sexta-feira, 28 de junho de 2013

"Guardiola encantou o balneário" Ribery

«Gostei também da conversa que teve comigo. Pergunto-me em que posição gostava mais de jogar, se na ala ou a 10, e com que funções. Disse-lhe que podia jogar em qualquer uma delas, mas foi bom ter-me abordado sobre o assunto e me ter pedido opinião», Ribéry.

Nem a propósito, depois do recente post sobre "Toni Grande".

17 comentários:

JMM disse...

Já o tinha colocado no twitter. Assim se ganham os jogadores.

Rui Santos disse...

Isto não é algo assim tão anormal ou inovador. Lembro-me perfeitamente de à cerca de 10 anos o Van Hoijdonk comentar que o Mourinho fazia o mesmo ou ainda o envolvia mais nas decisões tacticas da equipa. Serão resquicios do professor Van Gaal?

Miguel Nunes disse...

Não é nada inovador. Mas ainda há quem pense que o treinador deve ser um pequeno ditador e que os jogadores devem calar e obedecer

Anónimo disse...

Tipo Paulo Bento...

Anónimo disse...

tipo jesus.. neste caso é mais cientista. que ninguém ponha em causa a ciência do catedrático..

Hélder disse...

Gostava de ter ouvido a conversa que ele teve com o Martinez, Bastian, Kroos e Muller :D

Pedro disse...

"Mas ainda há quem pense que o treinador deve ser um pequeno ditador e que os jogadores devem calar e obedecer"

E enquanto isso JJ diz à boca cheia que não quer saber da opinião dos jogadores para nada.
:)

Ruben da Costa e Silva disse...

ñ querendo fugir demasiado ao conteúdo do post, só queria aproveitar para dizer que desde que comecei a acompanhar este blog, há cerca de 1 ano, já ñ consigo falar de futebol com a maioria das pessoas que conheço, ninguém percebe aquilo que eu digo e ainda por cima gozam comigo quando eu digo que o Gerrard (no seu auge físico) é um jogador muito mais completo que CR. Continuem o bom trabalho!

Pedro Nunes disse...

Man, comenta os jogos da taça das confederações

José Guilherme Ribeiro disse...

Nada de novo para alguns, um dogma questionado para outros...

José Guilherme Ribeiro disse...

Nada de novo para uns, um dogma para outros...

Anónimo disse...

Por outro lado podes também transcrever o que o Ibra dizia dele e que dava a entender que era um pequeno ditador também. E com isto não estou minimizar o Guardiola, mas por vezes, só ouvimos o que queremos. Um bocado ao estilo do Mourinho, que parece um anjo para a maioria dos portugueses.

Daniel Martins disse...

É preciso ter calma com os estereótipos. Quem nos garante que o treinador X ou Y não pede opiniões aos seus jogadores? Duvido muito que o JJ nunca tenha falado com o Aimar ou Saviola. Ou o Paulo Bento com o Ronaldo. Só para referir dois "ditadores" aqui mencionados. E será que o Guardiola também andou a pedir opiniões ao Contento? Não me cheira.

Como tudo na vida, também tem de haver um meio termo. Se um treinador se põe a ouvir as opiniões dos jogadores em demasia arrisca-se a que as coisas descarrilem, pois em geral a opinião dos jogadores restringir-se-á áquilo que eles ACHAM que pode melhorar o seu jogo individualemente. E o futebol é um jogo colectivo...

hertz disse...

É verdade que o JJ não é um treinador muito flexível mas ele nunca disse que "não quer saber da opinião dos jogadores para nada". Aliás, ele na entrevista que deu ao record no final da época 11/12 disse que já tinha mudado de ideias por sugestão de um jogador. Disse que se fosse em prol da equipa estava sempre disposto a ouvir os jogadores mas se fosse para benefício individual do jogador então nem valia a pena falar.

Anónimo disse...

"Nem a propósito, depois do recente post sobre Toni Grande"

Sim, O Guardiola perguntou lhe em que posição gostava de jogar mais, até aqui nada de novo. Mas nem por isso O Ribery escolheu com queria jogar.
Obviamente que deve haver dialogo entre os jogadores, estou de acordo, agora escolher quem deve jogar ao lado dele isso é inaceitável na minha opinião.

PP disse...

Miguel Nunes,

Onde viste essa notícia do Ribéry e do Guardiola?

Miguel Nunes disse...

jornal a bola online