sábado, 23 de março de 2013

Velocidade de raciocínio. Construir, criar e finalizar em Video. Eu sei o que fizeste a noite passada.


Definição do que é ser completo ontem à noite na América do Sul, amanhã na Liga dos Campeões. A supremacia é cognitiva. Quando tens à tua frente alguém com um nível tal de conhecimento do jogo, um nível tal de criatividade e ainda para mais tecnicamente consegue sempre realizar o que a sua mente brilhante, porventura perfeita, idealiza, sabes que não mais verás nada assim.


Argentina 3-0 Venezuela (All Goals) 22.03... por ourmatch

15 comentários:

Rui Santiago disse...

Muito bom, estou como tu dizes, mesmo sem marcar seria sempre o melhor.

Miguel Nunes disse...

Não sei, Rui. Dizem por ai que os adeptos argentinos não gostam...

Manuel Humberto disse...

Muito fraquinho, Ronaldo é melhor. Isso da componente "cognitiva" é um mito, até parece que falamos de pintura, ou literatura. Só visto. Um dos problemas de Messi é esse: falamos de um jogo e o Messi passa pouco tempo a malhar no ginásio. Era isso que deveria fazer e só nesse dia estará ao nível de Ronaldo.

DC disse...

Fantástico! E os números de Maradona serão ultrapassados com apenas 25 anos.

valter disse...


Ontem vi o resumoda argentina depois de passar na caixa de comentários do post anterior. O que me ri!

Manuel Humberto disse...

Miguel Nunes,

O que Messi deveria fazer é isto:
http://www.youtube.com/watch?v=h_dUBESNUls
Não abras, a sério. É bastante chocante, a espaços (00m:55s).

Diário de um Dragão disse...

http://www.youtube.com/watch?v=wEhniGlFDtA

Jaime disse...

Voltando entao ao mesmo tema. Há uma enorme tendência do ser humano para valorizar mais as conquistas que são conseguidas pela inteligência, pela astucia, pelo souplesse. Tudo isto é preferível à força bruta, ao poder físico, à potencia. É natural que assim seja. É o nosso código genético. A espécie humana é o que é, através da capacidade intelectual. É a velha historia do David e Golias para sempre projetada sobre todas as nossas analises. A preferência irá sempre inevitavelmente para David. Mas o facto é que os Golias deste Mundo terão sempre mais hipóteses de vingar em qualquer área que envolva atividade física.

Obviamente, as preferências do publico na discussão Messi Vs Ronaldo irão sempre para Messi, o nosso David. Não que Messi não seja forte fisicamente. Tem qualidades físicas também espantosas, mas a sua fisionomia, faz-nos despertar a ternura que reservámos para os Davids. Como eu disse no anterior comentário: há mil e um caminhos para o processo de criar, n o futebol. A maioria de nós(e quanto mais inteligentes os observadores, mais probabilidade há de valorizarem mais o lado inteligente do jogo, mesmo que isso não seja correto), delicia-se mais com uma acçao de Aimar que isole um companheiro onde mais ninguém o vê, do que com uma corrida de Bale que termine com um passe fácil que isole um colega que todos já vimos mais cedo do que ele.
Mas a realidade é uma. Ambos construiram oportunidades, usando armas diferentes. O primeiro foi criativo, o segundo nem por isso, mas o resultado final das suas açoes, foi em valor, o mesmo. Podem alegar que Bale ao atrasar um passe obvio conduzindo mais um pouco, está a limitar as probabilidades de sucesso. Mas esquecem que algumas açoes criativas também limitam essas mesmas probabilidades, pelo risco que muitas vezes comportam…Alem disso, as capacidades físicas de Bale ou Ronaldo, permitem-lhes muitas vezes chegar a situações que aumentam essas probabilidades de sucesso. É a potencia, a força bruta, mas é o que acontece. (mas atenção que Bale ainda é um menino perto de Ronaldo e muito mais pobre tecnicamente)

Explicando melhor. Ronaldo constrói através de capacidades físicas(em condução ou em desmarcação), situações em que fica 2x2, 2x3. Depois poderá ter pior taxa de sucesso na definição final dessas situações do que um jogador com melhor poder de decisão. Mas enquanto que Ronaldo consegue chegar aquela situação umas 5 vezes por jogo(exemplo claro), um Iniesta chega umas 2 vezes. No final, Ronaldo das 5, define bem 2, e Iniesta das 2 define bem 2. Resultado final: sucesso 2 vezes para cada um. Construiram o mesmo. Isto foi so para explicar na pratica o que pode acontecer.

Depois, podemos recuar, eliminar da equação o resultado final e falar no aumento da probabilidade de sucesso, com cada ação no jogo, muito antes da ultima definição. Mas isso, será sempre um exercício ainda mais especulativo, sujeito a todo o tipo de subjetividades. Eu sei que com o Barcelona, há uma grande tendência, de se achar que so aquele estilo, aquela forma de jogar, é a correcta e quem sai daquele padrao, está a deixar dependentes de muitos outros fatores, o seu sucesso. Lembro-me de ver neste blog, um tópico “Porto mundial”. Sou portista e achei aquilo um exagero(embora a analise fosse espetacular como em muitos outros posts), alavancado pelas parecenças na filosofia com o Barcelona que inspira muitos jovens treinadores.

Jaime disse...

Agora Messi é de facto um Alien. Sera considerado o melhor de todos os tempos. Não tenho duvida. Porque junta tudo. So acho injusto para C.Ronaldo, a analise que se faz por comparação. Ronaldo é muito mais que golo. Como expliquei no outro comentário…Ronaldo ainda não tinha muito golo e já era o principal favorito *a bola de ouro 2007(antes do jogo de Kaka em Old Trafford). Ronaldo cria muitos problemas ao adversário, esquecendo a finalização. E já provou em 2 ligas diferentes, a sua capacidade de adaptação. Messi joga na sua zona de conforto. Eu sei que é um argumento repetido, mas é a verdade.Ultimamente, tem melhorado o seu rendimento na seleção argentina, mas a abundancia de golos e de construção de oportunidades, minguara perante os números de Barcelona, em qualquer outro habitat. A seleção espanhola(Barcelona+uns)sem Messi, é também, a melhor de todos os tempos.

Messi joga no centro do terreno, onde tudo se define. Ronaldo, ou escolhe participar mais na construção, ficando muito longe das áreas de finalização(uma vez que a sua participação tem que ser feita a partir de um corredor, dada a sua posição) ou faz o que tem feito. Aparecer menos vezes, mas com grande assertividade, invadindo as áreas interiores para a definição final. Ronaldo está a curta distancia, ponderando todos os fatores, do melhor de todos os tempos. E isso, é um grande elogio que se deve fazer. E repito novamente. Só a figura pouco simpática de Ronaldo, atrasará a inclusão do português entre as maiores lendas de todos os tempos. Desculpa a dimensão do texto, mas não conseguia resumir…

Miguel Nunes disse...

Lol Manuel, eu ao contrário, por exmeplo do Jorge D. do extinto Centro de Jogo sou um grande defensor do trabalho de força. Mas como é óbvio o melhor jogador de futebol não é nunca o que tem mais força :)

Miguel Nunes disse...

Jaime, não estamos tanto em desacordo como pensas. Se estivessemos para mim o Ronaldo n podia nc ser o 2ndo melhor da actualidade.

O Ronaldo teve a infelicidade de viver na era do melhor de sempre, porque caso contrário seria ele a ganhar o maior n de bolas de ouro de sempre!

hertz disse...

Já no post anterior tinha dito que não perdia um jogo da Argentina. O Messi está cada vez melhor na selecção e tem feito exibições soberbas. Ele participa em (quase) todos os golos que a Argentina marca actualmente. Seja a assistir, seja a finalizar. Magnífico.
Não sei se viste o jogo todo da Argentina mas houve lá momentos em que a Argentina construiu jogadas de luxo. Muito talento e classe naquela selecção e agora com uma defesa que tem estado compacta (e com um Mascherano que ainda ontem fez uma super exibição) parece-me que a Argentina é uma fortíssima candidata a ganhar o Mundial.

Anónimo disse...

Miguel Nunes, sei a tua opinião sobre o Messi (leio com frequência o teu blog). Pergunto-te se não achas que o Iniesta é melhor que o Messi na fase de construção e pergunto-te em que momento do jogo o Iniesta é inferior ao Messi que não a finalização. Pergunto-te isto, pois ao ver um jogo de Iniesta não consigo apontar-lhe uma má decisão...é que é mesmo raro. Por sua vez. Messi, que percebendo do jogo, na minha opinião nem sempre toma a opção mais conseguida, contudo (e por isso talvez esteja num nível acima) sem perder eficácia. Quero com isto dizer, que idealmente um melhor exemplo que tenho de jogador de futebol seria Iniesta. A minha percepção sobre o jogo estará assim tão errada?

João

Miguel Nunes disse...

João, acho que está totalmente correcta!

Acho os dois extremamente parecidos, para não dizer iguais! Mas o Messi tem, na minha opinião, mesmo ai, uma pequena vantagem de pelo drible conseguir desequilibrar as organizações adversárias, desfazendo linhas qd obriga mais jogadores a sairem a ele.

Anónimo disse...

Porque é que o Centro de Jogo se tornou extinto? Mesmo que deixassem de publicar, tinha lá muito bom conteúdo. Não há forma de o recuperar ou entrar em contacto com o blogger, Miguel?