quarta-feira, 5 de junho de 2013

Situação de treino. Exercício em situação de jogo.

Momento do jogo: Organização ofensiva e Transição ofensiva.

Objectivo geral: Tomada de decisão no processo de construção de jogo ofensivo em organização. Com e sem bola. Tomada de decisão, e movimentação em transição ofensiva.

Objectivo específico: Movimentação do avançado (em organização e em transição) e ligação dessa movimentação com as penetrações dos extremos e médios. Timing para soltar a bola (próximo do adversário directo fazendo a bola entrar numa linha nas suas costas) em situação de transição (vantagem numérica).

Critério de êxito: Número de desequilíbrios conseguidos pela movimentação do avançado. Mesmo quando não tocando na bola, permitiu espaço para os colegas desequilibrarem. Número de linhas de passe diferentes (sobre a sua direita e esquerda) que o portador da bola tem a cada instante. Em organização não explora apenas a profundidade, mas também baixa para apoio frontal, arrastando marcação e permitindo a entrada do extremo do corredor oposto ao da bola na zona entre central que fica e lateral. Dá linha de passe sobre o exterior se estiver próximo do extremo, permitindo as penetrações de um interior na zona do avançado. Em transição desmarca para o corredor da bola, enquanto o extremo conduz na direcção do corredor central, fixando o defesa antes de tomar a decisão.

Forma: GR+10x10+GR. (Ataque organizado x Transição ofensiva). 10x7 em Organização ofensiva e 10x3 em transição (12 segundos para finalizar).

Espaço: Campo todo.

Tempo: 30 minutos (15' em organização, 15' em transição).

Condicionantes. Ataque organizado joga com 2 jogadores obrigatoriamente, sempre no meio campo defensivo. Se central progride com a bola, trinco tem de baixar para meio campo defensivo. Só os centrais e trinco do ataque organizado defendem. Ataque organizado depois de recuperar a bola, tem de fazê-la entrar no seu meio campo defensivo, permitindo a reorganização defensiva da equipa da transição. Na equipa da transição os extremos e o avançado não defendem. A equipa da transição tem 12 segundos para finalizar após cada recuperação de bola.

Feedback: Direccionado somente para os objectivos específicos. Utilizado como reforço. Prescritivos e descritivos.

25 comentários:

Dejan Savićević disse...

humm, isso é para o Edgar Borges?

Roberto Baggio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Então mas se estudam todos pelos mesmos livros depois não se anulam todos mais facilmente uns aos outros ou os jogadores também contam? Deve ser por isto que os treinadores desempregados, os que nunca trabalharam e até os que nunca viram o seu trabalho reconhecido em lado algum estão sempre aptos e prontos para criticar e analisar o trabalho de quem está a trabalhar para ajudar a encher a programação no cabo. Finalmente fez-se luz. Vou já a correr também tirar um curso de ocupação de espaços para poder criticar o comportamento do Mourinho, desta vez no balneário do Chelsea. Sempre sonhei ser também um gestor de homens.

Miguel Nunes disse...

quem é que estuda por livros, anónimo?

Mas olha que há tb os que n estão desempregados, que já trabalharam e que viram mt reconhecimento do seu trabalho e continuam prontos e aptos para criticar e analisar o trabalho de quem está a trabalhar para ajudar a encher a programação no cabo.

há de tudo. Uns bons, outros maus e há outros q n são nada para além de atrasados mentais.

Roberto Baggio disse...

O que acontece quando alguém conduz na direcção dele a partir do corredor central? Arrasta para abrir espaço? Sai para tabelar? Procura a profundidade? Quando a bola entra no cruzamento qual é a definição? Quando pega no jogo em apoio roda ou joga de frente? Qual o timing exacto para soltar se tiver marcação? Qual o tipo de desmarcação/posicionamento se o colega conduzir pelo exterior continua a dar linha de passe dentro?

Miguel Nunes disse...

tu és um chato do c#$#$#$

Depende do modelo de jogo. Vou dar exemplo de um em 442 losango relativamente recente. O 10 enfiava-se la nos centrais e vinha para tabelar, um dos av abria no corredor lateral da bola e o outro movimentação circular de ruptura a entrar de onde o outro av saía.

Se der para rodar roda. De resto n condiciono assim tanto a decisão c bola. Mais interesse em dar opções e deixar que os próprios atletas com as opções q forneço estabelecerem as interacções entre si.

Gonçalo Ruivo disse...

o que esse anónimo quer dizer com "sempre sonhei ser gestor de homens" sei eu

loooooooooooooooool PANISGÃO CHORÃO AFECTADO POR SER INCOMPETENTE

Rodrigo disse...

n gostas n venhas cá ió ió ió

Estás com medo que tb ponham a nu a tua incompetência? É o Portugal que temos. A mediocridade só se preocupa em manter a mediocridade.

Roberto Baggio disse...

Obrigado Miguel, és o meu herói!!!!! hahahahaha, mas isso não eram dúvidas minhas para que saibas, eram de um rapaz que tem vergonha de comentar até em anónimo acho que se chama Blessing ou assim hahahahha

Miguel Nunes disse...

LOL Diz ao Petro que menos de 15mil semana nada feito.

Miguel Nunes disse...

Devia ter percebido que este anónimo q bloqueei o comentário é o stalker

ahahahahahah

Rodrigo disse...

that's just sad... Portugal que temos...tanta gente boa que morre e os medíocres sobrevivem e se for preciso andam ai a tomar decisões. Vergonha deste país mesmo.

Cláudio disse...

para fazer à Quinta-feira?

Anónimo disse...

O bloqueio diz tudo mas ele aparece noutro lado.

Miguel Nunes disse...

o meu stalker mailindo

Tb foste um dos do tacho da anterior direcção, n foste? é por isso essa azia toda... por tantos terem sido desmascarados?

Cláudio, sim, por exemplo.

Anónimo disse...

Largo das Olarias Alert Largo das Olarias Alert Largo das Olarias Alert

Edson Arantes do Nascimento disse...

Se alguém daqui vai para o Petro de Luanda tem desde já o meu fervoroso apoio!

Bem precisam! O 1º de Agosto contratou no ano passado um espanhol que já passou pelo Barça e é agora coordenador da formação. Um tal de Joan Oliva. Conversei com ele uma vez e gostei.

Um tipo interessante e com ideias. Vamos lá ver se vai dar alguma coisa. A formação em Angola é uma espécie de desastre em andamento...

Miguel Nunes disse...

Edson, private joke com o Robby Baggio. Querido stalker do Mal pacato, o blog é meu falo do que me apetece, e sobretudo o termo que usas não é o que mais aprecio, no teu blog falarás do que entenderes.

André Gomes disse...

Miguel tenho gostado muito de ler o que publicas aqui. Venho cá diariamente várias vezes. Até porque na caixa de comentários se fala de outras coisas interessantes.

És/foste treinador? De algum clube de nomeada?

Roberto Baggio disse...

Edson Miguel Nunes e Roberto Baggio achas que resulta em angola?

Miguel Nunes disse...

André, obrigado.

Somos 4 e estamos todos ligados ao futebol, mas só um vive exclusivamente disso, mas o Roberto Baggio vai levar-nos a todos para o Petro! ahah

abraço.

Edson Arantes do Nascimento disse...

eheheheh acho que muita coisa poderia sim resultar...

Manel disse...

Assumindo que de um lado joga o 11 base (em organização/transição ofensiva) só esse é que treina essa vertente? Como é feita a reposição de bola em caso de perda? O onze em transição/organização defensiva também tem objectivos gerais/específicos?

Manuel Humberto disse...

Anónimo, como já percebeu as suas tentativas de achincalhar caem invariavelmente em saco roto. Mas se assumisse uma identidade, para nos "diálogos" que pretende ter com o Miguel Nunes ele soubesse quais os comentários que pertencem a quem, o respeito por si, ainda que permanecesse pessoa anónima, aumentaria um bocadinho.

É que a comentar dessa forma parece mesmo um "voyeur", papel bastante miserável. É por si: saia desse papel e assuma com frontalidade as suas posições.

Miguel Nunes disse...

Manuel, eu sugiro nomes para assinar para sabermos quando aparece. "Tachada de Andebol" ou "parasita do Sporting". Assim saberemos de quem falamos.