domingo, 9 de março de 2014

Cristiano Ronaldo

Tinha preparado este vídeo para mostrar no Posse de Bola há mais de um mês. Pensei logo que o perfil de tomada de decisão do Ronaldo estava diferente. Está mais interessado em combinar com colegas. Mais interessado em criar condições para os colegas finalizarem. No fundo, está mais interessado em retribuir o que os colegas lhe dão.
Como este jogo tinha sido na sequência da recepção do prémio da FIFA, para melhor jogador do mundo, pensei de imediato que a conquista do galardão lhe tinha feito bem.
Esperei mais algum tempo para verificar se o efeito era momentâneo ou se verdadeiramente Cristiano estava diferente. A resposta é óbvia para quem tem acompanhado o Real Madrid, e também foi notória no jogo da selecção nacional. Ronaldo está de facto diferente. E diferente para melhor. O que Ronaldo tem feito nos últimos jogos tem sido mesmo muito bom. E não é pelos golos que marca. Isso é um complemento. É por aquilo que dá ao jogo (entenda-se aos colegas).

Sinais de maturidade? Acabou a batalha pela conquista individual? Sentirá menos pressão, e alívio, depois da conquista do prémio? Estará a divertir-se mais a jogar futebol?
Só o próprio poderia responder a estas questões. Mas uma coisa é certa, quem tem a ganhar com isto é o Real Madrid e a selecção nacional. Porque Ronaldo, hoje, é muito mais jogador do que o era no ano passado. Isto porque, hoje, Ronaldo faz com que os seus colegas sejam melhores. Eleva o nível da equipa.

16 comentários:

LGS disse...

Ia comentar na semana passada num poste no Posse (depois deu erro e não me apeteceu voltar a escrever...) questionando exactamente isso, exemplificando com um lance (agora ja me esqueci em que jogo). No lance em questão Ronaldo faz uma daquelas suas arrancadas de fora para dentro que normalmente terminam com ele a rematar, só que desta vez ele atrai os defesas e depois solta no Benzema que entretanto fica isolado em boa posição.

Achei que ele estava a ficar diferente (na minha opinião para melhor), e espero que continue assim, a ser menos egoísta e mais generoso. Se o fizer penso que as suas hipóteses de repetir a bola de ouro aumentam muito.

Unknown disse...

"E não é pelos golos que marca. Isso é um complemento."

Não sabia que agora, o resultado dos jogos eram medidos em número de passes certos.

Bravo Baggio

Anónimo disse...

" E não é pelos golos que marca. Isso é um complemento"
Engraçado que o mais importante do jogo(golos) são só um complemento.

Leandro Belmonte disse...

Sou um frequentador assíduo do Lateral Esquerdo e do Posse de Bola e tenho pena de ver que a qualidade dos comentários não acompanha a qualidade dos posts do Blog. Como amante deste desporto, peço-vos que mais do que não aceitar comentários do género de anónimos e Unknown, que não dêem resposta. Isso só nos cansa e só os fortalece, é pessoal do contra. Obrigado.

josé carlos disse...

Partilho do comentário do Leandro. Esquece Baggio, eles nunca vão compreender. Mais um excelente post :)

Anónimo disse...

O tuga não consegue, tem de ser Ronaldo e o resto é conversa, quem não concordar é um traidor à pátria, etc, etc.

Eu espero que o jogo colectivo de Ronaldo continue a melhorar, por uma razão prefiro ainda ver um jogador como Ibra a jogar do que Ronaldo, um destes dois até pode marcar 3 vezes mais golos, mas o outro faz do desporto uma arte, uma obra prima.

E quem diz Ibra diz outros, mas é melhor nem dizer o nome de um deles (é Argentino)...

O Futebol não é so golos, tal como foi dito em cima, os golos são um complemento, a cereja no topo do bolo. Sem querer tirar mérito algum ao jogador, Ronaldo ainda precisa de explorar alguns horizontes do jogo, e tem qualidade mais que óbvia para isso! Espero para o ano que consiga levantar de novo o troféu, mas com argumentos diferentes dos do ano passado...

Jorge Silva disse...

Como é que os golos podem ser considerados como complemento? Bem sei que um jogador deve tomar a melhor decisão para a equipa em qualquer momento do jogo com e sem bola, mas fazer aquela quantidade absurda de golo não é um complemento! É o que em Ronaldo dá vitórias à sua equipa, logo o principal!

Querem ver que Postiga que não tem golo, mas tem algumas das outras qualidades é melhor para qualquer equipa?

Roberto Baggio disse...

O acerto na tomada de decisao nao da vitorias?

Masterzen,

"A diferença cognitiva entre o futebol espanhol e os seus interpretes, em relação ao nosso transporta-nos para um espécie de planeta dos macacos.

Não sei que merda tem o ar mas nas margens de cá dos rios ibéricos a inteligência em termos de desportos colectivos não abunda. "

Bem sei que nao comentaste este post. Mas a tua posição sobre o Thiago aplica-se muito bem aqui. É por os colegas do outro lado da fronteira ja terem percebido que a tomada de decisao é o mais importante. É por desenvolverem os jogadores nao para marcar golos, mas para fazerem o melhor a cada momento, que nao têm nenhum bola de ouro, mas o dominio absoluto de todas as competiçoes internacionais desde 2008 é deles.
Aqui, em Portugal, ainda está instalada a mentalidade do golo. Os outros têm uma mentalidade diferente. A mentalidade deles é o golo ser consequência de algo com sentido, para o desporto em questao. E esse algo com sentido (que se chama tomada de decisão e qualidade técnica) é o fundamental para este desporto, na era moderna.

Não é estranha a quantidade em qualidade (no que interessa para o futebol moderno) de jogadores que os espanhóis conseguem juntar numa selecção. Fazem uma equipa de segundas escolhas e é top. Fazem equipas de jovens e são sempre candidatos a ganhar tudo. Depois claro, Portugal é que é bom, porque aprecia o golo. E por isso, tens de levar com os Nelson Oliveiras e os restantes picaretas que não desenvolveram nada porque não serviam para fazer golos. E depois os Nelson Oliveiras ficam frustrados o resto da vida porque afinal fazer golos nos juniores, e nos sub20 não é igual a fazê-lo nos seniores. E como esse é o objectivo da vida do jogador, ele nunca chega a perceber o motivo pelo qual nunca foi um fora de série como o Ronaldo, no que toca a finalização. Então compreende-se perfeitamente a pobreza intelectual dos meninos. Pobreza igual à dos seus treinadores de formação, diga-se. É ganhar e marcar golos. Vamos lá meninos.

Dá para perceber a diferença da Espanha não é? Saber o que é importante. E o importante é ter critério.

E quem fala na Espanha fala, tambem, na Alemanha.

Cumprimentos

João disse...

Boas a todos,

Baggio uma pergunta, pegando no teu ultimo comentário, se em Espanha e Alemanha se começam a ver diferenças de modelos, de filosofias e isso tem trazido sucesso nas selecçoes como se explicam os sucessos de Brasil (Campeonatos do Mundo claro)? Qualidade individual? Sem esse criterio de decidir em prol da equipa?

E a Argentina? será que ainda tem tambem o principio do golo como causa e nao consequencia? Será por isso que Messi nao terá o sucesso que necessita, porque nao é um problema de falta de qualidade individual na celeste, nao pode ser!

Cumps

Pedro disse...

"em Portugal, ainda está instalada a mentalidade do golo."

Pode ser, aceito isso mas tb acho que vocês desvalorizam demais o golo.

Podes tomar sempre as melhores decisões que se não conseguires meter a bola lá dentro de nada vale. A tomada de decisão é fundamental, concordo e acho que não tem discussão mas a capacidade de execução é igualmente fundamental. De nada vale teres alguem que decide bem se depois executa mal.

Sem golo tudo o que o antecede torna-se irrelevante. É isto que vocês desvalorizam tornando o futebol um jogo sem balizas.

Aza Delta disse...

Pedro tu é que não percebes que o futebol é um jogo colectivo, em que o objectivo de cada jogar é que a equipa marque golos, e não marcar ele próprio golo em cada jogada.

Roberto Baggio disse...

"Brasil (Campeonatos do Mundo claro)? Qualidade individual? Sem esse criterio de decidir em prol da equipa?"

Como é natural os jogadores do Brasil são sempre muito bons. E jogam sempre nos melhores clubes europeus. Logo o Brasil parte logo atrás de Espanha e Alemanha no favoritismo para ganhar o prémio. Por ser uma competição curta onde a qualidade individual é fundamental. Normalmente, a equipa que tem mais jogadores de qualidade costuma vencer estas provas, salvo uma ou das excepções.

Depois, é preciso perceber que o Brasil se eclipsou destas provas desde 2002. E a Argentina não tem assim tanta qualidade, em todos os sectores, como se diz ter. A melhor geração da Argentina não conseguiu ganhar nada. Como a portuguesa diga-se. Porque mesmo aí havia melhores. Como agora há melhores que eles. Por exemplo o Brasil, Espanha, Alemanha. Depois Holanda e Bélgica, com um nível muito semelhante.

Pedro,

Nós não desvalorizamos o golo. Nós desvalorizamos tudo que vá contra os princípios fundamentais de jogo. No fundo, desvalorizamos equipas, jogadores, treinadores, golos, cujo seu padrão não seja colectivo. Por padrão entenda-se aquilo que se faz na maior parte do tempo. E isso é uma diferença abismal. Ganhar de qualquer forma o Jaime PAcheco também ganha. Ganhar a jogar futebol, que é o importante, isso já é outra história. E sim, nós desvalorizamos, no fundo, tudo o que desvalorize o futebol!!! Porque gostámos mais de futebol, do que a maioria diz gostar. Então, nunca nos vamos cansar de o defender.

"Podes tomar sempre as melhores decisões que se não conseguires meter a bola lá dentro de nada vale."

Se tomares SEMPRE boas decisões, vais ganhar tudo que tens à tua disponibilidade para ganhar!

"A tomada de decisão é fundamental, concordo e acho que não tem discussão mas a capacidade de execução é igualmente fundamental. De nada vale teres alguem que decide bem se depois executa mal."

Então qual foi a parte do meu comentário que não leste?! Onde eu disse que o essencial era "a tomada de decisão e a qualidade técnica"?

"Sem golo tudo o que o antecede torna-se irrelevante. É isto que vocês desvalorizam tornando o futebol um jogo sem balizas."

Não. O que é irrelevante são os golos onde nada os antecede.

Anónimo disse...

o vosso problema é pensar que só existe uma forma de jogar futebol... o futebol à guardiola e à messi... e voces meninos da faculdade só sabem ver isso

Roberto Baggio disse...

E vocês meninos que não sabem o que são os princípios fundamentais de jogo nunca o vão perceber. Porque lá está, não o sabem.
Quando os souberem, e perceberem o que são, talvez as coisas mudem verdadeiramente.

Anónimo disse...

"Podes tomar sempre as melhores decisões que se não conseguires meter a bola lá dentro de nada vale. "

Pedro, podes ter a certeza que ao tomar as melhores decisões, a bola vai entrar.

masterzen disse...



Baggio,

Estás a travar uma luta gigantesca com esta malta.
Eles estão a começar a vergar e repensar o seu modelo. Um dia vamos ter um público que estudou no Lateral Esquerdo ou no Posse de Bola a gritar das bancadas " o mister é pah tira-me o Manel que o homem não decide uma vez bem..." ou " o Mister tira-me o extremo direito que passa a vida a cruzar bolas para a área quando a equipa está em inferioridade numérica".

Vamos aos poucos que chegamos lá.
Não pares de escrever até seres contratado para a primeira liga! Obrigado companheiro.

MasterZen