sábado, 28 de junho de 2014

Começou o Mata-Mata

Começaram hoje os jogos a eliminar do mundial do Brasil. Sem grandes jogos,  não houve margem para surpresas, seguindo em frente as duas equipas com as melhores individualidades.
Grande exibição colectiva do Chile. A par da Costa Rica e Itália, é talvez a equipa onde mais se nota a influência do trabalho do treinador. Deu um banho de bola a um Brasil inerte, pobre, que procurou apenas assistir à apresentação chilena.
Scolari fica a dever mais uma eliminatória à Nossa Senhora do Caravaggio.

Não existisse James, não estivesse presente a inteligência de Jackson, e a Colômbia não seria tão falada. O futebol praticado não é espectacular, mas a qualidade dos seus executantes resolve. Novamente James! Fantástica a execução do criativo.
Cuadrado. Monstro físico. Velocidade, agilidade, força. Potencia de remate. Técnica razoável. Muito instinto, pouca inteligência. Vejo-o como lateral, pelas suas melhores qualidades.

Extremamente impressionado com a regularidade das exibições de Rios. É assombrosa a sua CAPACIDADE DE TRABALHO! E de passar o jogo todo a bater nos adversários, claro.

Prometo nunca mais criticar o Bruno Alves e o Miguel Veloso, se o Brasil não fizer a Colômbia pagar pela fraca organização defensiva. Com tanto espaço para explorar, e com tanta descoordenação (Yepes é libero?!), o jogo vai ser a medida de Neymar, Óscar, e Hulk.

20 comentários:

PPM disse...

Scolari arrisca-se a ser campeão do Mundo à custa da Nossa Senhora do Caravaggio como, aliás, é apanágio da sua carreira: mais sorte do que juízo, claramente. Um Brasil com tanta qualidade individual e não existe uma única ideia de jogo! Basicamente é cada um por si, umas arrancadas do Hulk que começou novamente a jogar encostado à esquerda (Scolari não deve ver jogos do Hulk há alguns anos) e o Óscar "morto", preso à ala direita. Um futebol paupérrimo mas, e volt a referir, é o apanágio de Scolari: bafejado pela sorte, como se viu na bola enviada ao ferro pelo Pinilla aos 120 e as grandes defesa efectuadas pelo Júlio César na marcação das grandes penalidades. Este Chile, a contrario, apresenta uma ideia de jogo interessante, tendo em consideração as suas limitações que são sobrepostas com muita garra, determinação e grande sentido posicional, principalmente dos médios e dos próprios defesas, nomeadamente Gary Medel. Espero que a Colômbia elimine o Brasil, apesar de algumas debilidades apresentadas hoje (e ao longo do Campeonato do Mundo) que, no entanto, são compensadas com um super James que, a continuar assim, arrisca-se a ser o Melhor Jogador do Mundial. Um abraço Baggio

Valeriy Lobanovskyi disse...

ó Baggio então mas não ouviste os comentadores da RTP a tecer elogios à organização colombiana?

Dá-se tempo de antena a cada cavalgadura... como o Pekerman estava à frente de umas equipas de base argentina (fraquinhos)que ganhou isto e aquilo, já viam organização na Colômbia. Cataventos autênticos, estes especialistas em botar faladura.

Acabei a pensar o mesmo que escreveste, esta Colômbia vai sofrer contra o Brasil e vai ser um jogo interessante para as individualidades de um lado e outro sobressaírem.

Roberto Baggio disse...

A Colômbia não tem processos colectivos que impressionem, nem no ataque, nem na defesa.
É só, só, qualidade individual. Ah, e algum feedback do treinador para "tratar bem a bola", desde os centrais.

Roberto Baggio disse...

PPM, subscrevo, abraço

kurt10cobain disse...

acho que vais deixar de criticar o b.alves e o m.veloso, não pelo facto de a colômbia, não ter falhas na organização defensiva, mas porque a "organização" táctica do brasil consegue ser ainda pior muito por causa da teimosia do scolari (é engraçado como nas entrevistas no final dos jogos só fala em "sorte" e "fé" e afins). e depois, quando ambas as equipas apresentam deficiencias no seu sistema de jogo, normalmente que resolve são as individualidades e, neste momento, parece-me que a colômbia possui um conjunto de individualidades capazes de decidir jogos superior ao brasil(o lima era titular de caras neste brasil!)

Dennis Bergkamp disse...

Tanto espaço entre linhas para ser aproveitado... Fez lembrar o post em que se brincava que o arbitro mostrava o posicionamento que os portugueses deviam ter em organização defensiva.

Hoje na Colômbia foi ao contrario, arbitro a dar lições de onde estar para poder crescer com ordem. E os avançados sempre em profundidade máxima.

Ao contrario, gostei do Forlán e do cebola, que aproveitaram (ou tentaram) esses espaços.

James está a ser delicioso de ver!

pancas disse...

O Cuadrado e o tipico jogador com tecnica e forca, mas que nao tem cabeca... constantemente a tomar a decisao errada, normalmente a escolher um drible em vez do passe simples, sem ter a minima idea de onde os companheiros estao posicionados em campo... Enfim, o perfeito jogador para o seleccionador que tem - ate me admira o Paulo Bento nao o ter tentado nacionalizar!!!

Maurício Oliveira disse...

É incrivel a falta de qualidade (coletiva) da Seleção Brasileira. Horrivel em todos os aspectos. Nao sou lá tão velho, mas é a pior seleção brasileira que eu vi, mas de muito longe.

Até a de Dunga, mais pobre em individualidades, era mais competitiva do que essa. Time pobre em posse, time que poderia ser mais rapido em transição. Não marca no campo adversario, pressiona poucos... é defeito demais pra Neymar e Nossa Senhora do Caravaggio consertarem.

-
"A Colômbia não tem processos colectivos que impressionem, nem no ataque, nem na defesa.
É só, só, qualidade individual. Ah, e algum feedback do treinador para "tratar bem a bola", desde os centrais."

Baggio, percebo muito menos de futebol do que voce,por isso te pergunto. No segundo gol nao ficou evidenciada organizaçao ofensiva trabalhada? Ou atribui somente à criatividade e talento dos jogadores participantes?

KAKÁ disse...

Salve Baggio

É nessas horas q vejo o quanto qualidades técnicas são importantes!!

PQ o Brasil só tem isso, é um "BANDO", sem organização sem o mínimo conhecimento tático!!

Até quando as individualidades irão nos salvar?!

Mas apesar do Felipão acho q no fim o título é nosso!!

;)

Anónimo disse...

Eu recomendo a vocês adicionarem a pagina do Luis Freitas Lobo no Facebook. É com cada perola. Enfim-


Ac.

hertz disse...

Merecia muito mais o Chile. Incrível a sorte deste Brasil e do Scolari!
Quanto à Colombia, espero bem que eliminem o Brasil para continuarmos a desfrutar da magia e classe do James.

LUIS REIS disse...

Antevia muitas dificuldades do Brasil perante o Chile, o Brasil não têm jogadores para ser campeão mundial, falta-lhe um avançado de qualidade, Diego Costa era esse avançado que perante a indecisão da CBF procurou outra forma de chegar ao mundial. O Brasil vive de inspiração de Neymar e só isso não chega, os seus laterais denotam já grande dificuldades para estes palcos, Hulk é o pior dos titulares desde o inicio do campeonato mas Scolari persiste em dar-lhe a titularidade, ontem foi ele que errou no lance do golo do Chile com um erro primário.

A Colômbia demonstrou uma equipa com muita qualidade, mas fica ainda a duvidada de como irá reagir perante adversários mais fortes, a bem ver a Colômbia ainda não foi sujeita a um grande teste

Redceltic disse...

Há uns anos numa mítica série anime sobre futebol, Tsubasa o herói da dita, dizia a um colega de equipa que a bola era sua amiga e por isso não devia ter medo dela. Ontem, no considerado grande golo de James, observamos que este só acontece pq Godin teve medo da bola, isto é encolheu-se todo deixando a bola passar qd bastava ter dado um passo à frente e a bola já nem saía dali.

Qto aos comentadores, são realmente engraçados em ambos os canais...

Gonçalo Matos disse...

Baggio,

Misturar Arevalo Rios e futebol é perigoso.

Roberto Baggio disse...

Maurício, "No segundo gol nao ficou evidenciada organizaçao ofensiva trabalhada? Ou atribui somente à criatividade e talento dos jogadores participantes?"

Foram as impressões com que fui ficando ao longo dos jogos deles. Posso estar enganado, obviamente.
É difícil dizer que num golo onde participam 6/7 jogadores, que a jogada não colectiva. De facto o é. Mas falo do padrão, do resto do jogo. e mesmo nessa jogada, vez pouca gente no processo ofensivo. Basicamente 4 jogadores para atacar, 2 no corredor lateral, Jackson que dpois vê a distância para os colegas e aproxima, e Armero que chega de uma segunda linha.
MAs repito, as impressões que eu tive podem ser diferentes de outras. Para mim, ofensivamente não nada de especial, nem estão especialmente trabalhados.
Defensivamente são do estilo da selecção portuguesa. Do pior que passou neste mundial. A malta diz que o Brasil é pior, mas não estão a visualizar bem o quão horrível é esta Colômbia sem bola.
E depois, não tem tanta qualidade individual como o Brasil.

"É nessas horas q vejo o quanto qualidades técnicas são importantes!!

PQ o Brasil só tem isso, é um "BANDO", sem organização sem o mínimo conhecimento tático!!

Até quando as individualidades irão nos salvar?!"

Qualidade técnica, e é a equipa mais forte fisicamente a par da França... Atributos supra importantes em competições curtas, e provas a eliminar.
Enquanto Nossa Senhora estiver com o Felipão, tá tudo legal kkkkkkkk

Anónimo disse...

França vai limpar isto

PedroF disse...

Esta Holanda é do mais ridículo que por lá anda. Já contei 7 jogadores na mesma linha defensiva.

Aza Delta disse...

Não é o cuadrado que faz o passe de cabeça para o James no segundo golo da colombia?

R20 disse...

Excelente post, mais uma vez sabedoria ao serviço do povo :)

PS: se tiverem interessados http://imortaisdofutebol.com/2013/03/28/tecnico-imortal-arrigo-sacchi/

Hugo N disse...

No entanto a colombia é das melhores defesas do campeonato como explica isso?

Contra o Uruguai ve Zapata e Yepes sempre no sitio certo tanto a recuperar bolas como a bloquear remates de longe.

Que progosticos faz para o jogo Colombia Brasil? Neymar pode não jogar