sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

"Queremos aprender mais com Guardiola"

Neuer, só alguns querem aprender mais. Lê a tua entrevista ao Kroos, e diz-lhe que Guardiola quer que ele melhore como jogador.

Guardiola diz que Lahm é o jogador mais inteligente que treinou. Dá para perceber o porquê? 
É difícil quebrar com o que se aprendeu anteriormente. Sobretudo se esse aprendizado foi sustentado por doses elevadas de sucesso individual, e colectivo. Contudo, há aqueles jogadores que "conhecem o jogo" e conseguem adaptar-se a "qualquer" modelo de jogo, e a qualquer posição, sem baixar o rendimento. Esses jogadores são aqueles que não se limitam a decorar o que lhes é ensinado. São os que não aprendem sem questionar. São os que verdadeiramente aprendem, o que para a maioria parece não ter sentido. 

Se no início da época eu dissesse que Lahm seria melhor médio do que Kroos, provavelmente seria trucidado nesta mesma caixa de comentários. Hoje, percebe-se que a inteligência é mais importante que tudo o resto. Mais importante, até, que as rotinas da posição que o jogador ocupa habitualmente. Em pouco tempo de jogo, e de treino, no meio campo, Lahm torna-se melhor que um número elevadíssimo de profissionais, do alto rendimento, que jogaram sempre na mesma posição.

Não é particularmente alto, não é particularmente forte, e não tem a qualidade técnica de muitos. E qual é a importância disso, se ele tem o essencial?!

As setas vermelhas representam o/s passe/s que o Kroos faz, na maior parte do tempo.

15 comentários:

DC disse...

Grande desilusão este Kroos, pensei que fosse dos que se ia tornar indiscutível com o Pep. Realmente a vontade de aprender faz uma diferença enorme. Um jogador que decidia sempre mal, como era o Robben, teve vontade de melhorar aos 30 anos.
Este com 20 e poucos, não evolui...

Rafael Antunes disse...

Ao mesmo tempo que somos capazes de coisas impensáveis quando nos dispomos a aprender, a mudança por vezes congela-nos. Principalmente quando temos boas memórias ligadas a acções que no passado foram reconhecidas, mas que não passam de erros à luz de novos conhecimentos, contextos.

Este senhor (Guardiola) precisa de provar alguma coisa a alguém?

Lateral esquerdo is back?! What a great new!!!!!

PP disse...

Baggio,

Apesar de concordar com a ideia do teu video, acho que foste muito mauzinho para o Kroos.

Eu vi o jogo e o que mudou completamente o jogo do Bayern foi a mudança de sistema. Tanto Kroos como o Thiago Alcantara, não tiveram durante os cerca 60 a 65 minutos desse jogo em grande plano. A crítica/puxão de orelhas que fizeste agora ao Kroos, poderias facilmente fazer ao Thiago Alcantara, mesmo que ele tenha feito aquela obra-de-arte no final.

Há outros dois jogadores que não estiveram ao seu nível: Göetze e Shaquiri. Muito complicados no seu jogo, mastigaram em demasia quando tinham a bola nos pés.

A entrada, sobretudo de Pizarro foi excelente. Gostei imenso o seu jogo entre-linhas. A entrada deste e de Mandzukic, bloqueou por completo a organização defensiva adversária...

Enfim, mais do que inteligência dos jogadores, o jogo demonstrou a enorme inteligência do Pep Guardiola.

Roberto Baggio disse...

PP,

Desculpa mas o meu chefe proibiu-me de falar para paredes. Disse que eu parecia maluquinho assim.

E a prova disso é:

"A crítica/puxão de orelhas que fizeste agora ao Kroos, poderias facilmente fazer ao Thiago Alcantara"

Sim, podia. Mas só se o Thiago não soubesse atacar o espaço para fixar e soltar. Ou seja, podia, se o Thiago estivesse sempre a fazer o mesmo passe. O mesmo é dizer que, o Thiago não entra na categoria do que critico no artigo. O que me leva a pensar que, no final de contas, não podia criticar o Thiago.

Cantinho do Morais disse...

Felicito o regresso (tanta demora...)!

Guardiola continua a demonstrar toda a sua qualidade e este Bayern está muito melhor (sim, era possível fazer isso).

Queria só destacar a entrada de Pizarro e toda a sua qualidade aos 35 anos. O seu papel no 2º golo é brutal, explicando a sua presença no plantel e o porquê de ser mais fácil abdicar de Gomez ou Mandzukic, em detrimento do peruano.


ps: o jogo do Bayern em Manchester foi muito bom mas o City também evoluíu. Para mim, os principais para a Champions, embora Mourinho seja tramado e todos queiram a Décima em Madrid.

PP disse...

Baggio,

Infelizmente, se tivesses visto bem o jogo perceberias que o Thiago não conseguiu fazer o que acabaste de escrever.

Lamento a postura arrogante e prepotente que estão a ter com tiradas do tipo: «Desculpa mas o meu chefe proibiu-me de falar para paredes. Disse que eu parecia maluquinho assim.»

Acho esse tipo de (não) argumentação demasiado infantil. Mas, se calhar coaduna-se com a vossa faixa etária.

É uma pena que tenham uma visão tão obtusa sobre alguns temas que até são bastante interessantes.

Talvez um dia quando tiverem maior maturidade poderemos falar melhor e livremente sobre esses assuntos.

Até lá, felicidades a ambos!

Paolo Maldini disse...

pp, mas o baggio não mentiu!!!! Tens de culpar o chefe!

Roberto Baggio disse...

Cantinho do Morais,

Agradeço pelo chefe.

"Guardiola continua a demonstrar toda a sua qualidade e este Bayern está muito melhor (sim, era possível fazer isso)."

Sim. Como já tinha postado em alguns vídeos do Posse de Bola

http://possedebolla.blogspot.pt/2013/07/guardiola-comeca-mostrar-se.html

e sobretudo neste

http://possedebolla.blogspot.pt/2013/10/palestra-de-guardiola.html

Claro que era possível. E este Bayern de Guardiola, no próximo ano será muito, mas muito, melhor do que é actualmente.
Portanto, ainda não está a 50% do caminho.

"Queria só destacar a entrada de Pizarro...O seu papel no 2º golo é brutal"

Concordo.

"o jogo do Bayern em Manchester foi muito bom mas o City também evoluíu. Para mim, os principais para a Champions, embora Mourinho seja tramado e todos queiram a Décima em Madrid."

Acho que os principais candidatos só se vão começar a perceber nos últimos 8, que é quando se entra na fase decisiva da temporada. Lesões, e etc, podem condicionar muito essa fase, portanto ainda prefiro esperar, apesar de ter as minhas suspeitas óbvias.

Tsubasa disse...

Boas!

Compreendo o que foi defendido no vídeo. Mas porque não fazer o passe para a linha, acelerar para passar nas costas, enquanto que o colega que recebe na esquerda conduz para dentro para cima do bloco/ adversário?

Já sei que me vão dizer "epá, mas se ele já está no Corredor Central, para que é que há-de passar para a linha para o jogo voltar ao CC?".

Mas ainda assim acho que esta condução do Lahm não fixou/ atraiu os jogadores suficientes junto da bola para desorganizar o adversário de uma forma tão clara quanto isso.

Roberto Baggio disse...

Tsubassa, bom ter-te de volta.

"Mas porque não fazer o passe para a linha, acelerar para passar nas costas, enquanto que o colega que recebe na esquerda conduz para dentro para cima do bloco/ adversário?"

É uma solução. Mas não é, para mim, a melhor. E sobretudo, não é a que Guardiola nos ensinou com o seu Barcelona. Não tenho a mínima dúvida que, esta jogada executada por um jogador que não Mandzukic teria dado golo.

"Mas ainda assim acho que esta condução do Lahm não fixou/ atraiu os jogadores suficientes junto da bola para desorganizar o adversário de uma forma tão clara quanto isso."

Eu acho que sim. No início do lance era uma jogada de 4x4. Depois de Lahm ter conduzido, saiu um central, que fosse qual fosse a solução de Lahm, estava irremediavelmente batido do lance. Tendo deixado o Bayern em superioridade de 3x2, numa zona fundamental do campo (grande área).

Imagina quem Lahm em vez de colocar em Mandzukic, opta por lateralizar. Seria bom na mesma porque o estrago já estava feito. Para o vídeo no segundo 42/43. Caso a bola vá para o corredor, o cruzamento tinha muito boas probabilidades de sucesso. Pelo menos mais que as iniciais. Já estava desorganizado, já não seria 3x3 na área, e na linha continuaria a ser o 1x1.

O passe vertical deixa-os também em 3x2 na área (claro qua há pressão nas costas), mas nesse momento, Mandzukic sabe que saindo um defesa ao seu encontro os colegas estão em 2x1 numa zona fundamental de finalização, nesse contexto. Caso não existissem deficiências de execução, teria sido um golo fácil.

Para mim, foi "tudo" bem feito.

Abraço

Roberto Baggio disse...

Rafael, DC,

Concordo e subscrevo obviamente o que disseram.

António disse...

Obrigado por reabrirem o LE. curiosamente estava a transferir a minha atenção do LE para o posse de bola... por isso fico contente pela "pseudo-fusão".
não tenho nada a acrescentar à discussão, mas deixo 4 textos (que mais não são do que um texto dividido em 4 partes) sobre o início da carreira do Pep Guardiola, no que se diz ter sido o maior desafio que teve até hoje.
abraços

http://footballcantera.com/josep-guardiolas-biggest-achievement-barca-b-part-14/

http://footballcantera.com/josep-guardiolas-greatest-achievement-barca-b-part-24/

http://footballcantera.com/josep-guardiolas-greatest-achievement-barca-b-part-34/

http://footballcantera.com/josep-guardiolas-greatest-achievement-barca-b-part-44/

sou fã do Mourinho, afinal sou Português e o gajo é de facto um génio, mas o que dizer do Guardiola? impressionante o que ele consegue tirar das equipas que tem.
O Mourinho transforma jogadores em vikings, gajos que morrem pela vitória na batalha e que morreriam por ele.
O Guardiola transforma-os em samurais, gajos que morrem por uma maneira de fazer a guerra.

Mourinho vê a vitória como um fim, o Guardiola vê a forma de jogar como o fim, sendo a vitória tanto uma consequência natural como um meio para alcançar esse fim (como motivação da equipa e adeptos, claro)

abraços

Anónimo disse...

Aclamado regresso. Ainda bem que o LE voltou, PB.

Suponho que tenhas apenas mudado de nick name. Para mim continuas a ser o PB eheh

abraço

Roberto Baggio disse...

Agradeço pelo chefe, mas não. Não sou o PB.

Sou um autor convidado que escreve neste outro blogue http://possedebolla.blogspot.pt/2013/10/palestra-de-guardiola.html

Cumprimentos

Joao disse...

Parece que o Kroos leu a entrevista do Neuer. Que jogao hoje. Medio diferente do Lahm, mas ambos de nivel elevadissimo.