domingo, 20 de abril de 2014

"Quem ficar com o treinador que tem estará mais perto de ser campeão na próxima época. Ficando os dois... ui... mais uma luta épica a 2!"

Aqui! Pode ler-se no final da época passada.

Este ano, um grande treinador, um título "fácil" para o SLB. Melhor plantel, melhor onze inicial, melhor treinador, título para Jorge Jesus.
Mérito para o treinador do Benfica, que com jogadores de grande qualidade, consegue mais uma vez formar uma equipa com um nível extraordinário de rendimento. Perde constantemente o seu melhor jogador, ano após ano, conseguindo reinventar-se uma e outra vez.

Felicidade de Jesus, por ter ao seu comando o melhor plantel, bem como o melhor onze inicial da liga. Felicidade do Benfica por contar com um treinador desta qualidade.
Será difícil de substituir. Caso saia, poder-se-à, com uma escolha menos acertada, esperar uma época bastante atribulada.

47 comentários:

Helder Silva disse...

Não augures Baggio!

É para manter o JJ. Estou a gostar das mudanças que introduziu no jogo da equipa!

Marcos Sabino disse...

A seguir ao mito de que o Quaresma é um jogador de topo, o mito de que JJ é um treinador fora de série deve vir em 2º. Balanço de JJ no Benfica: 2 campeonatos e umas quantas insignificantes taças da Liga.

Isto, sempre com um investimento grande no plantel, sendo dos 3 grandes o plantel com mais opções. Isto, tendo perdido as últimas duas épocas contra o grande rival sendo que a qualidade do plantel desse grande rival tem vindo a diminuir desde a era Vilas Boas. A nível europeu, tirando o ano passado que foi à final na Liga Euripa, não fez nada de registo.

Já nem vamos falar no salário astronómico que aufere.

Objetivamente, o Benfica só jogou pior futebol que o Porto na época do Vilas Boas. Não foi o Porto que ganhou os últimos dois campeonatos, foi o Benfica que os perdeu por incompetencia propria.

JJ tem o seu mérito, certamente. Valorizou jogadores, encaixou boas verbas, mas a nível desportivo sinceramente poderia e deveria (devido aos plantéis que teve à sua disposição) ter conquistado mais troféus.

Mas parabéns à comunicação social do nosso país por fazer acreditar que JJ é um treinador fora de série.

FranciscoB disse...

O melhor onze de que jogo?

Roberto Baggio disse...

Quando num campeonato, o teu adversário directo tem no onze, 8 jogadores que seriam titulares na tua equipa, durante 2 anos, quem poderia e deveria (como aliás aconteceu) conquistar títulos, era esse rival.
De resto, nem é pelos títulos que gosto de Jesus. Isso são coisas para Mourinho. As taças significantes. Outros, têm outras preocupações, como jogar melhor a cada jogo.

FranciscoB disse...

Nem sempre ganham os melhores...

Helder Silva disse...

Grande resposta Baggio,

Não sei como ainda insistem que nos anos do título tinha o melhor 11 :S E que o VP era fraco a sério.

Espero que continue e que ganhe muitos mais títulos e continues com essa opinião!!!!

Helder Silva disse...

Correção nos títulos do VP*

FranciscoB disse...

8 titulares não será um pouco exagerado?

Não contaste com o kelvin, pois não?

Helder Silva disse...

Então tens:
Hélton
Danilo
Mangala
Otamendi (qualidade semelhante ao Garay)
Alex Sandro
Matic (Fernando perde por muito pouco)
Enzo
Moutinho
James
Gaitan ou Salvio
Jackson

Como podes ver em 433 ficam com 8!

Havia posições com qualidade semelhante como Matic/Fernando e Garay/Otamendi, mas mesmo assim o 11 base seria sempre do Porto, infelizmente! Podiam ter um banco mais fraco, mas como 11 não vejo nada assim. E este ano igual, para o 11 seriam para aí 6 jogadores de um lado 5 do outro (ou seja muito renhido).

NSC disse...

Foi precisamente desse vosso post que me lembrei hoje.
Parabéns.

FranciscoB disse...

LOL - tantas certezas absolutas...

Jackson - nem que nasça 10 xs, é melhor do que o Cardozo...

Alex quê?

Mãogala?

O João Mortinho? só mesmo no porto...

O Ramés é bonzito, mas porque é que pões Salvio ou Gaitan? qq um deles é melhor do que o bandido...

O Otamendi que foi despedido por não ter atacado o Markovic no 1º golo do jogo da Luz desta época?

O Hélton é, de facto, muito melhor do que o chantageado Artur...

Poupa-me... sem o xistra, o proença, o sousa (superdragão)ou o dias, e todas as artimanhas e vigarices de um clube condenado por corrupção e que obriga profissionais a drogarem-se (se não não jogam), sempre que passásseis a ponte perdíeis...

E na próxima época se não arranjarem dinheiro será muito pior.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Então é assim Marcos Sabino,

Regras da casa.

Número 1 - No dia em que alguém se lembre de justificar a falta de qualidade de um treinador pelo número de títulos-taças-campeonatos, ou com a falta de raça, de "querer" e de correr mais dos jogadores... Por favor, não venha ao Lateral Esquerdo. Em alternativa, e antes de fazer manifesta má figura, pode dedicar-se às etiquetas e respectivos textos.

Muito obrigado pela atenção.

Anónimo disse...

"Quando num campeonato, o teu adversário directo tem no onze, 8 jogadores que seriam titulares na tua equipa, durante 2 anos, quem poderia e deveria (como aliás aconteceu) conquistar títulos, era esse rival.
De resto, nem é pelos títulos que gosto de Jesus. Isso são coisas para Mourinho. As taças significantes. Outros, têm outras preocupações, como jogar melhor a cada jogo."

Amen!

António Teixeira disse...

Não me levem a mal os autores e participantes que discordam de mim, mas, há algumas questões a ter em conta quando se avalia o trabalho de Jesus:

- Orçamento ao nível do rival.
- Muito controlo sobre as transferências (Maldini julgo que podes confirmar isto).
- Jogadores com muitos anos de casa, apesar de estrangeiros, e com um modelo perfeitamente operacionalizado (o que é mérito do treinador claro, mas ajuda ter jogadores que joguem no modelo há vários anos).
- Endividamento grande do Benfica para contratar excelentes jogadores (algumas pesetas, mas na generalidade, o Benfica esteve muito bem no mercado apesar de tudo).
- Falhanço europeu (até agora, e apesar de os resultados terem melhorado, o nível individual e colectivo diz-me que umas meias da europa league, uns quartos, uma final e uns quartos da Champions são um trabalho que não é assim tão bom, compare-se com um Jesualdo, por exemplo).

Compare-se com o Porto:

- Orçamento semelhante.
- Pouco controlo sobre as contratações (qualquer dos 4 treinadores da era Jesus).
- Poucos jogadores com muitos anos de casa (Fernando, Helton, Hulk, Moutinho apesar de terem sido só três, incluo aqui em virtude da sua capacidade).
- Endividamento grande para contratar excelentes jogadores (Jackson, Danilo, Mangala, Sandro), mas para contratar fracos jogadores (Defour, Herrera, Licá).
- Falhanço Europeu (dois oitavos de Champions, uns quartos de Liga Europa e uma Liga Europa).

Ora o que quero dizer com isto e sem querer faltar ao respeito a ninguém: na comparação com Vítor Pereira e André Villas-Boas, Jesus sai a perder. Com Jesualdo e Paulo Fonseca, sai claramente a ganhar. Isto não retira mérito a Jesus: apesar de não ser fã dos modelos dele, acho que o futebol pode ser ganho com modelos diferentes daquele que eu preconizo; por isso, e por ser muito bom na operacionalização e na evolução táctica dos jogadores, Jesus é um bom treinador, e se por um lado, nesta época, o Benfica fez bem em o ter mantido, acho que fez mal em épocas anteriores (especialmente depois do ano do André Villas-Boas, o que seria o mesmo que manter o Luís Castro).
E discordo dos autores quando afirmam que o que importa é a qualidade do futebol. Isso também importa, mas acima de tudo o que importa são os títulos, e um clube vive de títulos. Ponto.
Discordo, também, que esta tenha sido uma grande época para o Benfica. Tirando o confronto directo com o Porto, foi uma época como as do Jesualdo (Uns quartos de uma Champions são superiores a umas meias de uma Liga Europa).
E numa nota, sem querer desrespeitar o trabalho do Jesus, o falhanço na Champions é vergonhoso, quer para o Jesus, quer para o Porto; é bom irmos à Champions, e faria bem que fossemos eliminados mais vezes para se acabar com a megalomania que reina no futebol português. Liga Europa para orçamentos tão altos é um falhanço grande. Muito grande.

Cumprimentos,
Parabéns pelo Campeonato.

António Teixeira

António Teixeira disse...

Edson,

Não se trata de justificar a qualidade do treinador, mas antes os resultados. E os resultados, podendo ou não ser fruto da qualidade do treinador, são o mais importante. Diz-me, preferias ser adepto do Arsenal ou do Chelsea? Ser adepto do Real Madrid do Mourinho em 2012 ou do Chelsea do Di Matteo?
Com a excepção de génios (numa acepção comum do termo) que sim, mudam o futebol, os restantes treinadores devem ser avaliados não só pela qualidade do modelo, mas também pelos resultados obtidos e pelas condições que lançam para o futuro (neste caso Jesus parece-me bem).
No nosso modelo de negócio (do qual não gosto, pelo menos nestes termos de hoje), os resultados são impreterivelmente importantes, e não há como ignorar isso. É como digo, o Arsenal joga bem, é certo, mas não ganha nada (com atenuantes que toda a gente sabe). Qual é o objectivo do jogo? Qual é o objectivo de um clube? Qual é o objectivo dos adeptos?

Cumprimentos,
António Teixeira

Roberto Baggio disse...

No mínimo incongruente António. Começas todo a discurso a discordar, e bla bla bla que o que interessa são os títulos. Para no final dizeres que não foi uma grande época, ainda que a equipa tenha conquistado o título principal.
Portanto, para mim, o teu comentário não tem sentido.

Para finalizar, dizer que uma equipa com o número de pontos que tem o SLB, não fez uma grande temporada, não sei o que dizer do Porto nos dois anos anteriores, onde o rendimento foi +/- igual a este.

Se o importante para ti são os títulos, aí tens. Vou voltar à conversa anterior, de muitos anos: Qual é a média de títulos do SLB? Qual é a de Jesus? Se o SLB é um grande clube com essa média, o que dizer de Jesus com a mesma? Que trabalhou mal? Ou que está bem de acordo com a história e grandeza do clube?

Qual é a média pós Pinto da Costa?
E desde quando existiu um equilíbrio tão grande num espaço de 5anos (tempo de Jesus no SLB)? 3 títulos para o Porto, 2 para o SLB.
Há quantos anos o SLB não ameaçava seriamente o domínio interno do Porto em todas as competições, antes de Jesus, e pós Pinto da Costa?

É que as pessoas, como tu que nem és adepto do Benfica, mas principalmente os adeptos do mesmo, falam como se Jesus tivesse um trabalho fácil, numa equipa e estrutura acostumada com o sucesso. E isso é mentira. Jesus é que elevou a fasquia desde que chegou. Mudou completamente a dinâmica de um clube que estava morto. Morto mesmo. E isso é mais difícil mas muito mais mesmo, que ganhar numa estrutura onde o sucesso é uma exigência por hábitos anteriores.

Jesus é um fantástico treinador, voltou a dar vida ao Benfica. Isso é maior do que qualquer título.

Paolo Maldini disse...

Baggio...nem foste à cama, né? lololol

Mike Portugal disse...

Roberto Baggio,

Atenção que o que o António disse foi: "Discordo, também, que esta tenha sido uma grande época para o Benfica. Tirando o confronto directo com o Porto, foi uma época como as do Jesualdo"

Como as do Jesualdo, ou seja, ganhou o título principal e mais nada. Acho que era isto que ele queria transmitir.

Embora ainda seja prematuro dizer isso pois o SLB ainda pode ganhar todas as competições.

E depois há isto: "o falhanço na Champions é vergonhoso". E aqui acho que todos estamos de acordo. Se JJ ficar no SLB, vai ter que fazer um trabalho melhor a nível de champions. No entanto, a nível interno conseguiu recuperar o clube (verdade que foi à custa de muitos milhões, mas conseguiu).

Paolo Maldini disse...

atenção q há algo q n pode ser ignorado. 2 em 5 não é óptimo, mas não deixa de ser igual à média da história do SLB. Mas, o que n pode ser ignorado é que enfrentou 3 das melhores épocas de sp em termos nacionais da equipa q domina o futebol em Portugal há 3 décadas. O FCP vai ter de saber reinventar-se como o fez com AVB. Pq se não tivermos um FCP PERFEITO, JJ apenas terá de fazer os pts q fez em qq um dos 5 anos de SLB para começar a ganhar mais vezes. O que eu acho é q é bastante provável que com qq uma das pontuações das últimas 5 épocas ele volte a sagrar-se campeão nas próximas épocas. Só um Porto perfeito pode impedir isso, quando até aqui ao Porto bastava ser bonzito para ser campeão consecutivamente.

Paolo Maldini disse...

já agora, e pq foi há um min atrás, deixo a visão de uns periodistas espanhois no twitter

José David López ‏@elenganche 1 min
@FT_360 @SL_Benfica Siempre compitiendo a tope y por encima de sus posibilidades...

José David López ‏@elenganche 3 min
@FT_360 @SL_Benfica Para mí, es el premio que merece un club saqueado cada verano y, a la vez, con las premisas de un poryecto equilibrado


Fútbol 360º ‏@FT_360 1 min
@elenganche y por desgracia, este año volverá a perder a hombres clave como Garay y quizá Rodrigo. El año pasado el fútbol le dio la espalda


visão diferente da q se tem por cá...q é obrigação e tal...

Mike Portugal disse...

Paolo Maldini,

Não descontes o SCP dessa luta, pois se conseguimos fazer esta época com muito menos recursos que o SLB, conseguiremos fazer melhor quando tivermos mais recursos.

Paolo Maldini disse...

Mike, posso estar tão enganado quanto estive esta época... Já agora, não sou dos q diz q o Jesus só ganhou pq o FCP está péssimo, pq quem fica em 2o fez ou vai fazer pontos suficientes p vencer em algumas épocas. Mas, creio q em nenhuma desde q Jesus chegou a um grande.

Mike Portugal disse...

Maldini,

A maior prova que um treinador faz toda a diferença, veja-se o trabalho do treinador do Barça com o mesmo grupo com que Guardiola foi campeão.

HerrKommandant disse...

Parabéns pela vossa "visão". Este acaba por ser um título natural, pois ganhou quem tem melhor treinador e muito melhores jogadores. Aliás, a diferença de qualidade é tão grande quem nem pouco mais ou menos está expressa na diferença de sete pontos para o segundo. E mesmo perdendo o melhor jogador em janeiro, e estando em todas as competições, jogando de 3 em 3 dias, a superioridade é gritante demais.

António Teixeira disse...

Baggio, grandes épocas são, por exemplo, a do Villas Boas. Esta época do Benfica até agora é uma boa época (descontando se ganhar a Uefa). É como disse o Mike Portugal.
Depois, eu não disse que ele tinha um trabalho fácil, bem pelo contrário, elogiei a sua capacidade de se enquadrar no modelo desportivo que me parece ser o do Benfica (mormente na evolução dos jogadores). Mas o Jesus tem um trabalho mais fácil que qualquer treinador do Porto pós Villas Boas.
A questão da média não me parece relevante porque ignora a maior parte dos factores que devem ter peso na avaliação:
- Orçamento (não é a mesma coisa comparar um Benfica de 2010/2011 com um Benfica de 2011/2012, e compará-los com os do início da década).
- Outros clubes (falas do Porto, mas o Porto do Vítor Pereira fez campeonatos bons é certo, mas épocas apenas e só boas. Foi eliminado nos oitavos da Champions e nos 16 da Liga Europa depois de ter sido eliminado da Champions, o que ainda é mais grave; e não falo do nível das restantes equipas porque sinceramente desconheço-o, mas a média ignora esse factor).

Repara, se formos pela média de títulos, o Tata provavelmente se ganhar o campeonato será um treinador na média do Barça, do mesmo modo que o Tito. Logo aqui o objectivo é avaliar os resultados em função das condições disponíveis naquele contexto, e não da média, porque para isso terás de comparar dois e três e quatro contextos totalmente distintos.
E ninguém diz que o Jesus é mau treinador, ou que fez um mau trabalho, mas apenas que quer o Benfica quer o Porto (excepção Vilas Boas), ficaram aquém, para os orçamentos que têm, de bons resultados nestes últimos anos.

Cumprimentos

Helder Silva disse...

FranciscoB a sério? Eu sou benfiquista e não me custa nada admitir que em termos de onze base eles o ano passado estavam melhor! Então comparares o Alex Sandro e não te lembrares que o DE do SLB era o Melgarejo diz tudo...

Mordomo do Império disse...

Baggio,

Não, o JJ não é um grande treinador. JJ é um treinador que percebe muito de futebol mas é excecrável como pessoa e deixa muito a desejar na gestão das suas próprias equipas e sem isto não tens um grande treinador.
Se vocês andam tão bem informados e se realmente tiverem conhecimentos com pessoas que trabalhem dentro do benfica é facilmente confirmável.
O mérito de JJ é esse mesmo, é um narcisista que tecnicamente é um fora de série. Este ano foi mais humilde, e isso está a valer a época que tem, mas episódios como em Londres são incompatíveis com um grande treinador.

Por outro lado gosto muito da bipolaridade do mundo da bola: em Dezembro quem estava com os méritos de JJ? Com o plantel mais caro de sempre do futebol português a ser eliminado pateticamente na Champions e a jogar um futebol muito abaixo do esperado no campeonato? Poucos.

Por fim, Baggio e Maldini, em comparação com os anteriores escribas deste blog, desagrada-me o esquecimento ao enorme trabalho do Leonardo Jardim (sem bem me lembro, ainda há dias se glorificava VP por adequar o modelo de jogo ao que a equipa oferecia).

PS: Não acredito que Jesus fique para além desta época.

Anónimo disse...

Ontem estava tudo muito tenso, os fantasmas do ano anterior andavam aí e só me senti campeão (e tenho muita pena de dizer isto) quando o Salvio se lesionou.

O título ontem mudou muita coisa. Até podemos não ganhar mais nada que os fantasmas desapareceram. Depois do fim de época anterior, depois do ambiente de cortar à faca no Jamor, depois da derrota na Madeira e dos assobios com o Gil Vicente...tudo passou.

Sinceramente fui pela saída do JJ não por falta de capacidades, mas porque me parecia impossível dar à volta a uma situação tão complicada que deixou um balneário naquele estado. Felizmente a lógica e a razão contam mais que os medos e o JJ é de novo campeão. Soube reinventar a equipa, soube dar a volta ao balneário. Muitos parabéns a um treinador que não só é muito bom mas que também teve quer ser muito homem para conseguir enfrentar tudo e todos.

Obrigado JJ e para o ano festejamos de novo.

Abraço,

Top1

Anónimo disse...

Adeptos como o Francisco B, são do melhor... Para os clubes rivais! Têm sempre o melhor plantel do mundo e talvez do universo! No entanto, eu lembro-me das invenções de Jesus e as suas teimosias! Roberto, Emerson, Melgarejo! Depois ouvir facciosos a negar a qualidade do Jackson, do Moutinho! E que o Fcp ganhou apenas devido a fatores externo, ridicularizando os atletas que já passaram pelo fcp, não enobrece este espaço! Opiniões diferentes aceito, agora facciosismos bacocos custam-me! Ao sr Francisco B a inteligência dos seus comentários revela bem que não gosta da modalidade, mas sim clubite aguda! Admirado fico com poucos reparos feitos à sua parcial e doentia anàlise, mas se calhar gostam deste tipo de coMentários!

Anónimo disse...

no futebol dizem que o que conta são os resultados e que o resto é paisagem...e golos e blábláblá....para mim há muito mais a ter em conta....desde que JJ entrou o ranking do benfica na europa subiu,passou a estar quase sempre em meias finais, passou a ter um futebol muitos melhor, potenciou jogadores e foi esse potenciamento que possibilitou ter um plantel cada vez mais rico...è verdade têm faltado titulos, mas já no ano passado e no anterior se pode ver que o FCPorto não ganhou como á uns anos...se ele(JJ) continuar apenas um porto ou sporting perfeitos o poderão contrariar este benfica....acho que os titulos são importantes mas è preciso ver o trabalho desenvolvido e que está agora a começar a dar frutos, e traduzir-se em trofeus...pode ser medìucre ou fora de sèrie mas ele tem o merito de ter descido ao inferno e voltar á glòria de ser campeão...isso ninguem pode negar...

Roberto Baggio disse...

Mordomo,

Isso só se pode confirmar estando lá dentro a trabalhar. Isto porque posso concordar ou discordar da liderança dele. Portanto é muito subjectivo e redutor, a não ser que apresentes o modelo de gestão e liderança dele para que se possa discutir.
Quanto ao resto, podes ir visitar o meu blogue. Pode ser que te surpreenda, ao fim das primeiras 9 jornadas eu ter dito que o SLB era o favorito (não estava em 1*). E isto porquê? Porque não estou a olhar para resultados. Quanto ao LJ, passa pelo meu blogue também, ficarás surpreso. Isto quando a malta fala sem conhecimento de causa, dá nestas coisas "parvas".

António,

Então e comparar o orçamento com o das outras equipas contra quem competiam na UEFA?
O SLB o ano passado fez uma época brilhante, e não ganhou nada. Nadinha. Por isso mesmo digo que isso dos títulos tem muito que se diga.
Quanto das épocas à Jesualdo, discordo. Ao nível de títulos sim. Ao nível da qualidade da equipa é evidente que não. Pelo que dizer, foi uma época à Jesualdo, é no mínimo insultuoso para jj e para vp.
E se achas que mesmo com grandes orçamentos é possível mudar as dinâmicas de clubes, olha para o City, eb outros novos ricos, e vê o tempo que demora (mesmo com os melhores jogadores do mundo) a formar equipas que sejam regularmente vencedoras.
E JJ não tem os melhores do mundo, nem nunca teve (excepção para o primeiro e este ano) melhor onze inicial. E como já disse, todos os anos sem excepção, perde o seu melhor jogador, e continua a competir como se nada se tivesse passado.
O Porto pós avb, tinha pior plantel, mas melhor 11. Não vejo como é que isso pode ser mais difícil.

Anónimo disse...

Boa tarde a todos,

Gostaria de referir que a titulo pessoal me faz muita confusão a comparaçao directa que se faz entre alguns jogadores. Sendo para mim indiscutivel que o FCP tem apresentado PL fantasticos e quase insuperaveis (em termos de comparação directa), como os casos mais recentes de Falcão e Jackson, já é por outro lado incompreensivel que se considere jogadores como Mangala, Danilo (que erra muito e muitas vezes) e Alex Sandro como os melhores nas suas posições. Do meu meu ponto de vista é uma análise ferida tacticamente por pontos de vista muito clubisticos.

Abraços HT

Roberto Baggio disse...

E por exemplo ao contrário do Maldini, eu acho vp superior ao jj.

Anónimo disse...

Melgarejo evoluiu bastante como jogador, e na época passada não existiram muitos clubes que tenham pago 5M€ por um lateral esquerdo...

Silva

Mordomo do Império disse...

Baggio,

É 'parvo' realmente presumir algumas coisas. Consulto o lateral-esquerdo e é do conteúdo do lateral-esquerdo que estou a discutir, se tens um blog com outro conteúdo fiquei agora a saber. Grato pela informação.

Em relação à liderança do JJ, não presumo nada, é-me dito por quem lá trabalha diariamente e que se limita a observar os efeitos no grupo de trabalho (óbvio que em confidência). Podes ter um modelo muito giro no powerpoint mas se não funciona por outras razões...

A crítica aos detractores do JJ em Dezembro não te era destinada (este blog nunca o fez), era uma crítica aos adeptos e CS.

Este ano o Benfica era o principal favorito (manutenção da equipa técnica e plantel, principais adversários em princípio de ciclo), mesmo não partilhando a mesma opinião sobre o JJ que tu, também tenho olhos na cara para perceber o quão bom ele é tecnicamente. Mérito do homem, mas não concordo com o endeusamento de JJ.

Roberto Baggio disse...

Mordomo,

O Posse de Bola, como o Lateral Esquerdo, andam juntos desde antes do encerramento no ano passado. Pelo que não poderia saber que não o conhecias. São muitas as referencias ao blogue neste espaço.
Por outro lado, por aqui já se elogiou LJ

Ninefingers disse...

O Benfica mereceu este campeonato, não há forma a dar, ano com um Porto irreconhecivel, e com um Sporting que surpreendeu (mais de inicio, para o fim da época já não estava nada convencido - desde que o Montero se "apagou" que todo o jogo do Sporting perdeu qualidade), o Benfica acaba por ser o melhor clube, com uma equipa genial e um treinador que realmente percebe de bola.

Mas queria deixar um alerta, tanto o Benfica como Porto, com as apostas e as equipas que vão construindo, há que ter mais ambição na Champions - um plantel como o do Benfica não poderá de todo ficar satisfeito com uma LE, principalmente a deste ano.

Não me lembro nem sei bem como uma equipa como a Juventus foi parar à LE, mas caso não tivesse lá, este ano a prova seria risória, sendo que o Benfica é a equipa mais forte - de longe.

Mourinho já não é o treinador de há uns anos (vamos a ver se o nivel volta a subir), mas ainda assim gostaria de ver a sua reação se uma das suas equipas fosse parar à LE.

O Benfica apesar de tudo ainda precisa de ser testado. Contra a Juve será um grande jogo, aqui poderemos finalmente saber quanto vale um plantel como o do Benfica, na liga não houve adversários - um Porto que nada de Porto teve. Um Sporting que apesar de melhor, continuou a mostrar falhas tremendas (eu acredito em Jardim, mas vamos a ver se o treinador terá condições em 2014/2015), na LE ainda não houve um adversário "como deve ser", foi um percurso demasiado fácil.

Se Jesus ficar, se a equipa não for partida, para o ano os Benfiquistas devem exigir mais da maior competição do Mundo.

Roberto Baggio disse...

Sim. Concordo que é obrigatório passar a fase de grupos, e os oitavos, dependendo do adversário. Desde que JJ chegou ao clube, que teve condições para o fazer e falhou.

Aza Delta disse...

Um dado importante para todos os que dizem que o Jesus só ganhou por ter orçamentos gigantes. Em termos de saldo de dinheiro em vendas e dinheiro gasto em jogadores, o Jesus teve ter o melhor saldo de sempre. As pessoas esquecem-se que. O homem perde constantemente jogadores, e se reinventa a cada época.

Outra coisa que é importante salientar é que o percurso dele n foi assim tão imaculado. No ano de 2012 tinha mais que condições para chegar ao título, e desperdiçou um meio campo com Witsel Javi e aimar para jogar num 4 4 2 suicida ( chegou a ser criticado muito aqui). Quanto ao próximo ano, é ver como se reforça o Sporting e quem vai para o lugar do Porto. Mas uma coisa é certa, n há de ser assim tão fácil acertar no homem certo.

Marcos Sabino disse...

Roberto Baggio disse:

"De resto, nem é pelos títulos que gosto de Jesus. Isso são coisas para Mourinho. As taças significantes. Outros, têm outras preocupações, como jogar melhor a cada jogo."

São coisas para Mourinho, concordo. Ao Mourinho interessa-lhe o que de facto fica na História: títulos.

Estou mesmo a ver um livro dos anais do futebol a dizer "Este é o treinador XPTO, cujas equipas praticavam um futebol espectacular mas quase não ganhou títulos".

Roberto Baggio disse...

Aos que interessa jogar melhor a cada jogo, faz em 4 anos os que outros fazem em 10.
O Jaime Pacheco ficou na história, certamente.

FranciscoB disse...

Caro Anónimo das 13:56,

Admito que sou Benfiquista mas não será maior "facciosismo bacoco" considerar que no melhor onze da época passada havia lugar para 8 jogadores do porto? uma equipa que foi campeã por milagre, num jogo totalmente controlado pelo Benfica e com um chouriço desse grande cromo que é o Kelvin? porque é que o Jakson é melhor que o Cardozo? Admito que o Moutinho não é mau mas não o queria no Benfica.

Diogo Santos disse...

Gosto de ler o "Lateral Esquerdo" pois faz-me sempre recordar um ensinamento de um grande treinador com quem tive o prazer de privar, que dizia: "aquilo que te faz pensar e duvidar é sempre útil na tua vida de treinador, umas vezes irá servir-te para modificares algo, outras para te confirmar que estás no caminho certo".
Digo isto pois a minha opinião sobre o JJ vive no desequilíbrio entre o treinador e gestor. JJ parece-me um fantástico treinador quando nos limitamos a analisar a qualidade do futebol praticado pela sua equipa. No entanto o futebol não assenta somente na qualidade apresentada, assenta também na gestão do grupo enquanto conjunto de homens com diferentes personalidades e diferentes culturas... aí é que me parece o JJ tem o seu calcanhar de Aquiles.
Ainda assim parece-me, e digo-o como adepto do Benfica, que vou ao encontro de algo por aqui publicado, as suas qualidades superam os seus defeitos.

Não querendo faltar ao respeito a ninguém, podemos considerar um milagre o Porto ter sido campeão nas duas últimas épocas em que somente perdeu 1 jogo em 60??

Já agora, e desculpem-me o comentário longo, quero deixar uma questão aos autores aqui do "Lateral Esquerdo", a minha modalidade é o Basquetebol, e algo que me faz alguma confusão é a dificuldade que existe no futebol para que treinadores principais possam ser adjuntos noutro projecto. Que me recorde, e que tenha algum relevo, só Carlos Queiroz o foi no MU de Sir Alex Fergunson.
Nas ligas americanas, temos vários exemplos de grandes treinadores principais que passa a adjuntos noutras equipas, com igual sucesso.
Qual a vossa opinião sobre esta temática??

Miguel disse...

O facciosismo de certas pessoas que vem aqui comentar tolda-lhes o raciocinio, isso e a falta de conhecimento de algumas realidades. O JJ e o Vitor Pereira falham com grandes orçamentos. E o Tottenham por exemplo do Villas Boas e deste ano? E que todos os anos gastam bem mais que o Benfica e Porto juntos? O City que foi corrido da Liga Europa pelo Sporting e que ganhou um titulo em 4 anos? Equipas há na Premier League que só não gastam mais que Benfica e Porto, e algumas até mais que estes dois e mesmo assim o que fazem? Zero, porque não há organização, não há treino decente, não se aposta nos jogadores correctos, nem nos modelos certos. Vitor Pereira não fez um grande trabalho? Veja-se por exemplo aqui a equipa com que bateu o Benfica http://www.zerozero.pt/jogo.php?id=1730548 na primeira época de VP. O Porto é eliminado da Champions e depois da Liga Europa (pelo City que perdeu pro Sporting) numa época em que teve como avançados o Kleber e aquele grande jogador que se chama Janko, apesar de haver Hulk. O dinheiro nada conta se não houver um modelo bem construido. Certo é que Danilo e Alex Sandro cometem erros, mas em que é que Melgarejo (ou Emerson) ou Maxi são melhores que estes dois? Por alma de quem é que Moutinho não teria lugar no Benfica? Acredito que com alguma alteração no modelo, mas é um jogador fantástico. JJ podia e devia ter feito mais em algumas épocas, mas só um treinador muito bom o podia ter impedido como o fez VP. O ano passado explica-se naquilo que um treinador às tantas não controla, a sorte. Vir para um blog destes justificar as coisas com falta de sorte é redutor mas.. e se bola do Kelvin passa um metro ao lado? Se o Benfica tem ganho aquela final? O pessoal ainda não percebe que aqui se defende a importância dos títulos, mas não dos títulos pelos títulos. E JJ naquilo que é o trabalho de um treinador, dar condiçoes a uma equipa para ganhar titulos, é o melhor. Tivemos durante dois anos dois grandes treinadores a disputar campeonatos como não há memória. Obrigado aqueles que por aqui me vão ensinando a ver o jogo com outros olhos.
Abraço

Gonçalo Matos disse...

Francisco, porque o futebol nao é so finalização. Simples.

Anónimo disse...

O Porto o ano passado n punha 8 jogadores no 11... e este ano tb n põe os 5 ou 6 que apregoam... apesar de toda a capacidade individual inegável de jogadores como o Alex Sandro, Danilo e Mangala a verdade é que n há um jogador da linha defensiva do Porto que esta época caiba no melhor 11 Benfica/Porto. A verdade é que os 2 laterais (a nível defensivo) este ano parecem o Rojo (em que tanto bateram!) do ano passado. Sinceramente o Porto este ano tinha menos golos sofridos se os seus laterais fossem 2 Andrés Almeidas. E quando se comparam onzes há posições onde há vantagem para um dos lados... e há posições onde simplesmente o valor dos jogadores é idêntico e a escolha depende de momentos de forma e acima de tudo gostos pessoais... Se eu disser que o melhor 11 do ano passado seria Helton, Alex Sandro, Garay, Luisão, Danilo, Matic, Enzo, Moutinho, Salvio, Gaitan, Cardozo... o Porto já só mete 4... e se tirasse o Moutinho para por o Lima já só punha 3... globalmente acho que os 11s do ano passado eram idênticos... com vantagem claramente nos 2 defesas laterais e para o Benfica nos Alas (qualidade e quantidade)...

Roberto Baggio disse...

É a sua opinião, do qual discordo redondamente. Quem é o André Almeida fora do modelo Jesus? E o Luisao? Certamente que juntos não valem um dos laterais do Porto. Cumprimentos