quinta-feira, 18 de julho de 2013

A equipa de Vitor Pereira


Fácil perceber qual é.

Desperdício muito grande de qualidade algures na Arábia Saudita. 

20 comentários:

Daniel Santos disse...

Uma verdade tao grande...mas se nem portistas perceberam a dimensao do treinador que tinham como se pode pedir aos outros que entendam?

Vasco disse...

OFFTOPIC:
OH PB, o Véron?! para ti foi outro Riquelme/joão Pinto que não foi aproveitado? Quando ele jogava no MU, os adeptos assobiavam e o Ferguson dizia que não percebia como, pois tudo o que ele fazia era fantástico. Achas que está ao nível dos outros demais?

Pinto disse...

Há muito trabalho para fazer com estes cepos ainda, veja-se o central aos 46 segundos a ir atrás do avançado. Até o seguia para a casa de banho se fosse preciso.

Hugo disse...

Ainda vai ganhar a Champions asiática este ano

Joao disse...

Fico com a ideia que ser adepto ferrenho do Porto foi o grande handicap de Vítor Pereira. O medo de errar era demasiado grande, e por isso a equipa tinha uma posse de bola impressionante mas não arriscava como eventualmente podia e devia.

Claro que o estilo de liderança também pesava negativamente (quer nos adeptos quer na equipa), mas notou-se uma melhoria gradual ao longo do tempo que esteve no Porto. Tenho a certeza que continuaria a melhorar se continuasse nos comandos da equipa...

No.Worries disse...

Real Madrid, Chelsea, Bayern, Nápoles, Manchester United, Manchester City, PSG - estes são apenas alguns dos clubes de primeiro plano na Europa que mudaram de treinador, e em nenhum deles foi sequer falado o nome do vitor pereira, que o melhor que conseguiu foi um clube árabe. Será porque nesses clubes facilmente perceberam coisas que aqui não se querem perceber?

JON disse...

Acho que vocês não podem descurar, no que concerne tudo o que tem que ver com ser treinador, duas coisas fundamentais: 1) liderança, já que um treinador é líder e tudo o que isso envolve; 2) contexto em que surge e se desenvolve o treinador.
Em ambas as temáticas o Vitor Pereira teve problemas, alguns por culpa própria, outros nem tanto. O seu estilo de liderança foi sempre pouco claro, pese embora as melhorias visíveis. Por outro lado, o contexto de ser substituto/adjunto após uma época de sonho onde se ganhou tudo pesou bastante no apoio popular....
Quanto a perceber de bola e tudo o que são competências técnicas, ninguém com dois dedos de testa duvida da qualidade do senhor.
Ah, e quando se diz que as equipas arriscavam pouco, julgo que se cai num plano de injustiça, já que o plantel do FCP o ano passado era muito coxo no que a jogadores desequilibradores com perfil para arriscar diz respeito.

Roberto Baggio disse...

No. Worries
O Sporting não te ensinou nada? Ou queres apenas implicar, sem motivos? Acho que é bem visível a todos que há muitos poucos clubes que contratam treinadores pela sua qualidade. Portanto não se percebe bem o teu argumento.
O Jesualdo Ferreira foi tricampeão, para onde ele foi? Toda gente percebe que os clubes da Europa olham para o campeonato nacional como algo menor. E se não ganhares uma prova europeia, nenhum desses que referiste te vai contratar.

Percebe-se, também, facilmente, que quem escolhe treinadores pouco percebe de futebol e esse é o verdadeiro motivo pelo qual VP não teve convites de clubes europeus que lutem por mais que a classificação para a liga Europa.
Assim, com os pequenos convites que teve e a possibilidade de em um ano ficar com a vida, do ponto de vista financeiro, resolvida, ele escolheu resolver já com as finanças.

Um abraço

Roberto Baggio disse...

JON,
Acho que nós, que analisamos o jogo e o treino, só podemos comentar o que sabemos e o que temos dados para comentar. Ou seja, a questão da liderança é muito complexa e para que se faça qualquer tipo de avaliação, é necessário estares presente e assistires, pelo menos durante um mês, que dá cerca de seis jogos como ele guia às equipas no treino e no momento do jogo. Sem esses dados, como queres que o Miguel ou eu ou outro, que estamos a analisar o que é factual (o jogo e o treino) andemos a falar de liderança? É algo que não vemos e muito mais complexo que conferências de imprensa e problemas com jogadores.

Abraço

Jorge disse...

Roberto:

Pelo que li o VP fez a escolha nao so pelas financas mas tambem para recarregar energias, ja que me pareceu que as duas epocas no Porto foram muito intensas para ele e para a familia.

Pinto disse...

Mais valia deixarem os anónimos comentar. Com contas google ainda temos de levar com o no.worries.

M disse...

para um treinador assim tão, tão de topo, um clube de meio termo (porque os clubes de topo têm critérios por vezes muito parvos, basta ver, Camacho e Queiroz no Real... e a qualidade de nosso campeonato não é um bom meio de promoção)não seria expectável?

mais adequado a tanta qualidade? uma outra liga? ninguém viu o que se vê por aqui?

é muito interessante...digno de debate, porque razão ninguém pegou no gajo, a não ser um clube da Arábia Saudita.

se calhar simplesmente apeteceu-lhe ir ganhar uma pipa de massa..é legítimo!


tb é curioso constatar que começam a aparecerem portistas, daqueles que lhe atiravam cutelos às costa, a defende-lo, agora que saiu...e antes que venham com merdas, falo de pessoas que conheço pessoalmente!!!

Miguel Nunes disse...

Malta, quem toma estas decisões, toma com base em curriculo. O VP n tem nada de relevante no curriculo. É bicampeão num clube que ganha sp. Nós por acaso, cá em Portugal, sabemos que se n fossem 2 épocas de sonho (1 derrota em 2 anos) n o teria sido. Mas quem vê de fora... é só mais um campeão no FCP.

Portanto o curriculo dele n é atrativo. Então n lhe dão chances. Mas a qualidade de jogo das suas equipas é mttt forte do ponto de vista que ele controla. A vertente táctica. Mas... voces acham q o presidente ou director desportivo do PSG se vai por a observar jogos para ver ideias de jogo para escolher treinadores? A sério?

Isto é feito por curriculo e empresários. O Empresário do VPereira é um tipo desconhecido no futebol. Este é um daqueles casos que vai ter que se impor mm pela sua qualidade. E tem-o feito! Sem ajudas, sem favores, sem nada.

Respeito para quem cresce por si, sem cunhas. Apenas pela qualidade do seu trabalho!

E aqui trabalho, n é as 2 x campeão. É o seu modelo de jogo!

JON disse...

Baggio, o meu comentário não pretendia desconstruir o vosso argumento. Antes reforçar que o VP não foi para um clube de topo por mais razões que a qualidade táctica ou falta dela.
Pista além disso, dizer que concordo que o aspecto da liderança dentro do clube só pode ser observado por dentro. No entanto, o VP não foi bem aceite pela massa portista porque 1) teve uma herança pesada, como referi; 2) teve algumas dificuldades de comunicação que lhe custaram caro em termos de relação com os adeptos.

Um abraço e obrigado pelo vosso trabalho aqui. :-)

YilmaZ disse...

Afinal quem disse que o Sílvio era melhor que o MaxiPereira tem razão:o gajo é ainda mais caceitero! ;)

Senão vi os sub19 contra a Espanha,puta que p....!ainda temos que levar com Edgar Yeah!!.. e à 6!! :''(

Quem faz isto,merece perder os jogos todos...

Borges,Peixe,mesmo combate!Mesmo incompetência...

PS:Gostei do Cancelo e do 10(tem alguma pinta..)

Viste o jogo,Miguel??.. Vais analisar aquela merda??

Miguel Nunes disse...

Yilmaz, n vi, nem vou. abraço

Pedro disse...

Então sem VP, JJ vai reinar? Ou vai levar baile agora de Paulo Fonseca?

Miguel Nunes disse...

Pedro, mas sabes que são os jogadores que jogam? E q do SLB mt provavelmente só o Matic e o Sálvio cabiam (na época passada) no 11 do FCP. E q face ao desnível grande de 11 iniciais o SLB ter acabado a só 1 pto da frente foi um feito mt interessante? Sobretudo se pensarmos q mais de metade dos ptos perdidos pelo SLB foram erros grosseiros de individualidades...?

Pedro disse...

Ok..agora o problema são jogadores como Luisão, Garay, Enzo, Ola, Gaitan, Cardozo, Lima, Rodrigo, Nolito, Aimar, Martins, Maxi.

A outra metade de pontos perdidos foram erros grosseiros do treinador. E se alguns desses erros grosseiros de individualidades resultaram de erros grosseiros tácticos dos treinador ainda pior...

Pedro disse...

E o factor salário também deve ter pesado na decisão do Vitor Pereira... digo eu! Pensou:"Deixa lá mas é resolver a vidinha que isto não está para birras!"

Abr