quarta-feira, 5 de junho de 2013

Mourinho confirma Lateral Esquerdo

"O Cristiano teve três temporadas fantásticas comigo. Não sei se as melhores da carreira, em Manchester também teve momentos fantásticos. Encontrámos uma situação tática fantástica para ele poder mostrar todo o seu potencial." José Mourinho.


Quem segue o blog há mais tempo recordará seguramente as intermináveis discussões sobre Ronaldo e sobre como afirmámos que Mourinho, mas também Paulo Bento se estavam a prejudicar por centrar todo um modelo táctico num só jogador. 

Basta consultar nas etiquetas as análises ao Real Madrid, ou a Cristiano Ronaldo (particularmente nas análises à selecção). 

José Mourinho apenas agora confirmou o óbvio para quem segue com atenção o seu Real Madrid. E óbvio porque ter Kaká sempre de fora, Modric quase sempre ausente e Ozil noutros espaços mais recuados para jogar Cristiano no corredor central nas costas de um avançado e próximo da baliza significava apenas tirar o melhor de Ronaldo mas não o melhor para o Real Madrid.






21 comentários:

Anónimo disse...

Achas mesmo que ele faria isso de tirar o melhor de Ronaldo, se n achasse que isso seria o melhor para o Real Madrid também?

Tipo, melhor de Ronaldo > kaka e modric?

Afagas bem o teu ego.

Miguel Nunes disse...

Sem duvida que achava que tb era bom para ele. Por cá é que não concordávamos. Sp achámos que seria mt melhor ter Modric onde estava Ronaldo, mas isso n significa que Ronaldo saia da equipa...

Ronaldo iria marcar menos, Modric ia marcar dezenas a menos que o que Ronaldo marcou, mas o Real ia ganhar mais. É essa a minha opinião.

Aliás, essa eliminatória em Old Trafford foi qd ele tirou a bola a Ronaldo e a entregou a Modric. Virou a eliminatória...e o Ronaldo até marcou golo tb...

Carlos Zorrinho disse...

O teu ódio ao Ronaldo cega-te, Ronaldo com Pelegrini marcou quantos?
Não foi bota de ouro em Manchester?
Pareces um daqueles miúdos que nas discussões vem dizer que ah e tal mas a equipa joga toda pra ele...
Simplesmente ridículo.

Miguel Nunes disse...

Zorrinho, ódio ao Ronaldo?!

Olha...o meu amigo stalker voltou! Por aqui é mais taxadas de andebol...

Manel disse...

O Ronaldo não teve (nem precisa de ter) muita bola. Ele tornou-se um monstro do golo, não consegue criar tantos desequilíbrios jogando no exterior como fazia no utd. Eu acho que o real perderia muito em não o ter onde o mourinho o pôs. O que não quer dizer que não ganhasse a maioria dos jogos. Para além de que entre (kaka) modric ozil alguem tem que jogar fora da posição 10. Talvez modric a 8, mas será que isso não é desperdício também..?

Miguel Nunes disse...

Ozil e Modric deviam ter jogado sp e juntos. E mm que o Ronaldo jogasse onde jogou... saía o Khedira ou o Alonso, na minha opinião...

Manel disse...

Concordo. Gosto do khedira, mas não se justifica ter os dois naquela equipa e era dele que prescindia. O xabi alonso é um mdf de luxo. Mas o mourinho construiu a base há 3 anos e não quis mexer, principalmente depois dos resultados da época passada... Se bem me lembro o modric chegou já no final da pré-época e isso deve ter pesado.

Ronaldinho disse...

Como no final ele chegou a fazer (Ozil e Modric) e foi notória a diferença na capacidade da equipa com bola

Daniel Martins disse...

Não me parece. Com Pellegrini, Ronaldo já marcava em média 1 golo por jogo. Não digo que Mourinho não tenha arranjado forma de potenciar ainda mais o jogo do Cristiano, mas duvido que isso tenha sido assim tão prejudicial para o Real. Como disso o Guardiola há pouco tempo, é no centro do campo que se decidem os jogos e quando tens um jogador com a capacidade de finalização do Cristiano tens de o pôr a jogar no meio ou a fazer movimentos interiores. O maior problema do Real é que tem um plantel sobrevalorizado. Tão sobrevalorizado que leva a estrutura madridita a se acomodar à equipa que (pensa que) tem.

DC disse...

Para o ano o Ancelotti vai mostrar como jogar com um meio-campo criativo e mesmo assim colocar o Cristiano no 11.
E depois, quando der muito mais luta ao Barça, alguns vão perceber o que estás a dizer.

Cole disse...

Ronaldo vale pelo que vale individualmente e não para a mais valia que comporta para o coletivo. Contrariamente a Messi, por exemplo. Ronaldo joga muito, mas tira muito jogo aos colegas. Se isso numa equipa mediana que esteja organizada para ele, que privilegie o futebol direto e de transição rápida, até pode ser bom, numa equipa com tanta qualidade individual como o Real Madrid é um desperdício de talento. Tanta jogada queimada para lançar a correria do Ronaldo...

Anónimo disse...

You should take part in a contest for one of the highest quality
websites online. I am going to recommend this website!


Also visit my website ... More Hints

Rui Lopes disse...

Miguel Nunes, qual o onze base farias com o plantel do Real deste ano?

Mike Portugal disse...

O Ronaldo sobressaía mais em Inglaterra por um só motivo. As equipas lá não são tão tacticamente fortes como em Espanha e dão um bocado mais de espaço para jogar. E mesmo assim o Ronaldo marca que se farta.

No entanto, se ele fosse, por exemplo, para Itália, acho que iria passar um mau bocado com aqueles defesas e trincos sempre a cair em cima dele. Gostava de ver como é que um treinador o metia a marcar tantos golos em Itália. Seria um desafio interessante.

Miguel Nunes disse...

DC, n sei. O PSG era 442 classico, mas acho q n será assim o Real

Rui Lopes, n conheço assim tão bem todo o plantel do Real para avançar c um 11. Mas se Kaká estivesse no maximo das suas capacidades físicas, encaixaria Kaka, Ozil, Modric e Ronaldo na equipa

Miguel Nunes disse...

DC, n sei. O PSG era 442 classico, mas acho q n será assim o Real

Rui Lopes, n conheço assim tão bem todo o plantel do Real para avançar c um 11. Mas se Kaká estivesse no maximo das suas capacidades físicas, encaixaria Kaka, Ozil, Modric e Ronaldo na equipa

Pedro disse...

Não acho que seja isso que Mourinho quis dizer. Não me parece que tenha adaptado a táctica a Ronaldo mas sim que a sua táctica encaixou muito bem nas características de Ronaldo. É bastante diferente.

Agora, obviamente que Mourinho falhou. Ter Kaká e Modric e usá-los tão pouco é algo que nunca pensei ver em Mourinho. Não percebo como possa ter errado tanto, possa ter feito as opções que fez. Foi muito estranho a opção de Mourinho no Real Madrid.

DC disse...

Sim, mas eu acho que ele deve voltar mais aos tempos de Milan.
Leva o Verrati para jogar à frente da defesa e depois Ozil e Modric são fundamentais.
A outra ponta do losango é que não sei se aproveitará Khedira ou Alonso.

Acho que assim ele lutava pelos troféus todos sendo o 2º ou 3º favorito a vencer a Champions.

Mas até lá ainda se há-de passar muita coisa...

Roberto Baggio disse...

Só um pequeno reparo... Este Barcelona é o do Tito, e com um ano em cima...

JNF disse...

Eu acho que Mourinho e Paulo Bento são "vítimas" do ego de Ronaldo. O futebol, para Ronaldo, tem três palavras: eu, eu e eu. Acho que tanto o Real como a Selecção teriam melhor futebol e melhores resultados se o jogo não estivesse tão centrado em Ronaldo. E o próprio Ronaldo só marca os golos que marca porque o futebol da equipa e da selecção estão centrados exclusivamente nele. Ganha ele em termos de números, mas perdem as suas equipas.

A discussão captada por uma televisão espanhola entre Mourinho e Ronaldo aquando da ausência de recuperação defensiva por parte do 7 mostra um dos vários momentos em que Mourinho é vítima desse ego.

PP disse...

Eu discordo que o 4-2-3-1 do Real Madrid seja a melhor situação táctica para o Ronaldo.

Aliás, nem sequer é a melhor para o Özil, atendendo ao crescente número de jogos do alemão na ala esquerda esta temporada, mais do que a "10"... mas, isso é outro tema.

Relativamente ao Cristiano Ronaldo, e pegando na nossa selecção nacional, via com bons olhos uma alteração táctica do tradicional 4-3-3 para um 4-1-2-1-2. É que, nem o tridente de meio-campo, nem o tridente atacante, nem sequer a dinâmica ofensiva dos nossos laterais funciona como deveria funcionar na selecção.

Não acho que seja apenas falta de empenho, ou até mesmo de treino. Acho sim que é falta de competência para interpretar como deve de ser esse esquema por parte da maioria dos nossos jogadores.

Como tal, surgiria o seguinte:

Patrício

Neto B.Alves
J.Pereira F.Coentrão

Veloso
Moutinho Viana
Nani

H.Almeida C.Ronaldo

Há nomes neste onze que são meramente exemplificativos. Por exemplo, Danny poderia muito bem ser "10" neste esquema, assim como o Postiga poderia formar dupla com o Almeida. Por seu turno, o Nélson Oliveira também poderia ser uma excelente alternativa até porque gosta de jogar com liberdade lá na frente.

Portugal já não forma extremos à antiga desde Figo, Capucho e Folha. Desde então, forma extremos que mais são segundos avançados (Simão Sabrosa, Pizzi, Varela, Ronaldo, Nani, Bruno Gama, Hélder Barbosa,...) talvez apenas Vieirinha tenha ainda um pouco desse ADN de extremo puro, mas mesmo este está habituado a jogar quase como um segundo avançado. Por isso, e porque não temos avançados centros inteligentes a jogar, faz cada vez menos sentido ter um tridente ofensivo formado por dois extremos e um ponta-de-lança mais fixo.

Mais a mais, esta táctica beneficiaria o equilíbrio defensivo e ofensivo de Portugal e exponenciaria o Ronaldo para uma máquina goleadora e outro nível exibicional.