terça-feira, 8 de abril de 2014

Tomada de decisão / Critério. Gaitán, Markovic e claro, Enzo.

"...era difícil contrariar, frente a uma equipa com a qualidade do Benfica. O Benfica define com muito critério" Nuno Espirito Santo.

E tudo feito a uma velocidade incrível para aquela que é a realidade do campeonato português. Foram 45 (os que pude assistir) minutos de enorme qualidade. Defensiva, no pressing asfixiante que valeu inúmeras recuperações de bola alta, e ofensiva na forma como após a recuperação o Benfica chegava rápido e bem às imediações da área adversária. 

Gaitán e Markovic completamente "domados" ("se ele me cria uma vez e perde a bola, se me cria duas vezes e perde a bola, sistematicamente colocando em causa o que é o colectivo, ai isso para mim não é criatividadePara mim ele está a recrear, não está a criar para a equipa." Vitor Pereira) deram um salto qualitativo enorme. O argentino de época para época faz o seu melhor ano no SL Benfica (há não muito havíamos referido que ter perdido tudo num curto período de tempo e a desilusão inerente a tal, fez o argentino crescer enormidades. Finalmente percebeu prioridades). E impressiona que um miúdo de 19 anos, primeiro ano de sénior, com tantas qualidades individuais tenha tido a humildade de perceber que o mundo não gira à sua volta e se tenha entregue à equipa da forma como Markovic o fez. Será uma estrela do futebol mundial se mantiver as prioridades direitas. 

Não há no futebol do Benfica quem o emperre. Mesmo que por vezes as decisões não sejam as melhores, todos procuram jogar para a equipa e não para si. A bola circula em largura, em profundidade. A todo o instante se procura o colega em melhor posição para receber, e a todo o instante há várias opções de passe, fruto de um modelo extremamente bem trabalhado e consolidado. Excelência total de quem o idealiza (ao modelo) e momentos de excelência de quem o interpreta.

Os génios somam. Estão no colectivo. São onze jogadores, e não 10+1.

E depois há...o melhor de todos. Enzo Perez. É quem mais desequilibra. A facilidade com que quebra a primeira linha de pressão é assustadora. É o argentino quem desequilibra todo o adversário, porque a si chama sempre jogadores de outros espaços que tiveram de sair e compensar quem foi ultrapassado. Jogando contra Perez, cortar linhas de passe não é opção porque o argentino pega na bola e vai embora em condução. Pressioná-lo é deveras complicado e deve ser feito com pinças. Uma abordagem mais reactiva e fica-se para trás porque ele sai pelo lado contrário, sempre em condução. Somando tudo à sua agressividade defensiva e cultura posicional e temos o melhor jogador da presente Liga. 


40 comentários:

Pedro Ferreira disse...

Não vejo a hora do Jesus ir embora!!!

Ontem vi parte do jogo e de facto denotam uma qualidade de jogo muito forte, mesmo elementos que me parecem algo limitados em relação aos colegas de sector, apresentam nesta altura uma leitura de jogo muito boa.

Modelo de jogo muito mecanizado e interiorizado por todos, A.almeida ontem facilmente fez o lugar do Fejsa por exemplo..

Jesus ide a tua vida sff

:)

Paolo Maldini disse...

Pedro, óbvio. O Benfica tem vários jogadores com muita qualidade, mas bastante longe do que pensa a maioria dos adeptos.

Daqui a uns anos quando se olhar para trás e espreitar o 11 vão-se perceber que havia mts jogadores banais... estão num colectivo brutal que os faz parecer 100x mais que o que são. Ao contrário por exemplo dos do FCP, como referi num post recente.

As pessoas não acham estranho os melhores acabarem sempre transferidos e o Benfica continuar com Jesus numa percentagem de vitórias acima dos 70%?

Pedro Ferreira disse...

Maldini ai já fica a depender da honestidade intelectual de cada um.. o nível de facciosismo conta muito nessa equação..

Como não adepto do slb e vejo as coisas por fora, consigo perceber que a qualidade apresentada pelo Benfica é responsabilidade do JJ..

Muitos daqueles jogadores não acredito que mantenham aquele rendimento quando ele sair no final da época. (espero eu !)

Fazendo alguma futurologia, não sei até que ponto dando a mesma equipa a outro treinador, a qualidade de jogo e individual se manteria..

Vasco disse...

Maldini, uma pergunta fora do tópico. Estava a discutir com um colega da faculdade, dizendo que o Amorim é muito mais jogador que o Adrien, fruto da sua inteligência e por conseguinte versatilidade (embora tenha assumido q este ano não tenho visto jogos do scp)
Diz-me o que achas

Saudações tácticas

Paolo Maldini disse...

Vasco, eu este ano tb n vi mts jogos. Nem do SCP nem do SLB, portanto n vi mt da ascensão do Adrien. A última vez que podia falar com bom conhecimento, achava que o Amorim é superior...

PAMA disse...

A equipa apresentou ontem, pelo que me deu a observar, uma novidade na forma como pressionou a saída de trás característica do Rio Ave de Nuno ES. Quando o adversário "baixa" o MD e "abre" os centrais, subindo os laterais, quem costuma pressionar o MD é Enzo Perez, obrigando-o a um "vai-e-vem" constante, pelo menos quando a equipa não está em vantagem e procura recuperar alto. Ontem, isso não se verificou, pelo menos na maior parte das vezes. Foi quase sempre um dos avançados (Rodrigo ou Lima) a pressionar o MD que recuava entre os centrais, deixando para Markovic (mais do que Gaitan, porque o Rio Ave saiu quase sempre pela esquerda) a pressão no central, o que possibilitou a Enzo, com menor desgaste, ser mais incisivo ofensivamente e "durar" 90 minutos.

Pedro Ferreira disse...

eu tentando deixar de lado o tal facciosismo que falei a pouco, acho o Adrien superior ao Amorim

Penso que o Adrien tem uma leitura de jogo superior, controla bem os tempos de jogo..

Tambem tenho que admitir que o Adrien tem mais liberdade para jogar a vontade, o Amorim joga consoante a posiçao em campo no tatico do Jesus, deve ter bastantes mais limitações no que toca as instruções do jesus

Pedro disse...

Os primeiros 45 minutos de ontem foram do melhor que vi o SLB fazer em largos anos.

A atitude, a qualidade, a entrega, a equipa...excelente.

Um pormenor: deu para reparar que Almeida não recua para o meio dos centrais (e estes abrem para as alas) como Fejsa faz (e Javi fazia). Terá sido propositado?

Paolo Maldini disse...

Pedro, com o treinador do SLB não há aleatoriedade de posicionamentos. Agora o pq de ter sido assim, só ele saberá. Pelo próprio A.Almeida? ou por algum motivo específico referente à pressão do Rio Ave..? A verdade é que e provou-o em Londres, o SLB está hoje preparado tacticamente para enfrentar qualquer tipo de oposição. Tem uma verstilidade de movimentos, em função do posicionamento que os adversários adoptam incrível.

Pedro Ferreira disse...

Pedro,

Ele fez isso ontem.. demorou foi a perceber ou recordar-se que tinha que o fazer..

também reparei nesse aspecto mas não sei se por falta de rotina ou não, mas fez algumas vezes sim.

Jorge disse...

Excelente texto. Subscrevo plenamente!!

Enzo de facto tem um dom que tão bem foi trabalhado por JJ.

É incrível por exemplo como o selecionador argentino não o mete a titular... Não o convocar deveria dar direito a prisão...

Markovic terá de ter sorte na carreira e apanhar mais JJ dessa vida porque facilmente com as suas características desaprende tudo, isto é, passa a pensar mais nele do que na sua equipa dada a facilidade com que ultrapassa adversários...

Gaitan, por fim é um jogador com uma criatividade e técnica notável e tal como referido evoluiu imenso principalmente neste ultimo ano, contudo quanto a mim, precisa de ser ainda mais consistente ao nível das decisões do que ainda é!! Outro que não faria mal à seleção da argentina... Digo eu...

Alguem concorda que um meio campo com 4 homens, onde estivessem Enzo, Gaitan, Di Maria e por ex. Mascherano (pese embora seja o mais fraco e único indiscutível) a servir Messi e Aguero não seria uma equipa a ter em conta no mundial?? Obviamente que com princípios de jogo dignos...

Cumprimentos e mais uma vez Parabéns!

Paolo Maldini disse...

já agora... reafirmo o q disse no post. Só vi a 1a parte do jogo de ontem do Benfica.

Andrea Pirlo disse...

Enzo é foda.

Pedro, eu vi o André Almeida fazer o tal movimento, não vi foi os primeiros 20min do jogo, se calhar como o Pedro Ferreira disse, não fez no inicio do jogo, ou porque esqueceu-se ou por instrução do Treinador, para enganar o Nuno.

Ricardo Cunha disse...

Enzo Perez para ser um médio de topo Mundial tem de melhorar MUITO o passe.
Um médio de topo não pode falhar metade dos passes que Enzo falha.
Acrescentar esse número às zonas onde ele falha é assustador.

Agora tem essa característica incrível de conduzir, fixar e soltar num timing muito bom.

Pedro Ferreira disse...

eu creio que terá sido por lapso dele.. tanto perto do final da 1ª parte como no decorrer da 2ª ele fez esse movimento de aproximação aos centrais.

Acho é que houve partes do jogo em que pura e simplesmente tava a dormir e não se lembrou de fazer esse movimento

Prosinecki disse...

A expressão "carregador de pianos" existe porque Enzo Perez joga futebol.

Em minha opinião dos melhores transportadores de bola do futebol actual. Penso que faltará melhorar o passe longo (que raramente existe no futebol do SLB).


Roberto Baggio disse...

Se o André Almeida não fez, garantidamente foi porque Jesus pediu. O motivo de ter pedido? Não sei. Nem vi o jogo.

Pedro,

Final da liga Europa não? É que essa final foi dos melhores jogos do Benfica de Jesus. Que não jogava daquela forma, contra um adversário de peso desde o seu primeiro ano.
Repito, não vi o jogo. Mas essa final foi brilhante.

Ricardo Cunha disse...

O André Almeida durante a 1a parte levou algumas duras do Jesus porque não subia nem se desposicionava da zona central para pressionar.

Durante a 2a parte foi perceptível que o André subiu muito mais na pressão ganhando muitas bolas mais à frente.

Suker disse...

Uma questão um pouco off topic:

Não consideram o Ricardo da Académica bom o suficiente para figurar no top dos melhores da Liga?

Cumprimentos e continuem com as vossas avaliações, aprende se muito por aqui.

Ah, Enzo Perez é o melhor jogador do campeonato sem dúvida!

Johan disse...

Boa Tarde, acompanho o blog ha muito tempo, sendo um habito vir cá espreitar o que ha de novo diáriamente, analises opiniões e o debate de ideias nas caixas de comentários!Apenas gostaria de agradecer o esforço e partilha e que nao voltem a ficar tanto tempo offlin como estiveram nos ultimos meses.

Abraço

Anónimo disse...

Como Benfiquista e sobre o enorme Enzo.

Pshiuuuu! Isso não se diz, que ninguem te ouça Maldini!

RC

Unknown disse...

"Não há no futebol do Benfica quem o emperre. Mesmo que por vezes as decisões não sejam as melhores, todos procuram jogar para a equipa e não para si. A bola circula em largura, em profundidade. A todo o instante se procura o colega em melhor posição para receber, e a todo o instante há várias opções de passe, fruto de um modelo extremamente bem trabalhado e consolidado. Excelência total de quem o idealiza (ao modelo) e momentos de excelência de quem o interpreta."

Este parágrafo define a fase ofensiva, mas a excelência que relata também poderá definir a parte defensiva. Os posicionamentos estão irrepreensível, e a dinâmica e solidariedade táctica também. Basicamente, esta equipa não se desmonta!! Há uma jogada de envolvimento do Rio Ave que resulta na pressão adiantada do Maxi. Nesse momento o Rodrigo estava a ocupar o lugar do Marko, pois o Marko tinha ido pressionar, não me lembro porque, à zona do Rodrigo. Devido à acção do Maxi, o Rodrigo já de si deslocado, ainda vai cobrir o lugar do Maxi. Nisto, o Rio Ave entrega atrás e o SLB recompôs as posições.

DC disse...

Só falta Paulo Fonseca, o homem que decidiu o campeonato, nomeado para melhor treinador. Melhor para o Benfica e para o Sporting mas mesmo assim o melhor :P

Aza Delta disse...

Paolo, como explicas que esta qualidade no Benfica do Jesus só surja numa fase avançada da temporada?(há semelhança do que aconteceu na época passada).

achas natural que haja um Benfica da primeira metade da época (lembrar exibições contra Olympiakos em casa e Anderlecht por exemplo, e comparar com o Benfica que foi a white hart lane; ou comparar o Benfica que foi à final da liga europa, com o que perdeu com spartak moscovo por exemplo).

se calhar estou a ver de um ponto de vista fanático, mas frustra-me um pouco ver o Benfica a jogar a este nível numa liga europa.

Paolo Maldini disse...

Aza Delta, engraçado... o Jesus tem a fama de as equipas estoirarem no fim, mas é sp no principio que ele realmente é menos forte e perde mais pontos. As 2as voltas dele são sp a um nível brutal. Foi assim o ano passado tb. A explicação que dou é o facto de as rotinas colectivas (movimentação ofensiva e defensiva) melhorarem com o tempo de trabalho.

Dr. Ghozé Pablito disse...

Penso que as segundas voltas da liga são melhores porque no verão, com a janela de transferências a fechar tão tarde, as pré épocas do SLB são feitas a prever o que irá acontecer em termos de vendas e não a preparar verdadeiramente a equipa. Grande parte dos jogadores que fez a pré época 2013 não está no plantel. Portanto, é no decorrer do primeiro terço do campeonato que Jesus tem finalmente à sua disposição a equipa definitiva. Isso tem influenciado igualmente as nossas prestações na Champions.

masterzen disse...


Maldini ,

Ainda bem que voltaste ao activo no melhor blog de futebol em Portugal.

Tenho aqui umas dúvidas num off-topic que pertence a um post antigo com o titulo " O poder de um grande colectivo".

Tens um excerto que diz " Pressionar em bloco, campo muito curto. Após a recuperação da bola, afastar rápido, com toda a gente a saber exactamente onde estarão os colegas. Ofensivamente oferecer sempre quatro linhas de passe próximas ao portador."


A minha primeira dúvida é afastar rápido após recuperação da bola, falas sobre os outros jogadores e a bola? Ficar perto do sítio onde recuperaste a bola com mais companheiros que representam linhas de passe é mau? Se jogamos um futebol apoiado isto não acontece muitas vezes?

A minha segunda dúvida é quando falas que ofensivamente deves oferecer sempre quatro linhas de passe próximas? Estamos a falar de uma a direita, uma a esquerda, uma em frente e outra atrás? Existe algum dispositivo padrão em termos posicionais para essas quatro linhas?


Abraço e continuação de grande trabalho.

ps: se o Baggio ou outro escriba quiser responder é sempre bem-vindo!

Aza Delta disse...

Ghozé Pablito: este ano não saiu ninguém relevante no mercado de verão.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Só não gostei muito de algumas escolhas ali dos melhores do ano...

Rojo, Carlitos (?????? conseguiu evoluir mais do que o Quaresma, por exemplo, mas é do piorzinho que já vi), Luiz Carlos, D. Simão (é bom jogador mas não joga nada! :-P), André Santos (????). E o Filipe Anunciação? Esqueceram-se?

Tenho pena que os votos sejam feitas mais pela clubite do que por outra coisa. Toda a gente sabe que sou do Benfica mas votei em Patrício, Cedric, William e Montero.

A posição mais difícil de escolher, para mim, é a de lateral-esquerdo. É que até Dezembro o Alex Sandro foi o melhor jogador a actuar em Portugal (é a minha opinião).

Depois desceu tanto e jogou de forma tão irregular que acabei por votar no Siqueira. Que foi mais regular e fez uma trajectória de menos para mais. É um jogador completo e que eu aprecio. Mas o Alex Sandro tem potencial para ser um dos melhores do mundo.

O Jefferson para mim não existe. Não gosto. Joga tanto como o Marçal, do Nacional. Não gosto da forma como vê o jogo, não é especialmente forte nos posicionamentos, só sabe praticamente bater bolas para dentro da área e livres e cantos e qualquer marmanjo que lhe apareça pela frente troca-lhe os olhos a toda a hora.

Achei interessante terem colocado o Horta do Setúbal. Praticamente não o vi jogar, mas do que vi fiquei com vontade de olhar mais um bocadinho. Vi-o finalizar várias jogadas com muita classe. Muito cérebro. Estou enganado? A pergunta não é retórica.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Ah! E votei em todos os Markovic possíveis (menos na Revelação: que só pode ser o William). Meu jogador preferido deste ano.

Sou um grande apreciador do Gaitán desde sempre, acho-o o meu David Silva pelo trajecto (tal como o espanhol, começou a aparecer no corredor lateral para ser cada vez mais um jogador de corredor central), pela fisionomia, pela canhotice (adoro!), pela poesia, pelo estilo, pelo talento, por fazer aquilo que eu espero dele e por muitas vezes me mostrar que o futebol é um mundo de opções intermináveis.

O D. Silva consegue ser isto tudo mas com mais eficácia ainda. E com mais inteligência ainda.

Quero lá saber se o Gaitán já não vai a tempo de ser isto ou aquilo. É sinal que vai ficar no meu Benfica por muitos anos. Para mim ele já é tudo o que poderia ser. Que maravilha!

Agora, o Markovic... Tem sido o jogador que me leva às lágrimas. Que pena que o Benfica foi uma barriga de aluguer para este rapaz. É fantástico a todos os níveis.

Paolo Maldini disse...

Master, imagina extremo dentro no corredor central sem bola. recuperamos, p sair p c.ataque, ele tem de ir embora...ou se está em boa condição p receber, fica e vai embora o lateral p mais tarde receber mais à frente. qd ganhas a bola o campo é maior (ocupas mais largura e profundidade). era a isso q me referia

4 linhas de passe...minimo :)

é isso. como se fosse um losango e com um apoio atrás.

Gonçalo Matos disse...

Uma coisa que me parece que possa ter afectado o início da época foi o estado de espírito do plantel. Percebia-se que a confiança no trabalho do JJ não era total.
Acho que esta evolução do modelo de jogo foi a melhor coisa que poderia ter acontecido a toda a gente.

Pode não ganhar nada este ano, mas para mim este modelo ta no top do que vi esta época, em variados campeonatos.

Gonçalo Matos disse...

Quanto a votação dos centrais, votei no Luisao obviamente. Mas a minha segunda opção seria o Yohann. Já o vi metas vezes ao vivo e fico sempre com a sensação que é tecnicamente o central tuga mais evoluído. Qual a vossa opinião?

Pedro disse...

A final da LE foi excelente mas estes 45 minutos contra o Rio Ave foram superiores.

Pq estou a analisar todo o contexto do jogo. Um jogo importantíssimo, contra um adversário que podia levar os jogadores a pensar que mais cedo ou mais tarde o golo havia de surgir. O SLB foi pressionante do primeiro ao ultimo minuto, asfixiou completamente o adversário e fez tudo com a tal nota artística. Foi fabuloso.

Sobre Enzo na selecção. Deixa estar assim como está... :)

"Uma coisa que me parece que possa ter afectado o início da época foi o estado de espírito do plantel. Percebia-se que a confiança no trabalho do JJ não era total."

Evidente. E expectável. Mas depois apareceu Cardozo e pôs a equipa nos carris para agora estarmos a alta velocidade.
:)

Roberto Baggio disse...

Masterzen,

Sem bola:

http://3.bp.blogspot.com/-fkVtSb3Q-C8/Uwbk1QVb63I/AAAAAAAADeg/GUNnn4DzHt4/s1600/semespa%C3%A7o6.jpg

http://3.bp.blogspot.com/-4Dne3bArR0I/UwbkzWy4muI/AAAAAAAADeE/rV3iMGSOpuk/s1600/semespa%C3%A7o.jpg

http://4.bp.blogspot.com/-1UJqzqKh3aU/UwbkGUu2NaI/AAAAAAAADd4/J7WAUteIEqs/s1600/semespa%25C3%25A7o8.jpg

http://4.bp.blogspot.com/-QtbPTXmmlKU/UwbkzMRnrqI/AAAAAAAADd8/TB-_bBM_atg/s1600/semespa%C3%A7o2.jpg

Com bola:

http://3.bp.blogspot.com/-MjruTVzddKs/Uwbk05d--dI/AAAAAAAADeU/EHWogcZvgrs/s1600/semespa%C3%A7o4.jpg

http://2.bp.blogspot.com/--0pe28pC6es/Uwbk1I0WGwI/AAAAAAAADeY/7YfYY-PMNu8/s1600/semespa%C3%A7o5.jpg

Ou seja, sem bola, próximos, todos juntos mesmo, a ocupar de forma menos equilibrada o campo, privilegiando a zona da bola e corredor central, com 6,7, por vezes 8 jogadores. Com bola, próximos, mas não tantos elementos, nem tão perto uns dos outros (se assim fosse, estarias a dificultar a acção da tua própria equipa. Imagine-se uma equipa que faça marcações individuais, pressionava-te fácil. Facilmente punha lá um número de jogadores tão grande, que estavas a complicar a vida aos teus jogadores). 4,5 no máximo na zona da bola, os outros fazem "campo grande" para permitir mais opções, facilitar a circulação, facilidade em contornar a pressão adversária, mais largura e profundidade para o adversário percorrer, mais espaço garantindo sempre a visualização e opção de conduzir por espaços livres aos teus jogadores.

Dr. Ghozé Pablito disse...

Aza Delta, não me fiz explicar bem. Não foram as saídas, que não as houve, de facto. Mas a expectativa de quem saía e de quem ficava. Isso perturbou claramente a preparação da equipa. Por exemplo, foram-se buscar 3 centrais a pensar que Garay saía e foram eles que fizeram a pré-época e no fim nenhum deles está no plantel (o Steven. O BENFICA tem que decidir mais cedo quem vende e quem não vende e segurar a equipa a partir desse momento. Se o fizermos, iniciaremos a liga muito mais fortes!

Paolo Maldini disse...

sim sim. Não é só as rotinas (n só movimentações como timings de passe) que melhoram bastante c o tempo (c o nº de repetições q os jogadores passam pelas situações).

Algumas pré-épocas têm sido bastante esquisitas. O caso que falas dos centrais é notória. Fazer treinos com 30 tipos produtivos não é coisa nada fácil... e sem saber quem fica. Provavelmente Garay nc esteve no grupo principal, entre outros... e depois chega a competição e ainda lá estão...

Aza Delta disse...

Paolo, que achas do siqueira?

Serei o unico que acha que do ponto de vista defensivo fica atrás do trabalho que o Melgarejo fazia no ano passado? é melhor tecnicamente e acrescenta mais no ataque, mas tb o vejo a perder bolas em sitios proibidos, e a falhar posicionamentos q deixam a equipa descompensado. é uma impressão que na verdade tinha mais por alturas de janeiro, nos ultimos jogos n notei tanto, mas lembro-me por exemplo no jogo contra o Porto na Luz, que o gajo estava a enterrar até dizer chega. E na comunicação social, cabe bem dizer que o gajo referenciado pelo real madrid é o melhor lateral esquerdo pós coentrão, e que o melgarejo foi uma teimosia do jesus.

Pedro disse...

Malta, para rir um pouco...

http://img854.imageshack.us/img854/8174/m95x.jpg

Um abraço

Paolo Maldini disse...

Aza, ele tem de facto uma qualidade técnica brutal. Neste Benfica isso assenta que nem uma luva. Mas do que tenho reparado defensivamente deixa bastante a desejar. Ainda ha uns dias qd falaram nele p outra liga, pensei... ui... a ter de defender mt mais, n sei se vai correr bem. É mt frágil no 1x1 defensivo (algo q tb numa equipa q defenda mt mais n terá tão exposto, talvez...)

Mas para o Benfica, e para a nossa Liga, acho-o bom. Pelas qualidades ofensivas! Bem inferior ao Alex Sandro, ainda assim...