quarta-feira, 19 de junho de 2013

Quem disse que o futebol é complicado?

"...de repente tentas pressionar e eles fazem um-dois" Maxi Pereira, sobre a incapacidade uruguaia para suster a selecção espanhola.

Quem nos segue desde a primeira época de Saviola no SL Benfica recordar-se-à da "êxtase" que o futebol dos argentinos (Saviola / Aimar) nos provocava. Seguidores mais recentes foram acompanhando o lamento por poucas vezes Jorge Jesus ter optado por ambos e Nolito em simultâneo num passado não muito distante.

Tudo porque a sua tomada de decisão aliada à qualidade técnica foi do melhor que passou por Portugal na última década. 

Há muito explicámos também, que a melhor forma de ultrapassar um adversário directo é uma tabela. Quem faz o primeiro passe e desmarca na frente, receberá sempre primeiro e nas costas do seu marcador directo, isto porque quem está com o jogador que faz o primeiro passe, encontra-se de costas para o local para onde a bola será endossada. Aimar, Saviola e posteriormente Nolito recorriam incessantemente a uma combinação tão apaixonante e ao mesmo tempo tão simples. Com eles o jogo era mais belo. 

E de repente Maxi Pereira com uma enorme simplicidade explica tudo numa grande frase. Não dá mesmo Maxi. Quando desafias jogadores assim, é um desatino...

21 comentários:

Hugo disse...

Pois, mas um regalo para quem assiste eheheh

Laranja disse...

Não digas isso Miguel, os "especialistas" dizem que Aimar está velho, Saviola roto e Nolito não presta... Bom bom é quando juntas Gaitán e Rodrigo (em apoios frontais), isso sim, futebol que até dá pena

Anónimo disse...

Se fosse em Portugal mandava duas ou três pauladas no Iniesta até o magoar, não via amarelos e ficava tudo resolvido.
Lá fora com regras diferentes é mais difícil.
O Javi Garcia já nem sabe o que é ser titular...

Daniel Martins disse...

Sim, mas falta acrescentar que o um-dois é das coisas mais complicadas de fazer no futebol. Exige técnica e inteligência da parte de (pelo menos) dois jogadores. Num futebol como o nosso, em que se desvaloriza tanto a recepção e inteligência e se endeusa o drible e a rapidez, é ainda mais complicado. A prova disso é que Yannick Djaló, um dos jogadores com pior domínio de bola que alguma vez vi jogar, foi durante muitos anos apelidado de "promessa".

CountZaccone disse...

E mesmo assim, a jogar sem eles, fez esta época a melhor desde que está no Benfica.

Aza Delta disse...

Miguel, eu tb fiquei de coração partido quando o saviola foi afastado. Mas diz-me, se tivesses de escolher entre nolito e gaitan escolhias o nolito? achas um crime assim tão grande que o nolito seja terceira opção atrás de gaitan e ola john?

jorge disse...

Miguel, e uma analise ao japao

Leo disse...

Falem aí da skill do Neymar!
E já agora viram alguma coisa do Herrera?

Pedro disse...

Pois PB, e como encaixar isso, essa falha/erro/incapacidade de perceber o bom que tem à mão, nos rasgados elogios dados constantemente a Jorge Jesus?

Se JJ é tão bom, percebe tanto de futebol, como não percebe algo tão simples?

CountZaccone disse...

Fdx Pedro, percebes tu e o PB e toda a gente da blogosfera mais que o JJ que é um treinador profissional.

É que eu entendo que o pessoal dê a sua opinião, agora que sejam arrogantes com isso em algo que claramente sabem menos que outra pessoa não.

Pedro disse...

HAHA
Esta argumentação parte-me todo.

Como se bastasse ser profissional em determinado assunto para ser logo, automáticamente, melhor que outro que não é. LOL

E já agora, sabes lá tu quem é profissional e quem não é?

O que não faltam aí são profissionais de futebol que não sabem um décimo do que o PB e o Miguel falam aqui no Lateral.

CountZaccone disse...

Sim senhor.

Portanto vingam no futebol porque sim enquanto outros não vingam porque não.

Faz essa comparação sobre jogadores de futebol e vês o ridículo que é. Com treinadores não é diferente.

Ricardo Faria disse...

"Usted tiene un radar en la vida y en el campo.

R. No, en el campo soy un superviviente. Yo no soy ni fuerte ni rápido, así que desde niño aprendí a sobrevivir en un sitio donde el cuerpo no me daba para jugar. Lo mío es un milagro. Técnicamente soy bueno, vale, pero me ha salvado la velocidad mental, pensar más rápido. Físicamente soy muy limitado. Yo si vuelvo a nacer y soy futbolista solo pediría una cosa: ser rápido. Ser rápido, físicamente hablando, debe de ser fantástico. ¿Te imaginas? Poder hacer lo que hacía Henry, o lo que hace Tello, o Alba... Yo he de darme la vueltecita, controlar orientado, pensar por dónde me va a salir a presionar porque como me pille voy al suelo, porque claro, es que no puedo meter ni el codo porque el tío que viene a taparme siempre, siempre, es más fuerte que yo. Es un estrés que no veas. Vivo de ganar un segundo, de situarme donde no me puedan presionar. Es que me paso el partido pensando."

Acho que isto dá direito a um post. É um excerto de uma entrevista do Xavi. Pode ver-se o resto aqui http://deportes.elpais.com/deportes/2013/06/19/actualidad/1371676259_223611.html onde ele diz mais umas coisas interessantes, nomeadamente sobre o Busquets.

Ao ler a entrevista, só o imagino daqui a 5 anos como técnico principal do Barça. Que achas?

Miguel Nunes disse...

oh zorg, n é p perceber mm...

M. disse...

Vi (parte do) jogo Espanha-Uruguai. Quando me recordei que o Uruguai tinha "acabado" de ser semi-finalista do último Mundial e vencer o Sul-Americano quase entrei em choque... É verdade, uma das melhores equipas da actualidade parecia um conjunto de rapazes desesperados sem saber o que fazer, sem nunca conseguir ter a bola. O que a Espanha construiu é Impressionante!

Pedro disse...

zorg????

Gonçalo Matos disse...

O Uruguai fez um jogo péssimo e o seu treinador esteve mal nesse jogo.. A equipa esteve sempre desequilibrada e acabou o jogo com 3 pontas de lança e um numero 10 e com um ala adaptado a trinco... No processo defensivo não se percebia se queriam pressionar alto ou fechar espaços atrás.. Já para não falar que o defesa esquerdo é um central adaptado que mal dá profundidade ao flanco..

A Espanha esteve bem nesse jogo, mas na realidade a oposição foi fraca, na minha opinião. Ontem contra a Nigéria estiveram melhor, mas mesmo assim a equipa tem pouco trabalho e baseia-se muito na qualidade individual dos três da frente

Anónimo disse...

Alguém vá ver os números do Jav Garciai...
Não é só titular como teve quase a ir à taça das confederações, agora quando se tem Busquets e Javi Martinez pra mesma posição a coisa complica...

http://www.zerozero.pt/jogador.php?epoca_id=142&id=38337&op=zoomstats&tpstats=club
E joga num clube que tem Yaya, Milner, Barry, etc

Rodrigo Andrade disse...

O futebol não é complicado, ou melhor, é tanto mais simples quanto mais inteligente for o jogador ou a equipa que o pratica. A tarefa de melhorar as decisões dos jogadores, de os dotar de uma lógica mais simples compete ao treinador e à sua equipa técnica. Investe-se e trabalha-se pouco esta área.

Santana disse...

heeix! Do que foste falar... Aimar, Saviola e Nolito. Um crime de JJ.

Até me doeu ver que o Nolito sempre seria vendido.

Não percebo estas merdas do Jesus. Parece que o cérebro se desfez depois da 1ª época...


Grande abraço!

Miguel Nunes disse...

grande abraço Santana!