quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Moutinho, Enzo, vivências e velocidade de decisão

Jogadores muito próximos em tudo o que são momentos defensivos. Muita cultura táctica e um jogo predominantemente físico em tais momentos. Velocidade de decisão na ocupação do espaço e cumprimento dos princípios defensivos do jogo, traduzida sobretudo numa agressividade ímpar.

As diferenças entre ambos são sobretudo a nível ofensivo. O desenvolvimento dos futebolistas tem tudo a ver com aquelas que são as suas características e vivências. João Moutinho não prima pela criatividade. Possivelmente se assim fosse, não seria tão agressivo, tão abnegado, tão rápido nas respostas sem bola. Por não ser um enorme talento, foi adaptando-se e tornou-se um jogador de excelência tacticamente. Cresceu no corredor central, e habituou-se desde bem cedo a tomar decisões rápidas. Boas decisões rápidas. O jogo está-lhe todo na cabeça. A bola dirige-se para si, e João já sabe para onde seguirá a seguir. É a rápida decisão e obviamente a óptima qualidade técnica, sobretudo de passe que fazem do português um jogador especial. Um, dois toques e bola fora do centro de jogo. Foi assim que cresceu, e é por isso que é quinhentas vezes superior a Enzo em tudo o que é ofensivo, para quem joga no corredor central.

Enzo cresceu no corredor lateral. Habituado a receber com pouca concentração de pernas ao seu redor. Habituado a tomar a decisão depois de receber a bola, porque assim era possível, demora eternidades a decidir quando joga no corredor central. Não é uma questão somente de privilegiar o transporte à circulação. É um jogador muito responsável, que se no corredor lateral muito raramente perdia a posse, muito menos risco corre no central. A demora que leva na tomada de decisão faz com que vá perdendo oportunidades. Linhas de passe que foram cortadas porque o passe não saiu logo, e Enzo para não perder a bola vai transportando-a enquanto espera outras opções. Quando finalmente encontra uma opção segura, já perdeu outras tantas porque demora na decisão. 

É sobretudo a velocidade de decisão expressa em qualidade ofensiva que diferencia Moutinho de Enzo no corredor central. O argentino jamais jogaria no meio campo do FC Porto, porque num meio campo a três não basta ter excelência no cumprimento das acções defensivas. Há que acrescentar algo mais ofensivamente, tal como Moutinho o faz. Porém pode perfeitamente ser e é, um jogador determinante no modelo de Jesus. Com apenas dois centrocampistas o SL Benfica não resistiria sem a cultura posicional e agressividade na recuperação que Enzo coloca na transição defensiva. 

27 comentários:

luis disse...

Exacto, em relação à última frase.

Enzo equilibra o sistema de JJ e é ele, a par de Matic, que tem permitido ao Benfica manter-se perto das decisões dos títulos.

Moutinho é um excelente jogador, e foi o melhor da nossa selecção no CE. Não se cansa, não se verga. É tudo o que escreveste.

Há um jogador que gostava de ver no Benfica: André Martins.

Tem pouco arcaboiço físico, ainda (Moutinho também não é um portento nesse aspecto) e acho que pode ser uma mistura entre Enzo e o portista. Tenho pena que não jogue, Acho que quando a bola lhe chega aos pés, o jogo muda (achei o mesmo de Ramires quando o vi jogar pela primeira vez e acho o mesmo de James).

abraço

No.Worries disse...

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2010/01/o-dia-em-que-o-futebol-portugues-morreu.html

Futebol disse...

"O argentino jamais jogaria no meio campo do FC Porto, porque num meio campo a três não basta ter excelência no cumprimento das acções defensivas." Claro que ele não jogaria pelo porto seja no meio campo ou noutro lado qualquer, pois é do Benfica e nunca irá para o porto...

Seguindo em frente, fazendo de conta que trocariam de clube. O Moutinho não teria capacidade para jogar num meio campo só com a ajuda do Matic, o tal Moutinho ofensivo ia desaparecer, pois o sistema táctico do Benfica impedia-o de avançar muito no terreno... Quanto ao Enzo a jogar com Fernando e Lucho daria um recital todos os jogos, pois as preocupações defensivas seriam menores e a qualidade técnica é muito superior ao Moutinho.

São dois jogadores que jogam em posições semelhantes no campo, mas têm funções muito diferentes no campo...

Esta é uma comparação tipo a do Cristiano com o Messi. São dois grandes jogadores, mas não são comparáveis...

Miguel Nunes disse...

O André Martins está numa encruzilhada. Tem de sair do Sporting, mas no Sporting não o aproveitam, então ninguém se chega à frente. Ninguém percebe o nível que o miúdo pode aspirar. E com isto arriscamos perder o melhor médio formado em Portugal dos últimos anos.

Tal como o Carrillo que só tem regredido. Porque está numa equipa com pouca organização no relvado e pouca qualidade individual começa a querer resolver sozinho porque já não espera nada da maior parte dos colegas, e torna-se pior jogador, quando por esta altura já podia estar "nas bocas" do mundo.

DeVante disse...

Estou com o Futebol!
Não trocaria o Enzo por nenhum outro jogador a actuar em Portugal!
Forte fisicamente e tecnicamente, o que lhe permite defender bem e atacar ainda melhor, quer nas alas, quer no meio. Muito agressivo sem bola, seria um portento no Porto, onde nunca se lhe marcaria tantas faltas e muito menos cartões, e as que sofre (e são muitas) seriam todas sancionadas...
Este Benfica, subpovoado no meio campo, não resistira sem Enzo...porque Enzo serve para dois. Defende e ataca com a mesma mestria!

hertz disse...

Por acaso o Enzo é um dos jogadores que mais aprecio no Benfica. É um jogador bom tacticamente e tecnicamente, tem raça e muita garra. Disputa todos os lances com grande intensidade. Acho que é um daqueles jogadores que os treinadores gostam de ter.
Cada vez mais confiante, o Enzo tem evoluído de jogo para jogo e com o tempo e habituação àquela posição aprenderá a soltar melhor a bola.

Gonçalo Ruivo disse...

Um bom jogador é sp um bom jogador! No meio dos coxos ou não, evidenciam-se sp e tanto o André Martins como o Carrillo n jogam nadinha e já soa a desculpa o facto de n singrarem. Se no meio daqueles cepos n se destacam como podem jogar em clubes melhores? O Izmailov sp se destacou la da mediania. E depois o Martins já n é tão novo como isso, tem + 4 anos que o André Gomes.

n jogam nada simplesmente pq n jogam nada, tudo o resto sao desculpas! Nem dados...

Anónimo disse...

Repito o que disse no Twitter.

Comparar jogadores, e apontar os porquês das diferenças entre eles é de um nível muito elevado.

É exactamente por isto que a especialização precoce é muito grave.

"É rápido, por isso joga a avançado ou no corredor", e logo no futebol 7 o jovem futebolista só recebe estimulos de um lado, quando se passar por várias posições vai ser totalmente diferente.

Um MC no futebol 7 tem de estar atento a tudo o que se passa em 360º, todos os outros só recebem estimulos de um lado. Neste post está explicado o porquê, de passado não sei quantos anos, um conseguir decidir super rápido, e o outro ter de se agarrar a bola para descobrir o próximo destino.

Priceless!

BM

Emanuel Guerreiro disse...


Caro Anónimo Bm,

Na sua equipa todas as semanas os jogadores trocam de posição ou é todos os meses?
O que é para si especialização precoce? É até que idade? Pior que a especialização precoce é a falta de conteúdos técnicos e tácticos que os treinadores na sua maioria tem no ensino do jogo.
Este jogo de palavras feitas e teoria é de um romantismo impressionante.
Sabia que o Xavi, Iniesta Busquets sempre foram médios?

El pibe disse...

É verdade, mas não achas que o ENZO é "quinhentas vezes superior" tecnicamente? O remate e o passe longo do Moutinho é uma merda...

Não quero dizer com isto que prefiro o Enzo, para mim o Moutinho é uma versão menos evoluída do Iniesta e adoraria vê-lo no Barça.

Abraço

Anónimo disse...

Na verdade acabam por ser jogadores até bastante semelhantes, bons tacticamente, maduros e que defendem e atacam com uma qualidade semelhante, que sem ser de topo é boa.
Discordo, num meio campo que já ví contar com Defour não seria assim tão difícil ao Enzo ter ponta lá.
Moutinho pode se melhor actualmente (sem deslumbrar) no processo ofensivo mas este joga aos anos sempre na mesma posição e sistema e apenas por dois clubes na sua carreira, a sua experiencia nacional e na Europa é bastante superior. Enzo adaptou-se sem problemas a uma posição nova, devido ás suas caracteristicas e personalidade mas acredito que possa ainda evoluir bastante o seu processo de jogo até porque a realidade europeia é bastante diferente da argentina.
Moutinho noutra equipa e campeonato, noutro sistema é uma incógnita, queria ver como se saia no SLB que normalmente tem apenas 2 homens no meio, isso de 3 é para meninas (LOLOL). Espero qe ele ainda se aventure para satisfazr esta curiosidade minha(debaixo das saias do AVB não conta!). Meireles no FCP era o maior e em 2 anos eclipsou-se...

@Gonçalo Ruivo eu tb não percebo bem essa admiração pelo André Martins, mas ele neste sistema de jogo do SLB alguma vez tinha lugar? Fora isso temos André Gomes, David Simão e talvez o Diogo Rosado, não o estou a ver a ser superior a qq um destes no centro do terreno.


Anónimo disse...

Gonçalo, está visto que para burro tens que chegue.
dizeres o que disseste com essa convicção é, no mínimo, risível...

joao pedro

Saber Sobre o Saber Treinar disse...

Excelente artigo.
Acrescento em tom de "semi-brincadeira": depois existem aqueles com reduzidíssima velocidade táctica (alguns que inclusive passaram a não gostar do jogo), porque no Futebol de Rua não jogavam em nenhum corredor... simplesmente não eram escolhidos pelo dono da bola e pelos "bons"!

Leão de Alvalade disse...

Miguel Nunes,

O Moutinho é o melhor exemplo do quão meritória é a formação do Sporting. Pegar num Cristiano, num Nani, ou até num Figo ou talvez num Sabrosa e fazer deles jogadores de futebol qualquer um faz.

Fazer de Moutinho um jogador de futebol já é mais difícil. Esse mérito, que é do jogador, obviamente, é do clube que apostou nele, que o pôs a jogar advinhando-lhe outros predicados que não apenas o talento óbvio. Mas é dificil negar a Moutinho um outro tipo de talento, que tem a ver com a rapidez de raciocínio, a leitura de jogo, a visão periférica, a antecipação dos movimentos, a intuição inata. E, não menos importante, a dedicação total ao jogo e à profissão.

Quantos jogadores mais dotados tecnicamente vemos aparecer e desaparecer porque lhes faltar muito do que Moutinho tem?

Relativamente a André Martins é indiscutível que tem sido vitima da esquizofrenia que tem sido a politica desportiva aliada à instabilidade, que não promove o sucesso dos seus jogadores.

Moutinho chegou onde chegou porque teve Paulo Bento, que por sua vez beneficiou da aposta de FSF,o mesmo se pode dizer do Patrício.

A André Martins tem-lhe faltado isso mas não só: quantos treinadores o viram passar debaixo dos olhos e não lhe adivinharam as qualidades?

Leão de Alvalade disse...

Só mais uma achega, relativamente a Carrillo e André Martins.

É expectável que estivessem noutro plano num projecto mais estável. Mas para subir de nível falta ainda muito a Carrillo e a diferença para o André Martins não está apenas na idade, está na cabeça e na forma de encarar o jogo. Carrilo precisa de mudar e colocar mais intensidade em tudo o que faz, não pode continuar a jogar como se estivesse numa peladinha, se der deu, se não deu, quem sabe para a próxima. E tem de perceber que o jogo é colectivo e os colegas não estão ali para o passe apenas no último recurso. Chazinho de banco estaria ele a beber há muito no FCP como aconteceu ao Kelvin, ao Iturbe, ao James, etc.

Ainda em relação ao Moutinho, e complementando o meu raciocinio anterior, seria jogador que é hoje se não tivesse feito a formação onde fez e a aposta que foi feita nele?

Germano Bettencourt disse...

Miguel Nunes,

Não acho que o Enzo seja lento a decidir. Como bem disseste, Moutinho cresceu para o futebol no Centro do terreno. Enzo cresceu a jogar junto à linha. Na minha modesta opinião, o Enzo tem apenas o vicio de progredir com bola, porque regra geral, é isso que fazem os extremos. Moutinho aprendeu a decidir depressa, pois sempre jogou no meio. Pode-se dizer que Moutinho tem o vicio de decidir rápido fruto da posição que sempre ocupou.

Abraço

Anónimo disse...

Meireles era o maior no FCP? Era um dos elos mais fracos como o Varela hoje em dia. E ate parece que nao fez nada desde que saiu...

Moutinho sempre no mesmo esquema e posicao? Conta me mais como o 4-4-2 losango do PB era igual ao 4-3-3 do Porto. E la era o bombeiro (jogou a 6,8 e 10).

Voces nao aprendem. O Defour mete o Enzo num bolso. Pareces o gajo do mais futebol que no ano passado meteu o alex sandro a votacao na sondagem de flop da epoca.

EUSÉBIO TREMOÇO disse...

EPA FALA DO BARÇA. FDÇÇÇ AC MILAN. CALCIO BEST FOOTBALL EVER. LIÇÕES TÁCTICAS. CALCIOO CRLH, N É MERDAS DE PREMIER LEAGUE NEM A MERDA DA LA LIGA!

Rearviewmirror disse...

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2010/01/o-dia-em-que-o-futebol-portugues-morreu.html

Anónimo disse...

Pela conversa os bolsos do defour devem ser xxxxxl.

Pedro disse...

"O Defour mete o Enzo num bolso"

É isso e o Schaars ser melhor que o Witsel. Tenham juízo pá.

Anónimo disse...

Grande texto. Moutinho é sem dúvida muito superior ao Enzo... Não tem comparação, e só não vê quem não quer.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Sinceramente, concordando e aprendendo com a maioria (larguíssima maioria) dos textos aqui publicados pelo Miguel, tenho de discordar deste limpa-rabos ao Moutinho.

Se ele tem facilidade em decidir a melhor opção, em ser mais rápido a pensar o jogo, relativamente ao Enzo, eu não tenho dúvidas nenhumas. Agora: 500 vezes superior? Só mesmo em Portugal é que acreditam nisto. Em mais nenhum sítio se utilizam argumentos deste género.

Faz lembrar o texto sobre o Artur ali em baixo, ou um sobre o Belluschi contra o 1º Dezembro ou a comparação entre o Pereirinha e o André Almeida. Vamos lá ter um bocado de cuidado com as emoções.

Se o Moutinho é assim tão bom, e com tantos anos a jogar na selecção e na champions, então porque ninguém lhe pega? Até o AVB recusou dar 30 milhões pelo rapaz. E foi contratar o Dembelé ao Fulham. O Everton não deu mais de 15 milhões pelo Moutinho e depois foi contratar o Fellaini por 22. O Mourinho, que notoriamente tem preferência por portugueses nas suas equipas, preferiu o Khedira. Podia ficar aqui o dia inteiro a fazer comparações.

Há uma falta de lógica que para mim não faz sentido. Vamos aos factos. O Moutinho é um excelente jogador? Claro que sim. Mas há, no mínimo, vinte camaradas melhores do que ele! No mínimo!

Estes textos são um bocado hipsters. Sorry.

Rearviewmirror disse...

Pelé, faço minhas as tuas palavras!

Há anos que digo sempre isso do Moutinho, jogador completamente "overrated". Que estava bem era no Barcelona. Que era bom era para o United. Para o Chelsea. etc etc
É só ver as pontuações dele quando joga no FCp, pode não fazer nada o jogo inteiro, mas tem sempre 6 na bola, e 3 no Record. É claro como a água.
E as justificações são sempre as mesmas "correu, lutou, pêndulo, bla bla bla". Haja pachorra!

E digo-te mais, ele foi para o FCP por 11M€, não havia mais nenhum clube do Mundo que precisasse de um médio centro por esse preço?

Ah, e ninguém dá esse dinheiro por Moutinho, porque aquela ideia que o "Next big thing" está no Porto acabou.
Os fracassos (e muitos milhões) que foram gastos em Anderson, Cissokho, Quaresma, Bruno Alves, Meireles, serviram de aviso para abrir os olhos a muitas equipas que antigamente desbaratavam dinheiro como quem bebe um café.
Ou são mesmo muito bons (Falcão) ou tem de vir alguém com petro-dólares busca-los (Hulk). E mesmo nesses casos a rentabilidade financeira para o clube já não é aquilo que foi.

Superman Torras disse...

Estou "farto" de explicar que na maior parte dos jogos o Enzo não dá à equipa o que ela mais precisa do jogador que ocupa a posição 8.Em oposição ao que acontece quando é o André Gomes a ocupa-la.Este texto, mesmo que sem querer, acaba por ir ao encontro dos meus argumentos.

Para o Enzo ter as características ideais para fazer a posição no Benfica teria de acontecer uma de duas coisas na minha opinião:

a) ter mais "chegada"

b) ser um jogador mais de passe e menos de transporte


Gostava de ver:


Matic
André Gomes

Enzo Ola

Salvio
Lima


Anónimo disse...

há uns tempos disseste q 3 jogadores do Estoril entravam fácil no 11 do Sporting. Acho que foi pouco!

Os centrais, o Jefferson, os extremos, o Luis Leal e o Gonçalo Santos entravam de caretas no 11 do SCP. Só ai são 7, com o Anderson que tá aleijado ou castigado n sei, são 8. O Sporting queria lutar pelo titulo e joga com um 11 onde 8 jogadores do Estoril seriam lá titulares

loooooooooooooooooooooooooooool

E o Carrillo? aquilo é que é bom ?!?!

Henrique disse...

Esta é uma análise muito simplista. São jogadores semelhantes em sistemas de jogo completamente diferentes. Aparentemente isso não interessa nada... É o mesmo que dizer que o Xavi fazia 300 passes por jogo a jogar na Naval...

Já o André Martins é bom, mas ninguém sabe que é bom? Ele é internacional jovem, já teve momentos que foi titular na equipa do Sporting, mas só o Miguel Nunes é que vê o talento dele?

@Pélé, é isso.