sexta-feira, 4 de abril de 2014

O erro de Rodrigo no lance do golo

O grande motivo pelo qual, por aqui, se continua a achar que Rodrigo é 9, e não 9.5, prende-se com o elevado número de lances que se perdem, quando a decisão entre o último passe, a condução, ou o remate, tem de sair da cabeça do avançado espanhol. Rodrigo, deveria ser sempre a referência de profundidade da equipa. Por ser fortíssimo nesse tipo de movimentos, por ter qualidade técnica, e qualidade no momento da finalização. Mas, sobretudo, pelo pouco acerto que demonstra na hora de servir a equipa em zonas de criação.
Rodrigo está melhor a jogar e combinar com os colegas, em espaços curtos, e em situações standard. Treinou tanto determinado tipo de acções, que acabou por melhorar. Mas quando o jogo pede uma solução pensada, quando exige uma solução nova, "não treinada", e mais complexa, a resposta continua a ser ineficaz.
Quantos lances destes, com imenso potencial, se estragam por a bola ir parar aos pés do jovem avançado espanhol?!

48 comentários:

valter disse...

continuo a achar que cardozo e rodrigo podiam combinar, mas apenas numa versão parecida com o paraguai que chegou longe no mundial. com cardozo a ser o avançado que mais recua. concordo em absoluto que rodrigo é melhor em profundidade. já foi apagado na época passada e início desta a jogar atrás do pl. desde que passou a ser o lima a ter esse papel o ataque do benfica melhorou imenso.

zdamen disse...

100% de acordo.

E acho mesmo que é por isso que o Rodrigo nunca vai atingir patamares muito elevados, ou se quisermos, patamares de elite.

Naquilo que é o jogo hoje, o QI futebolístico do Rodrigo é demasiado baixo.

É, contudo, um executante de grande nível e por isso, se restringirmos a sua acção à finalização, aí sim é onde renderá mais e se destacará.

Tiago Beça disse...

Eu acho que o Cardozo, quando a jogar com o Rodrigo, deveria recuar para aparecer entre linhas e abrir espaços para o Rodrigo ganhar no 1x1 com a sua velocidade. Há que dar tempo e minutos para eles encaixarem.

Não há dúvidas que o Rodrigo com a bola a jeito para lhe mandar um selo nos últimos 20 metros é perigosíssimo.

É apenas uma questão de criar situações dessas, com treino e tempo de jogo eventualmente acontecerão.

Roberto Baggio disse...

Não é uma questão de tempo. É uma ideia do treinador, que não é de hoje, nem tão pouco tem a ver com Cardozo.

http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=465309

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2012/10/tem-um-candidato-melhor-nove-da-europa.html

Com Cardozo, ou com Lima, Rodrigo sempre foi 9.5, ou Médio Ala.

Aza Delta disse...

Explica-me lá como se eu fosse muito burro. qual é o erro que o rodrigo faz neste lance? qual era a solução que encontravas que não rematar à baliza?

Se fosse há 1 ano atrás concordaria a 100% com este artigo, hoje em dia não consigo discordar mais. O Rodrigo obcecado em marcar golo cada vez que lhe passam a bola já não existe. E quanto à incapacidade de servir a equipa... já se perdeu a conta ao número de golos que ofereceu ao lima nos últimos tempos (golo contra o Braga a título de exemplo).

Nem digo que seja melhor como 9,5 que 9. Digo apenas q não é tão incompetente a jogar entre linhas como pintas, e que n há erro nenhum a não ser um eventual desacerto frente ao guarda redes.

Paolo Maldini disse...

"qual era a solução que encontravas que não rematar à baliza?"

"n há erro nenhum a não ser um eventual desacerto frente ao guarda redes."

LOL

Phant disse...

Sem retirar razão ao post - concordo com a ideia geral - também temos de ver que o Benfica não tem no plantel outro jogador com a qualidade e inteligência do Rodrigo a jogar entre linhas e a receber em apoio frontal para rodar imediatamente e enquadrar. Cada vez que o faz o potencial da jogada é altíssimo. Para mim este é um dos aspectos mais importantes da organização ofensiva do Benfica. Quando ele não se "liberta", ataca-se e joga-se bem pior.

Costumo dizer que se o Rodri dá o "clic" na tomada de decisão nestas situações (e até está bem melhor) vai toda a gente ficar de boca aberta.

Por outro lado, e como o Jesus referenciou há uns tempos, o Rodri é um jogador que fica muito ansioso quando não faz golos. Julgo que ontem isso foi notório em algumas decisões/lances.

Jorge Carolo disse...

Aza Delta,

O Rodrigo tem opção à direita que poderia utilizar, mas sobretudo deveria ter acelerado, "atacando" o central para soltar o Cardozo.

Agora que decidiu mal disso não há duvida!

Aza Delta disse...

Paolo Maldini, pensei que o que estava a criticar era a tomada de decisão, e não um erro de finalização. Se o erro é ter falhado na cara do GR qual é a lógica de dizer que o gajo é o melhor 9 da europa e fraco a servir a equipa entre linhas?

Roberto Baggio disse...

Aza Delta,

Não há nada que te consiga explicar, depois de lido o teu comentário. Não vais entender nada do que vou dizer.

Phant,

"Benfica não tem no plantel outro jogador com a qualidade e inteligência do Rodrigo a jogar entre linhas e a receber em apoio frontal para rodar imediatamente e enquadrar."

Cardozo, Lima, Gaitan, Markovic, Djuricic, Bernardo Silva, (Ola John).

"Cada vez que o faz o potencial da jogada é altíssimo."

Cada vez que é ele é fazê-lo, o potencial da jogada diminui drasticamente. Poder-se-à dizer o mesmo do Sálvio, por exemplo.

" Para mim este é um dos aspectos mais importantes da organização ofensiva do Benfica."

Para mim também. O princípio comportamental é super adequado. O executante nem tanto.

"Quando ele não se "liberta", ataca-se e joga-se bem pior."

Jesus é que tem de o libertar para zonas onde ele é fora de série.

"Costumo dizer que se o Rodri dá o "clic" na tomada de decisão nestas situações (e até está bem melhor) vai toda a gente ficar de boca aberta."

Esse é o problema. Ele não vai dar esse clic. A idade para isso já lá vai. Não consegue relacionar "a tempo" os estímulos que o ajudam. Nomeadamente distância interpessoal, velocidade relativa, posicionamento dos colegas em relação ao adversário, espaço livre (para percorrer ou nas costas da defesa), passe para o pé/espaço, timing de passe.

"Julgo que ontem isso foi notório em algumas decisões/lances."

Sim. Sobretudo naquela situação onde ele está enquadrado de frente para a defesa contrária, e decide pelo remate. Que até sai perto, mas podia ter isolado um colega fácil.

Miguel Pinto disse...

De acordo Baggio. Aliás, este lance põe a nú as dificuldades naturais de Rodrigo no que concerne aos desequilíbrios que devem acontecer em situações como esta. Não teve capacidade para conduzir a bola(não havia oposição directa) e decidir mais tarde(em função da atitude tomada pelo último defensor, caso este saísse no 1x1 ou não) entre rematar ou servir o Cardoso. Mas tenho a certeza que se no lugar do Rodrigo estivesse o Markovic, este arriscaria a penetração. Também acho que teve alguma influência na sua tomada de decisão o facto de ele ser canhoto e de achar que não estaria tão 'confortável' se quisesse conduzir a bola por mais tempo face à proximidade do médio contrário. Por último realço que, apesar destes jogadores estarem expostos a estímulos e contextos do jogo muito diferentes de há décadas atrás, continuam a cometer erros idênticos porque não têm capacidade cognitiva para fazer melhor. Por isso é que os melhores de há muitos anos continuariam a sê-lo, independentemente de terem Mourinho, Guardiola, Bielsa, Ancelloti como treinadores. Abraço

Aza Delta disse...

Por favor testa-me. Se n entender n entando, mas poupa-me essa arrogância (que já começa a ser comum nos teus posts) e responde às perguntas que te fiz.

Qual é o erro que o Rodrigo comete neste lance?

Qual a solução que arranjavas na situação em que ele se encontra.

Roberto Baggio disse...

Aza Delta, nem sabes quem é o Rodrigo.

Jorge Carolo disse...

Sim Baggio, depois de lhe responder e de reler o comentário dele é que percebi que ele confunde o Cardozo com o Rodrigo...

Enfim!

Roberto Baggio disse...

Miguel, Subscrevo.

Roberto Baggio disse...

Phant,

Para completar a última parte do meu comentário, ainda há os pormenores, como a linguagem corporal do adversário (está fixo, está a controlar a profundidade, posição dos apoios).

Paolo Maldini disse...

Aza Delta, não percebes nada do que pretendemos aqui no blog. Não és o único... são quase todos assim, na verdade.

Só vês clubite à frente e não futebol. Deia...não estás só. No post do Quaresma e do William foi igual...

Gente que nem usa a cabeça...apenas quer defender os "seus" sem pensar sequer...

aqui não interessa o clube... tu na ânsia de defenderes um jogador do teu clube até te prestas aos disparates que cometes...

Eu gosto de ter cá mta gente, mas a sério que não percebo pq mais de metade das pessoas perde aqui o seu tempo...

Morales disse...

Uma pena a arrogância com que os novos autores tratam os leitores (por equivocados que estes estejam, como foi o caso agora). PB deve dar voltas na tumba..

Continuo a gostar muito deste blog e continuarei a ser visita regular mas acho uma pena perder-se o espírito que tinha.

Phant disse...

Baggio, deixaste-me a pensar (interessante a questão de já não ir a tempo do clic, o senso comum levava-me a pensar o contrário). Obrigado por isso.

Só para aclarar alguns pontos: quando digo que ninguém tem a qualidade do Rodrigo a jogar entre linhas é na capacidade de expôr a linha defensiva contrária com uma acção individual mesmo quando não há boas condições para isso (muito pressionado).

Ou seja, ele é muito forte a criar (ou forçar) o desequilíbrio mas depois peca no desenrolar da jogada (o potencial diminui drasticamente mas não teria aumentado antes sem a sua acção).

Este ano tem sido muito importante nestes movimentos, mas compreendo que isso não signifique que seja melhor que outros, pelo contrário até (depois de ler o que escreveste).

Estava a pensar que é como o Salvio e o Maxi nos corredores laterais: forçam a entrada mesmo que não existam boas condições e de vez em quando lá criam o desequilíbrio. Vistoso mas ineficaz, embora muitas vezes importante.

Concordas?

Anónimo disse...

De acordo mas...a "culpa" é dele ou de quem o coloca a jogar nessa posição?!
Pior, o jogador com as características ideais para o servir enquanto n.º 9 nem sequer joga (Djuricic)apenas e só porque JJ o considera um 9,5 quanto o sérvio é um 10 descarado...
Não deverá um treinador tirar partido daquilo que os jogadores têm de melhor?
JJ já deu mostras de ser um treinador competente mas já irritam as loas às "descobertas" dos Enzos e Coentrões e se branqueie os Rodrigos e Djiricics a 9,5, o Amorim a lateral direito, o Peixoto e o Bruno César (?!) a lateral esquerdo...

Paolo Maldini disse...

Verdade. O rodrigo tem grande facilidade em enquadrar e ultrapassar a 1a linha... o problema é realmente o facto de depois decidir qs sp mal o lance.

Morales, a arrogância talvez chegue pela má fé de quem não consegue ver para além do seu clube. Se fosse o Quaresma, o Aza Delta diria q é um burro. Como é do clube dele, o burro é o autor. E como o Aza Delta há aos milhares de outros clubes... isso tira a paciência a quem quer falar de futebol. Mas mesmo futebol...

Paolo Maldini disse...

Morales, vai ver no post que antecede este, o último comentário de um anónimo "só hate" pq se critica um jogador que com 4 colegas enquadrados à entrada da área, sem oposição, opta por um remate sem ângulo...

a paciência não é infinita... Esse cromo, dirá neste lance que o Rodrigo é burro, e o Quaresma é muita bom. O Aza dirá o contrário. Ambos opinam assim não pq querem discutir ou pq querem perceber de futebol... percebes como cansa...?

Morales disse...

Maldini, eu percebo que nem sempre é fácil. Mas há sempre outras formas, mais diplomáticas para resolver a questão. Neste caso bastava dizer que era o Cardozo e não o Rodrigo que tinha rematado.

Mas não quero estar a dizer-vos como gerir o blogue. Foi apenas uma observação de quem vos dá valor.

Abraço

Paolo Maldini disse...

Eu agradeço... mas a verdade é que não percebo pq mais de metade das pessoas que aqui aparecem perdem tempo aqui. Mas, gosto que cá estejam! Apenas não percebo...

É ver os posts do Quaresma... com aquela última imagem a explicar tão bem o que se pretende dizer e os comentários. É o Aza Delta e mais uns, sempre que não se diz que alguém do SLB é o melhor do mundo... uma das melhores foi tb esta:
"Nota-se uma prosa bem mais penosa, com menos fluidez, quando está em causa umm jogador do Sporting. É a realidade."

Creio que para quem tenta falar mesmo de futebol e não defender de olhos fechados o seu clube ou os seus jogadores, não há essa arrogância...

Olha este último comentário:

"Voces têm toda a razão...

O Quaresma é um cepo...

O sevilha não vale nada (afinal é só 5.º classificado no fraquinho campeonato espanhol)

Já o Napoles tb não valia nada (12 pontos na champions no grupo do Arsenal, do Dortmund e do OM, pff)

O AZ é que é poderosissimo..."

O que é que tem o AZ a ver com o Quaresma não dar a bola no meio c 4 jogadores em posição excelente para receber, e optar por rematar sem ângulo?



E depois por causa destes tipos que deviam comentar no site do Jogo e da Bola, e em vez disso estão aqui... demasiadas vezes nem leio os comentários aqui do blog e perco coisas interessantes

Aza Delta disse...

Paolo Maldini, não me lembro de ter comentado num passado recente posts do quaresma ou do william carvalho.

Quanto ao rodrigo, o meu objectivo n era defendê-lo, era sim perceber porque usam uma situação em que está 1 vs 1 com o guarda redes para defenderem que ele é mau como segundo ponta de lança. qd pedi para me responderem qual é que era o erro a nível de tomada de decisão que ele comete neste lance em específico, disseram que eu nao percebia nada do que me pudessem dizer.

E sim, n percebi que era o cardozo q fazia o remate (deuses só agora é que percebi, e finalmente percebo o sentido do post), é um crime assim tão grande vindo de um gajo que visita o blog? ou isto é suposto ser um círculo fechado apenas à maçonaria do futebol?

Roberto Baggio disse...

Okay, Aza Delta, de acordo. Tentarei ser mais cuidadoso na distinção de quem vem "pa a palhaçada" ou quem vem com tranquilidade, ainda que discordando. Mas só, só, peço, antes de qualquer comentário, uma reflexão sobre o que está exposto, para que com lógica se possa concordar, ou discordar.

Um abraço

Aza Delta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

boas,

aproveito para agradecer a forma como me puseram a ver futebol de maneira diferente.

quando dizes que o rodrigo devia ser sempre a referência em profundidade fico com uma dúvida: para além dos ganhos defensivos de uma dupla lima - rodrigo, não haverá tb ganhos ofensivos tornando o jogo mais imprevisível? quer isto dizer, se um jogador for sempre a referência para determinado tipo de situações de jogo, isso facilitará aos defesas a reacção ou acção perante o posicionamento e dinâmica do adversário. ou não é assim? por outro lado, mesmo passado o tempo do clic - qt a isto tenho dúvidas, embora não saiba nada do jogo. dependeria da razão que bloqueia o clic. - qt mais vezes se for colocado perante determinada situação de jogo, mais decisões, mais erros, mais aprendizagem. sendo que o rodrigo nunca será um rui costa, um aimar ou um saviola - neste tipo de decisões, claro - não tenho dúvidas de que poderá melhorar substancialmente.

mas a pergunta ia neste sentido: mesmo que não melhore, não será vantajoso desestabilizar a defesa adversária não sistematizando completamente a solução ofensiva - ou seja, colocar sempre o mesmo jogador como referência para determinada situação de jogo? ainda para mais qd os outros jogadores mais influentes no ataque são lima, markovic e gaitan, qq um deles rápido para lances em profundidade, embora com tomadas de decisão diferente na cara do golo (nisto o markovic é impressionante. dos melhores que vi.).

um abraço

Gandaia disse...

Não costumo comentar mas sigo diariamente o blog.

Antes de mais parabéns pelo excelente blog que ajuda bastante a perceber melhor o futebol.

Depois agradecer a paciência que têm para aturar os desmiolados que pululam nos comentários a dizerem disparates.

Não parem com o blog!

Roberto Baggio disse...

último anónimo, assina sfv, mais fácil, dá para seguir melhor a linha de comentários, depois.

Concordo com quase tudo o que dizes. Só que há um problema: No modelo do Jesus, há sempre um homem que é mais referência do que outra na profundidade (falando dos dois avançados). E esse homem "nunca" é o Rodrigo. É disso que me queixo.

coluna disse...

pois, esse homem nunca é rodrigo, mas penso que se pode entender o pq. por mais deficiências que tenha:

em relação ao lima parace-me que no peso entre o 1x1 e a finalização, o lima perde mais no primeiro caso do que o rodrigo ganha no segundo.

em relação ao cardozo, a situação é semelhante, sendo que o rodrigo tem ainda a velocidade que lhe permite aparecer na finalização no momento seguinte.

e com isto não desmereço a solução do cardozo jogar mais atrás. aliás, é nisso que ele é excelente, para além de marcar muito: receber e servir os outros jogadores em um, dois toques. (tb pq tem um pé esquerdo formidável: rivalizaria com o do gaitan se o jogador fosse só o pé). mas dizia, para mim é nisto que cardozo é melhor que qq um dos outros e, no ano passado ou mm no início desta época, via-se bem como o benfica estava habituado a que cardozo o fizesse e a falta que se sentiu desse papel do takuara na equipa.

em suma, percebo a tua opinião em relação ao rodrigo, mas considero-a posta em termos ideias. sendo os companheiros de ataque os que são, a solução do jesus não me parece nem descabida, nem mera teimosia.

assino, então, com um nome como os vossos, mas não italiano.

Miguel Pinto disse...

Posso estar errado mas fico com a ideia que o JJ conseguiu ficar com a equipa muito mais equilibrada em organização defensiva a partir do momento em que não pôde contar com Cardozo(desde que se lesionou) até porque, como refere o Coluna, se o Cardozo joga mais recuado, a probabilidade da equipa conseguir reagir no momento da perda de bola aquando de uma má decisão deste jogador(passe interceptado, demora na utilização das referências existentes), pode comprometer esse equilíbrio defensivo pois raramente ele consegue reagir colectivamente na fase de transição ataque/defesa. Com a dupla Rodrigo/Lima a equipa consegue ser muito mais pressionante o que origina um desgaste muito maior para o adversário. Compare-se quantas oportunidades de golo por jogo surgiram antes e depois dessa mudança.

Henrique disse...

Baggio, parece-me um exagero dizeres que o Djuricic joga melhor entre linhas que o Rodrigo. No actual modelo o Rodrigo parece-me um jogador fundamental, não só pela profundidade que consegue dar, ao contrário dos outros avançados, mas também pelo seu comportamento defensivo. O Rodrigo será um 9 fantástico num futebol com mais transições, disso não tenho a mais pequena dúvida.

Roberto Baggio disse...

Coluna,

Aí já não estamos de acordo. Mas são opiniões.

Roberto Baggio disse...

Henrique,

" parece-me um exagero dizeres que o Djuricic joga melhor entre linhas que o Rodrigo."

Por que motivo é um exagero?

Henrique disse...

Baggio, parece-me um exagero porque das vezes que o Djuricic jogou, e não foram contra grandes equipas onde o espaço não abunda, pareceu-me sempre longe de dar grandes opções de passe aos colegas. Decide melhor que o Rodrigo, e nos últimos jogos que participou tem estado melhor, mas parece-me que não se sente muito à vontade com as movimentações que tem que fazer.

Roberto Baggio disse...

http://possedebolla.blogspot.pt/2013/08/estivemos-na-luz.html

Menos espaço e tempo para receber e enquadrar, decidir, e executar. Concordámos?
Se sim, lance mais complexo.

Rodrigo, seria capaz?
Está-se a discutir situações muito específicas, entre linhas, enquadrado...

Henrique disse...

Baggio, "Decide melhor que o Rodrigo" parece-me que concordamos neste aspecto, como já tinha dito. Aliás, aprecio bastante o Djuricic.

Mas a minha questão é: não achas que ele tem dificuldades a encontrar os espaços? Agora, quanto está enquadrado é sem dúvida muito melhor que Rodrigo.

Roberto Baggio disse...

Sim. Acho. Porque como disse no inicio da época, vem dum campeonato que não exige metade do tuga ao nível táctico e de procura dos espaços. Dificuldades normais de adaptação.

HPereira disse...

Djuricic numa função de 2º avançado tem muitas vezes de receber de costas e rodar para enquadrar. E quando o tenta fazer fica mts vezes sem bola. É nisso que Rodrigo é, na minha opinião, superior. Protege melhor a bola.

É isso que faz desesperar mts adeptos (por vezes, a mim também), a grande quantidade de bolas que ele perde. Sinceramente, não sei se é uma questão de incapacidade ou de inadaptação.

Uma vez enquadrado, o Djuricic é o jogador com melhor critério do Benfica (a menos que me esteja a esquecer de alguém). Por isso, acho que, nestes primeiros tempos, ele ganharia em jogar descaido numa ala, em diagonais constantes para o meio, de onde pudesse vir embalado e enquadrado com a baliza e com a defesa adversária.

Count Zaccone disse...

Oh baggio, parece-me que o jj deixou um pouco de lado o ter um avançado mais posicional. Já o ano passado eles tinham muita liberdade, e este ano continuam. Até no momento defensivo surgem muitas vees alinhados, mas aqui já é diferente.

Anónimo disse...

Maldini vai ver o que é que os primeiros posts do PB sobre o Quaresma diziam.
Chegava a dizer que o Quaresma devia ser titular na selecção.
Eu sempre critiquei esses posts do PB, e depois levei com a massa acéfala que defendia tudo o que PB dizia a atacar-me por isso.
Jorge Gaspar

Paolo Maldini disse...

Jorge Gaspar,

O Quaresma está bastante pior. Mas sem comparação. No tempo dos tubarões (jogadores c grande estatuto no FCP), ele n tinha moral para perder 80% das bolas q toca! Faziam-lhe a folha num instante.

Sonic disse...

Rodrigo de longe o melhor avançado so slb rápido versatil e um optimo finalizador. Por fim o Cardozo começa a ser encostado de facto é muito limitado. Maldini achas que o Cardozo para o ano que vem tem guida de marcha'

Anónimo disse...

Maldini. Quando critiquei os elogios do PB ao Quaresma já o Mourinho estava a caminho do Real. O Quaresma não mudou assim tanto. Sempre foi o que é hoje, com a diferença que o campeonato hoje é bem mais dificil de ser vencido pelo Porto do que quando ele chegou ao Porto vindo do Barça. nessa altura o Porto dava-se ao luxo de perder pontos que hoje não pode perder.
Essa dos tubarões que metem respeito no balneário e dentro do campo é uma visão que vocês têm aqui no blog mas com a qual eu não concordo, e portanto essas teorias a mim não me dizem nada, nem nada justificam.
Jorge Gaspar

Paolo Maldini disse...

Jorge, se já tivesses estado num balneário perceberias as interacções que por lá surgem. Acredita que não é teoria nenhuma. É mesmo a realidade do futebol.

Anónimo disse...

Maldini eu já estive. E ao contrário do que tu e por exemplo o Mourinho (refiro-me a certos comentários que ele já teve sobre o ambiente de balneário) possam pensar, o ambiente de balneário não é um ambiente muito diferente de outros tipos de ambientes. Refiro-me por exemplo a forma como as pessoas se relacionam nas escolas, universidades, grupos de amigos e no local de trabalho. Aliás difere nas particularidades de cada contexto, mas globalmente é igual. Para além disso em Portugal o individualismo é bastante tolerado, ou tu achas que as características (personalidade e forma de jogar) de jogadores Portugueses e jogadores latinos no geral não são reflexo da aprendizagem social que esses jogadores tiveram?
Aquilo que vocês dizem hoje aqui no blog sobre o Quaresma, já eu digo há cerca de 8 ou 9 anos (Ele chegou ao Porto em 2004 e não começou logo a ser titular). Ele é exactamente o mesmo. A diferença é que passados esses anos, existe um Benfica muito forte que obriga o Porto a ser também muito forte.
Com todo o respeito que tenho pelo pessoal que escreve aqui e que merece totalmente esse respeito pelo conhecimento que têm sobre futebol, a verdade é que vocês andam muito ao sabor do vento. Lembro me do PB dizer lá pra 2010 ou 2011 a criticar o Queiroz, que com o Mourinho, o Quaresma jogava a titular na selecção e de eu ter dito que era preciso não conhecer Mourinho para dizer uma coisa dessas. Se bem me lembro caiu-me tudo em cima aqui no blog (esse post está para aí, mas não sei bem onde). É verdade que o mourinho mudou muito desde então, ainda assim acho que continuo a estar certo.
Jorge Gaspar

Baresi disse...

Rodrigo na tomada de decisão é mau. Chega a fazer passes para fora, sem qualquer nexo, mas é algo sistemático.
Como já disse aqui, um dos grandes problemas do Benfica é ter dois jogadores (Gaitan e Rodrigo) que têm muitas más decisões ao longo das partidas.
Na finalização é bom, e ainda poderia ser melhor.
O "problema" é que está inserido numa equipa que normalmente tem 20 metros de espaço entre os defesas e guarda-redes adversários, e não tem nenhum jogador (tipo Aimar) que lhe coloque a bola correctamente nas costas dos defesas adversários, num estilo de jogo onde realmente ele é fortíssimo.