sábado, 10 de maio de 2014

O que fazer quando já não há nada para decidir? Porto - Benfica

Temos hoje um clássico que... nem cheira a clássico. Duas equipas que vão jogar o "jogo dos jogos" em Portugal, aquele que hoje em dia mais mexe com as emoções das pessoas dada a rivalidade entre os dois clubes e .. a maior parte das pessoas nem sabia se o jogo era hoje ou amanha.

Ao mesmo tempo jogam equipas por esse mundo fora que já têm as classificações definidas. Tenham ou não atingido os seus objectivos, já há imensas equipas que apenas vão cumprir calendário.

O que fazer nestes momentos? O que treinar?

O Benfica ainda tem duas finais pela frente, logo há de estar a preparar esses jogos nos treinos, agora o Porto não tem nada a ganhar ou a perder, e ainda por cima o treinador já sabe que para o ano não será ele a "comandar o barco". Logo... o que fazer? Preparar já o que vem para o ano? Dar minutos a quem não teve oportunidades? Baixar a complexidade nos treinos e transformar aquilo em algo mais "lúdico" para que o treino e o jogo continue a ser motivante?



Tanto no Porto como no Benfica, hoje, devem jogar aqueles que tiveram menos oportunidades e alguns jovens. É portanto... um jogo de pré-época quase. Será um jogo com muitos erros, e com muitas oportunidades em transição defesa-ataque. Quem estiver mais "vivo" tem a vantagem.

Ainda assim, de positivo, isto terá o factor de proporcionar aos jovens uma estreia sem pressão nenhuma e quando for a "sério", já não será a primeira vez. Há de diminuir a ansiedade e ajudar a conviver com a pressão de jogar no meio Deles.

Quero ver o Tozé e o Bernardo num jogo um bocadinho mais a doer.

10 comentários:

João disse...

Rui Vitória deu o exemplo. Num jogo a feijões (vs Académica) lança João Pedro (jovem promessa vindo da formação) quando há um minuto para jogar.

Kchron disse...

Bernardo tem espaço no modelo de jogo do SLB?
Parece ter características melhores para um jogo a 3 no meio campo...

Tomcat disse...

Kchron, não vejo porque não pudesse jogar na posição do Rodrigo. Traria, certamente, mais criatividade e melhor tomada de decisão. Isto na minha opinião, claro.

André Lobo disse...

Este era o caminho que o Porto devia andar a seguir desde que a época está perdida. Lançar as bases para o futuro tendo em conta que não há nada para ganhar.

Jovens como Tozé,Ivo,Gonçalo,Rafa e Vitor Garcia mereciam ter tido oportunidades no fim desta época.

El_Tigre disse...

Eu que sou um grande simpatizante do Norton de Matos e que duvidava da escolha de Helder Cristovão para treinador da equipa B, sou o primeiro a admitir que num conjunto de jogadores da equipa B do benfica se notou um grande evolução do ano passado para este ano.

Para além da figura Bernardo Silva, o jogador que mais me impressionou este ano foi o Helder Costa e o João Teixeira.

Um jogador que aprecio bastante pela sua entrega e disponibilidade é o Bruno Gaspar, um jogador mto à imagem de silvio um lateral que consegue desempenhar as funções nas duas laterais com bastante sucesso.

O guarda redes Bruno Varela talvez o maior beneficiado com a criação de uma equipa B porque tem permitido ganhar minutos de competição, talvez na única posição em que a rotina do treino diário não é sinónimo de evolução ou ganho de competência.

Continua a ser um mistério para mim o caso URRETA, um jogador que quando chamado na equipa principal correspondeu sempre, que sabia interpretar o modelo do JJ e os seus pedidos e sempre remetido à exclusão e ao desaparecimento pelo treinador.

Não quero com isto dizer, ao contrário de algumas vozes, que na equipa B existem jogadores para disputar a titularidade na primeira equipa, mas que existem soluções interessantes para a sua idade lá isso existem.

Anónimo disse...

o que fazer? par ao porto, o que se previa: tentar lesionar jogadores do benfica para o jamor.

o que se fez ao salvio devia dar 5 jogos de castigo. mas deu amarelo.

e depois steven e siqueira sao expulsos como sao.

Anónimo disse...

Ahah que lata, depois das pantufadas que se viram no jogo...

(Dica: foram mais e piores do outro lado)

Luís Carvalho disse...

Gostei muito do Benfica na segunda parte. Pena o Jesus ter colocado o Bernardo a 10 minutos do fim, assim não deu para mostrar muito, mas pelo que tenho visto está ali "ouro".

Anónimo disse...

hilariante. nenhuma foi do nivel da do alex sandro ao salvio - e em todo o campeonato se calhar nao houve uma pior. agressao pura. como na 1ª mao da taça de portugal as 2 entradas do fernando nas tibias de adversarios, que nao calhou darem fractura.

Grilo Falante disse...

Fracturas, como a do grego ao Anderson, que nem falta foi?