terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Ai estão-me a cortar as linhas de passe? Então vou-me embora...

Enzo em mais uma exibição soberba.

O argentino desequilibra todo o jogo pela facilidade com que quebra contenção (Quando a há. Ainda pior é quando não se faz contenção e corta-se apenas linhas de passe. Ai, o argentino progride e cada ataque que comanda é um lance de perigo).

Muito mal Leonardo Jardim, sem plano para parar a saída de bola do argentino.

16 comentários:

LGS disse...

Que jogador e que jogão que o homem fez!


Agora sem o Matic, penso que vais passar muito por ele o sucesso deste Benfica!


Abraço

Gonçalo Matos disse...

Maldini, tudo bem?

Não te parece igualmente que neste momento, o Enzo não só é o melhor jogador como também o mais relevante no modelo de jogo do Benfica?

Andrea Pirlo disse...

Com cada penetração. É sempre a entrar, eheheh. Grande Enzo!

Válter disse...

Não ir ao Mundial é um crime!

Adolfo Sapinho disse...

Só não percebo como é que o LJ não viu isto durante todo o jogo.

Aliás, o Sporting teve a sorte de ter estado dentro do jogo até aos 76min!!! Quem diria perante tamanho desequilíbrio?

O slb podia ter terminado o jogo na 1ª parte, mas a falta de eficácia permitiu ao Sporting continuar a poder entrar no jogo. Como se compreende, então, que o Sporting inicie a 2ª parte exactamente com o mesmo modelo?

A resposta, infelizmente, está na conferência de imprensa de LJ. Segundo ele a culpa foi da atitude e não da estratégia? Como??? Foda-se... até um cego via que o slb pressionava a defesa do Sporting com 3/4 gajos, enquanto o Sporting tinha dois gajos desamparados, que obviamente foram um figo para a defesa do slb. Acho, aliás, que o slb não perdeu uma bola na saída de defesa, e por outro lado foram inúmeras as bolas que essa mesma defesa conseguiu meter, de forma controlada, no meio do meio-campo do Sporting.

Portanto, isto não se trata de "falar agora é fácil", pois o próprio LJ admitiu que a 1ª parte do Sporting foi péssima.

O problema está, claramente, num erro de avaliação táctica, que poderia ter sido corrigido ao intervalo.

Não quero com isto dizer que o Sporting teria hipóteses de ganhar o jogo. Provavelmente não, pois não tem grandes soluções, mas porra... há mesmo qualquer coisa que não se compreende muito bem. Até porque se o problema era de atitude, qualquer coisa deveria ter mudado depois do intervalo, não?

Desculpem lá a seca, mas de facto fiquei incrédulo perante a passividade de LJ. Acho que esteve mesmo muito mal. Até nos últimos tenebrosos anos criámos mais oportunidades de golo na luz do que hoje... incrível... a falta de William Carvalho não pode justificar tudo...

Espero que LJ, mais a frio, perceba e aprenda com a lição.

SL

Paolo Maldini disse...

Devia ter colocado pressão no Enzo (não o deixar enquadrar, mas sem tentar desarmar à parva como o Adrien que foi ultrpassado 3mil vezes), e se ainda assim ele conseguisse virar... tapar a progressão e não a linha de passe.

O mais parvo de tudo é que o Enzo é isto. Não apareceu no derby um novo Enzo. Ele é isto e o Sporting simplesmente parecia não o saber.

Germano Bettencourt disse...

O Mourinho levou o médio errado.

Roberto Baggio disse...

http://possedebolla.blogspot.pt/2014/01/matic-e-enzo.html

Já o tinha dito. Entravam os dois directo no 11 de 3 das 6!

Pedro disse...

Germano, também não se abuse...o Matic entrou e não saiu mais e faz aquele monstruoso jogo contra o City, por 25M foi uma pechincha...aliás o Mourinho assumiu claramente que contratar o Matic já, foi uma oportunidade que não podia perder.

Quanto ao jogo...o Sporting foi barrado por um tanque (Fejsa)e ultrapassado por um ferrari (Enzo)...dois golos foram poucos para tanta qualidade de jogo do Benfica...de destacar todo o colectivo do Benfica e individualmente para além dos já citados Enzo e Fejsa, o Luisão que fez um grande jogo também...

Um abraço,
Pedro

HerrKommandant disse...

Sem o matic por cá o Enzo é muito provavelmente o melhor jogador deste campeonato. Mas não é pelo jogo de ontem, que a oposição foi fraca demais. É por tudo o que Enzo representa: capacidade de trabalho e muita, mas mesmo muita qualidade.

Anónimo disse...

Onde andam os comentadores do Cédric? Do Montero? etc... Aiás, onde anda aquele que disse que para rivalizar com o Adrien só o Enzo?

Miguel Pinto disse...

Penso que o grande problema do SCP foi mesmo a falta de capacidade tático-técnica para jogar de igual para igual. Tenho a ideia que se o William Carvalho jogasse o resultado seria o mesmo. Defensivamente nunca souberam condicionar a 1ªfase de construção do SLB, Montero e Slimani (principalmente este)mostraram falta de percepção de jogo posicional nesse primeiro momento; Martins e Heldon andaram, por via disso, sempre indecisos, se deveriam pressionar ou fazer contenção; Eric Dyer e Adrien mostraram uma falta de ideias tremenda, o 1ª foi o principal municiador do ataque do SLB tantos foram os turn overs feitos, o 2º mostrou claramente que tem limitações técnicas suficientemente visíveis para ter a pretensão de poder ir à seleção nacional, tantas foram as vezes que, quer o Perez, quer o Markovic, por exemplo, passaram por ele como quiseram. A linha defensiva pagou pelos erros cometidos pelos colegas. Pode ser que o LJ retire as devidas ilações do que aconteceu e talvez mantenha da próxima vez a identidade da sua equipa em detrimento do jogar em função da outra equipa que foi aquilo que me pareceu ter acontecido. Fico com a ideia que se fosse contra uma equipa mais acessível talvez corresse melhor. Saudações desportivas

Ace-XXI disse...

Estou a vontade para responder porque nao fui eu que escrevi isso mas estas a falar de jogadores que estão a fazer uma excelente época vires aqui tirar partido de uma péssima exibição colectiva (esquecendo-se que este ja foi o 3 derby da época e nos outros os jogadores que falaste fizeram grandes jogos) é 1 pouco baixo...

Ace-XXI disse...

A grande diferença em jogar Wiliiam era que o SCP teria outra capacidade de sair da pressão sufocante que o Benfica fez como tu disseste em bem o Dier foi o principal municiador do Benfica e com WC isso certamente nao acontecia, só isso por isso podia mudar o jogo porque tendo mais qualidade em posse o SCP podia respirar mais e principalmente punha o Benfica em sentido até podia perder mas tenho a certeza que tinha feito mais, mas atenção que isto nao pode servir DD desculpa porque o campeonato é isto mesmo é o SCP ontem apenas demonstrou que esta muito longe de ter soluções fora do 11.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Não, não, o Sporting só tem três ou quatro jogadores de classe (Patrício, William e Montero - e talvez, talvez um dia!, o André Martins e o Dier a central). O resto é tudo de médio (Adrien, Cedric, Slimani, Carrillo) e baixo nível (todos os outros)...

Os centrais, por exemplo, são um terror. Péssimos. Horríveis em todos os momentos do jogo!

O Jefferson, que já reparei que é idolatrado em Alvalade, é tão fraquinho - más decisões atrás umas das outras, maus posicionamentos, descoordenado, com a bola nos pés é fruta lá pra cima e está despachado...

Ao pé do Alex Sandro, por exemplo, é a diferença entre o Maradona e o Cacioli. Mesmo o Siqueira é um óptimo lateral (boas decisões com bola, boa interacção com os colegas, técnica afiada e muita qualidade no processo defensivo).

Os extremos/alas do Sporting não têm o mínimo de condições para jogar a alto nível (Capel, Wilson, Carrillo, vejamos o que vai dar Heldon e Shikabala mas parece que o perfil é parecido, o Mané ainda não conta para estes voos).

Não são conclusões tiradas deste jogo. É uma análise que, da minha parte, é o mais sincera possível e que é feita por muitas pessoas desde o início da época. Só alguns sportinguistas não vêm estes factos.

A grande diferença do Sporting, em relação a outras épocas recentes, é o treinador. Que é um verdadeiro treinador. E não um sapateiro como os que por lá andaram nos últimos anos.

É o melhor treinador do mundo? Não! Nem perto disso... Mas tem ideias concretas e consegue passá-las para dentro de campo.

A equipa é bastante organizada e, para 75-80 por cento dos jogos em Portugal, a organização e os jogadores do plantel actual chegam perfeitamente. Nos restantes 25-30 por cento dos jogos as dificuldades serão sempre enormes.

Honra seja feita ao LE por ter andado a dizer isto (que o treinador é a peça fundamental na construção de uma equipa de futebol) durante meses, senão anos. Basta consultar as etiquetas e os arquivos.

Saber Sobre o Saber Treinar disse...

Esta foi uma situação retirada do jogo de terça, da perspectiva onde me encontrava, que analisei para reforçar determinados comportamentos na minha equipa.
Trago aqui para reforçar o post e se perceber noutra perspectiva visual as dificuldades que o Sporting teve em controlar o espaço e consequentemente a progressão do Benfica.
http://imageshack.com/a/img513/3953/4hj4.jpg

Abraço e a felicitação pelo regresso do LE