terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Talento, talento e mais talento

Não o trocaria por perfeita tomada de decisão. Mas é tão bonito de se ver. Letal se associado à tomada de decisão. Importantíssimo se integrado num modelo que o potencie.

O que acaba de fazer Di Maria em Camp Nou!

27 comentários:

HC disse...

Ficou completamente com os rins no chão o Puyol... o Real está a dar uma tareia autêntica e que ninguém esperava!

DC disse...

De longe o melhor em campo!

João Mira disse...

Aquilo que ele fez ao Puyol vale? É permitido pelas regras?

Talvez agora se dê mais crédito a Guardiola. Este Barcelona está a anos luz da Pep Team.

Manuel Humberto disse...

Resultado algo impensável mas que demonstra a verdadeira diferença que Guardiola fazia. Com Guardiola só um terramoto permitiria ao Real sair de Barcelona com um 0-3 na bagagem.

Segundo jogo consecutivo onde o Barcelona não cria perigo, prova (talvez) de que o maior problema em San Siro não foi se calhar o relvado ... o FC Barcelona continua a ser superior e hábitos não se perdem em 3 ou 4 meses, mas sem Guardiola nunca será a mesma coisa, contrariando muita gente que mais ou menos explicitamente pretendendo desvalorizar o treinador para valorizar Mourinho, atribuía todos os méritos aos jogadores.

É um grande resultado para Mourinho e elevar-lhes-á (Madrid) a moral para a deslocação a Old Trafford.

Anónimo disse...

O pepe team nem cheirou no campeonato, este lidera com 16 pontos de vantagem...

Edson Arantes do Nascimento disse...

Levou muita porrada neste blogue. Algumas vezes com razão. Outras nem por isso. É um grande jogador. Como é o Salvio, por exemplo.

No entanto o Barça foi patético. O Messi ou está lesionado ou então há algum problema naquela equipa. Fez o pior jogo que me lembro. Totalmente desligado de tudo o que o rodeava. Sem nexo. Sem fibra.

É incrível como alguém pode pensar que um barco navega sem mestre. Sem um líder. Que tempos gloriosos vivemos com Guardiola...

José Lemos disse...

Di Maria é um exemplo claro de que a tomada de decisão no futebol está longe de ser tudo.

Dito isto apesar de a primeira parte dele ter sido horrível, mas verdade seja dita, deu a vitória ao Real Madrid naquela arrancada.

Cantinho do Morais disse...

Rossel e Zubizarreta falharam ao menosprezar a importância de Guardiola (ou de um excelente treinador) na evolução de uma equipa.

De repente, Piqué, Puyol, Xavi, Fabregas e Pedro ficaram (quase) banais.

Ainda bem para o Barça que só joga, com Real, duas vezes para a Liga.

Mourinho vs Roura é como Jesus vs Vercauteren, pura comédia.

Cantinho do Morais disse...

Barcelona, se não arranjar um treinador, corre o risco de não aproveitar, por mais uns anos, a nível internacional, Messi, Iniesta, Busquets, Piqué, Alexis, Fabrégas, Thiago Alcantara, Alba, etc.

E o Real, vai abdicar de Mourinho?

MoJoDeath disse...

Completamente de acordo com o João Mira.
Grande jogo do Real.

dezazucr disse...

Grande Di Maria! Estraçalhou o Puyol!!!

Rearviewmirror disse...

Só sei que em dois jogos em que Messi deveria ter dito "presente", ele simplesmente eclipsou-se.
E o Barcelona hipotecou a Champions e disse adeus á Taça do Rei.

Ah, uma coisa muito estranha foi a maneira com o Real Madrid defendeu hoje: Uma vezes em linha, outras vezes os centrais estavam subidos, outras vezes ficavam para trás, ás vezes queriam ir pressionar á frente, mas faziam-no só com 2/3 jogadores que faziam piques para rapidamente ficarem fora do lance... o que é certo é que parece ter resultado.

E o lance do Di Maria... É o mais bonito que o futebol tem.

dezazucr disse...

Este Barcelona perdeu um treinador no início do ano e quando estava embalado, voltou a perder a meio da época por uma fatalidade. Quando digo que a bruxa do Mourinho é forte... Não há equipa e modelo de jogo que resista a tanta instabilidade, os jogadores não são máquinas que se adaptem automaticamente, nem todos os treinadores têm a mesma competência.

DC disse...

Acho piada é todos estes que querem colocar em causa a equipa que já venceu o campeonato espanhol e que só por acaso tem o treinador principal em Nova Iorque há 2 meses.

O Real ganhou bem este jogo, mas ganhou porque tudo lhe começou a correr de feição. O penalti é um erro idiota do Piqué e depois se o penalti sobre o Pedro é marcado se calhar a história mudava.
Nesta eliminatória o Real marca 2 golos de canto, um de penalti e um de contra-ataque cheio de ressaltos. O Barcelona está numa fase menos boa mas continua a ser muito superior a este Real e foi superior nos 2 jogos, principalmente no 1º onde podia ter matado a eliminatória.
Aliás esta eliminatória foi muito semelhante à da Supertaça onde o Valdés deixou o Real viver num jogo em que foi massacrado e depois acabou por pagar caro.

Miguel Nunes disse...

Edson e Lemos, toda a porrada que levou foi justa. Nem sp me revejo em td, qd leio as etiquetas. Mudo muitas x de opinião. Não é contudo o caso do Di Maria.

Em relação à tomada de decisão, e à sua importância bastará dizer que o Di Maria passou ao longo dos anos deste blog de suplente do SLB para titular do Real Madrid. Pq? Pq evoluiu e bastante na tomada de decisão. Relembro que nos primeiros anos de SLB perdia 7 de cada 10 bolas que tocava para o adversário. Esse jogador já não existe. O que não quer dizer que seja óptimo na tomada de decisão, mas está o suficientemente controlado para não prejudicar a sua equipa e colocar o talento e velocidade que tem e sempre teve, mesmo qd decidia mal ao serviço da sua equipa.

Anónimo disse...

fdx, não exageremos, o próprio di quase que cai... o homem desequilibra-se de uma maneira que ele nem sabe se só tinha bebido uma grade ou já ia na segunda...

Miguel Nunes disse...

anónimo, o Di Maria é o de branco. O outro e´o Puyol.

Edson Arantes do Nascimento disse...

A questão não é mudar de opinião. Todos mudamos. Só os burros não mudam de opinião.

A questão, para mim, como sabes, é rasgar ou elogiar muitíssimo determinadas figuras que não merecem tais adjectivos. O Di Maria foi um dos que foi rasgado neste blogue. Como disse antes, algumas vezes com razão. Eu também prefiro jogadores inteligentes. Durante dois anos foi completamente ineficaz no Benfica.

E depois chegou o JJ. E passou a valer 30 milhões em seis meses. Porque é como tu dizes: talento, talento e mais talento. Assim torna-se mais fácil. Basta um bom treinador para fazer explodir as ideias. Acho que está tudo dito. Com o Mourinho passou a valer 50 milhões.

Para além do Salvio (que é parecido, ainda que com outras características sobretudo físicas) e do Di Maria está na berra outro caso destes: Gareth Bale.

Começou a jogar por dentro, a procurar o apoio dos médios e avançados, a orientar as correrias no sentido da baliza - mérito total do AVB - e tornou-se um dos melhores jogadores da Europa. Porque as correrias ao longo da linha são bonitas, e dão muitas páginas de jornal, mas são ineficazes.

Perceber isto às vezes é difícil, não é Di Maria?

Miguel Nunes disse...

Edson, o post de hoje é para ti :)

Henrique disse...

É a demonstração que talento é o mais importante no desporto.

Manuel Humberto disse...

Inteligência também é talento. Tudo é importante mas a inteligência 4 passos acima de tudo o resto. Um jogador inteligentemente forte supera um jogador ultra-über-talentoso. 80 da primeira vencem 120 da segunda. O problema na maioria do tempo são os extremos: dizer-se que o jogador A é estúpido só porque não é tão inteligente como outros. Como é óbvio Bale ou Di Maria não são jogadores estúpidos. Lembro ainda o golo de Rui Costa em Alvalade na meia-final da taça, os 5-3. O primeiro golo de Rui Costa. Vejam como Di Maria mete o Português na cara de Rui Patrício: um jogador estúpido não seria capaz.

Rearviewmirror disse...

Epa, só porque ainda não se falou muito dele... mas e a exibição de Ronaldo ontem?
A sua tomada de decisão? Os seus arranques, força, controle de bola?
Arrisco a dizer, que mesmo sem os 2 golos, foi do melhor que já vi Ronaldo fazer em Camp Nou.

Rearviewmirror disse...

"fdx, não exageremos, o próprio di quase que cai... o homem desequilibra-se de uma maneira que ele nem sabe se só tinha bebido uma grade ou já ia na segunda..."

E isto é tudo azia? Se calhar é melhor veres o lance outra vez...

José Lemos disse...

Não,
ontem o Di Maria voltou a ser péssimo na tomada de decisão.

A primeira parte dele nesse aspeto está ao nivel do que fazia no Benfica.

Mas a 2ª também, e ganhou o jogo para o Real.

Ele e o Ronaldo, a prova provada que a tomada de decisão não é tudo no futebol :)

O Ronaldo decide mal a defender (na maior parte das vezes não defende) e decide mal muitas vezes a atacar porque procura a baliza quando tem colegas em melhor posição.
Mas resolve jogos sozinho :)

V. Branco disse...

"Ronaldo decide mal muitas vezes a atacar..."
E viva a liberdade de expressão!
E, claro, o Barça é que jogou pouco e tal e coiso e o Messi blá, blá.
O Real não deixou o Barça jogar e Ronaldo é um monstro!

Edson Arantes do Nascimento disse...

LOL :-)

Edson Arantes do Nascimento disse...

LOL :-)