quarta-feira, 18 de junho de 2014

André Almeida. (Actualizado com o vídeo e imagens do 4ºgolo)

Eu fui um dos defensores da presença de A.Almeida na selecção. E defendi-o sempre com base no critério do que ele poderia dar, sem bola, à equipa nacional. Com a bola nos pés, e para jogar em posições mais adiantadas (como a de lateral de uma selecção que se quer ofensiva, para fazer um jogo de ataque continuado), não é certamente melhor opção que Cedric, João Pereira, ou outro tipo qualquer que faça alguma coisa com bola. O critério para a minha escolha foi sempre baseado no factor modelo de jogo da selecção (transições).

Dito isto, parece-me justo dizer que não me enganei na assumpção da mais valia que ele é, comparativamente à todos os outros seleccionados, ao nível do posicionamento. Onde eu me enganei foi nas funções que, ele poderia desempenhar na equipa.

Tendo em conta os trágicos acontecimentos (Lesão de Coentrão e Patrício, e expulsão de Pepe), A.Almeida, para mim, surge na primeira linha para fazer dupla de centrais com Neto.
Toda gente terá o direito de contestar, dizendo que, é um risco por ele nunca ter jogado nessa posição. Contudo, eu não vejo ninguém naquela equipa, que saiba mais de comportamentos defensivos, colectivos e individuais, que A.Almeida. É o único que sabe como é que uma linha defensiva a sério se deve comportar. É o único ali que percebe os timings de pressão ao portador da bola, os timings de profundidade, os timings de cobertura mais próxima ou mais afastada, os timings de posicionamento para proteger o cruzamento, os ajustes posicionais que devem fazer, e nem é tão mau quanto isso no 1x1. Sabe como defender com 2, com 3, com 4, com 5, etc. É o que percebe melhor, quais são os espaços que os médios à frente da defesa devem ocupar. E sabe isso, inclusivamente, melhor que a equipa técnica. Resumindo, nos aspectos que no futebol de hoje mais importam, defensivamente, A.Almeida da 10 de avanço, troca aos 50, e para nos 100 para não martirizar mais os outros colegas. É melhor central que Bruno Alves e R.Costa juntos.

Eu jogaria com A.Almeida e Neto como centrais, e B.Alves a criar posicionamentos novos no banco. Depois optaria por M.Veloso para defesa esquerdo (não há mais ninguém!). Com William, Amorim, e Moutinho no meio campo. Com Amorim descaído para o lado de Ronaldo e Veloso (sabendo-se à partida que Paulo Bento não vai abdicar do seu 433).

O tal lance do 4ºgolo em vídeo, aqui!




95 comentários:

Anónimo disse...

LOOOOOOOOOL

Anónimo disse...

LOOOOOOOOOL

Ricardo Brasil disse...

Eu sei que é um texto de opinião.
E concordo quando dizes que a nível de processos e a nível de compreensão do jogo o A.Almeida é muito evoluído, mas para testar alguém numa nova posição nunca pode ser num Mundial e Bruno Alves pode ser limitado mas é duro, fisicamente forte e isso faz-nos falta.
Até porque colocar A.Almeida no meio ia obrigar-nos a ter o defesa esquerdo mais lento e menos aguerrido do Mundial. Nesses aspectos não concordo mas está um texto bem conseguido com uma opinião bem fundamentada mas ainda assim pode ser alvo das mais variadas discórdias.
Abraço

ftpaul disse...

Mantinhas o João Pereira a lateral-direito? Preferia lá ter o Amorim, mostra muito mais inteligência quer a defender como a atacar.

No meio campo poderia ser interessante jogar com o Nani no meio.

No entanto acho que o Paulo Bento vai jogar com o André Almeida na lateral esquerda porque é a casmurrice do costume. Na baliza também é capaz de apostar no Eduardo depois das indicações que deu nos particulares.

Ricardo Cunha disse...

De sonho.....
Posso roubar?? E dizer claro que foi escrito por ti, não quero ficar com os louros...

Ricardo Cunha disse...

De sonho.....
Posso roubar?? E dizer claro que foi escrito por ti, não quero ficar com os louros...

Anónimo disse...

E aquele timing do corte no último golo da Alemanha?

Não gosto do Bruno Alves mas acho que é útil nas bolas paradas, tanto defensivamente como ofensivamente. Também concordo que a melhor opção para lateral seria o Veloso.

E também concordo em retirar o Meireles

Anónimo disse...

Ontem também li no 11 Contra Onze que o André Almeida é o melhor defesa de todos os disponíveis. http://11-contra-onze.blogspot.pt/2014/06/mundial-2014-alemanha-4-0-portugal.html

Anónimo disse...

Muito forte a tua opinião. Algo arriscado e diferente mas que eu correria esse risco, como seleccionador. Apesar de não ter pensado nessa possibilidade, faz todo o sentido.
Tenho ideia que provavelmente vai cair o carmo e a trindade aqui com o que disseste.

Abraço
Frederico

Anónimo disse...

Este blog ta cada vez melhor. Depois o Bruno Alves é que é criativo... Loool

PM disse...

Eu sinceramente ainda não percebi como é que o André Almeida está convocado para jogar um Mundial pela nossa seleção. Ele, o Hugo Almeida e o Ricardo Costa. O engraçado é que jogaram os 3 contra a Alemanha!

Ah granda Paulo Bento!

José Costa disse...

Equipa que o PB vai utilizar contra os EUA:

eduardo

veloso
r costa
b alves
j pereira

w carvalho
moutinho
meireles

nani
ronaldo
éder

Depois do jogo o bode expiatório vai ser o william que não conseguiu defender

Roberto Baggio disse...

Ricardo, o facto de o Alves ser duro, feio, e mau não vale de nada na maior parte das situações de jogo. Obviamente que ele tem mais valias relativamente a todos os outros. Nomeadamente o jogo aéreo. Mas esgota-se aí o que ele traz de positivo à equipa. O que é francamente pouco. B.Alves não é jogador de futebol. É outra coisa qualquer. Não serve. E já o tinha dito antes de começar o mundial, e este primeiro jogo continuou a confirmar. Contra equipas que o façam pagar as asneiras, vai dar sempre porcaria. E quem diz que os Estados Unidos não os próximos a castigar a falta de neurónios do Alves?!

quanto ao Veloso, bem... Não há mais ninguém não é?
E digo isto porque Amorim e William, para mim, são neste momento indiscutíveis (se bem que o Bento poderá pensar o oposto).

E sim, é uma opinião, como quase tudo aqui. E como sempre haverá quem discorde.

ftpaul, sim mantinha.

GC disse...

"é duro, fisicamente forte"; "o defesa esquerdo mais lento e menos aguerrido do Mundial". Até quando vamos pensar que são este tipo de atributos os decisivos para o desempenho de um jogador?

Ainda por cima num blog como este, que explica, em cada post, aquilo que realmente importa - qualidade técnica e inteligência, entendida como conhecimento do jogo e, em consequência, boas tomadas de decisão em cada situação.

Até quando vamos usar argumentos que fariam do D. Afonso Henriques o melhor jogador da história? Ou conhecem alguém mais forte, com mais presença física e mais aguerrido do que ele? Espera, lembrei-me agora de Átila, o Rei dos Hunos... Ia ser apertado...

GC disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tiago disse...

Não basta ver a acção do Almeida no 4º golo da Alemanha para ver que ele não grande coisa de coisa nenhuma?

GC disse...

Quanto ao post, só manifestar reservas sobre a capacidade do Almeida em interpretar correctamente aquilo que já demonstrou que sabe enquanto central. Isto porque enquanto lateral ora sai ao portador no corredor (quando bola do lado dele) ora alinha pelo defesa central e pelo 2º poste (quando bola no corredor contrário); enquanto defesa central, ia ter que ser ele a determinar as respostas da linha defensiva, baixar, manter ou subir, determinar a profundidade, etc. Não duvido que o JJ não transmita estas coisas nos treinos, mas se o Luisão demorou alguns anos a dominar todos os comportamentos...

Quer dizer, agora que penso nisso a verdade é que mais nenhum dos centrais sabe... É caso para dizer "boa PB!"

Desde o dia da pré-convocatória que deixei de ser adepto da selecção, vejo os jogos mas já me é indiferente o resultado. Só me choca que a miséria chegue a este ponto. Quando o Low nos compara à Arménia e só falha por 2 golos...

DC disse...

Acho que estás a assumir muita coisa. Estás a assumir que realmente ele sabe isso tudo. Mas como a época do Porto este ano provou e a época em que JJ sair do Benfica provará, os jogadores na maior parte das vezes não sabem o que andam lá a fazer. Dependem dos comportamentos colectivos que o treinador treina e organiza. O Bruno, que tão massacrado aqui tem sido, não cometia 10% dos erros de posicionamento quando estava no Porto a ser orientado pelo JJ.
Como tal, com as instruções do PB e com a restante linha defensiva a comportar-se segundo as mesmas, acho que o André teria pouca probabilidade de fazer o que quer que fosse de positivo a central.

E quanto à convocatória, com Amorim no grupo que é "igual" ao André, com o Coentrão como opção para o meio-campo segundo o PB, é ridículo o Antunes não ter ido.

E já agora deixa-me sustentar esta opinião de que o Bruno não é essa miséria, numa opinião do PB:
"Bruno Alves é diferente. Tem imensas virtudes, mas tem também um defeito grave que o impede e por muito, de entrar na galeria dos grandes defesas centrais europeus. É demasiado lento. Não lento na passada, mas lento no que mais importa ser rápido. Na leitura das situações de jogo, o que naturalmente lhe retarda as acções. Bruno Alves demora a perceber o que o jogo pede. Ele sabe, ocupa o espaço, mas perante situações que fogem ao padrão normal as suas respostas são demasiado tardias. "

DC disse...

E, já agora:

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2008/10/bruno-alves-o-futebolista-para-l-do.html

Ferreira disse...

Parei de ler o texto nesta parte:

"A.Almeida, para mim, surge na primeira linha para fazer dupla de centrais com Neto"

João disse...

O que tu foste dizer, Baggio... Mas não sabes que o A.Almeida só lá está por ser jogador do Benfica? É um inutil que não sabe o que é futebol! O que faz falta à selecção é o Quaresma!

Para mim o André seria titular no lugar o JPereira, porque o Amorim teria que jogar no meio campo. Agora sem o Coentrão, está complicado... Terá que jogar à esquerda.


Uma questão, não achas que as limitações técnicas dele podem ser um problema, da forma como joga a selecção?

João Teles disse...

Mas qual é o modelo de jogo da selecção? É que eu desde a preparação estou um bocado confuso com o que se pretende. Ainda não percebi se é transições se é a posse que orienta todos os comportamentos... Porque eu vejo pressão alta (ou tentativa de) e isso normalmente não se coaduna com transições (não que não possam coexistir estes 2 pressupostos no mesmo MJ) porque o espaço atrás do adversário é pouco, depois vejo uma recuperação de bola e vejo um passe longo e "corre Ronaldo" , "corre nani". Para mim André Almeida no corredor porque USA vai jogar em contra-ataque e Gana tem uma mota naquele lado (Atsu) e André Almeida mais rápido que Veloso. Neto no lugar de pepe, william no lugar de veloso, Amorim no lugar de Meireles e postiga no lugar de hugo almeida. Vamos ter a bola e temos de ter os mais inteligentes com bola e na procura/criação de espaços lá dentro

Elvaslion disse...

Sou leitor assíduo e não vai ser por ler o que li aqui hoje que deixarei de o ser, dado que que na grande maioria das vezes aqui aprende-se...hoje é a excepção.

Que o futebol tem que ser analisado do ponto de vista científico e matemático não discordo, mas que se use esse critério apenas para a tomada de decisões na constituição de um 11 parece-me mais aplicável ao basebol.

André Almeida não tem rotinas de posição, não tem rotinas com os colegas, mas acima de tudo não terá a auto-confiança necessária para uma tarefa de tamanha responsabilidade. Mesmo nas "suas" posições mais naturais, já em alguns (quase todos) jogos decisivos falhou.

Quanto ao Bruno Alves...mais vale um asno que me carregue do que um cavalo que me derrube.

Abraços e continuem o bom trabalho.

Roberto Baggio disse...

Ricardo Cunha, faz o que entenderes. Isto está aqui, logo pode ser utilizado por quem quiser.

DC, leste a opinião do Nuno, na caixa de comentários do mesmo artigo? Bingo! É exactamente aquilo que penso.

"Acho que estás a assumir muita coisa. Estás a assumir que realmente ele sabe isso tudo."

Por exemplo, no Benfica, só Luisão é superior a ele defensivamente. E claro que estou a assumir. Assim como assumo que Messi é melhor de sempre. A convicção é igual.

"O Bruno, que tão massacrado aqui tem sido, não cometia 10% dos erros de posicionamento quando estava no Porto a ser orientado pelo JJ."

Cometia sim. Eram é menos notados! Por exemplo, nos amigáveis da selecção, quantos golos sofremos? Quantas vezes me viste bater no B.Alves, (todas)?!

"acho que o André teria pouca probabilidade de fazer o que quer que fosse de positivo a central."

quem faria então melhor? Os que não sabem de todo o que defender?! Desculpa, mas não consigo perceber como é alguém que não sabe defender faz melhor do que alguém que sabe.

Quanto à opinião do PB, pergunta-lhe tu se ele não estava enganado sobre o Alves, e ele virá aqui com prazer responder ;)

"E aquele timing do corte no último golo da Alemanha?"

As pessoas falam desse lance, e esquecem-se que de onde é que ele vinha nesse lance. No início do lance, o Almeida vinha de proteger o espaço à frente dos centrais, e ainda tem de fazer um sprint para subir, e outro para a sua posição, porque ninguém ali sabe o que é a merda de um ajuste posicional. Ele é bom a posicionar-se, mas não é o super homem, nem alguém que consiga estar em dois sítios ao mesmo tempo.

"Uma questão, não achas que as limitações técnicas dele podem ser um problema, da forma como joga a selecção?"

Acho que são, da forma como a selecção vai ter que abordar o jogo. Ou seja, sendo uma selecção predominantemente ofensiva, A.Almeida como lateral terá dificuldades. Mas como central não terá, tantas...

JR disse...

Vim aos comentários para ler como justificas o quarto golo alemão, com aquela saída terrível e respectivo corte falhado. Já houve três perguntas nesse sentido, farei a quarta. Onde ficou o equilíbrio defensivo nesse lance? Eu ajudo: dentro da baliza.

DC disse...

A minha opinião também coincide muito com a do Nuno, principalmente nesta parte:

"O Porto de Jesualdo é das equipas que melhor defende em Portugal, mas isto de uma forma colectiva. A zona de Jesualdo é forte e o seu pressing altíssimo. Nesse sentido, equipas como a maioria das equipas deste campeonato, que não conseguem contraria o pressing e a forma de defender colectiva do Porto, acabam por apostar no futebol directo, onde o Bruno Alves se impõe."

Temos uma selecção mal treinada, não é o Bruno nem o André que vão conseguir alterar isso.
Assisti a muitos jogos ao vivo do Bruno e vi exactamente isso que o Nuno refere. Vi um Porto-Benfica em que o Cardozo não conseguiu tocar numa única bola e o Bruno nem precisou de se esforçar muito, bastava ir ao 3º andar enquanto o Cardozo ficava pelo 1º.
Agora, os EUA e o Gana não vão jogar directo? Não são equipas com um enorme potencial físico? Eu não as conheço, mas antigamente era o forte dessas equipas.
Eu jogaria Neto-Bruno e André à esquerda e tentava dar a profundidade pelo João do lado direito. Mas qualquer que seja a defesa portuguesa é a pior que já vi jogar.

Mas atenção que também não o acho, principalmente agora que começa a perder o potencial físico que já teve, um grande central. Simplesmente também não o acho o desastre que referes.

José Costa disse...

Baggio

Qual é o teu palpite do onze do PB para o próximo jogo? e resultado?

Czarli disse...

Oh Baggio, será que não querias escrever que o Hugo(!) Almeida, esse sim, poderia fazer boa dupla de centrais com qualquer um dos outros?

Mas olha que infelizmente está lesionado...

Foi o melhor tópico da história da blogosfera nacional.

Espero que te tenhas baseado no 4-0 da Alemanha para apreciar os timings e o saber defender com 2, 3, 4, bla bla bla... O puto não tem culpa da incompetencia do PB, até porque se recebesse uma chamada do mesmo a dizer que contava comigo no Brasil para acabar com 200kg de bacalhau, iria sempre responder afirmamente, agora dizer que o rapaz devia ser o titular ao invés de outros 2 que fizeram carreira na posição, que ganharam campeonatos em quase todos os clubes por onde passaram, tendo sido capitães... por um que jogaria na posição pela 1ª vez... logo num Mundial... logo num jogo decisivo.

A menos que ele seja teu vizinho ou familiar, só posso acreditar que o verdadeiro motivo foi de nos animar perante o desastre de há dias. Caso seja a 2ª escolha, digo que conseguiste!!

Roberto Baggio disse...

Coincide, então se coincide, não te percebo. A opinião dele diz que ele é uma mais valia num contexto bastante específico. Num contexto onde as equipas jogam predominantemente pelo ar, na procura do avançado ganhar a primeira bola. Que foi exactamente o que citaste. Aliás o comentário do Nuno fala das dificuldades dele contra o Sporting, que jogava pelo chão, nos jogos da champions, e da selecção... Mas qual é a dúvida disso?! Ou qual é a tua?! Como é que um tipo destes é melhor que outro, que não sendo forte como o Alves pelo ar, o é na maior parte das situações de jogo? Ainda por cima a selecção nem é dominante e pressionante, nem tem uma reacção a perda que faça os adversários jogar directo... Não entendo mesmo.

Tu viste o jogo entre Gana e USA?
É melhor então, veres.

E sim, ele para mim é um desastre absoluto.

JR, quando quiseres discutir alguma coisa comigo, ao menos sê coerente. Vou-te indicar o vídeo do golo, vou te parar as imagens segundo a segundo. Depois continua com a teoria que a culpa é do Almeida, e não de uns que não sabem o que é um ajuste.

Anónimo disse...

Eduardo jogou no benfica, viu nos treinos, de perto, os comportamentos da linha defensiva do JJ. Eu arriscava nele para LE ao lado do Almeida a central. Ou o próprio Varela, tantos jogos contra o benfica de Jesus já sabe como funciona.

Há pouco, era o Moutinho que já tinha esquecido o que aprendeu, o próprio B. alves que era jogava numa linha defensiva muito bem trabalhada do Jesualdo. No entanto, o Almeida é supra-sumo até numa posição tão específica... E onde nunca jogou!

Lol

Goncalo Nascimento Rodrigues disse...

És o Jorge Jesus, não és? Confessa lá...

JPF disse...

Naturalizem o Jardel do benfica já!
Dá 5-0 ao BAlves e companhia

formatted error free disse...

Baggio, tas a abusar no uso das virgulas pá

C-zero disse...

O André Almeida não jogou a central no jogo contra a Juventus? Depois da saída de Garay?

João Silva disse...

Baggio,
vou ainda esticar um pouco mais a corda, porque não utilizar os extremos para as laterais, Rafa ou vieirinha? Este ultimo não chegou a faze-lo em determinada altura também? se é para usar Ruben e moutinho como interiores...

Podiamos ir até mais longe e começarmos a jogar como jogou a Holanda com 3 "centrais" e dois alas, num 1532 que passe a 1352 em transição ofensiva, de certeza que assim as debilidades defensivas seriam sanadas. Atenção nao quero com isto dizer que "mais gente - logo melhor defendes" mas de certeza que nos livraria de muita embrulhada de distancia entre sectores. "mais gente junta - mais hipotese de passe"

abr

Anónimo disse...

Até percebo a tua análise, e até te dou razão ao nível dos posicionamentos no comentário que fizeste sobre o André Almeida. Mas para mim não podes entender esta questão só do ponto de vista dos posicionamentos:

1 - P. Bento estaria a "queimar-se" se colocasse A. Almeida a DC com a ausência do Coentrão, sobretudo se não ganhar aos EUA. Claro que podem dizer que ele tem que fazer o melhor pela Selecção, mas acho que o homem também deve ter amor à sua carreira.

2 - B. Alves até pode ser pior nos posicionamentos, e até fez uma grande cagada no 3-0, mas é bem melhor noutros aspetos. Com bola é definitivamente melhor, sobretudo ao nível do passe longo, e é muito mais agressivo, seja pelo ar, no chão, bolas paradas...

3 - Além disso, há sempre a questão de alguma liderança que provavelmente o B. Alves irá ter naquela linha defensiva contra os EUA, pelo seu peso e estatuto comparado com os outros. E claro, o peso e estatuto que ele tem na Seleção, se tirarmos da equação o Coentrão e Pepe.

Na minha opinião:

11 que deveria jogar frente aos EUA:
Beto
J. Pereira, Neto, B. Alves e A. Almeida
William, Amorim e Moutinho
Ronaldo, Nani e Éder

11 que acho que irá alinhar contra os EUA:
Beto
J. Pereira, Neto, B. Alves e A. Almeida
M. Veloso, Meireles e Moutinho
Ronaldo, Nani e Éder/Postiga (aqui não sei mesmo quem irá jogar)

Sobre os EUA, de quem vi todo o jogo contra o Gana:

Têm qualidade, sem dúvida nenhuma, e estão cada vez mais fortes como seleção. Contudo, esperava mais desta equipa, se levarmos em conta que já estão a estagiar desde Dezembro ou Janeiro.

Acho que tiveram dificuldades perante o Gana (muito boa equipa), mas até admito que possa estar errado, pelo facto de marcarem logo o golo a abrir e acabarem por se posicionarem atrás uma boa parte do jogo. Porém, no pouco tempo em que esteve o empate, estavam com dificuldades, e foi mesmo aquele canto a salvá-los.

Não deu para ver grande coisa quando tinham a bola, mas sem bola são bem organizados, mas sem serem nada de mais. Creio que um Portugal a jogar ao seu nível normal os bate. Com alguma circulação ou transições rápidas há debilidades. Ainda falham nalguns ajustamentos ao nível dos médios e acusaram muito (mais do que a maioria das outras seleções) o desgaste do calor e humidade, e acredito que isso poderá pesar a nosso favor.

Mas se formos inocentes apanhamos na cabeça. Entraram com uma moral impressionante e tentarão sem dúvida desequilibrar nas bolas paradas, que até poderá ser o momento que decidirá o jogo.

Henrique disse...

Baggio, o vídeo do 4º golo da alemanha era que nem ginjas!

Carlos Rodrigues disse...

Não obstante a análise do lance, parece-me que o André Almeida já tem mais do que um lance destes nos últimos tempos, onde avalia mal o tempo de entrada à bola, chega tarde, falha o corte e depois deixa uma avenida nas costas dele.

Mesmo aceitando toda a tese de que devia ter sido outro a equilibrar o seu flanco, o AA ainda vai a tempo de perceber que se não chega à bola, pode sempre recuar, recuperar a posição e fazer contenção.

Não desgosto do André Almeida - afinal, quando um tipo é relativamente limitado mas dá tudo o que tem, pouco fica por dizer. E é um jogador útil em qualquer posição da defesa/MC defensivo, mas a perda de Pepe deixou-nos com 1 lateral de raíz capaz de dar alguma projecção ofensiva e mesmo esse (João Pereira) sentava o cu no mocho num cenário ideal.

Bento não levou Antunes nem Cedric e agora vai andar a remendar as laterais até ao dia em que fazemos as malas para vir embora. E se o André Almeida é possivelm/ a melhor 2.ª opção para quase todos os lugares da defesa, está muito longe de ter qualidade para poder ser titular.

Quanto à sua utilização no eixo da defesa, poderá colocar alguns problemas ao nível das bolas paradas. Não é que já não tenhamos sofrido um golo assim com a Alemanha, mas com Pepe e Alves o erro não será tão sublinhado como seria se fosse Almeida no eixo.

Anónimo disse...

"O critério para a minha escolha foi sempre baseado no factor modelo de jogo da selecção (transições)."

Amigo deixe-me só fazer um reparo nesta sua intervenção... vai aqui uma grande confusão sob o que é uma "transição"... voçe confunde transição ofensiva com o contra-ataque e ataque rápido... uma transição ofensiva é a mudança de atitude ao ganho de bola ( o que eu vou fazer com ela) TODAS as equipas do MUNDO jogam em transições, o que elas fazem ao ganho ou á perda é que varia de equipa para equipa... umas optam por "guardar a bola" organizam-se para realizarem um ataque continuado... outras optam pelo contra-ataque ou ataque rápido. A transição Defensiva é exactamente o mesmo... (mudança de atitude á perda de bola)... ou optam por pressionar logo de imediato o potador e zona da bola... ou optam por recuar no terreno(organizarem-se) e aí entro em Organização Defensiva.

Cumprimentos

YayayaToure disse...

Andre Almeida a central? Baggio é melhor começar a de parte os livrinhos k nao pára de ler e começar a prestar mais atençao a coisas práticas. Você acha mesmo que o André Almeida, que este ano só jogou pk o Silvio, MAtic e Fejsa deixaram de ser opções a partir de certa altura da época, de longe o pior jogador do actual plantel do Benfica, iria responder às exigencias da equipa, numa posiçao tao importante como o de defesa central? E o Neto? O que que voce conhece do Neto? Aconselho o a ver mais jogos do campeonato russo para perceber o que as diferenças entre o Neto e o Bruno Alves no que diz respeito à tomada de decisao nos momentos defensivos sao claramente desfavoráveis para o menino que joga na Russia. Vamos lá ter um pouco de racionalidade relativamente ao que proferimos.

Só para concluir, quando falamos do Andre Almeida falamos de um jogador que teria de batalhar todos os dias nos treinos para ser titular em qualquer equipa da superliga. E vens para aqui voce dizer que ele deveria ser o titular. Que post infeliz. Prestas um serviço de enorme qualidade, salvo raras excepçoes.

Roberto Baggio disse...

Anónimo, muito obrigado pelo ensinamento.

PS: Mas eu não confundo nada.

Cumprimentos

DC disse...

Baggio, e quantas são as selecções capazes de jogar de forma organizada pelo chão que estão no Mundial?
Vejo muito mais jogo directo e gente a ir à linha e cruzar à sorte repetidamente, do que futebol apoiado e a privilegiar o jogo interior.

O Nuno dá o exemplo do Arsenal e do Sporting de Izmailov, Romagnoli e Moutinho, ora assim até eu... E quantas outras vezes o Bruno tremeu assim tanto em jogos a doer? Quantas vezes tremeu com o Benfica? E tremeu quando marcou o Aguero e o Forlan por quatro vezes e nunca perdeu e ainda ganhou 3-0 no Calderon? Será que eles jogavam directo?

O meu problema é só que apagas toda uma carreira, que não foi nada má, para classificares o Bruno como um acéfalo basicamente, quando o problema está no banco e nada mais.
O Porto vai ao Calderon com Fucile, Bruno, Maicon e Alvaro espetar 3-0 à equipa de Aguero e Forlan. Se isso não prova que o Bruno com um bom treinador é um jogador mais do que razoável, não sei o que é preciso. O Bruno era melhor com JF e o André é melhor com JJ. Ainda noutro dia o JJ diz que Mangala joga em qualquer equipa do mundo, que é de topo. Um central com leitura de jogo bem pior que a do Bruno.
Agora, queres trocar isso por uma experiência, jogador sem qualquer rotina da posição e conhecimento dos colegas e que nem sequer passará nunca de um tapa-buracos em qualquer equipa onde estiver? No mínimo eu digo que era arriscar muito.

Anónimo disse...

Tudo muito correto. Apenas de notar que Almeida saiu para cortar o passe e não o conseguiu e libertou todo o corredor! Quando se sai na tentativa de cortar a bola como fez tem de o fazer pela certa!

Anónimo disse...

1) Concordar com erro de B. Alves
2) Almeida saiu na tentativa de cortar o passe à queima e não conseguiu e liberto o corredor! a sair assim tem de ser pela certa.
3) por muita qualidade tatica que Almeida tenha, a nivel da qualidade tecnica e fisica ( o que quero dizer é mais direcionado para as características que um central) perde para os centrais. e na minha opinião isso faz a diferença!

Apesar do meu comentario é um jogador que eu admiro.

Signori disse...

E já agora, para completar, quando sai o cruzamento, estão 3 em linha, Alves, R. Costa e J. Pereira, não sei cm conseguiram estar em linha, se calhar foi apenas por acaso. Sai o cruzamento e R. Costa sai da linha para caçar um adversário mais recuado, e PAtrício acaba por defender exatamente para a zona onde deveria estar R. Costa. Foi a minha análise, corrijam-me se estiver errado, mas pareceu-me q tb houve burrada de R. Costa.

Boa análise

Anónimo disse...

Amigo, se o blog tivesse opção de enviar msg privada era o que fazia. Não quero que leve a mal a minha intervenção, pois este blog tem coisas de grande qualidade... não encare como "ensinamento" barato e bacoco... é apenas a lógica dos comportamentos táticos das equipas durante o jogo.
Continuação de bom trabalho!

Cumprimentos

Edson Arantes do Nascimento disse...

O Bruno Alves sempre foi terrível. Não é um jogador de futebol. O André Almeida tem a vantagem de ser um bocadinho jogador de futebol. E pelo menos não enterra.

Roberto Baggio disse...

DC,

" e quantas são as selecções capazes de jogar de forma organizada pelo chão que estão no Mundial?"

Não precisam de jogar de forma organizada, só precisam de jogar pelo chão.

"Bruno tremeu assim tanto em jogos a doer? Quantas vezes tremeu com o Benfica? E tremeu quando marcou o Aguero e o Forlan por quatro vezes e nunca perdeu e ainda ganhou 3-0 no Calderon? Será que eles jogavam directo?"

Eu ainda não percebi se queres basear o tua defesa no facto de a equipa não ter sofrido golos. Ou se HOJE não queres perceber que não sofreu golos porque o adversário não aproveitou. E que apesar das falhas não terem sido notadas elas estiveram lá. Repito, quantos golos sofreste nos amigáveis da selecção? Quantas vezes me viste falar dos erros do Alves?!
O mesmo poder-se-à, por exemplo, dizer do Siqueira, em comparação com o A.Sandro ;)

"O meu problema é só que apagas toda uma carreira, que não foi nada má, para classificares o Bruno como um acéfalo basicamente, quando o problema está no banco e nada mais."

Pronto, se o teu problema é esse, então não percebo como é que não te revelaste antes, quando categorizei da mesma forma o Quaresma, cuja carreira não foi má, dizem.

"O Porto vai ao Calderon com Fucile, Bruno, Maicon e Alvaro espetar 3-0 à equipa de Aguero e Forlan. Se isso não prova que o Bruno com um bom treinador é um jogador mais do que razoável, não sei o que é preciso."

Pronto, finalmente rendeste-te. E começas a dar razão a quem diz que o Wenger é fraquinho. Ao final de contas levou 5 ou 6 do Chelsea. Já nem me lembro. E se o facto em dez 10 anos ter ganho apenas uma taça, mostra exactamente isso.

Deixa-me dizer-te que a incongruência do teu discurso, HOJE, tá séria.

"Ainda noutro dia o JJ diz que Mangala joga em qualquer equipa do mundo, que é de topo. Um central com leitura de jogo bem pior que a do Bruno."

Tal como eu disse o mesmo! Porquê?! Derivado das características físicas dele. agora dizer que o Mangala lê pior que o Bruno, é um insulto ao coitado do francês. Assim como disse, na equipa do ano, que para jogar no FCP preferia Mangala ao Luisão, como bem percebeste. O Mangala ainda tá a aprender, deixa lá o miúdo. E não compares a outro que nunca aprendeu.

"Agora, queres trocar isso por uma experiência, jogador sem qualquer rotina da posição e conhecimento dos colegas e que nem sequer passará nunca de um tapa-buracos em qualquer equipa onde estiver? No mínimo eu digo que era arriscar muito."

Finalmente alguma coisa de jeito em tudo o que disseste. Pronto, aceito perfeitamente que aches um risco. Como aliás eu disse no texto. É a tua opinião. Mas também fui avisando antes, e continuarei a fazê-lo, que o maior risco, para mim, é ter um ou dois ou três ou quatro, acéfalos a compor a linha defensiva.

Roberto Baggio disse...

Ah, quanto ao "erro" do Almeida, não o nego. Aliás o timing de entrada foi péssimo. Mas era um lance difícil, tendo em conta a história anterior. Ou seja, experimentem fazer um sprint para cortar um lance in extremis, cair, levantar, olhar pa bola, olhar para os espaços, ir ocupar a posição, ler o lance, e serem racionais nessa leitura.
Para mim, é um erro. Muito, muito, muito, desculpável. O que não é desculpável, é não se saber colocar em campo!

HerrKommandant disse...

O 1º parágrafo não é muito inspirador, porque comparar o André com joões pereiras e cédrics é quase ridículo. São dois jogadores de clubes do meio da tabela e está tudo dito.
O André faz qualquer posição da defesa, e ainda trinco. Olhando para quem lá está é mais do que flagrante que só o Coentrão é superior ao André na defesa, e no meio campo só vejo o Amorim a poder fazer melhor do que o André por ser superior nas transições ofensivas.
Quanto ao 4º golo, e como já tinha referido, ninguém tem culpa que o patrício seja horrível a jogar com os pés, e daí ter surgido o contra ataque dos alemães, onde o André numa 1ª fase conseguiu evitar o golo ao ter ido ao centro da defesa (apesar de ter entrado para lateral esquerdo), e não o ter conseguido numa 2ª fase, exatamente por ter sido obrigado a ir ao meio. Posto isto, também concordo com a utilização dele a central no próximo jogo, mas no meio campo colocava Amorim, Moutinho e Meireles. O WC precisa de outro tipo de estímulos para ser considerado opção... jogar meia época só para a liga portuguesa, sem nunca ter jogado em competições europeias acho que é curto...

Roberto Baggio disse...

Anónimo,

Problema nº1- é o ser anónimo Se assinasse, talvez fosse diferente.

Problema nº2- eu podia responder por forma a enriquecer a questão que colocou. Mas era uma discussão teórica, que não tem relevância para este artigo em questão.
agradeço entretanto a intervenção, e peço desculpa pelo tom.

DC disse...

"Pronto, se o teu problema é esse, então não percebo como é que não te revelaste antes, quando categorizei da mesma forma o Quaresma, cuja carreira não foi má, dizem."

O Quaresma é um extremo, normalmente que participa numa táctica que nem lhe coloca grandes preocupações defensivas, portanto não percebo a comparação. E a carreira do Quaresma até, a nível de rendimento nos clubes, é bem pior que a do Bruno.

"Pronto, finalmente rendeste-te. E começas a dar razão a quem diz que o Wenger é fraquinho. Ao final de contas levou 5 ou 6 do Chelsea. Já nem me lembro. E se o facto em dez 10 anos ter ganho apenas uma taça, mostra exactamente isso."

O Porto não ficou a zero contra Aguero e Forlan uma vez, ficou várias. Quem diz Atlético diz Benfica, Sporting, etc... Ou era uma sorte do catano eles nunca aproveitarem as oportunidades, ou se calhar havia qualidade no posicionamento daquela defesa.


"Pronto, finalmente rendeste-te. E começas a dar razão a quem diz que o Wenger é fraquinho. Ao final de contas levou 5 ou 6 do Chelsea. Já nem me lembro. E se o facto em dez 10 anos ter ganho apenas uma taça, mostra exactamente isso."

É tipo a lógica de dizer que o Porto por levar 4 do Arsenal também tem defesas muito maus, ou não?

" Mangala ainda tá a aprender, deixa lá o miúdo."

Concordo, e vai ser melhor que o Bruno, provavelmente. Mas também pode apanhar dois ou três treinadores que o ponham a correr atrás do ponta de lança no campo todo e nunca dar nada.

Eu não estou a ser nada incongruente, simplesmente estou a ser moderado. Sei o central que vi jogar vários anos à minha frente e sei que não era de topo mas era bom. Sei que um dos centrais que mais gostei do Porto, Otamendi, este ano cometeu erros absurdos atrás de erros absurdos. Sei que vejo isso em gente como Dante, Pepe, Ramos, Piqué, Lescott, Demichellis, David Luiz, etc, etc, etc e portanto sei que o normal nos centrais é haver bastantes falhas de concentração e que os Kompanys e Hummels são mais a excepção que a regra. E se o Bruno nunca estará ao nível dos centrais que eu referi, o André provavelmente também nunca estará no nível que lhe permita ser titular num clube a sério.

Pela tua lógica a dupla de centrais com Pepe disponível podia ser Amorim e André, não? Ou o Pepe tem melhor leitura de jogo que o Amorim?

FC disse...

No fundo é isso, um erro desculpável pelo esforço anterior. Continua a saber posicionar-se, e ler o jogo, e... mais nada.
Não é especialmente bom pelo ar nem no 1x1, não sabe controlar uma bola ou fazer um passe de primeira, nc o vi a fazer um passe longo, etc.

Mas que é esforçado é! Nisso e no erro ser desculpável tens razão. No resto, parece-me que Ricardo Costa não vai ter oportunidade de te contrariar e espero que Alves não te dê razão...

PedroC disse...

HerrKommandant...

Parece-me que aqui se discute futebol e diferentes ideias de jogo etc, e não futebol do café assente em facciosismo bacoco, ou palas nos olhos.

Schmeichel disse...

Baggio, concordo com muito do que se disse aqui. Mas discordo da fiabilidade defensiva do André Almeida. Ele até pode (parece-me que sim) conhecer bem os princípios defensivos, mas é inegável que comete erros no cálculo do timing para tentar a intercepção. É certo que no lance do 4º golo ele vem de apagar um fogo na zona central que não lhe deveria caber a ele apagar, mas também é verdade que ele tenta o corte quando devia simplesmente ter procurado ocupar a sua posição. E ele tentou efectuar esse corte porque pensou que chegava à bola e não chegou.

Já no jogo com o México calculou mal a trajectória da bola e falhou uma intercepção de cabeça deixando um adversário dominar a bola nas suas costas à vontade e encarar o Eduardo.

aminhatvpifou disse...

os americanos vão encher o meio-campo de jogadores, o empate serve para eles e se for sem golos ainda melhor pois teremos de fazer mais que o 2-1 contra os rápidos ganeses... não me interessa o andré almeida pra nada, o jogo não vai ser na nossa baliza.

Onde é que está a velocidade e a desmarcação com os jogadores que foram convocados? onde é que está a capacidade de atirar à baliza mesmo de fora da área? Até podemos ter sorte, com tantas pernas que vão aparecer dentro da área e um ressalto enganar o redes...

ou metem um meio-campo minimamente rápido, que não se agarre à bola ou então vamos criar menos perigo que aquele que a nigéria criou ao irão.

Anónimo disse...

Não farei qualquer comentário quanto a possibilidade de A. Almeida ser ou não um bom central, pois não tenho competências para o efeito!

No entanto, entendo que estão a crucificar André Almeida num lance no qual ele é o menor culpado. Além de que, não é por culpa de André Almeida que Portugal sofre três golos, faz com que Pepe seja expulso, ou o João Pereira cometa grande penalidade. A verdade é que é Almeida que faz um corte providencial, negando o quarto golo à Alemanha. Ainda assim, é o único que se levanta, e corre a tentar interceptar o passe para Schurrle! Falhou, é verdade... Mas, ainda assim, continua a correr a tentar emendar o seu erro, e cortar a linha de passe ao avançado alemão, enquanto todos os outros centrais ficam especados a ver o lance acontecer!

E após o cruzamento, Patrício mãos e pés de Manteiga, deixa a bola para Muller, que sem qualquer cobertura, só tem que introduzir a bola no fundo da baliza! E para muitos comentadores aqui, o único culpado é A. Almeida!

Penso que a única culpa de Almeida é ser humilde, e, por gostar tanto de jogar futebol, aceitar jogar em qualquer posição, o que consegue fazer de forma razoável porque é um jogador extremamente inteligente em campo. Mas evoluiria muito mais se o mesmo decidisse fixar-se numa só posição, e lutar por ser cada vez melhor nessa posição. Esse é o erro de A. Almeida. O facto de vestir de encarnado, será sempre o motivo para ser desconsiderado, pois neste país as análises nunca são feitas de acordo com os conhecimentos sobre futebol, mas sim de acordo com as preferências clubísticas!

Roberto Baggio disse...

Não pah, não pah. O Pepe, tal como o Mangala, dá coisas ao jogo que o B.Alves não sonha. Ou o Amorim sonha, ou o Almeida sonha. Ou seja, compensam os erros com a velocidade. E ainda dão essa garantia de velocidade, quando o resto fica batido. Para além de que Almeida é muito mais agressivo e acertivo, no posicionamento que Amorim.

Quanto a lógica dos 4-0 essa lógica é a tua. Disseste que ele não sofreu golos, então ele não cometia erros. LoL. Não metas declarações tuas, as quais comparei ironicamente as minhas, sob minha responsabilidade. Tu é que disseste que era bom porque o resultado final era bom. Eu ironizei.

Sobre o Quaresma, tem tudo a ver a acefalice com a posição que joga. Então o outro por ser defesa não pode ser acéfalo? Ou só se pode ser acéfalo com bola?
A comparação prende-se com o facto de dizeres que o Alves fez uma grande carreira, para justificar alguma coisa. Ultimamente tenho estranhado muito esses argumentos que usas. É os títulos que ganham, é as carreiras. Estranho no mínimo. Acho mesmo que te estás a render.

DC disse...

Quaresma jogava no Porto numa táctica onde podia ser acéfalo à vontade.
Era acéfalo 30 vezes, marcava golo em 2 e nas restantes toda a equipa trabalhava bem para recuperar a bola, mas ele não.
Já o Bruno não pode ser acéfalo pela posição em que joga.
Quando falo da carreira do Bruno não falo de títulos, falo mesmo da regularidade. Foi sempre importante no Porto e foi sendo importante depois no Zenit e no Fenerbahçe. Ao contrário do Quaresma que foi afastado de todos os clubes onde jogou menos no Porto, exactamente porque só no Porto tinha uma equipa moldada para ele jogar como queria.
E noutro dia falei nos títulos do Casillas no EntreDez mas não falei de chegar lá e levantar a taça, falei de ter ganho o título de "San Iker" à custa de exibições assombrosas.

E eu há pouco referi que o Bruno já começa a perder qualidades físicas, mas já teve qualidades físicas sublimes incluíndo a velocidade (pela passada larga). Já foi provavelmente o jogador do mundo com maior impulsão. Agora perdeu algumas, notam-se mais erros. Está mais pesado, menos ágil. Mas quando as tinha também compensava muito melhor os erros como o Pepe ainda vai compensando agora.
Se o Carvalho cá estivesse o Bruno para mim não calçava. Agora para o André nunca arriscaria isso.

Dash disse...

Bela forma de animar um blogue!
Baggio: Confesso que não conheço o André Almeida o suficiente para concordar (ou não) contigo, mas o exemplo que apresentas para defenderes o teu ponto de vista não é o melhor. Nesta jogada, ele tem um erro de leitura no final da mesma que acaba por ter influencia directa no desfecho do lance. Acredito que esta tua opinião deve estar baseada em exemplos bem mais sólidos do que este.

Roberto Baggio disse...

Que exemplo?
Não entendi....
Se estás a falar desse lance eu não o coloquei como exemplo. Mas serve. Porque o último que tem culpa ali, é o que dizes que tem um erro de leitura. E erro dele, de todos, como já expliquei e não sei se leste, é o mais desculpável.
Tira os olhos da bola e vê o que está a acontecer à volta dele, e vê, quantos erros de leitura encontras, sem que os que erraram tivessem de fazer um grande esforço físico antes.

Anónimo disse...

Estou ansioso por termos Roberto Baggio a selecionador nacional. Com ele no banco não dávamos hipóteses. Se o André Almeida percebe 10 vezes mais de futebol que o Paulo Bento, nem quero imaginar quantas vezes mais o Roberto Baggio considera que percebe de futebol que o Risca ao Meio. Ah, e gosto imenso de ler este blogue, por isso não venham com a resposta habitual do "se não gostam, para quê que perdem tempo a comentar"

Dash disse...

O exemplo a que me referia é o lance do quarto golo da Alemanha com que ilustraste o teu post. Compreendo que estejas na defensiva, depois de tanto ataque, mas fui logo dizendo que não conheço o André Almeida o suficiente para concordar (ou não) contigo.
Acho que para fundamentares uma opinião arrojada como esta poderias ter dado mais exemplos visuais, para fundamentar o que escreveste. Aliás, como já fizeste em muitas outras situações. Sabes que nós, os iletrados, adoramos um bom desenho ;-).
Mas não tens de me dar satisfações, eu é que gostava de perceber melhor o teu ponto de vista...

José Costa disse...

E já repararam que tudo se inicia em mais um pontapé fantástico do patrício que mete a bola no alemão? E depois penduram o André Almeida por ter chegado tarde quando a culpa é quase toda do patrício por não saber pontapear e ter largado a bola.... Só não vê quem não quer ver!

José Costa disse...

E já repararam que tudo se inicia em mais um pontapé fantástico do patrício que mete a bola no alemão? E depois penduram o André Almeida por ter chegado tarde quando a culpa é quase toda do patrício por não saber pontapear e ter largado a bola.... Só não vê quem não quer ver!

Dash disse...

O exemplo a que me referia é o lance do quarto golo da Alemanha com que ilustraste o teu post. Compreendo que estejas na defensiva, depois de tanto ataque, mas fui logo dizendo que não conheço o André Almeida o suficiente para concordar (ou não) contigo.
Acho que para fundamentares uma opinião arrojada como esta poderias ter dado mais exemplos visuais, para fundamentar o que escreveste. Aliás, como já fizeste em muitas outras situações. Sabes que nós, os iletrados, adoramos um bom desenho ;-).
Mas não tens de me dar satisfações, eu é que gostava de perceber melhor o teu ponto de vista...

Gonçalo Matos disse...

És corajoso Baggio e admiro-te! Este é daqueles posts em que vais passar metade do tempo à luta contra ideias pré concebidas..

Sou sincero e admito que não pensei em Almeida como central, mas ouvindo os teus argumentos compreendo perfeitamente a tua escolha. Tendo em conta até a fraca qualidade tecnica, seria uma forma de o expor menos a situações de risco inclusive. Eu jogaria com o Amorim a DD pelo mesmo argumento que o Almeida. É dos poucos que sabe como se deve comportar uma linha defensiva.

Posto isto, jogava com
Eduardo,
Amorim, Neto, Alves, Almeida
William, Nani, Moutinho
Vieirinha, Éder, Ronaldo

Prefiro o Alves a central do que o Veloso a lateral.

PS: espero que o seleccionador mude ou que mude este modelo de jogo ridiculo e que a lista de convocados/titulares pós-mundial mude radicalmente, ou corremos o risco de não ir ao Europeu.

Gonçalo Matos disse...

És corajoso Baggio e admiro-te! Este é daqueles posts em que vais passar metade do tempo à luta contra ideias pré concebidas..

Sou sincero e admito que não pensei em Almeida como central, mas ouvindo os teus argumentos compreendo perfeitamente a tua escolha. Tendo em conta até a fraca qualidade tecnica, seria uma forma de o expor menos a situações de risco inclusive. Eu jogaria com o Amorim a DD pelo mesmo argumento que o Almeida. É dos poucos que sabe como se deve comportar uma linha defensiva.

Posto isto, jogava com
Eduardo,
Amorim, Neto, Alves, Almeida
William, Nani, Moutinho
Vieirinha, Éder, Ronaldo

Prefiro o Alves a central do que o Veloso a lateral.

PS: espero que o seleccionador mude ou que mude este modelo de jogo ridiculo e que a lista de convocados/titulares pós-mundial mude radicalmente, ou corremos o risco de não ir ao Europeu.

Anónimo disse...

O brilhante nalguns argumentos enviesados ou coloridos que tentam crucificar AA no lance do quarto golo, é desprezarem exactamente o unico homem envolvido no já repetitivo erro do RP, que tentou salvar a situação. Os restantes limitaram-se a assistir em camera lenta (mais um pouco e aplaudiam) e sentados de cadeirinha ao unico jogador a compreender a situação e a reagir a ela.
Contentes suponho, porque tendo todos errado antes e depois e com muito maior responsabilidade, se viram assim ilibados.

Desculpem a grosseria, o Patício asneirou (dejá vu) o barrote com olhos fez o que sabe fazer (nada), o RC fez a cobertura errada (menos mau, reagiu) e o Patício .... o Paticio ... completou o que tinha tentado oferecer antes.

Mas claro que aqui discute-se futebol. Mesmo aqueles que nem se dão ao trabalho de reverem a jogada com óculos sem cor! O Gajo dos óculos coloridos serei eu!

É impossível Baggio! Perdes tempo.

Leigo

RMC

Aranguiz disse...

vão mas é ver o chile dar banho na espanha e o busquets falhar golos que até o andré almeida marcava

Arrenka disse...

Vamos lá ser mais objectivos e esquecer as clubites!

O que preocupa não é o quarto golo.
É, entre muitas outras:
- Um futebol arcaico promovido por Bento (andar a correr atrás do adversário sem se preocupar com o equilíbrio da equipa);
- Um guarda redes (?) que mete medo À sua defesa quando tem de jogar com os pés -» não contriubui em mais nada que não se colocar entre os postes e defender remates -» não é a única utilidade do 11º jogador;
- Um trinco que não sabe o que é defender e que só quer passagens de modelo;
- Diversos jogadores de rastos fisicamente ou psicologicamente;
- Um Ronaldo que em forma pouco defende e que actualmente ainda menos participa no jogo da equipa (ainda que consiga fazer intervenções ofensivas interessantes - se procurar jogar mais para a equipa);
- Jogar com um avançado (?) totalmeente inconsequente e incompetente (Almeida);
-Etc...

O André Almeida é mais culto tacticamente que grande parte dos colegas (da defesa), mas peca por menor capacidade técnica, ainda assim, e dentro dos seleccionados dos que podem trazer segurança à equipa.

Dito isto, e de modo a minimizar a falta de qualidade desta selecção, segeria um 11 em 442 losango:
Eduardo; Pereira, Neto, Alves, Almeida; William, Amorim, Moutinho, Nani; Ronaldo, Éder.

Motinho mais pela esquerda e Amorim pela direita, Éder a vir bscar jogo atrás (tabelar...), Ronaldo com menores responsabilidades defensivas e autorização para vaguear pela frente por forma a procurar tabelar ou as diagonais, Moutinho a alternar com Nani como vértice superior, sendo que Nani pode nesses momentos descair pela direita (ou esquerda se Ronaldo mais à direita).
OBRIGAR ALVES A CUMPRIR COM AS REFERENCIAS DOS COLEGAS E BOLA E DAR MENOS IMPORTÂNCIA AOS ADVERSÁRIOS (individualmente).


PS: Que falta fazem: Tiago, Manuel Fernandes, Danny, Antunes, qualquer um pelo Hugo Almeida, Josué...

Anónimo disse...

Após rever o lance dou o crédito ao Almeida de ir ao centro, mas se no passe em profundidade para o extremo alemão ele fosse para o jogador e não tenta cortar a bola, este lance seria muito diferente, e não o deixa isento de culpa...

Roberto Baggio disse...

Dash, não foi nenhim exemplo. Como podes perceber pelo título do post, assim que o lancei, o argumento de todos é que o Almeida tinha falhado no quarto golo. E o que mostrei, é que é o único que tem desculpa para ter errado nesse lance. Todos os outros mostraram exactamente a patetice do costume.

ADexterA disse...

Concordo em parte com a opinião, mas seria demasiado arriscado fazer tal experimentação em pleno Mundial. No entanto, aposto que o pessoal que anda por aqui a contestar a ideia é a mesma que achava o JJ maluco por colocar o Coentrão a DE, por achar q o Matic nao era um loiro tosco, por adaptar o Enzo a todo-terreno...

Em todo o caso, estou em crer que a falta de automatismos defensivos (podem corrigir se n for este o termo adequado)da selecção acabaria por expor algumas das limitações do A.Almeida. Se fosse no Benfica nao hesitaria, todos sabem os comportamentos que devem ter em todas as situações do jogo..

Rafael Antunes disse...

Não é fácil pensar o que mais ninguém pensa...

Não é fácil escrevê-lo, e defendê-lo... é preciso coragem e auto-confiança... Admiro-te por isso Baggio!!!!

Quanto à sugestão do A.Almeida para central, considero uma ideia tão fora da possibilidade de ser sequer pensada num treino da selecção, que para o próximo jogo só mesmo na esfera das suposições...

Mas supondo que acontecia, devido a toda a envolvência, não sei até que ponto todo o conhecimento defensivo que Almeida tem não fosse comprometido.

Uma posição nova, numa competição "Monstruosa", com o peso do primeiro jogo...

Quanto ao post e às lutas que tens tido na defesa das tuas convicções... Lembra-te do que disseram do gajo que teve a insanidade de dizer que a terra gira à volta do sol... hahhahaahhaha

Cumprimentos

SubbuteoFan disse...

Tenho, com todo o respeito, dificuldades em concordar com esta opinião, principalmente no que toca à questão do golo.

Se no corte A.Almeida decide bem, e após esse mesmo corte tanto ele como Bruno Alves portuguesa têm tempo para se colocar minimamente bem, pois quando o passe para a direita é efectuado eles estão em linha mas com pouca distância entre ambos, e aí, A.Almeida que já tinha recuperado o seu posto nas calmas (vê-se no vídeo) apenas "sprinta" quando o passe é feito na tentativa de o interceptar.

E é aí que ele toma uma muito má decisão, entra à queima numa situação em que se não o fizesse provavelmente não seria batido com tanta facilidade. Faria o Primeiro Pressing, Bruno alves faria o acompanhamento como tem de ser feito e o resto da defesa teria tempo para se recompor.

Pois estamos numa situação de perda de bola em zona perigosa por parte do Moutinho, penso eu, devido a um passe arriscado por parte do Patrício.

Neste lance, acho que a vossa opinião não é a mais acertada. Quanto ao André Almeida a central, tenho muitas dúvidas sinceramente, e acredito que não é a altura ideal para experimentar.

Cumps

Rafael Antunes disse...

Há ali uma erro de cálculo do a.almeida...

Depois do corte, está em posição central e b.alves poderia ter ajustado, sim... Mas ele tem tempo de se reposicionar, mas depois do passe sair vê-se a alteração de trajetória para tentar cortar a bola, e é aqui que erra... ele não precisa e não deve tentar ganhar ali a bola... na minha opinião deve deixar a bola ir na largura e acelerar durante a trajetória da bola...

Mas aqui, reparo na recuperação de Meireles que é nula... quando há a perda de bola, ele tem tempo de se posicionar na zona onde a.almeida tem de fazer aquele corte que o desposiciona, e o passe que a.almeida erra o corte, passa na zona onde estaria Meireles se tivesse recuperado agressivamente...

João Mira disse...

Baggio, neste momento já estás a defender o indefensável. É uma série de más decisões do Almeida.

- No 1º passe, Almeida não reage a uma bola que entrou numa zona despovoado, ele já está a sair de posição antes do passe sair! Fosse o passe para o 2º poste e não estava lá ninguém. É visível no vídeo se parares nos 20.37min.

- Demora uma eternidade a reagir depois de levantar-se. Vai completamente a passo.

- Finalmente decide tentar interceptar uma bola impossível em vez de recuperar a posição, e tinha mais que tempo para isso.

Anónimo disse...

Boa noite, eu não estou de acordo em colocar o almeida a central num momento destes.

Acho que o bruno alves de todos os centrais ainda é o que sai a jogar melhor (senão reparem nas aberturas em diagonais que ele faz para o nani/j pereira). Ao pepe não consigo ve-lo a fazer isso e acho importante para o nosso modelo de jogo.

Acima de tudo tem de existir uma maior coordenação na linha defensiva.

Para o proximo jogo apostaria no Beto, Pereira, Alves, Neto, Veloso, william amorim e moutinho.


O veloso é lento isso ninguem discute, mas a nivel de tecnica é dos melhores. Pode fazer movimentos interiores e cruzamentos venenosos. O william o amorim e mesmo o neto poderão dar uma maior cobertura.

Na frente é preciso maior inteligência no ultimo passe, até o pepe sair contei 3 momentos que deviamos ter definido melhor.



Eu ainda acredito!

Anónimo disse...

LoooL

Anónimo disse...

DC, acho que também devias de abrir um tasco virtual destes, para dar um contra-peso ao Baggio quando ele se enterra em teorias como esta!

gosto muito do blog Baggio, mas tu padeces do síndrome que o entredez descreveu na apreciação da época do Benfica - entusiasmaram-se por aperceber-se que eram os mais fortes num dado contexto muito específico. mas o contexto agora não é esse, e o André Almeida nem sequer conseguiria entrar no jogo com confiança a central. e, sinceramente, se ele fosse um jogador do Porto ou Sporting, nunca te lembravas de pedir coisa tão absurda.

apostava umas cervejolas que daqui a uns anos te vais rir desta ideia...

Paolo Maldini disse...

Não faria como o Baggio. Sinceramente, eu também não consigo ver o Almeida como melhor central que os outros, sobretudo porque tenho muitas dificuldades em crer que ele tenha capacidade para sem treino específico controlar os movimentos da profundidade. E numa defesa pouco articulada colectivamente parece-me que os maus traços individuais do Almeida se fariam sentir.

Todavia, não posso deixar de notar que toda a argumentação faz sentido. E que acima de tudo o Baggio tenta realçar a pouca qualidade das restantes alternativas e não exacerbar as qualidades do Almeida. E é um bocado desapontante ver que todos os que discordam, não discordem porque como eu ou mais um ou outro entendem que falta ali algo para que funcione, mas apenas pq o Almeida é jogador de um clube ou de outro. E depois insinua-se que é por isso que o Baggio o elegeria.. claro, o Baggio é da equipa do Almeida, ne?! será?

o mais engraçado disto tudo é que a maioria dos que deixariam que o William lhes comesse a namorada, q são os que atacaram o mesmo autor quando não disse que o William era Deus na terra, se soubessem a relação afectiva entre o Baggio e o jogador do Sporting viriam aqui lamber-lhe os tomates.

Procurem compreender o que se defende e argumentem. Não venham com os preconceitos do costume.

Pedro Marques disse...

Boas...

Meia dúzia de ideias

1. A tua ideia de colocar o A. Almeida a central n é descabida mas nenhum treinador (nenhum mesmo!) faria isso numa situação de grande pressão como esta... era colocar-se demasiado a jeito. Nós podemos dizer que o faríamos mas qd lá chegassemos abdicavamos dessa ideia por amor próprio.

2. No quarto golo a culpa inicial seria do Rui Patricio... e só n houve golo inicialmente por mérito do A. Almeida que veio fechar um espaço que n seria dele mas q tb n era de nenhum dos centrais (q neste caso até tinham a linha bem definida - por isso é q as fotos n provam nada pois há exemplos para todos os gostos)... aquele espaço seria do moutinho ou meireles (mais este pois o moutinho estava numa espécie de cobertura interior ao Ricardo Costa). Mas qd ele faz o corte rapidamente se levanta e a equipa fica já com 5 atrás mais o meireles à frente. Havia todo o tempo para cada um voltar às suas posições e n me parece que fosse suposto o B.Alves correr para lateral esquerdo. Quer queiras quer n o desequilibrio é criado pela tentativa de interceção do A.A. e por mais ng... a culpa do desequilibrio que origina o golo acaba por ser dele e só dele pois a situação anterior já estava resolvida e qd a alemanha recupera a bola estava num 7x6 sem espaço nas costas q n é assim tão vantajoso como isso.

3. O andré almeida é de facto e de longe o melhor defesa lateral (a defender) da seleção... e digo isto apesar do erro do 4º golo. Mas como já aqui alguém disse é muito diferente alinhar com os outros e encurtar o espaço no ala (depende mais da vontade que outra coisa e qq um de nós o poderia fazer - para atacar é que pelo menos os meus tijolos já n deixavam) do que ser o jogador que define a linha e toma a decisão de a subir ou descer (viva o luisão!).

4. O B. Alves tem muitos defeitos e qualidades mas para quem já viu seguramente mais de 200 jogos parece-me que os seus defeitos estão a ser exagerados e que se está a tentar mudar a história. As defesas do Porto e da seleção tinham qualidade no campeonato e tinham qualidade na Liga dos Campeões e o líder daquela defesa (no Porto) era claramente o B.Alves... e ng está a falar de golos sofridos (q nunca foram muitos...) A nível de posicionamentos pode n ser o melhor central do mundo mas tb n inventa assim tanto... o único momento de jogo onde ele historicamente sai da linha defensiva é no ataque à 1a bola pelo ar... e fazia-o bem e porque todos os treinadores o pediam. É o Pepe quem tem a tendência de ir apagar os fogos a todo lado, nomeadamente ao corredor lateral, fazendo mais asneiras (1º Golo Alemanha), mas tb compensando-as c a tal velocidade que permite às suas equipas jogar mais subidas.
Com bola n é brilhante mas tb n se atrapalha demasiado se pensarmos que é destro e que jogou quase sempre pela esquerda... sendo forte no passe longo (n que eu aprecie) e nas bolas paradas ofensivas e defensivas...

5. Embora goste do Neto com bola ainda n vi jogos suficientes dele para ter uma opinião tão definida nomeadamente no aspeto defensivo q para um central é o mais importante... basicamente anda sempre em clubes e ligas que pouco acompanho e fico sempre com dúvidas se aquilo que vou vendo se repitirá ou n... e se as páginas de papel vendidas com elogios são de facto reais ou fruto de um empresário com boas relações na imprensa.

6. Fazes bem em defender o teu argumento e nunca é fácil expor a nossa opinião mm num blogue pessoal/grupo pois há muitas pessoas muito diferentes a ler... só acho que utilizares o 4º golo para defender a tua opinião não foi uma boa ideia... tal como n seria boa ideia alguém que quer que o B. Alves jogue vir dizer que o B. Alves n tem culpa no 3º golo e que a culpa é do coentrão que estava desalinhado ou do meio-campo que deixou sair o cruzamento...

abraço

DC disse...

"DC, acho que também devias de abrir um tasco virtual destes, para dar um contra-peso ao Baggio quando ele se enterra em teorias como esta!"

Anónimo, obrigado pela consideração mas eu nunca seria um contra-peso para o Baggio. 1º porque concordo com quase tudo o que ele escreve.
2º porque aprendi mais com ele do que a ver futebol 20 anos. Ele, o Maldini, Bergkamp e restantes autores deste blog e do posse são sem dúvida os melhores professores que se pode ter. E, se calhar, 95% do que eu digo hoje sobre futebol deve-se ao que fui lendo da parte deles.
E 3º porque qualquer coisa que eu escreva será sempre na perspectiva do adepto leigo, ao contrário da deles, que são pessoas que estudam, trabalham e vivem o futebol.

E a piada do que o Baggio escreve, um pouco às vezes como o Nuno do Entre Dez, é não ter medo de ir contra a corrente, com ideias mais radicais, por muito que depois tenha que aguentar a caixa de comentários. :D

Roberto Baggio disse...

Eu não utilizei nada, Pedro. S única coisa que fiz foi dizer, depois de ter lançado o texto, aos senhores que o atacaram logo no 4*golo, que foi o menos culpado daquilo.
O vídeo e as imagens foram lançadas, bem depois do texto, como se percebe pelo título.

Pedro Manuel Anastácio disse...

Eu se estivesse na pele do Bento diria:

Porra estou desgraçado, sem uma defesa capaz e sem um meio campo de pressão, o que posso fazer...... olha vou ganhar tomates e arriscar tudo, e seja o que deus quiser....


GR - Beto

DC (Esq.)- Ricardo Costa (problemas posicionais mas ainda é dos centrias mais velozes que foram convocados)

DC (centro) - Bruno Alves

DC (drt) - AAlmeida

Médio Df. (esq.) - Veloso ou Varela

Médio Df. (centro) - William

Medio Df (Drt) - Amorim

Nº8 - Moutinho (bem no meio do campo e à frente do William)

Nº10 - Rafa ou Nani (um pouco mais à frente de Moutinho, se for Rafa posicionamento central, se for Nani psocionamento a descair para a direita)

2º Avançado - CRonaldo (zona centro a descair para a esquerda))

Ponta de Lança - Eder (posicionado a descair para a direita se o nº10 for o Rafa, e ao centro se o nº10 for o Nani)

Anónimo disse...

sim DC, concordo com todos os elogios ao lateral-esquerdo e à posse, mas (como os próprios autores dos blogues dizem) tu também muitas vezes contribuis com pontos de vista validos que eles não vêm. o futebol é suficientemente complexo para sempre haver factores que uns não vêm, ou não valorizam tanto, mas que se calhar depois dum segundo olhar podem revelar-se importantes também. se eles são bons profs (e são óptimos!) também há por ái bons alunos... e a quem se calhar não acontece com tanta facilidade cair num entusiasmo talvez algo juvenil com umas teorias

e depois ainda há outro ponto que te distingue deles, vês os jogos do Porto ao vivo, e isso faz diferença na avaliação (lembro-me dos prognósticos antes dos jogos com o Sevilha p.ex...)

Roberto Baggio disse...

Ah Maldini, se a malta soubesse o que me dói no coração cada toque do Almeida na bola. Ou o que me dói ter uma selecção cujo nível "físico" elevado dos jogadores, ser o seu principal traço, não diria estas coisas.
Onde andamos nós, para que Almeida tenha espaço para ser convocado.
Andava com ego cheio, com uma selecção à sério, até 2010. Depois disso, a mediocridade falou mais alto. Enfim. Alguém anda a fazer alguma coisa mal. E não deve ser a federação de certeza

Leo disse...

Credo

Anónimo disse...

larga a droga

Anónimo disse...

11 que metia:
Beto
Amorim, Neto, Alves, Almeida
William, Veloso, Moutinho
Nani, Eder, Ronaldo

Anónimo disse...

é tudo isso... assusta-me que possa jogar no Benfica mas adoro o André Almeida e merece todos os minutos que tem tido
Ricardo

maria joao costa disse...

O meu onze:
Beto
amorim, beto, b.alves e a.almeida
w.carvalho,moutinho e veloso
varela, ronaldo e eder

Signori disse...

Depois de muita reflexão, não mais que 5 minutos, aqui vai o meu 11:

Beto
André Almeida, Neto, Alves, Veloso

William, Amorim, Moutinho

Nani

Postiga (pq são 6 fases finais, onde lidou com todo o tipo de pressão, mas se for Éder não me chateio

Ronaldo

O 11 provável de Paulo Bento

Eduardo
João Pereira, R.Costa, Alves, Almeida

Veloso, Meireles, Moutinho

Nani, Postiga, Ronaldo

Signori disse...

Já agora, depois de ler tudo o que foi dito, concordo com o Paolo "olho claro" Maldini. Numa defesa pouco articulada e desconexa, as debilidades individuais e falta de hábito naquela posição do Almeida fariam notar-se mais. Acho que se a defesa fosse melhor coordenada aí sim, Almeida sentir-se-ia mais protegido. ainda hoje, no jogo da Costa Rica, via-se que a abordagem aos lances eram de confiança por parte dos jogadores, sentia-se que sabiam o que os colegas iam fazer, onde estariam, que todos pensavam da mesma forma. E isso, quer se queira quer não, tem muita, muita importância numa equipa e num jogador, dá uma segurança e tranquilidade que faz diferença.

Abraço