sexta-feira, 18 de julho de 2014

"A minha metodologia é global" Leonardo Jardim


"A minha metodologia é global, trabalhamos os aspetos físicos, técnicos e táticos ao mesmo tempo. Acredito que é mais produtivo trabalhar o aspeto físico em situações de jogo em vez de o fazer em separado, porque os jogadores estão mais motivados para correr quando se trata de fazer o que gostam, ou seja, jogar futebol, por isso estão sempre em contacto com a bola",

Nem faz sentido de outra forma. Nada prepará fisicamente os atletas melhor que treinarem fisicamente de acordo com o que encontrarão no jogo. E não como se fossem atletas de atletismo.

Pegar num objectivo táctico, com o técnico e o físico a surgir associado. 

26 comentários:

Matsu disse...

Concordo em parte. Neste nível o treino específico deve ocupar grande percentagem do treino, no entanto a condição especial e geral não deve ser descurada. Incidir todos os dias sobre os mesmos sistemas desgasta-os, é contrário às leis biológicas. Exemplo? Equipas e jogadores de 3o ano de Mourinho.

Matsu disse...

Concordo em parte. Neste nível o treino específico deve ocupar grande percentagem do treino, no entanto a condição especial e geral não deve ser descurada. Incidir todos os dias sobre os mesmos sistemas desgasta-os, é contrário às leis biológicas. Exemplo? Equipas e jogadores de 3o ano de Mourinho.

Rui Pedro disse...

Boas Maldini, podias explicar-me quais as diferenças entre a metodologia global e a separada por vertentes ? Fiz a pergunta no Posse mas não quiserem responder, eu percebo. Obrigado desde já, força

Paolo Maldini disse...

Rui,

é o integrado.

separado será: queres resistencia - corre meia hora. queres treinar o passe? 2 a 2 a passar a bola etc etc

aqui é treinar futebol jogando futebol para jogar futebol

André Lobo disse...

Maldini, qual é a diferença entre este treinar global e o trabalhar por vertentes que o Baggio falou no posse?

Sinceramente não estou a conseguir perceber muito bem as diferenças, se me conseguisses explicar, agradecia.

Paolo Maldini disse...

André, se for o integrado ou sem ser integrado é o que disse no comentário acima. LJ treina integrado

André Lobo disse...

Sim, eu percebi o que disseste em cima, o que é treinar integrado ou não integrado.

Mas acho que o Baggio se referia a outra coisa, pois ele prefere trabalhar de outra forma que não a do Jardim, e não me parece que se esteja a referir a treinar integrado ou não integrado.

Desde já, obrigado pela resposta mesmo assim e parabéns pelo fenomenal blog.

Maurício Oliveira disse...

Me lembrou muito o Mourinho Old School.

Bom sinal.

rui pedro disse...

Também acho que o Baggio se referia a outra coisa, visto que ele defende não ser adepto do estilo do Jardim ... Obrigado pela resposta e continuação de bom trabalho ...

rochacj85 disse...

Arriscaria em dizer que uma coisa são as metodologias de treino, outra o modelo de jogo..

Gonçalo Matos disse...

O Baggio faz treino integrado. Eu fui treinado por ele varias épocas ja.
Eu penso que ele se estava a referir a modelo de jogo e nao a metodologias de treino, quando disse que discordava do LJ

Paolo Maldini disse...

Telmo, porquê esse ódio todo ao Baggio? Dispensou-te ou assim?

E se isto é tão mau e sem valor porque continuas a vir cá...? Isto é apenas um espaço pessoal. Se te incomoda não precisas de vir... há por ai tantos...

Roberto Baggio disse...

Foi só porque rejeitei publicidade e propaganda que ele anda a fazer. Nada de mais.

Paolo Maldini disse...

virou stalker só por causa disso? lol

queres anunciar publicidade Telmo... manda lá a publicidade mas sem chatear ninguém que nós aprovamos

martin vazquez disse...

não será mais correcto chamar esta metodologia de treino sistémico?

Tywin Lannister disse...

Isso é tudo muito bonito, mas no início da temporada, não há melhor que isto:

http://www.youtube.com/watch?v=PQ_LBkFtFMU


Exercício físico a meio da noite, corridas serra acima com 40 quilos às costas (yomping), dormir dentro de tendas... >:D

Carlos Rodrigues disse...

Acerca do que disse o Tywin Lannister, indo em completo contraciclo com o que penso ser a ideia geral aqui no blog, até vejo com bons olhos esse tipo de iniciativas.

Não tanto pelo ganho do trabalho físico, mas pelo estímulo diferente e criativo da abordagem, pelo espírito de camaradagem que pode trazer, pela adversidade absurda que, em termos de carácter, pode ajudar a separar muito trigo do joio.

Por mim, nem é o ganho físico - é tudo o resto.

Já agora, esse vídeo daz-me lembrar o filme "Remember the Titans", que aborda exactamente isso.

Paolo Maldini disse...

eu tb axo estas coisas brutais... óbvio q o objectivo ali n é aumentar a condição física. mm q isso surja por arrasto. O Belém passou uns dias nos fuzileiros e o espirito de grupo foi visível. Com grupos novos e tudo, boa forma de a malta se conhecer.

Roberto Baggio disse...

O Klopp adora isso

Tywin Lannister disse...

Fez pior, muito pior, quando estava no Mainz:

http://www.betshoot.com/blog/jurgen-klopp-training-in-a-swedens-lake/

Cinco dias na margem de um lago na Suécia, obrigando os jogadores a serem "caçadores-recolectores"...

Comparando isto com estágios com os fuzos ou com o pelotão de montanha da GNR, acho muito mais meigo aquilo que o Chaló fez outra vez este ano.

Aquilo que se perde em não fazer treino com bola, ganha-se no resto, especialmente a nível mental e do espírito de grupo, porque a nível físico o risco de lesões poderá ser mais elevado. É uma questão de avaliar se o "trade-off" é positivo.

O que parece claro é que o ideal é fazer isto logo no início da preparação, logo no começo, e não duas semanas antes do primeiro jogo oficial, como é óbvio.

Tendo o grupo de trabalho praticamente definido é outra vantagem, mas raramente tal acontece.


Sempre é melhor ideia do que aquilo que se faz lá para os lados de Clermont-Ferrand, em que alegadamente o director desportivo é que decide quem são os jogadores que compõem o plantel e comunica via secretária com o treinador, a lista dos jogadores. Eu disse treinador? Peço desculpa, queria dizer, treinadora.

Agora foi para lá outra treinadora, que o presidente tem de ir com a sua aposta até ao fim.

"But I digress..."

Paolo Maldini disse...

Tywin, conhecemo-nos?

Anónimo disse...

Baggio nao te ponhas em bico de pés:) Isso é muito usual aqui na Alemanha....Nao é só o Kloop

Roberto Baggio disse...

Meter-me?

Tywin Lannister disse...

Maldini, acho que não, aqui o "Franco Baresi" já tem uns bons anos em cima e acha que tal é bastante pouco plausível. Porque perguntas?

Paolo Maldini disse...

foi por teres vindo com a história da Helena Costa. Dou-me bem com ela, pensei que tivesses a falar disso por isso.

Tywin Lannister disse...

Não fazia a mínima.

A Helena Costa perante a cretinice e a falta de profissionalismo do director desportivo, não teve outra hipótese se não demitir-se, especialmente depois do presidente nada fazer em relação ao assunto. Se julgavam que faziam da Helena Costa gato-sapato, enganaram-se.

A outra treinadora que para lá foi agora, já sabe com o que conta, mas isso agora é problema dela.

À Helena Costa resta agora esperar por uma nova oportunidade, porque é certamente uma pessoa com valor, já tem algum currículo e depois, porque é mulher num meio de homens, vai dar sempre tudo para fazer o seu melhor.