB tem o plantel miserável (em função daquilo q deve ser uma equipa b) q tem

Nuno disse...

No Worries diz: "O Miguel Rosa, no seu 2º ano de sénior, podia ter sido emprestado ao olhanense ou ao setubal, 2 clubes da 1ª liga que estavam interessados no seu empréstimo, e foi o jogador (repito, o jogador) que recusou e que preferiu continuar emprestado ao belenenses (2ª liga), sendo aqui da responsabilidade do jogador (repito, do jogador) não ter visto aumentado o seu estímulo. Acho importante referir isto antes de se falar em gestão de carreira ou erro de casting. Se calhar essa opção pessoal do Miguel não correu como ele esperava."

No Worries, que certezas são estas? Na altura, o clube disse isto, mas o jogador e o pai do jogador disseram o contrário, que foi o clube que escolheu onde ele ia ficar. Todas as tuas insistências acerca da decisão do Miguel Rosa são altamente infundadas. Na altura, analisando os dados, apercebi-me de que não fazia sentido que tivesse sido o Miguel Rosa a escolher a segunda liga. Entre outras coisas, porque uma das propostas que tinha era do Setúbal, que é tão longe para quem vai de Lisboa como o Carregado, que foi para onde foi. Simplesmente não faz sentido. E agora, sobretudo quando carrega os B's às costas e ninguém na equipa A repara nele, ficou demonstrado que eu tinha razão. Há alguém no clube, provavelmente o Carraça, que prometeu enterrar a carreira do miúdo. E é só isso que se está a passar.

PB, o Miguel Rosa é craque. Há muito que devia ter sido aposta constante do Benfica. Hoje era titular da equipa, não tenho dúvidas nenhumas, como médio-ofensivo. Quanto ao Fernando Ferreira, conheço-o mal. Sobre o João Mário, continuo a achar que está sobrevalorizado. Reconheço que pode dar um grande médio-defensivo. Onde tem jogado, como médio de ataque, é absolutamente banal, e não percebo o histerismo. Como aliás não percebo o histerismo à volta do Zezinho, que é 10 vezes pior.

Anónimo disse...

Confirma-se PB, não tens visto jogar o Sporting b...

PB disse...

anónimo. Eu n preciso de ver jogar o sporting b, nem qq equipa b. Qt mt preciso de ver jogar os jogadores q lá estao e saber a idade.

As equipas B devem focar-se no individual.

A equipa B do SLB podia estar maravilhosa colectivamente q continuaria a ser criticada. É uma questão de potencial individual o q as equipas b devem tratar.

Se a equipa B do SLB tivesse uma super equipa p o nivel da II divisao e tivesse só vitórias, mas media de idades alta, seria uma lástima na mm, pq n serve o propósito...

Anónimo disse...

Compara então as idades de Benfica B com Sporting B por minutos de utilização, pode ser que tenhas uma surpresa...

E quanto a mim o Benfica B joga muito mal, mas quem conseguir ver o Sporting B e disser que aquilo é futebol...

Anónimo disse...

ATENÇÃO, Fernando Ferreira sempre foi aposta do sporting! Mas, assim q sobe a sénior teve uma lesão grave no joelho. e todos os anos seguintes foram uma tentativa de recuperação da lesão, sempre com contrato com o sporting, apenas emprestado a Real, Casa Pia.... e essa fase não correu bem...não correu bem às equipas onde esteve, não correu bem ao seu joelho... portanto não foi um abandono e descrença do sporting. é normal acontecer o q aconteceu, e o jogador é o primeiro a reconhecer isso.

Anónimo disse...

Fantástico este FF, sem dúvida um jogador acima da média.. fez formação no sporting e fazia com Nani e Moutinho o trio do meio campo, faziam-no de olhos fechados! foi chamado aos trabalhos da equipa sénior uma série de vezes e com as suas 17 internacionalizações fica a evidência da sua grande qualidade.
Sabendo que tb é necessário a sorte o que não aconteceu, deve-se ter em conta que, quem se ergue assim ao fim de tanto azar é de salientar mais que a suas qualidades, o seu fortíssimo carácter.. não duvido que este jovem venha a estar presente na mente dos dirigentes dos ditos grandes que já militam no escalão superior. parabéns ao Belém por dar oportunidades que mais ninguém dá e que faz dele o clube grande que tb é.

Anónimo disse...

Grandes jogadores sem dúvida.....
O Miguel Rosa deve saber bem porque motivos continua afastado da equipa A....aos 24 anos....
Para quem precisa saber..fica um pista..o comportamento fora do terreno de jogo e sobretudo em vésperas de jogo é muito importante para os que têm aspirações!
Quantos jogadores se perdem nesta fase de transição?