terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Intensidade

"Às vezes, nos treinos, fazíamos três ou quatro jogos de cinco minutos sem golos. Isso mostra a intensidade que existia nos treinos. Toda a gente estava concentrada."

Ainda se fala de intensidade, no futebol, com uma conotação física. É um termo que se repete, sobretudo, nos comentários televisivos e/ou nas peças jornalísticas de forma inapropriada, para o futebol moderno. O mais importante, tendo em conta a evolução que o jogo teve, está longe de ser os quilómetros que o jogador corre, à máxima velocidade. Ainda se está longe de perceber que o mais importante, e decisivo, é o cérebro. E que a intensidade, que Drogba fala, é de concentração. Intensidade de concentração. Estar permanentemente atento aos estímulos do contexto, agir e reagir no tempo certo, com e sem bola. Isto é o essencial, quando se fala de intensidade no futebol.

5 comentários:

Anónimo disse...

Ontem foi no jogo do Benfica foi fascinante ver o efeito que teve a paragem (devido à lesão do Jardel) do jogo na equipa do Benfica. Passaram, literalmente, do 80 para o 8! A "intensidade" dos primeiros minutos desapareceu quase por completo e não sei se voltaram a estar ao mesmo nível até ao final do jogo.

Isto tudo para dizer que em alta competição o "bater de asas de asas de uma borboleta" pode mandar o trabalho de uma época ao ar.

É por isso que o Mourinho é o melhor do mundo: ele valoriza a 1000% cada pormenor, seja ele físico ou mental, portanto, ao contrário de todos os outros treinadores, os seus jogadores estão sempre melhor preparados que os adversários para o bater de asas da borboleta.

Há coisas que fogem do controlo dele (como o jogo decisivo contra o Barça dias antes de outro jogo decisivo para a Champions), mas quando o jogo só depende do trabalho dele é - quase - imbatível.

Paolo Maldini disse...

codino, lanças no face este e o do JJ q n tenho face...

abraço

Andrea Pirlo disse...

Também reparei nisso Anónimo, os pormenores contam e muito. E já viram as declarações do Mourinho a um canal francês? Ele a falar do Eto'o, fartei-me de rir kkkkkk.

"The problem with Chelsea is we lack a scorer. I have one [Eto'o] but he's 32. Maybe 35, who knows?"

Roberto Baggio disse...

De reforçar que na altura em que Markovic caiu lesionado, não sei se viram e repararam na acção de Rodrigo. A cumprir regradamente com o posicionamento do Ala, tendo reagido tarde, veio em sprint, e ainda teve tempo de se colocar entre o seu colega e a baliza. Estas coisas querem dizer alguma coisa sobre Jesus.
A "intensidade" de que estás a falar anónimo, não se prende com concentração. Porque o Benfica não teve problemas tácticos por causa disso.

Anónimo disse...

Boas pessoal, deixo aqui um artigo muito bom acerca do tema "intensidade", escrito por um dos melhores treinadores portugueses !!

http://www.coachcarvalhal.com/site/pt/artigos/intensidade-um-conceito-abstracto