sábado, 12 de julho de 2014

Brasil sem nada para aprender

"Não temos nada a aprender com ninguém. Muito menos no futebol" Líder da CBF.

Uma população de quase 200 milhões de habitantes. Autênticos fanáticos pelo jogo. Crianças que viram adolescentes a jogar futebol. Que aos 11, 12 anos de idade já somam mais tempo de prática que tantos e tantos atletas portugueses ou de outros países europeus alguma vez somarão em toda a sua carreira. Uma base de recrutamento como não há, com horas e horas e horas e horas de prática em cima. O Brasil tem condições únicas para não deixar nunca mais ninguém voltar a dominar o panorama do futebol Mundial. Porém, permanece incapaz de perceber que tudo o que de bom tem advém das características próprias do seu país e da sua população e não do entendimento que tem sobre o jogo. Que potencial para o futebol tem um país assim? Com um trabalho de qualidade a selecção brasileira poderia excluir os seus cem melhores jogadores e ainda assim ser o principal favorito a vencer a copa.

Preferem pensar que são penta e que estão sempre nas decisões porque percebem do jogo e não porque individualmente têm condições óptimas para o dominar. São eles que perdem.


23 comentários:

Anónimo disse...

Maldini, aquela afirmação do presidente da CBF é de antes ou depois do 7-1? é que se é depois é mesmo inacreditável. Pelos vistos muita gente vai andar com a teoria dos 6 minutos de descontrolo para explicar o défice de futebol jogado por parte do Brasil durante todo o campeonato...

A. Nónimo

Koan disse...

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/em-audio-que-vazou-felipao-diz-que-brasil-podia-ter-feito-4-gols-no-inicio-do-2-o-tempo/

Comentários?

Anónimo disse...

O problema profundo do Brasil para além do futebol é do défice cognitivo da esmagadora maioria da sua população,com um claro contraste entre o sul,de padrão etno cultural e civilizacional europeu e o resto do país que rivaliza com qualquer país africano sub sariano.

KAKA disse...

Salve Maldine

"Porém, permanece incapaz de perceber que tudo o que de bom tem advém das características próprias do seu país e da sua população e não do entendimento que tem sobre o jogo."

A frase é perfeita para os dias atuais... Mas essa última parte "...e não do entendimento q tem sobre o jogo" me soa injusta, não hoje claro!!

O Brasil já entendeu sim e muito sobre esse jogo,e acha q ganhou apenas pelo seus jogadore é um grande erro, por exemplo:

Enquanto o mundo dava mais enfase a parte física, o brasil primava pela técnica e tática da época é claro.

O Zagalo foi o primeiro ponta a descer e fazer o quarto homem do meio campo, na copa de 1958 mas já fazia isso em 1956 no Botafogo...

O Nilton Santos foi primeiro lateral a subir ao ataque como um ala na copa de 1954 e já fazia isso em 1953 no Botafogo...

Na copa de 1970 o Brasil tinha apenas o Clodoaldo como volante do meio campo pra frente, todos os outros eram autenticos camisas dez em seus clubes:
Pélé, Gerson, Rivelino, Tostão, Jairzinho. sem contar o zagueiro Piazza q era volante, ou seja, em um time havia 7 jogadores de meio campo e de bom passe, por isso o toque de bola era a excelência para os padrões da época!!

Paises como Hungria, Brasil, Holanda, Espanha e agora a Alemanha já mudaram esse espote... e muitos ainda mudarão cada um deles em algum momento foi copiado...

Por tanto concordo q tenhamos q reaprender, e nunca duvidei disso aqui nesses 7anos q acompanho o LATERAL ESQUERDO, e POSSE DE BOLLA (desde de sua criação), insinuar q nunca soubemos sobre o jogo, aí já acho injustiça!!!

"A CESAR O Q É DE CESAR..."

Abraço
;)





Paolo Maldini disse...

foi engano na interpretação ou engano meu na forma como expliquei.

essa frase do n entende é sobre a actualidade e não sobre os avanços q em determinadas alturas deram...

joao duarte disse...

pode ser q aprendam à bruta outra vez

Sakana disse...

ihihihih...hoje há mais...SAKANAGEM COM TALIBANA ALCOVITEIRA

http://sakanagem69.blogspot.com/

O Bandido disse...

Com um bocado de sorte, hoje apanham mais dois ou três. Mesmo assim, pela mentalidade deles, vão pensar que foi outro acidente..

DC disse...

David Luiz é Deus! Mas se chorar no final do jogo para o próximo é capitão :)

Zizou disse...

"Não entendo, pô." - Scolari

É pelo que não entendes.
Tu e todos que têm influência directa e responsabilidades no futebol desde a sua base de formação até à Selecção principal.

A million dollar question é: Vão entender?

Abraço,
Zizou

Pedro Ribeiro disse...

O mais engraçado de tudo é que, vendo o jogo pelo terceiro lugar (está no intervalo), se o adversário fosse a Alemanha de novo ao invés da Holanda, provavelmente, o Brasil estaria a levar uns cinco novamente. É incrível a desorganização defensiva desta equipa brasileira!

Mas essa frase do presidente da CBF seria sempre uma estupidez qualquer que fosse o tema a que se estivesse a referir. Mesmo como lema de vida, é um disparate. Pior do que alguém que pouco sabe, é alguém que nem isso sabe. E a ignorância, é sabido, é atrevida!

Anónimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=mZnvVhs9kts

Mete um bocado dó, já.

Maurício Oliveira disse...

A culpa de tudo isso é da mentalidade que predomina no futebol brasileiro, principalmente através de uma gigantesca emissora de tv, A Rede Globo, e o seu principal narrador, chamado Galvão Bueno.

Esse é o discurso repetido eternamente que "somos penta blablabla".

O Brasil tinha POTENCIAL para ser no futebol o que os Estados Unidos são no basquete. Mas...

Maurício Oliveira disse...

"O problema profundo do Brasil para além do futebol é do défice cognitivo da esmagadora maioria da sua população,com um claro contraste entre o sul,de padrão etno cultural e civilizacional europeu e o resto do país que rivaliza com qualquer país africano sub sariano."

Mas que reducionismo e etnocentrismo cavalar... Que Caravaggio tenha piedade de ti

Luis disse...

E o que dizes da evolução, passada e futura, do "soccer"?

Edson Arantes do Nascimento disse...

O post é muito bom. Curto e certeiro. Gostei muito.

Mas de facto é triste ver certos comentários.

Aquele do sul e dos europeus é de um racismo atroz e não faz qualquer sentido. Nojento. Ignorante. É que nem sequer é a realidade do futebol brasileiro, claramente dominado em termos de atletas (com classe, talento e arte) pelas classes mais pobres.

Por outro lado, o problema do Brasil não é, nunca foi e nunca será o David Luiz. Que raio. Que estupidez. Que perseguição injusta. Que falta de carácter.

O rapaz tem um potencial incrível mas precisa - como quase todos os jogadores - de estar incluído numa organização minimamente decente para cumprir o potencial que tem.

Neste Mundial fez bons jogos. Mas sempre com os problemas ao nível dos posicionamentos que sabemos que enfrenta. Esses problemas são aumentados, ampliados, pela falta de qualidade táctica da equipa do Brasil.

O Hulk fez um Mundial patético - mas há alguém em perfeita consciência que possa dizer que é mau jogador?

Roberto Baggio disse...

Naquele Brasil nem Ronaldinho Gaúcho se safava.

Zizou disse...

@Maurício
"A culpa de tudo isso é da mentalidade que predomina no futebol brasileiro, principalmente através de uma gigantesca emissora de tv, A Rede Globo, e o seu principal narrador, chamado Galvão Bueno."

Em Portugal, há uma propaganda doentia em prol de Cristiano Ronaldo e Mourinho e não é por isso que não se evolui pensando que é melhor ver futuro em referências como Messi e Pep Guardiola. Este blog é a prova disso.

Por essa ordem de ideias, Portugal também foi eliminado do Mundial por causa do Freitas Lobo ou do Tadeia.

Ninguém está a dizer que o "povo" brasileiro tem que perceber de futebol. Quem tem que perceber é quem comanda e tem responsabilidades nos cargos de poder e de organização de todo o futebol do país. O povo só tem que desfrutar dos resultados desse trabalho.

@Edson, o David Luiz não é mau. Mas também não é mais do que isso. É esse o problema. O que o PSG pagou por ele é anedótico. É um rapaz que faz um marketing pessoal de topo, o DC com o comentário que fez subentende isso mesmo, porque já muita gente percebeu que a sua ascensão tem pouco a ver com a sua capacidade intelectual dentro de campo.

Ver o Garay a ser vendido por tostões, quando é duma superioridade em relação ao brasileiro inquietante ultrapassa-me. Aliás, Garay não só fez épocas superiores ao David Luiz em todos os anos que esteve no Benfica, como tem estado a bom nível neste Mundial e a sua equipa está na final.

A diferença é que ele não dá nas vistas, e as pessoas gostam é do contrário, da impetuosidade. Algo que David Luiz, Pepe, Sérgio Ramos e muitos outros têm e que fará com que continuem a ser adorados e considerados os melhores centrais do mundo, quando estão a uma galáxia de tal realidade.

DC disse...

"O rapaz tem um potencial incrível mas precisa - como quase todos os jogadores - de estar incluído numa organização minimamente decente para cumprir o potencial que tem."

Foi treinado pelo JJ e pelo Mourinho. Continua um idiota, sem noção do que é um posicionamento defensivo. Vai ser o Blanc a ensiná-lo?
Um dos problemas do Brasil é que dá muito valor à choradeira e ao bater com a mão no escudo. O David é péssimo e nunca vai mudar. Já teve todas as condições para evoluir e continua miserável. Acabou, mentalizem-se!

DC disse...

Zizou, subscrevo tudo ponto por ponto.

Maurício Oliveira disse...

Zizou


Nao disse que se perdeu ou se tomou 7 gols por conta da midia esportiva. isso fica por sua conta. Estou dizendo que esse é um pensamento predominante no Brasil "somos pentacampeoes, blablabla", que é REFORÇADO pela maior emissora do país. Falo de um discurso repoduzido na maioria das esferas do futebol brasileiro.

"Ninguém está a dizer que o "povo" brasileiro tem que perceber de futebol. Quem tem que perceber é quem comanda e tem responsabilidades nos cargos de poder e de organização de todo o futebol do país."

Aqui no Brasil, quem comanda e tem responsabilidades nos cargos de poder(atraves da Federações Estaduais) tem relação promiscua com a CBF. Com uma corja que la se perpetua ha seculos.

E quem sustenta essa corja, inclusive(e principalmente) financeiramente? A Rede Globo , em troca de exclusividades de transmissao. E em troca dessa exclusividade, alem da questao financeira, ha a repetição do discurso ufanista e provinciano (a ponto de se parecer que tudo anda maravilhoso com o futebol brasileiro) que sustenta justamente os responsaveis pelo futebol brasileiro. Uma mentalidade que nao aceita sob hipotese alguma um treinador estrangeiro(ainda que esse seja um grande treinador e que traga uma sofisticação tatica inexistente no futebol brasileiro com novos metodos, etc), que exalta "tecnicos" com o perfil "paizao" como Luiz Felipe Scolari( que alias foi escolhido como escudo para os "responsaveis pelo futebol brasileiro" e que acha que tudo anda a mil maravilhas no futebol Brasileiro.

Dizer que o problema do futebol brasileiro vai muito alem de uma emissora de tv é obvio. Acompanho o futebol daqui e nao sou idiota de achar que nao. Mas quem sabe minimamente de como as coisas aqui se desenvolvem, sabe que o papel desempenhado pela mentalidade que essa emissora reproduz(e que afinal é um discurso que interessa e protege os incompetentes do futebol Brasileiro) é sim parte(e nao todo( do problema no futebol brasileiro.

Se o teu amigo Freitas Lobo é inofensivo, otimo pra Portugal. Eu afirmo sem medo que aqui é diferente e que a Globo( que tem acesso irrestrito pelos treinos da seleção, que faz o "oba-oba" atrapalhando os treinamentos do ja incompetente Scolari) e Galvão Bueno(que é excelente narrador em minha opiniao) tem sim participação na manutenção do status quo no futebol brasileiro ao proteger dirigentes e treinadores responsaveis pelo futebol brasileiro.

Anónimo disse...

Entendo o que Maurício Oliveira quer dizer com a influência dos média. Acho que também sofremos com as réplicas do sensacionalismo jornalistico aqui em Portugal e acho que esse tópico ja terá sido aqui falado.. O "enDeusamento" de jogadores como Cristiano Ronaldo e outros tantos, cujo poder de decisão, em pleno jogo, nem sempre é o mais acertado, leva, por vezes, a uma série de displicências em tarefas rotineiras no terreno de jogo e ainda mais importante, a que tomem repetida e consecutivamente decisões erradas em processos ofensivos. Acabando com os liricismos: a malta fica individualista e nao acerta um passe de jeito.
A meu ver nao é inteira responsabilidade dos média, mas acredito que potencia bastante. Basta ver a capa d'aBola no inicio da campanha portuguesa neste mundial. http://www.netpapers.com/capa-do-jornal/a-bola/16-06-2014
Mas tudo o que acabei de dizer é referente à situação da seleção Portuguesa. No que respeita ao Brasil, nao estou inteirado de tudo, mas quanto ao facto de a influência dos média ser uma constante no futebol mundial, tenho a minha opiniao bem sedimentada.


P.S.- Scolari acaba de se demitir.

Maurício Oliveira disse...

A "mudança" chegou.

DUNGA.

É inacreditavel. É piada.

Gostaria de saber a opiniao do Maldini sobre o trabalho de Dunga na seleção brasileira