sexta-feira, 4 de abril de 2014

O jogo mais fácil para Quaresma, desde o seu regresso ao Dragão

Como já havia sido visto, aqui, a eliminatória está perfeitamente ao alcance do Porto.














22 comentários:

Rafael Antunes disse...

Nada do apresentado na palestra que foi aqui postado parece estar presente nesta equipa...

Estranho...

Anónimo disse...

Entre os 70 e os 71 há uma bola nos pés do Danilo. Espaço enorme entre os centrais, praí a marcar o Jackson e Ghilas, Quintero livre à entrada da área, e Danilo, que até costuma procurar soluções interiores, abre na direita para Quaresma.

Foda-se, que cancro que até por estatuto leva os outros a fazer aquilo. De fosse o Licá em vez do Cigano, de certeza que o Danilo metia no meio.

LGS disse...

Problemas de operacionalização =P ou nas ideias (não tive paciência para ver fds os videos da palestra do emery)?

DC disse...

Podias também focar-te no outro aspecto: a quantidade ridícula de situações prometedoras desperdiçadas pelo Porto porque o Quaresma quis fintar 4 em vez de só 3, ou preferiu mandar uma trivela contra um defesa em vez de fazer uma tabela. Sem ele e com Josué ou Quintero no lugar dele, ontem tínhamos ganho por 3 ou 4.

A eliminatória continua em aberto, o Porto ataca muito mal e o Sevilha defende mal. Em Sevilha basta um erro e podemos pagar o que perdoamos ontem. Basta ver o que aconteceu ao Real quando lá foi.

Ricardo Perna disse...

O mau estar da equipa em relação ao Quaresma e a postura do próprio Quaresma vê-se em pequenos pormenores: ele dá o golo, abre os braços a festejar sozinho a sua assistência e nem se aproxima do Mangala para festejar, ao contrário de quase toda a equipa... é uma pena de facto um jogador com uns pés daqueles ter uma cabeça e um ego daqueles... é impossível a equipa funcionar bem quando há este afastamento entre colegas de equipas.

Anónimo disse...

e este Porto de luis castro é muito mais organizado e compacto.

Anónimo disse...

e este Porto de luis castro é muito mais organizado e compacto.

Hugo disse...

Com o Licá no lugar do Quaresma tinha sido 5 a 0

Jorge Carolo disse...

Acho que Emery não tem problemas de operacionalização, acho que o problema dele é ser um teórico e pouco perceber de futebol.

Aliás a boa época que fez no Valencia muito se deve à excelente equipa que tinha com elementos como David Silva ou Mata.

Quanto ao Porto, julgo que vai levar uma vantagem curta ainda para mais sem Fernando no meio campo...

A melhoria até agora que Luis Castro trouxe ao Porto, foi a junção dos blocos, se bem que julgo que não controlam assim tão bem os espaços e a pressão exercida, principalmente na defesa contraria, resultando muitas vezes num sufoco da equipa adversária.

Cumprimentos

Paolo Maldini disse...

na ultima imagem ele remata dali? com 4 colegas sem oposição à entrada da grande área e de frente para a linha defensiva?

DC disse...

Sim Maldini. E a bola sai pela linha lateral sem tocar em ninguém...

Paolo Maldini disse...

dc...entao essa imagem ilustra na perfeição os meus ultimos posts...bola na entrada da área... mm q fosse p remate teria mais hipoteses de golo que rematar de onde ele o faz...

mas... era bola na entrada...obrigar a defesa a subir a si...movimento de ruptura contrário ao do subir da defesa por um dos do c.c... se a bola n desse p entrar ai na ruptura ainda dava p entrar pelo lado dto no pé... enfim... jogada com enormidade de potencial p ser golo e vai-se rematar dali...depois n percebem o pq de qs n se marcarem golos...

Roberto Baggio disse...

Vá não sejam maus. Ele rematou já dentro da área. Mas a melhor opção seria sempre, sempre, meter nos colegas no corredor central. Não foi caso único. Ele ou opta por ir no 1x1 para cruzar, ou opta por ir no 1x1 para rematar. Teve sempre colegas enquadrados no corredor central sem oposição. Mas ele não liga nada a isso. Depois, só "estranhei", com tantos 1x1 com sucesso não ter entrado nenhuma bola.

Anónimo disse...

Vocês têm toda a razão... aliás, aquele cruzamento para o golo qualquer cepo o faz, o varela e o licá fartam-se de o fazer...

Tanto hate que por aqui vai...

DC disse...

Sim, um cruzamento para a área, onde estão 4, 5 jogadores do Porto mal marcados, feito sem oposição e com tempo mais do que suficiente para enquadrar, realmente é um gesto técnico que só o Quaresma conseguia fazer.

Ah espera, foi de trivela, vamos todos perder a cabeça então...
O pobre do Messi que não faz trivelas nunca ganhará uma bola de ouro.

Anónimo disse...

Voces têm toda a razão...

O Quaresma é um cepo...

O sevilha não vale nada (afinal é só 5.º classificado no fraquinho campeonato espanhol)

Já o Napoles tb não valia nada (12 pontos na champions no grupo do Arsenal, do Dortmund e do OM, pff)

O AZ é que é poderosissimo...

joaoc disse...

mas o sevilha defendeu assim contra o real? como é que ganharam ao real?

José Pereira disse...

A sorte do Sevilla é a qualidade individual dos jogados.

Organização defensiva parecem autenticos amadores, então nestes jogos a terrenos complicados é sempre isto.

Ele é que não tinha o Fazio, senão jogava o Navarro a defesa esquerdo e o Moreno a médio ala. Ele nestes jogos inventa sempre defender com mais e com jogadores que mais caracteristicas defensivas mas corre sempre mal porque a equipa nunca defende bem xD

Jogar em casa do Sevilla é terrível se as coisas estiverem a correr bem aos sevilhanos, o Porto pode ser engolido pelo "clima" que se gera.

O Rakitic deve recuar no terreno e deve entrar o Gameiro, o Porto devia aproveitar as transições em Sevilla para sentenciar a eliminatória.

KAKÁ disse...

Salve Baggio

Esse tanto de espaço e o MARADONA não jogaria?! hahaha

Vc só pode está brincando...

Abraço
;D

Roberto Baggio disse...

KAKA,

hahahahahah, Maradona deixava todos esses no chão, e ainda fazia golo kkkkkkkk

Artur Semedo disse...

houve um lance, na primeira parte, em que o FCP recupera a bola, com o sevilha completamente desequilibrado, e entra no quaresma: 1x1 que se tornou 1x2, uma espécie de tentativa de cruzamento e bola para fora. análise dos comentadeiros: foi pena alex sandro ter ficado "contemplativo" e não se ter aproximado. pergunto: para quê, se ele sabe/sente que, se se tivesse aproximado, a probabilidade seria de 99,9% em como o lance decorreria exactamente como decorreu? era como naqueles jogos de rua, em que se sabia que se o quim das couves (nome fictício) pegava na bola, não havia mais chicha para ninguém...
******************

e agora pergunto: teria, o quaresma, a clarividência para fazer o passe que o fernando fez, marcando o livre rapidamente para um colega solto, se fosse ele a estar mais perto da bola? ou, ao invés, esperaria para poder marcar para dentro da área e ser ele o homem da assistência?

Roberto Baggio disse...

Artur,

O que é dele está guardado. Para daqui a pouco tempo. Pouqíssimo tempo.