segunda-feira, 14 de julho de 2014

E no fim ganham os alemães

Os alemães não porque são alemães. Mas porque foram e são a melhor equipa da prova. Nem sempre nas provas a eliminar vence a melhor. A que venceria inquestionavelmente se a prova fosse de regularidade por jornadas. No Brasil como na África do Sul quatro anos antes venceu o melhor.

Os alemães são das poucas equipas na prova em que a soma dos onze jogadores são de facto mais que a soma das individualidades. É uma equipa preparada tacticamente para os vários momentos e fases do jogo, apresentando também tecnicamente um nível assombroso. A este nível, sai sempre beneficiado quem consegue reunir vários elementos de uma mesma equipa. Se essa equipa tiver excelência na organização, obviamente.

Venceu a organização, a tomada de decisão, a superioridade numérica, o futebol moderno.

Vencer uma equipa com processos tão primitivos como a Argentina teria sido uma facada na evolução do jogo. Um premio que Sabella não mereceria. A sua Argentina contraria tudo o que são os princípios colectivos do jogo. Começando desde logo pelos gerais. Os jogadores argentinos nunca em situação alguma procuram promover ou estão em superioridade aquando da posse. Uma equipa partida em dois. Na primeira parte com oito só para defender e dois só para atacar. Na segunda parte e no prolongamento com sete para defender e três só para atacar. Não há memória de nos tempos recentes uma equipa tão má do ponto de vista colectivo ter chegado tão longe. Ofensivamente enquanto não está em desvantagem no marcador nem laterais nem médios nunca em momento algum participam no jogo, ficando sempre atrás da linha da bola. É sempre Messi + Higuain contra sete, oito. Ou quando Sabella perde a cabeça Messi + Higuain + Aguero contra o mundo. Os dois, três da frente, que sem bola não participam. Contrastando com os sete, oito de trás que não participam com bola. E não, defensivamente não têm processos com qualidade. Apenas juntam uma molhada encostada lá atrás.

Teria sido fascinante onze homens sós e abandonados à sua sorte conseguirem um triunfo desta dimensão para um país. Porém, simplesmente aquilo que juntos fazem não é futebol. E a Argentina provou que individualmente tinha condições para fazer diferente e melhor.

Messi vence o prémio de melhor do Mundial. Não é fácil dizer que o premio é justo ou bem atribuído. Uma certeza, porém. Nas condições que enfrentou ninguém faria sequer perto. Nenhum jogador do futebol Mundial enfrentando a cada posse inferioridades numéricas tão acentuadas (praticamente sempre 2ou3x7ou8) teria feito tanto. Teria construído, criado e finalizado tanto. Ainda na final, manteve sempre viva a possibilidade da história ter ido por um caminho alternativo daquele que é o futebol na actualidade.

Onze do Mundial em 4x3x3

Neur
Lahm
Hummels
Garay
Blind
Mascherano
Kroos
James
Robben
Messi
Muller

90 comentários:

Brito disse...

O 11 do Mundial parece-me o mais sensato.. talvez tirasse Garay e colocasse Vlaar. E Van Gaal no banco de suplentes.

Quanto ao melhor jogador da prova: Robben, Kroos, Muller, James e Messi

DC disse...

Seria o meu 11 também.
A Alemanha é e foi a melhor equipa mas a verdade é que ontem se arriscou seriamente a perder e acabou por ganhar mais pela diferença de qualidade individual do que pelo processo. Acho que ainda tem que melhor muita coisa, nomeadamente aquele espaço em frente à defesa e a organização da linha defensiva.

LUIS REIS disse...

Palhaçada Made in Fifa com o aval dos jornalistas que o elegeram, possivelmente já de olho na eleição para o melhor do mundo… Messi fez uma época medíocre, de um jogador terreneo, nâo é aquele Messi extraterrestre que por si só resolvia jogos tão pouco terei a certeza de que esse Messi voltará a jogar.. Quanto ao mundial, Messi pareceu sempre um corpo estranho na seleção Argentina cuja força foi o desempenho defensivo e não o ofensivo. Ser-se campeão do mundo é chegar ao mais alto patamar da imortalidade futebolística, Maradona daqui a 50 anos continuará a ser recordado na Argentina, pelo titulo conquistado em 86 e pela forma como carregou a Argentina á final do mundial de 90..Messi perdeu essa oportunidade, não tenho certeza de que daqui a 4 anos Messi tenha ainda força para fazer um mundial consentâneo com o seu valor… Messi fica para a história como um grande jogador mas não fica imortalizado..
É verdade é que nas contas para o melhor jogador do mundo deste ano, Ronaldo apresenta-se com um titulo europeu de clubes, o melhor marcador europeu de todos os campeonatos (a par de Suarez) e o recorde de golos numa só época na champions, Messi apresenta-se á corrida como o melhor jogador do mundial, sem o merecer é facto….E quer a FIFA que não continuaremos a desconfiar no mínimo dos critérios elegíveis para se entregar prémios individuais…

Quanto á Alemanha, acaba por vencer a melhor seleção, mas excetuando o jogo contra o Brasil, nunca deslumbrou para a história fica o resultado e esse deu a vitória á Alemanha o primeiro da era da Alemanha unificada… Quanto ao mundial, foi dos piores a que assisti, poucos foram os jogos que despertaram interesse, poucos foram os jogos em que realmente foram espetaculares, a própria FIFA devia repensar os moldes com que se fazem os mundiais… O Horário em que se realizaram muitos dos jogos foi ridículo e obsceno defendeu-se os patrocínios em detrimento da integridade física dos jogadores, nem quererei pensar como será o mundial no Quatar.



João Silva disse...

Brace your selfes, discussão sobre legitimo premio de melhor jogador do Mundial a Messi, is coming :P

ReD_WinG disse...

http://static.bundesliga.de/media/native/autosync/dfl_leistungszentren2011_gb.pdf
Está aqui a razao de serem eles os campeoes...

Johnny McCaco disse...

Concordo com tudo, até partilhei as mesmas ideias durante o jogo. Acho incrível que achem que a Argentina defende bem, é meter 8 atrás, sempre atrás d alinha da bola e bem recuadinhos!
Quando foi realmente preciso ir ao pormenor do trabalho defensivo argentino, deu golo. Segundo a defesa zonal, o erro de Garay é notório, deve estar na linha de di Michelis e mais próximo deste, Rojo consequentemente seguiria o posicionamento d eGaray. Agora pergunto-vos, estando já 2 argentinos na zona onde estava a bola, di Michelis não devia preocupar-se mais com a protecção ao espaço central? Ontem, ouvi Domingos a dizer que ali a referência de di Michelis deveria ser o homem. Como comentam?

Abraços

HerrKommandant disse...

A final foi mais equilibrada do que se pensava. E a Argentina perde o jogo no momento em que o seleccionador tira o melhor jogador da liga portuguesa. Acabou a Argentina nesse momento.
Claro que a distinção do melhor do mundo como melhor do mundial é justa. Só uma equipa com Messi conseguia chegar à final não tendo treinador...

Unknown disse...

Esta questão das academias, a nível de clubes já que são eles que as pagam, será sempre um caso bicudo em Portugal, pela simples questão de que os clubes não conseguem segurar as estrelas.

Dias disse...

Pessoalmente, estou-me nas tintas para quem leva a bola de ouro do mundial e quem vai levar a de Dez/Janeiro. Preferia mil vezes não haver um português na disputa e ter uma verdadeira equipa de seleção nacional como os alemães, em vez de andarmos a alimentar egos e vaidades pessoais que apenas engordam a conta bancária de um jogador que gosta muito de pôr gel no cabelo.

José Costa disse...

Grande comentário, Dias.
Concordo a 100%. Os portugueses preocupam-se demasiado com o penteado e as publicidades do menino e esperam que seja ele a levar a selecção medíocre às costas. Os alemães, por outro lado jogam em equipa e para a equipa. Preferia ter uma selecção vencedora a ter um menino mimado o melhor do mundo.

Note-se que os melhores jogadores do mundo não fazem a melhor equipa do mundo, mas os piores jogadores do mundo fazem de certeza a pior equipa do mundo!

Fernando Redondo disse...

Dias, acho que estás a ser injusto, não pela parte do gel que até tens razão, mas pela ideia que a nossa péssima prestação teve só a ver com o menino mimado, teve maior responsabilidade a incompetência de quem os escolheu e os (nao) treinou.

Dennis Bergkamp disse...

Venceu a Selecção que mostrou em todos os momentos ser algo diferente do que um grupo de jogadores da mesma nacionalidade que raramente treinam juntos.

Um campeonato do mundo só será uma prova de excelência a partir do momento em que todos os selecionadores forem de top. Até lá... Até uma Liga Europa terá mais qualidade (teoricamente) a nivel de jogo.

Ter os melhores jogadores do mundo no mesmo sitio não chega para se ter o melhor futebol do mundo.

A Alemanha foi, e é merecidamente campeã, porque foi a Selecção que esteve mais perto de ser uma verdadeira equipa.

Houve outras que se tentaram apróximar, com um jogar moderno, mas que não tiveram qualidade individual para conseguir chegar mais longe.

Brito disse...

"Claro que a distinção do melhor do mundo como melhor do mundial é justa. Só uma equipa com Messi conseguia chegar à final não tendo treinador..."

Ehehehehe HerrKommandant, percebes tanto disto como eu de vinicultura

Anónimo disse...

Porra !!! É preciso ter muita "lata", dizer que o Messi é um grande jogador depois de verem o mundial....Para muitos foi a primeira vez que viram jogar o Messi em 7 jogos seguidos,,,pois, formem a vossa opiniao e nao se deixem influenciar pela corrupta cominicacao social....

MESSI SEM O (doping) FAMOSO DOUTOR ESPANHOL nao é nada. Ele vomita, claro que vomita. Ele nao corre, claro que nao corre....Todo mundo sabe porque
Provar-lo é que é difícil, para mais quando tem a FIFA,a UEFA como padrinhos...

Já leram as declaracoes do Maradona ???
Já viram essa estatísca... Manuel Neuer fez mais passes certos que Messi, isto, no jogos todos !!!LOOOOLL !!!

POrra!!! Nao brinquem aos cowbois
Mas pronto temos que aguentar estes cowbois que se dizem expertos e mais sabedores(treinadores!!!) de bola

Paolo Maldini disse...

uau anónimo, tens de aguentar estes cowboys... o teu papá meteu o lateral esquerdo na homepage e tu não consegues mudar...

DC disse...

Lol esta dos passes é fabulosa. Neuer fez mais passes que Messi que por sua vez fez mais passes que James e Robben. E isso explica o que? Será que o neuer foi o jogador mais criativo da Alemanha? Eu comprava já o neuer para o pôr a médio ofensivo na minha equipa.

KAKA disse...

LUIS REIS

"Palhaçada Made in Fifa com o aval dos jornalistas que o elegeram, possivelmente já de olho na eleição para o melhor do mundo… Messi fez uma época medíocre, de um jogador terreneo, nâo é aquele Messi extraterrestre que por si só resolvia jogos tão pouco terei a certeza de que esse Messi voltará a jogar.. Quanto ao mundial, Messi pareceu sempre um corpo estranho na seleção Argentina cuja força foi o desempenho defensivo e não o ofensivo. Ser-se campeão do mundo é chegar ao mais alto patamar da imortalidade futebolística, Maradona daqui a 50 anos continuará a ser recordado na Argentina, pelo titulo conquistado em 86 e pela forma como carregou a Argentina á final do mundial de 90..Messi perdeu essa oportunidade, não tenho certeza de que daqui a 4 anos Messi tenha ainda força para fazer um mundial consentâneo com o seu valor… Messi fica para a história como um grande jogador mas não fica imortalizado..
É verdade é que nas contas para o melhor jogador do mundo deste ano, Ronaldo apresenta-se com um titulo europeu de clubes, o melhor marcador europeu de todos os campeonatos (a par de Suarez) e o recorde de golos numa só época na champions, Messi apresenta-se á corrida como o melhor jogador do mundial, sem o merecer é facto….E quer a FIFA que não continuaremos a desconfiar no mínimo dos critérios elegíveis para se entregar prémios individuais… "

100% de acordo com essa parte!! com a outra 70%...kkkk

PS.

Estou começando a achar q Maldine e Baggio votam na FIFA...

Brincadeirinha, kkkkkk

Abraço aos dois!!
;)

PPM disse...

Maldini: Foi esse o onze que defini ontem à noite igualmente! Coloquei o Blind mas fiquei na dúvida entre este e o Ricardo Rodríguez, que fez um grande Mundial e na minha opinião tem potencial para ser um dos melhores (senão o melhor) lateral-esquerdo do mundo, a par de Digné e Shaw! Quanto ao facto de Messi ser ou não merecedor do prémio de Melhor Jogador do Mundial, soa a injusto pelo facto da Argentina ter ganho, mas não me venham com a história de ter marcado poucos golos. Marcou metade dos golos da sua selecção e ainda teve 90% do mérito do golo marcado, por ex, contra a Suiça. Ora 4 golos e 90% do mérito de outro em 8 marcados parecem-me suficientes para reconhecer a sua preponderância no Mundial e na sua selecção, que não apresentou uma ideia de jogo e foi um desastre em termos de organização colectiva. Não havia uma linha a seguir, era cada um por si basicamente e o Messi que resolva! Daí valorizar muito o que Messi fez apesar de todas as condicionantes que teve que suportar! Ainda assim, eu atribuiria o prémio a Neuer ou Muller.

Anónimo disse...

Dada a sua posição, é difícil elegê-lo como melhor "jogador", mas para mim Neuer foi de longe o melhor.

Igreja Universal do Jorge Jesus disse...

"É provavelmente o pior central que passa pela Liga portuguesa em muitos anos."

e acaba no onze do mundial e não, não é o David Luiz

tik tak tik tak

ps. Pedro Henriques para selecionador

Miguel Pinto disse...

"Venceu a organização, a tomada de decisão, a superioridade numérica, o futebol moderno."Paolo Maldini. Concordo se o dizes no cômputo geral, em função daquilo que foram as prestações colectivas de uma e outra equipa. Não concordo quando dizes que a argentina é uma equipa tão má do ponto de vista colectivo que nem deveria ter chegado tão longe. Aliás, até penso que conseguiram em alguns momentos ser mais perigosos que a Alemanha. Claro que o conceito de equilíbrios vs criação de jogo, jogo de posse de bola vs zona pressionante, por exemplo, pode variar de treinador para treinador. O que eu penso é que o treinador da Argentina tinha noção que não dispôs de 8 ou 10 anos de trabalho com a maioria dos seus jogadores, que tinha à sua disposição jogadores com características para desenvolver uma ideia de jogo diferente da alemã. Se é melhor ou pior isso já depende do gosto de cada um. Pessoalmente gosto mais do estilo de jogo alemão, é mais completo, mais uniforme, mais abrangente em relação aos tempos actuais. Se é sinónimo de sucesso aí poderá, em provas como esta, não ser assim tão factual. A Argentina nesta final esteve mais perto da vitória do que a Alemanha e dizer por exemplo que os laterais e médios nunca participaram no jogo é ser-se tendencioso e falacioso. Vamos ver as coisas como elas são, se dúvidas tiveres ainda consigo ter um tempinho para te mostrar os momentos do jogo em que quer os laterais quer os médios tiveram intervenção no processo ofensivo da sua equipa.

Nuno Ferreira disse...

Se a Argentina tivesse 8 dos seus melhores jogadores no mesmo clube treinado pelo Pep e o seu selecionador fosse alguem como o Sampaoli, entao possivelmente "brincaria" com a restante oposicao
Duvidas?

Edson Arantes do Nascimento disse...

Oh pá a Argentina esteve mais perto de ganhar do que a Alemanha? Em que jogo? Em 1986?

Ou dizem estas coisas apenas porque a bola quase entrou na baliza alemã - duas ou três vezes, todas elas depois do Messi ter fintado cinco ou seis jogadores de seguida...

A Alemanha esteve sempre, mas sempre, mais próxima de ganhar o jogo porque: é uma equipa organizada; os jogadores sabem o que fazer dentro de campo; os jogadores tomam decisões em função da equipa e não do sucesso deste ou daquele elemento; porque apresentam princípios que os tornam minimamente fortes em quase todos os momentos do jogo; porque têm jogadores que não só compreendem isto como são talentosos.

Esta Argentina até podia ganhar a todas as equipas do mundo por nove-a-zero. Mesmo assim seria uma equipa que joga mal. Não cumpre com os princípios mínimos para ser uma boa equipa - apesar de ter talento mais do que suficiente.

E agora desafio o Miguel Pinto a fazer o tal vídeo.

Interior-Direito disse...

Vamos aos números: http://www.squawka.com/comparison-matrix#world_cup/2013/2014/lionel_messi/119/119/1569/0/p|world_cup/2013/2014/thomas_müller/119/119/127/0/p|world_cup/2013/2014/arjen_robben/119/119/189/0/p|world_cup/2013/2014/james_rodríguez/119/119/5251/0/p#chances_created/key_passes#avg

Para quem acha que o Messi não apareceu no Mundial, aqui estão as stats (average/game, mas podem escolher os totais e a conclusão é a mesma) de "chances created" e de "key passes" dos jogadores mais desequilibradores ofensivamente deste Mundial (Messi, Muller, James e Robben). O Messi lidera nos dois itens

Uma coisa é certa: não é o Messi explosivo, de partir tudo, de há meia época para trás. Mas é um Messi capaz de decidir e de desequilibrar, e muito, na mesma.

Edson Arantes do Nascimento disse...

O Marcos Rojo é um jogador horrível. Ainda ontem voltou a demonstrá-lo. É péssimo. Mesmo que fique 20 anos seguidos no melhor onze e essas tretas todas. É dos piores jogadores que conheço. Estou a incluir o Girabola.

Anónimo disse...

menções honrosas

Navas
Zabaleta
Vlaar
Kompany
Vertonghen
Khedira
Pogba
Shaqiri
Óscar
Campbell
Van Persie

LUIS REIS disse...

Interior-Direito: Nem sequer vou dar-me o trabalho de ver estatísticas, até porque posso fazer 20 passes para o lado e dizer que não erro um único passe, um pouco como o William de Carvalho :)... Quando vejo o maior defensor de Messi, Diego Armando Maradona dizer que o prémio para Messi é injusto está tudo dito...Messi não foi nem de perto nem de longe o melhor jogador do mundial, vou ainda mais longe, Messi não foi sequer o melhor jogador da sua seleção. O prémio foi atribuído Comité de Estudos Técnicos, no qual estão integrados Ginés Meléndez (Espanha), Gerard Houllier (França), Rafael Arias (México), Gabriel Calderón (Argentina), Ricki Herbert (Nova Zelândia), Abdel M. Hussein (Sudão), Kwok Ka Ming (Hong Kong), Ioan Lupescu (Roménia), Tsuneyasu Miyamoto (Japão), Sunday Oliseh (Nigéria), Mixu Paatelainen (Finlândia), Jaime Rodríguez (El Salvador) e Thedore Whitmore (Jamaica), parece-me que já muita gente neste comité ou que não sabe ver futebol ou alterou o sentido do seu voto a par de manter as funções neste comité… Este prémio, reitero que mantêm Messi na luta pela bola de ouro, é a desculpa perfeita de o manter na corrida, têm também visto comentários de que justo vencedor para a bola de ouro seria um jogador germânico, pergunto-me porquê? É mais justo um jogador que faça 7/8 bons jogos num ano (mesmo que lhe garanta o titulo de campeão do mundo) ganhar em prol de outro como Ronaldo que fez cerca de 60 jogos, em que ganhou uma champions, bateu o record de golos da champions, venceu uma vez mais a bola de outro e se perfila para ganhar de igual forma o mundial de clubes (O Real é super favorito) mas que não teve uma prestação convicente no mundial devido em muito aos problemas físicos que apresentou e ao facto de representar uma seleção que não mais passa de um grupo de jogadores ao serviço de um empresários. Para mim o melhor deste mundial Robben, admitiria que James Rodriguez fosse também o escolhido pelo enorme mundial que fez, pela fantasia e os golaços, ambos os casos foram a exceção á monotonia que foi este campeonato do mundo, quando os GR forma os protagonistas em vez dos avançados está tudo mais do que dito

cigano disse...

já dizia o Romario que o pele calado era um poeta

Gus Ledes disse...

Deixem-me adivinhar, aquele livre do Messi pra bancada que deu 3 pontos ao pais de Gales aos 120 min também foi a melhor decisão certo?
Concordo.
Bale merecia ser lembrado neste mundial.

Interior-Direito disse...

Não seja por aí, Luís Reis: se não quer passes para o lado, podemos ir buscar a stat de "total passes forward" e o Messi só perde pró James: http://www.squawka.com/comparison-matrix#world_cup/2013/2014/lionel_messi/119/119/1569/0/p|world_cup/2013/2014/thomas_müller/119/119/127/0/p|world_cup/2013/2014/arjen_robben/119/119/189/0/p|world_cup/2013/2014/james_rodríguez/119/119/5251/0/p#total_forward_passes#avg

Daniel Martins disse...

Tens razão Gus Ledes, tirem já as Bolas de Ouro todas ao Messi porque aquele livre foi uma vergonha. Onde é que já se viu, falhar um livre.

Miguel Pinto disse...

"Ou dizem estas coisas apenas porque a bola quase entrou na baliza alemã - duas ou três vezes, todas elas depois do Messi ter fintado cinco ou seis jogadores de seguida..." Edson Arantes do Nascimento.
Agora fiquei confuso porque já não sei se na minha equipa, tendo um jogador como o Messi ou o Di Maria ou o Robben ou o Neymar ou o Ronaldo ou o James ou o Reus ou o Markovic ou o Januzaj ou o Ibraimovic, ficarei com receio de o colocar a jogar pondo em risco a minha organização colectiva!!! Não devemos confundir as coisas, se a minha equipa tiver uma organização colectiva como a da Alemanha o que achas que acontecerá? Empate técnico, não? Na tua perspectiva a estratégia da tua equipa dá-se ao luxo de prescindir de jogadores como o Messi? Nem sequer me dou ao trabalho de discutir isso. O que me pareceu óbvio foi que o plano de jogo da Argentina foi muito bem colocado em prática pelos jogadores que, sabendo que levavam com cerca de 10 anos de atrasado em relação aos comportamentos e princípios de jogo dos alemães, reconheceram a sua incapacidade de jogar de igual modo e adoptaram uma ideia de jogo em função das características dos seus jogadores. Por isso é que vemos tão poucas equipas a jogar da forma como a seleção alemã faz. Porque precisas de ter jogadores com um perfil indicado para que possas potenciar esse estilo de jogo. Pela tua ordem de ideias o Inter do Mourinho jamais deveria ter ganho a Champions, ou o Barcelona jamais ganharia a Champions sem o Messi. E continuo a dizer que A Alemanha tem a chamada sorte do jogo pelo seu lado porque demonstrou poucos argumentos para desmontar a organização defensiva da Argentina. O lance do Higuain, 1x0 na 1ª parte, o lance do Messi, 1x0(não conseguiu fintar quem quer que fosse...)aos 46,30 da 2ª parte, já para não falar naquele lance da 1ª parte em que ele fica só com o Neuer quase na pequena área, dizem-te alguma coisa? Queres escalpelizar a organização defensiva da Alemanha nesse lances? É verdade que no final da 1ª parte O Howedes também poderia ter marcado mas não achas que foi muito pouco para tanta organização colectiva da Alemanha? Abraço

Anónimo disse...

Interior Direto....mas, quem é capaz de acreditar nessas estatiscas?? 80% de passes completos, quer dizer, em cada 10 passes 8 sao corretos!!!! Nao foi isso que os nossos olhos viram

Quantos golos fez a bela Argentina??? Com tantas chances criadas e passes chave ??? Só me resta dizer que o Messi tem no seu entorno, mancos, tipo: Kun Aguero, Higuaín, Lavezzi, etc....Sao mesmo cepos...:D

Nao defendam o indefensável...O Messi foi uma .....

Anónimo disse...

É uma piada brasileira ou é mesmo verdade!!! O Messi(bola de ouro) nao está no onze ideal, oficial da FIFIA!!!

Que risada...

V disse...

Sobre o Messi:

Vi agora um vídeo de jogadas do Rui Costa e era o Messi a jogar. As mesmas movimentações, as mesmas decisões, a mesma progressão, o mesmo timing... A diferença é que a velocidade do Messi a executar, progredir e a qualidade na finalização são absurdamente superiores.

PS: o Rui Costa é o meu ídolo de infância e Messi nunca chegará perto de me fazer despertar emoções como o Rui me fez.

Interior-Direito disse...

Anónimo das 23:56: estás a falar de tipos como o Higuain e do Palacio que ontem falharam só com o Neuer pela frente?

Miguel disse...

Maldini, parece que alguém no Brasil já tocou na ponta do iceberg
http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=489282

Anónimo disse...

O vencedor tinja que vir de um dos finalistas, isso é obvio.Os alemães parecem maquinas a jogar. Nenhum se destaca dos outros. Isso acabou por beneficiar o messi na eleição do melhor jogador do mundial.

Interior-Direito disse...

Anónimo, só mais esta: "Attacking teammates Gonzalo Higuaín, Sergio Agüero, Ezequiel Lavezzi and Rodrigo Palacio managed 1 goal from 34 shots between them. Messi hit 4 goals from 23 shots." (whoscored.com)

pitons na boca disse...

Desse onze só fico dividido entre Garay e Vlaar. O holandês surpreendeu-me, principalmente com a bola nos pés. Não foi apenas um "centralão de feijão com massa", como chamava um ex-treinador meu quando se referia ao cortar a bola para o quintal da vizinha (o típico "é como ela vem, é como ela vai" ou "bola para as pitas").

Timbre disse...

Espetacular que este pessoal que nega sempre as estatisticas como meio de aferir a qualidade de um jogador, recorra agora a um site de estatistica para nos provar que o Messi foi muito bom. O mesmo site que ja aqui foi falado por atribuir 4(!!!!)perdas de bola a Messi no jogo com a Holanda. Deve ser muito fiável deve.

Messi foi um dos melhores jogadores do Mundial. Messi continuará a ser um dos melhores do Mundo por largos anos. Agora o Messi de há uns anos atrás faleceu, acabou. Curioso que me recordo de ler um dos autores deste blog falar em "trabalho no ginásio" como um dos motivos para o declive físico de Messi...agora parece que miraculosamente o rapaz está novamente com um poder de explosão de um puro-sangue. Sério. Vejam videos. E não falo dos videos dos melhores momentos. Vejam videos de resumo de um só jogo de há uns 3 anos e comparem e observem a diferença na potência que esse Messi tinha comparado com o de hoje.

Roberto Baggio disse...

Kkkkkk adoro isto

Timbre disse...

Baggio acho que foste tu mesmo que falaste do trabalho de ginasio de Messi como possivel causa. Mantens a opinião que Messi não tem a agilidade e aceleração de outros tempos?

Anónimo disse...

Interior.....só ves e aceitas aquilo que queres, é o teu direito!!!

Se esses tipos sao uns cepos entao o que diráo os James,Robben,C.Ronaldo, Neymar(pobre Fred :))

Antes do mundial eram a elite..
Este cepo do Di Maria, vá lá que fez um golito com um soberbo, impressionante, unico, extraordinário,(palavras do Baggio e do Maldini) passe do Messi.

À outra estatística nao ligaste..

E só para chatear um bocadinho,
Claro que só marcaram um golo em 34 remates contra 4 de 23. A sua
Responsabilidade era mais defender. Tapar buracos que o deus Messi deixava. Ele nao precisa de correr (senao vomita). A ele sai-lhe tudo natural..kkkkkk

Neste mesmo Blog li uma inacreditável crítica(errada, mesmo muito errada) ao C.Ronaldo por nao marcar

Em que ficamos !! ???

Anónimo disse...

Interior.....só ves e aceitas aquilo que queres, é o teu direito!!!

Se esses tipos sao uns cepos entao o que diráo os James,Robben,C.Ronaldo, Neymar(pobre Fred :))

Antes do mundial eram a elite..
Este cepo do Di Maria, vá lá que fez um golito com um soberbo, impressionante, unico, extraordinário,(palavras do Baggio e do Maldini) passe do Messi.

À outra estatística nao ligaste..

E só para chatear um bocadinho,
Claro que só marcaram um golo em 34 remates contra 4 de 23. A sua
Responsabilidade era mais defender. Tapar buracos que o deus Messi deixava. Ele nao precisa de correr (senao vomita). A ele sai-lhe tudo natural..kkkkkk

Neste mesmo Blog li uma inacreditável crítica(errada, mesmo muito errada) ao C.Ronaldo por nao marcar

Em que ficamos !! ???

Andre Lopes disse...

Concordo com o Miguel Pinto, apenas acrescento uma ou outra ideia - Jogar da forma que a Alemanha joga requer anos e anos de treino, especialmente ao nível de selecção e tambem de clubes. Se os jogadores que compoem a selecção vierem de contextos muito diferentes, neste caso equipas espalhadas pelo mundo com noções de organizaçao de jogo muito diferentes, torna-se extremamente díficil realizar com eficácia tal estilo de jogo.
- Acrescento tambem que, depois dos 7-1 ao Brasil, praticamente qualquer equipa teria precauções extra, pelo menos para o inicio de jogo. A visualização do jogo por parte do treinador da Argentina deve-o ter assustado, e não posso de forma alguma criticar o homem por ter entrado a defender da forma que entrou.
- Para terminar, o terceiro facto. Mesmo que ele quisesse atacar, seria sempre suicídio. A Argentina começou o Mundial sem o mínimo de organização, tanto defensiva como ofensiva.
O primeiro jogo foi péssimo péssimo, sendo para mim inacreditável o nível de organização de jogo a que assisti. Os outros jogos do grupo foram parecidos, com uma melhoria aqui e ali mas com a mesma toada. O jogo que realizaram antes do da Holanda (nao me lembro o adversario), tiveram uma primeira parte mais razoavel, com a excepção dos laterais estarem pregados atras em posse (devem ter passado dias e dias a levar na cabeça para fecharem ao meio, algo que Rojo sempre pareçeu nao entender, daí nao subirem mesmo em posse), e os dois medios de contençao jogarem ambos de frente para a primeira zona de pressao adversaria. Mudando isso, pareçia-me que a Argentina já tinha adquirido níveis "suficientes" de organização. No segundo tempo realmente mudaram isso exactamente que referi. Foi para mim notório que o treinador não pode ser assim tão medíocre. Pode nao ser excepcional, mas decerto que não e mediocre.
Os dois ultimos jogos da Argentina foram bastante mais organizados defensivamente. Comparando com a organização apresentada no ínicio do torneio, a diferenca é abismal. Logo, nunca se poderia pedir a uma equipa, especialmente num mundial onde o tempo entre jogos é muito curto, que de repente do nada apresente uma organização ofensiva fantástica. Se uma equipa é tao desorganizada como eles eram, e num torneio tao curto, não vejo outra solução que nao seja apostar em organizar lá atras.

Roberto Baggio disse...

Mantenho pois.
Mas o que é que isso tem a ver com o Messi andar desaparecido? Ou com o ter feito um mundial fraco? Ou com o não ter sido relevante o suficiente dentro do seu contexto (Argentina) para que pudesse ser equacionado para bola de ouro do mundial, bem como receber o prémio de melhor jogador do mesmo?

Roberto Baggio disse...

E já que estamos numa de perguntas. Quem falou de estatísticas do Messi? O Maldini? O Bergkamp? Ou o Baggio?

João disse...

Interior-direito, essa dos remates conta para o quê? James tem 16 remates e 6 golos, então deve ser o melhor da história. Além disso se falas do Palacio como aquele que falhou um golo na cara do Neuer quando tinha a bola na cabeça e sem tempo para a deixar cair, que dizer de quando o Messi falhou na cara do Courtois com todo o tempo para fazer melhor? E logo ele que não se desgasta em tarefas defensivas, que está mais fresco para decidir bem nos momentos de maior pressão.. O Messi foi decisivo naquilo que a Argentina fez, é um fora de série e o melhor do mundo a par de Ronaldo (aqui é questão de gostar mais de uma ou outra característica), estando à vários num patamar que pouquissimos conseguem atingir mas quem acha que ele esteve ao seu nível é porque não o acha assim tão bom. Foi dos melhores do mundial mas não o melhor.

Timbre disse...

Não. Quem falou de estatisticas foram pessoas que defendem Messi neste blog, nas caixas. E os acerrimos de Messi sempre negaram a estatistica no que toca à avaliação do mesmo quando alguém as atirava(em outras discussões).

Ainda bem que manténs a opinião. Haja alguem com coerência.

Portanto, estamos de acordo que Messi apesar de ainda manter muitas das características que lhe possibilitarão continuar a ser um jogador extraordinário, não será ainda assim o jogador de outro planeta que já foi, certo? Ou não é desde há um tempo, partindo do principio que consideras possivel a recuperação da agilidade e velocidade de outrora(já eu considero muito improvável)

É que parece-me que do que vem sido discutido de há uns dias para cá em relação a ele, é principalmente isso que o pessoal tem tentado dizer(e que não foi o melhor do Mundial)sofrendo depois contra-ataques como se de hereges se tratassem. Ninguém nega que ele continua a ver soluções onde mais ninguém vê. Que continua a ser um jogador com uma capacidade de definição soberba, passe, remate, relação com a bola geniais. Mas, mas, sem a mesma velocidade, sem a mesma agilidade, não conseguirá provocar a mesma desordem de antes no adversário, quando a somar a tudo o que ainda mantem intacto, tinha aqueles arranques e fazia tudo à velocidade da luz. Hoje, é mais facilmente controlável do que já foi. Só isso.

Timbre disse...

"Ou com o não ter sido relevante o suficiente dentro do seu contexto (Argentina) para que pudesse ser equacionado para bola de ouro do mundial, bem como receber o prémio de melhor jogador do mesmo?"

Do meu primeiro comentário:

"Messi foi um dos melhores jogadores do Mundial. Messi continuará a ser um dos melhores do Mundo por largos anos."

Timbre disse...

E já agora para mim, o melhor do Mundial foi Robben. Não importa se o contexto o favoreceu ou não! Foi o melhor, ponto. Não significa que no contexto do futebol na Europa, o Messi de hoje não seja ainda assim superior. Mas desvalorizar Robben pelo que fez durante este mês, é estupido. Então poderemos dizer, que afinal os grandes nomes dos anos 60, 70, 80, 90 não eram assim tão bons, porque eram favorecidos dado que o jogo na epoca dava vantagem aos mais fortes nos duelos individuais. Isso não importa. Naquele contexto eram os melhores. Como Robben foi o melhor, no contexto em que está a ser avaliado.

Roberto Baggio disse...

Ninguém nega? Tu tens lido a caixa de comentários, ou só lês o que suporta o que dizes? Quantos comentários queres de gente a negar isso?

O que o pessoal tem tentado dizer, sempre, é que Messi fez um mundial de merda. E não vale de nada tentares negar isso. E o mundial de Messi foi tudo menos uma merda. Para mim, por exemplo, ele fez tudo que Robben, ou Muller, ou o James fizeram, só que ainda melhor. Por exemplo, a malta elogia o Muller sem saber muito bem o porquê. Elogiam o James sem perceber o que estão a elogiar. Messi deu tudo que os outros deram, só que melhor.

Se a tua comparação for de Messi, com Messi, na minha opinião ele não será nunca mais tão ágil como dantes. Mas isso não significa nada, tendo ele o potencial cognitivo mais elevado de sempre. Ou seja, Messi é o melhor da história. E vai continuar a ser e a deixar todos os outros a anos luz. E se hoje é mais facilmente controlável? Não estou de acordo. Messi, com Guardiola, continuaria a ser tão incontrolável como dantes. Não há forma de controlar Messi. Só se ele estiver lesionado, e mesmo assim continua a ser o melhor. O único adversário de nível que ele tem, é ele mesmo. O que ele perdeu nestes últimos tempos, mais que agilidade, foi um treinador com competência para extrair o que de melhor se pode tirar dele.

Timbre disse...

Baggio, uma coisa são os trolls, esquece-os. Os comentários a atacar Messi com frases tipo "o Messi é uma merda" etc, não deveriam sequer importar.

Agora das opiniões que li de pessoas que tentavam sustentar com argumentos, que Messi já não é o mesmo e que não foi o melhor do Mundial, não os vi a negar o imenso valor do argentino. E penso que terá tambem a ver com expetativas, como é obvio. A do "messi andar desaparecido" é quando se compara Messi Vs Messi!

Roberto Baggio disse...

Pois pá. Aí é que está. Comparar o Messi do Guardiola/Tito com o Messi da Argentina (seja com que treinador for) ou com o do Tata é parvo. Repara que as pessoas comparam com a expectativa de Messi ser desequilibrador como é num modelo que o potencie melhor. Ou seja, ninguém percebe verdadeiramente o que é Messi. Messi é o melhor, não por resolver os problemas sozinho. É o melhor por 90% do tempo procurar as melhores soluções colectivas. Procurar os colegas, para resolver as situações de jogo. Eu já disse isto e parece que ninguém leu. No contexto Tito/Guardiola ele está sempre em 3x4, 3x3, 4x3, etc. E isso é completamente distinto de 1x3, 2x4. A forma como está melhor ou pior acompanhado, com os apoios melhores ou pior orientados, têm consequências naquilo que é o que o público vê. Apesar de ele continuar a fazer o jogo dele, como dantes.

Messi de hoje, menos ágil, é pior que o Messi de antes tão ágil. Mas o Messi de hoje é melhor que todos os outros jogadores que existem, que já existiram, e possivelmente que vão existir. Repito, o Messi de hoje menos ágil. Como disse, ele é o único adversário dele.

Paolo Maldini disse...

Timbre, vou buscar a minha ultima frase do texto

"Uma certeza, porém. Nas condições que enfrentou ninguém faria sequer perto. Nenhum jogador do futebol Mundial enfrentando a cada posse inferioridades numéricas tão acentuadas (praticamente sempre 2ou3x7ou8) teria feito tanto. Teria construído, criado e finalizado tanto."

Nenhum jogador que alguma vez vi seria capaz de perante tanta inferioridade na zona da bola criar o que ele criou. Na final apesar do desnível colectivo de forças, bastava estarem lá dois Messis (um para criar outro para finalizar, pq ele ainda n consegue estar em 2 locais ao mm tempo) q mesmo em 2ou3x7 ou 8 a Argentina tinha ganho tranquila.

Na próxima época a jogar já sem ser na pior equipa em termos ofensivos (colectivos) da história, sem ter de jogar com um colega contra 7 ou 8 lá vão ter de engolir os disparates sobre o Messi...

Miguel Pinto,
só fazes o video com os laterais e médios argentinos a participarem no processo ofensivo para mim? O Edson já pediu para ver há algum tempo... Depois faz um com qq outra equipa do Mundial, sem ser o Irão, podes escolher tu, qq outra e compara. Se tiveres o tal tempinho e mais um bocado, sff...

Paolo Maldini disse...

Os que elogiam o Sabella são os mesmos que vieram aqui chatear há uns anos com o seleccionador maluco de Portugal. O génio Ilídio que levou os sub20 à final.

Uma coisa é o Irão e ninguém aqui criticou o Queiróz... Que ainda assim era muito melhor equipa que a Argentina. Tem tudo a ver com gerir as superioridades, inferioridades nas situações de jogo (é tudo tão mau que nem é preciso ir aos princípios específicos. Os gerais ajudam logo a perceber a trampa que a Argentina colectivamente é). É engraçado alguém achar que uma equipa que enfrenta tanta tanta tanta inferioridade em cada lance tem todas as condições para ainda assim ganhar e ao mesmo tempo dizerem que individualmente essa equipa não é assim tão forte.
Com as inferioridades em cada situação que a Argentina apanhou, tivessem os jogadores a qualidade dos da Costa Rica e tinham levado os 7 do Brasil todos os jogos do Mundial.

Sobre a ausência de Messi, basta perceber que se se retirasse só o que fez na 1a fase a Argetina nem num grupo com Irão Bósnia e Nigéria teria seguido em frente.

Timbre disse...

Eu não sou tão optimista como vocês. Vejo Messi nos próximos anos, a ser muito influente em qualquer equipa que jogue, um dos melhores do Mundo, mas não isoladamente no trono, como durante aqueles fabulosos anos.
Mesmo que seja um fenomeno em termos cognitivos, como qualquer jogador ofensivo, para atingir o nivel da quasi-perfeição requerido para um melhor do Mundo de forma consistente, faltar-lhe-á sempre a partir de agora a excelência nos atributos fisicos.
Bom, veremos então o que acontecerá.

Miguel Pinto disse...

"E não, defensivamente não têm processos com qualidade. Apenas juntam uma molhada encostada lá atrás." Paolo Maldini, acerca da organização defensiva da Argentina.
Se me conseguires explicar como é que uma equipa da Alemanha consegue fazer 3 remates, 1 deles de cabeça na pequena área, durante 90 minutos, com um dia a mais de descanso, contra uma equipa que nem defender sabe e mesmo assim estando mais perto de ganhar o jogo talvez eu ganhe alento para demonstrar mais qualquer coisinha. Como já referi temos de ser um pouco coerentes e assertivos no nosso discurso porque de outra forma corremos o risco de fazermos comentários tendenciosos e acabamos por não nos focarmos naquilo que defendemos. Já agora deixo-te mais uma pergunta só para que me possa orientar no tal trabalho que, eventualmente, terei de fazer: na tua concepção de jogo aonde começa o teu processo ofensivo e quais são os princípios orientadores ou metodológicos do mesmo? Abraço

Paolo Maldini disse...

Miguel - Ofensivo - a tua equipa tem bola
Defensivo - o adversário tem bola.

Creio que é tudo o que precisas saber para me mostrar a participação ofensiva dos laterais da Argentina.

Ai isso do defender bem ou mal é medido em remates? Então se alguém contra uma defesa mt bem organizada se vir forçado a tentar 10 ou 11 tentativas de remate de fora, significa que afinal se defende mal...? Podemos concluir que a equipa que melhor defendia do Mundial é o Irão?


Miguel, vai seguindo o blog ou vai lendo tudo o que foi ficando para trás para perceberes o que se defende como boas ideias defensivas. Não tenho assim tanto tempo para sempre que cai aqui alguém novo voltar a debitar ideias... Mas, uma coisa é certa para mim. Defender bem é totalmente diferente de defender com muitas pernas.

Interior-Direito disse...

Diga-se que eu só utilizei stats - uma vez que não saco vídeos nem tenho a qualidade do Baggio para os ilustrar -, para mostrar que o Messi não fez um Mundial de merda.

Fez um bom Mundial, como qualquer outro dos potenciais candidatos a Bola de Ouro, e foi tão ou até mais decisivo do que eles a decidir e a dar bolas de golo a colegas. Ninguém dos 4 foi absurdamente melhor que os outros, por isso qualquer um até teria merecido a Bola de Ouro, pelas razões que quiserem. A escolha do Messi não é escandalosa.

O que é escandaloso e estúpido é dizer-se que ele não esteve no Mundial, que fez um Mundial de merda ou que não decidiu nem desequilibrou. É só ler o que o Baggio já escreveu ali em cima na resposta ao Timbre.

Miguel Pinto disse...

Paolo Maldini " Ofensivo - a tua equipa tem bola
Defensivo - o adversário tem bola."
Pelos princípios de ataque que acabaste de enumerar ainda és capaz de me dizer que nem os defesas nem os médios da Argentina conseguiram participar no processo ofensivo da sua equipa??? Vê o jogo outra vez.
"Ai isso do defender bem ou mal é medido em remates? Então se alguém contra uma defesa mt bem organizada se vir forçado a tentar 10 ou 11 tentativas de remate de fora, significa que afinal se defende mal...?"
Importas-te de repetir??? Então porque é que a Alemanha não marcou golos durante os 90? Estariam a guardá-los para o prolongamento? É que vi mais remates dentro da área da Alemanha do que o contrário!!! E isso é sinónimo de quê? De nada? Talvez, se fosses o selecionador da Argentina, conseguisses tirar partido das individualidades da sua equipa para construíres uma outra ideia de jogo, talvez, mas tens de admitir que a Alemanha não conseguiu superiorizar-se colectivamente à Argentina, raramente teve situações de superioridade numérica ou até mesmo igualdade ainda por cima com mais um dia de descanso e isso é que te custa a aceitar: que na final do campeonato do mundo a Alemanha, frente a uma equipa desorganizada, sem princípios meios e afins, viu-se e desejou-se para lhe ganhar!
"
Não tenho assim tanto tempo para sempre que cai aqui alguém novo voltar a debitar ideias... "
Sim, concordo que às vezes o auto elogio é indicado e não fica nada mal a quem sente por vezes impotência para ver as coisas com clareza, mas independentemente de tudo aquilo que defendes neste blog e com o qual eu concordo, não de há 2 dias mas já há alguns meses, com muitas ideias, temos de olhar com alguma imparcialidade para as 2 equipas, quer gostemos ou não do treinador que lá está. O Sabella pode ser bom ou mau, nem sabia que ele era treinador, mas de certeza que em função do tempo que teve para preparar a equipa até conseguiu de jogo para jogo esconder as dificuldades colectivas que a equipa vinha evidenciando após os primeiros jogos.
" Defender bem é totalmente diferente de defender com muitas pernas."
Quem me dera apanhar equipas que defendam com muitas pernas ou será que para ti isso não faz diferença? Mas fez confusão aos jogadores da Alemanha, não achas?
Abraço

ricardo rosado disse...

a minha era di maria no lugar do messi

Balão de Aguardente disse...

O anónimo toca num ponto interessante que é sobre o guru espanhol do doping, situação em que não interessou ao tribunal descortinar quem seriam os clientes! LOL
Agora se vamos falar nisso temos que falar em todo o Barcelona e não só no Messi, além do mais era natural existirem mais equipas a recorrer aos serviços e tb em outros desportos. Não é novidade que em Espanha o doping é um grande negócio e menos arriscado do que outros...

Edson a Argentina teve oportunidades flagrantes de marcar ou não viu o Higuain e Palacio isolados a falhar? Sem ser de canto a bola ao poste a Alemanha fez melhor?

Na minha opinião a Argentina perdeu por quebra física e falta de unhas do treinador (mesmo assim melhor que o Bento e Scolari!). Alguém percebe como é que o Aguero entra ao intervalo para durar 25 minutos e apenas ter 3 intervenções dignas de registo nos 75' que jogou? A agravar o Messi acabou aos 65 no que foi o seu melhor jogo no mundial. Não satisfeito tirou o Enzo aos 88' para entrar o Gago essa coquelhuche e compor o meio campo mais o Biglia e Mascherano, com Messi e Aguero sem condições físicas a Argentina jogou o prolongamento apenas com o Palacio no ataque!(Palácio muito mediano, não estranhei Gaitán não ser chamado ao mundial mas depois de ver este casebre, meu rico Gaitán!)

Preferia ver a Argentina a ganhar mas a Alemanha acaba por ser um justo vencedor e melhor equipa do mundial.

Paolo Maldini disse...

Miguel Pinto, eu não vou ver o jogo. Mas continuo interessado, juntamente com o Edson em que me mostres o video da participação ofensiva dos laterais e médios argentinos nas situaçõs ofensivas da equipa. E atenção que estar dentro do campo não significa que estejam na situação de jogo...

O Olhanense tb defendia mt bem o ano passado. Mas só até aos 70' depois passava a defender mal. Foi por isso que o Benfica teve 70' para lhes fazer um golo na época passada.

Tu vês os jogos? ou pegas no resultado para dares as tuas explicações? Não te incomodes com isso. És apenas mais um entre 95%.

"Alemanha... raramente teve situações de superioridade numérica ou até mesmo igualdade ainda por cima com mais um dia de descanso" Pa, mas estamos a falar de futebol ou de culinária?!

mas tenho de partir o jogo todo em situações para te explicar o que é uma superioridade e inferioridade? Se tivesse o tempinho que tu tens... até o faria :)

abraço

Edson Arantes do Nascimento disse...

Maldini, estava interessado no vídeo mas já deixei de estar. Obrigado.

O Miguel Pinto caiu aqui de pára-quedas e está na fase da negação. Também já passei por isso. Tens a minha solidariedade, Miguel.

Entretanto, não vou responder a pessoas que falam na jogada do Higuain como um grande exemplo da "qualidade" ofensiva da Argentina - quando aquilo foi uma oferta pegada do Kroos! lol Mérito da Argentina é zero. Zerinho.

A Argentina não fez nada para ter essa oportunidade. Caiu do céu.

Digo, e repito cem vezes se for preciso, que todas as oportunidades da Argentina (a do Palacio não vi e as que existiram aconteceram apenas na primeira-parte) foram criadas pelo Messi. Sozinho. Contra o mundo. (Ou então foram oferecidas.)

Digo, e repito cem vezes se for preciso, que independentemente da estatística (não me diz nada sobre o jogo, ou quase nada) a Alemanha esteve sempre muito mais próxima de ganhar - porque tem um modelo de jogo de qualidade e isto, naturalmente, aproxima-os sempre da vitória. E, para além do mais, têm jogadores fantásticos.

Gotze senta e ainda ficaram de fora Reus e Gundogan. E outros. Eu adorei os 45 minutos do Messi na final mas, para mim, sobretudo na primeira-parte, o Ozil foi o melhor em campo. Classe em tudo o que faz. Classe, classe e mais classe. Mais classe numa unha do que a maioria dos jogadores no corpo todo.

A Argentina, por outro lado, tem um modelo de jogo rústico, com fracos princípios de jogo e poucas ideias. É bola no Messi e o miúdo que se safe. É um modelo que, na minha opinião, não faz qualquer sentido tendo em conta a qualidade individual disponível.

Paolo Maldini disse...

tal e qual Edson. Já há muitos anos que não via uma equipa que tinha só jogadores para atacar e outros só para defender.

Aquilo que mostraram colectivamente com a qualidade individual de uma Argélia levavam 5 de todos jogo sim jogo sim.

Anónimo disse...

Balao......acertaste. Nao é só o Messi. Todo o Barcelona.

Outros desportos?? Correto. Jogos Olimpícos de Barcelona..Ciclismo. Pelo menos aqui sabe-se, por isso, foi apanhado e está en Tribunal.

Ele sempre esteve ligado ao Barcelona, diretamenta ou inderetamente até o Pep Guardiola se ir embora..Bem, neste caso, mudaram quase todo Staff médico.

Ninguém fala claramente sobre isso porque, ninguém consegue provar-lo.
O Mourinho mandou umas bocas mas, calou-se. Um jornal espanhol também tentou mas,...

O segredo está bem guardado. A verdade é que depois de eles se separarem comecaram os problemas do Xavi e outros. Claro o mais visto é o Messi pelo impacto mediático...

Alguém acha normal os constantes vómitos ?? Com 27 anos ter um baixao de velocidade?? O que fazia dele o super-homem...etc,etc..



Abraco

Interior-Direito disse...

Messi's morphology (do livro do Guillem Balague):

http://d1p3t35jiqtse7.cloudfront.net/content/uploads/2014/07/Messi-muscle.jpg

DC disse...

Oh pah só venho aqui fazer uma pergunta: já que o Messi está morto e enterrado isso quer dizer que já não vem ao Dragão dia 25? Vou ter que me contentar com o Deco e o Ronaldinho gordinhos? Ou será que o Messi sem explosão ainda consegue passar pelo Jorge Costa com 120kgs? Se calhar já não, coitado...

Anónimo disse...

Interior, e isso explica o que !!!

Mesmo aceitando na teoria do senhor Juanjo Brau(catalao) nao explica o baixao de velocidade....perca de velocidade, em todas as suas variantes.

Ele só diz que o Messi precisa de intervalos (pausa) para ter sucesso no proximo esforco...

Discutir estes temas, escrevendo..uff! É foda..sou um pouqinho pró preguicoso..kkkkk

Anónimo disse...

Se sabes ler nao foi isso que eu escrvi, nem dei a entender...Le lá outra vez, meu !!

Por palavras estranhas onde elas nao sao achadas...É feio.

DC = defesa central ??? Pois é por ti que o Messi nao passa.... :) :) :)

Andre Lopes disse...

Existe uma diferença entre o ser e o dever ser. Entre aquilo em que genuinamente acreditamos ser o melhor modelo/sistema/filosofia e aquilo que é possível realizar dentro de determinado(s) contexto(s). E realmente é necessário alguma inteligência para entender que por vezes temos de aceitar que o contexto em que estamos inseridos não é o desejável e que teremos de encontrar soluções, mesmo que não gostemos delas. Vide Van Gaal.

Abraços

Miguel Pinto disse...

Paolo Maldini
"Tu vês os jogos? ou pegas no resultado para dares as tuas explicações?"
Eh pá, pede a alguém em quem confies que te ajude a perceber que na final, lê bem, na final a Alemanha esteve mais perto de perder contra uma equipa, na tua opinião, com princípios de jogo primitivos. Ainda não me conseguistes explicar (provavelmente nunca o irás conseguir porque recusaste a ver o óbvio) como é que uma equipa tão rústica (palavra de um teu fiel escudeiro dos tais 5% da vossa elite)foi capaz de suster a organização ofensiva da Alemanha mundialmente eficaz e letal principalmente contra equipas que se partem em dois ou três, completamente desprovidas de referências bola, linha, profundidade, equilíbrios, etc,etc.. Lê bem o meu 1º comentário ao teu post e cinge-te a esses factos, tenta argumentar sem entrares em prosas nada condizentes com a notoriedade adquirida ao longo destes anos a falar de futebol jogado com pés e cabeça.
" Pa, mas estamos a falar de futebol ou de culinária?!"
Sabes, também já passei por isso, mas também não vem ao caso. O que eu te digo é que naquele contexto ter um dia a mais de recuperação faz diferença. Pegas em alguns livros de alguns profs de capacidades motoras e talvez descubras algo acerca disso. Mas pronto, se achas que o desempenho técnico táctico não terá nada a ver com a condição física, lá terás as tuas razões. Não me digas é que nem o Mourinho separa essas águas, por exemplo porque fá-lo.
Quanto ao seu Edson Arantes do Nascimento só me apraz dizer que em terra de cegos quem tem um olho é rei, e neste caso és mesmo uma reinação, repete as cem ou mil vezes que quiseres pois só estás a enganar a ti próprio! Só deixo o tempo a que se refere a acção de mais um ressalto de bola que isolou o Messi e que só foi possível acontecer graças à espectacular organização defensiva da Alemanha!!!!!!!!! MINUTO 46,30.
Abraço :)

Anónimo disse...

Parece-me que existem aqui muitas divergências e dou a minha opinião em algumas:

1 - Apesar da melhor organização coletiva da Alemanha (penso que aí não há dúvidas), a verdade é que estiveram perto de perder. Melhor organização, mas no fim de contas quem teve as melhores ocasiões foi a Argentina, pelo Higuaín e Palacio.

2 - Afirmar que a Argentina só mete um molhe de gente atrás é um erro. Até pode ter sido essa a sensação que deu na final a alguns, mas não o é.
Vi o jogo contra a Bélgica na câmara de cima (câmara tática da RTP) e dava para observar sempre uma Argentina com duas linhas de 4, mas a realizar boa contenção, coberturas defensivas, linhas defensivas...
Se podem melhorar ainda mais a defender? Sem dúvida nenhuma. Mas não é só colocar uns gajos atrás.

Nota: não tenho dúvidas que o Demichelis e Garay erraram no golo da final, mas há que perceber que ao fim de 7 jogos em condições extremas, com o jogo nos 112 minutos é natural que surjam algumas falhas. É o maior jogo do Mundo, mas os jogadores continuam a ser humanos.

3 - A minha opinião é que é injusto o Messi ter sido eleito melhor jogador, pois o Muller fez um torneio fantástico e irrepreensível.
Mas percebe-se facilmente: o prémio é patrocinado pela Adidas e o Messi é a maior figura da Adidas. Simples.

4 - Também discordo quando se afirma que a Alemanha foi das poucas equipas em que o todo foi maior que a soma dos 11. Várias outras seleções me mostraram o mesmo, embora com não tanta qualidade coletiva e individual nalguns casos:
Costa Rica, México, Chile, EUA, Grécia, Argélia, Croácia.

Agora, que estas seleções jogam de forma diferente, aceito. Mas todos os caminhos são válidos, se forem direcionados para ganhar. Mesmo marcando H-H no meio-campo, o que contraria a ideia do todo.

Paolo Maldini disse...

Miguel, tens data prevista para a tal demonstração que os laterais e médios argentinos participavam nas situações de jogo ofensivas da Argentina? Não sei pq o Edson se desinteressou de ver isso, mas eu ainda gostava de o ver... já lá vão 3 dias, mas eu gostava mm de ver isso...

e sobre o estarmos a falar de culinária, lamento que não tenhas percebido que também não estávamos a falar do físico e do tempo de recuperação. Sinto que estamos a falar de culinária ou de pecuária, não sei, quando dizes isto
"Alemanha... raramente teve situações de superioridade numérica ou até mesmo igualdade". Porque de futebol não será seguramente. Só se for outro futebol. Um futebol mais esquisito onde os laterais argentinos apareciam ofensivamente no jogo.

Mas é normal que tenhas visto assim. Tu viste os laterais e médios todos envolvidos ofensivamente... é normal teres visto superioridades nas situações de jogo da Argentina...

O problema é que a malta aqui fala de futebol e não de aparições...

Miguel Pinto disse...

Maldini, tens razão quando afirmas que falamos de coisas diferentes, para ti o processo ofensivo passa pela envolvência dos laterais e médios de uma equipa na tentativa de criar desequilíbrios na organização defensiva da equipa adversária. Um pouco à semelhança daquilo que a Alemanha faz, correcto? Um jogo em posse, com boa circulação táctica, atraindo o adversário para determinadas zonas do terreno, reciclando quando se torna necessário tirar bola da pressão, jogando à profundidade procurando apoio frontal, etc,etc.. Para mim o processo ofensivo até pode começar e acabar ao fim de 2 ou 3 passes: o GR faz passe para o meu lateral, este faz passe longo para o meu PL que fica 1x1 e se tiver capacidade para ultrapassá-lo terá mais possibilidade de finalizar. Não sei se me fiz entender. Porque aquilo que eu já sabia que nunca iria acontecer no jogo era ver Argentina a jogar como a Alemanha.

"Tu viste os laterais e médios todos envolvidos ofensivamente..."
E tu gostas de colocar palavras a mais na boca dos outros quando te faltam argumentos para justificar as tuas! Porque a palavra 'todos' acentua um tipo de comportamento colectivo que raramente existiu e portanto não o poderia ter dito. Isto não invalida que, ao contrário do que TU afirmaste, quer os laterais, quer os médios, não tenham participado no processo ofensivo da sua equipa embora em muito menor percentagem que os jogadores da Alemanha. Não sei como hás de interpretar,à luz da tua infinita sabedoria e também paciência para com as minhas visões celestiais, a intervenção quer do médio da Argentina no passe que fez a isolar o Messi no começo da 2ª parte, quer do passe do Rojo a isolar o Palacio na 1ª parte do prolongamento, se não me engano.
Por outro lado já reparei que quando te faltam argumentos chutas para canto; estou à espera que me digas ou justifiques porque é que a Alemanha não conseguiu criar mais do que UMA situação de golo e de bola parada a uma equipa com processos primitivos e sem qualidade em que apenas juntam uma molhada encostada lá atrás.
Um abraço para a malta daí

Paolo Maldini disse...

Miguel, o que te digo é que isso não prova nada. Defender sp c 8 no ultimo quarto (nem é terço) do campo não é defender bem. é defender c mts.

O Arouca saiu da luz qs sem consentir oportunidades. isso significa que defenda bem? Defender bem é muito diferente, disso. Se quiseres saber o que é defender bem (na minha opinião,claro), é ir vendo tudo o que ficou para trás que há exemplos com imagens e tudo.

Pq num jogo qq uma equipa n tem mais ou menos oportunidades, n significa q a outra defenda bem ou mal. A Alemanha não é uma máquina pq deu 7 no Brasil. Aconteceu. São coisas que escapam a quase todos. Pegam no resultado e querem explicar as coisas. Não funciona assim. Nós apenas temos visões totalmente diferentes do jogo. Tu viste um passe a isolar, eu vi um Rojo sem opções nenhumas por já estar no meio campo ofensivo (das poucas vezes que o pisou) a ter de tirar um cruzamento lá para cima. Um cruzamento mt bem tirado que beneficiou do erro de cálculo do Hummels. Nem vi um passe ali. Mas não é disso que se fala... Os médios quando têm a bola nos pés, claro que participam (iam desviar-se qd a passam?). A questão é que só a tinham proveniente dos defesas. só entravam nas situações de jogo quando a bola estava no gr ou nos defesas. Não se envolviam ofensivamente nas diferentes situações de jogo.


"rocesso ofensivo passa pela envolvência dos laterais e médios de uma equipa na tentativa de criar desequilíbrios na organização defensiva da equipa adversária" Não é bem isso. é estarem na situação de jogo. sabes o que é uma situação de jogo? para ver se me estou a fazer entender... é que desde q a bola n estava na 1a fase, eles simplesmente não estavam na situação de jogo...

se tivesse a paciência que dizes ironicamente que tenho, analisava o jogo para perceberes o que digo.

MAs também podes analisa-lo tu como disseste que o farias, para eu perceber o que dizes.

Ainda o vais fazer? ou já ficaste sem o tal tempinho que antes disseste teres para me explicar...?

Paolo Maldini disse...

aahhh...

" para ti o processo ofensivo passa pela envolvência dos laterais e médios de uma equipa na tentativa de criar desequilíbrios na organização defensiva da equipa adversária"

não, já te expliquei que o processo ofensivo é qd tens a bola e o defensivo qd n tens. Não é o q fazes com ela q decide se tas no ofensivo ou no defensivo. é se a tens ou nao!

Miguel Pinto disse...

Maldini
"o que te digo é que isso não prova nada. Defender sp c 8 no ultimo quarto (nem é terço) do campo não é defender bem. é defender c mts."
Para mim é reconhecer, naquele contexto frente a uma equipa com processos muito mais refinados individuais e colectivos, que poderiam ser bem sucedidos se o fizessem bem. Se subissem o bloco teriam porventura mais problemas, simples de analisar. Se é do teu agrado ou do meu, claro que não, mas estrategicamente falando penso que foi bem interpretado por muito que digas o contrário.
"O Arouca saiu da luz qs sem consentir oportunidades. isso significa que defenda bem?"
Para ti, quer seja o Arouca ou o Olhanense ou o Arrentelos, quer dizer que a outra equipa teve azar.
Ou então explica-me o que é que farias se estivesses no lugar do P. Emanuel.
"
sabes o que é uma situação de jogo? para ver se me estou a fazer entender... é que desde q a bola n estava na 1a fase, eles simplesmente não estavam na situação de jogo..."
Mas é óbvio que isso foi visível desde o início! Agora dizeres que nunca aconteceu é que é demasiado redundante! Aconteceu mas poucas vezes. Porque é que não aconteceu mais vezes? Porque os jogadores alemães iriam tirar partido dessa situação se o adversário quisesse jogar mais exposto, com um dos laterais a dar mais profundidade, ou um dos médios a tentar jogar entre linhas, e se reparaste bem no jogo os alemães no momento da perda de bola, quando não conseguiam fazer logo a pressão baixavam para o seu meio campo à excepção do klose.
"
Tu viste um passe a isolar, eu vi um Rojo sem opções nenhumas por já estar no meio campo ofensivo (das poucas vezes que o pisou) a ter de tirar um cruzamento lá para cima. Um cruzamento mt bem tirado que beneficiou do erro de cálculo do Hummels. Nem vi um passe ali"
Pois, tu vês acasos, eu já vejo ocasos. Tu vês o lance do Kroos que isola o Higuain como uma casualidade, eu vejo como uma infantilidade de todo o tamanho. Tu vês o passe do Biglia a isolar o Messi como mais um momento de sorte porque alguem da bancada tinha chamado o Boateng e ele distraiu-se, eu vejo-o como um momento em que ele perde a noção do espaço que deve defender em função do adversário. Tu vês o passe do Rojo como mais uma dádiva de Deus porque ele rezou a bom rezar para que o Hummels, e logo o Hummels, não conseguisse chegar à bola. Eu vejo que o extraordinário jogador que é o Hummels não conseguiu ser capaz de pegar na máquina de calcular a tempo de fazer a operação que se impunha.
Realmente não podemos ver o futebol da mesma forma ou então, se fores capaz de analisar o jogo e só o jogo em si, sem olhares para processos, nomes de jogadores, ranking de treinadores, talvez consigas perceber que existiu uma equipa em campo com a qual te identificas mais com os seus processos de jogo e outra que se limitou a defender em bloco baixo com 2 linhas de 4 que raramente se desposicionaram, que funcionaram bem em termos de equilíbrios, coberturas e contenção, acho até que o pior dos 4 foi o Zabaleta que dava por vezes o espaço interior ao adversário em progressão com bola porque estava preocupado com o seu homem, e que ofensivamente entregava o seu jogo a Messi e Higuain.
Tenta não particularizar as questões, só porque não gostas dessas opções não significa que não possam ser aplicadas. Eu também já gostei mais das equipas do Mourinho do que gosto agora. O que eu não sei, porque não dentro dos processos, é aquilo que leva os treinadores a mudarem ou alterarem as suas ideias de jogo.
Se com os exemplos que dei tu não consegues aceitar então só me resta esperar que sintas, caso estejas a treinar uma equipa, em campo aquilo que tanto tentas justificar.
Abraço



Paolo Maldini disse...

já percebi q n vou nc conseguir explicar-te a minha visão.

Já aqui foram elogiadas equipas c 2 linhas de 4 a defender. O SLB, por exemplo. Tu pensas no geral. No geral até o Camacho mandava formar 2 linhas de 4 juntas. É a coordenação entre sectores, a coordenação no mm sector, o cumprimento de princípios. É no específico que a Argentina é péssima. Não há trabalho táctico. Apenas um "joguem c 2 linhas de 4 à frente da grande área"

Reparaste que eles estão sp À mesma profundidade a defender? Nem sequer há jogo posicional em função da contenção, do espaço do portador, enfim. Aquilo até um miúdo de 15 anos que veja mt futebol organiza.

E já agora, dizer que com a qualidade individual que tem ao seu dispor, também não concordaria com o processo que demonstraram (a tal praticamente nenhuma envolvencia ofensiva dos jogadores que não Messi, Higuain e/ou Aguero). Mas nem é disso que falo agora. Agora é mm da falta de qualidade nos processos defensivos.

Na liga portuguesa há mt isso. Equipas que juntam 8,9 ou 10 gajos nas imediações da sua área, saem da luz ou do dragão com uma derrota só por 1 ou 2 e vão contentes pq defenderam bem. Mas... defender bem não é isso. Isso, citando Jorge Jesus "qualquer totó faz"

Mas, pronto. É assim. Não temos de ver as mesmas coisas! abraço

Paolo Maldini disse...

http://record.teste.online.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Benfica/interior.aspx?content_id=885904

Miguel Pinto disse...

Paolo Maldini
"Reparaste que eles estão sp À mesma profundidade a defender? Nem sequer há jogo posicional em função da contenção, do espaço do portador, enfim"
Não, não é isso que vi mas pronto, também vejo que dificilmente mudarás de ideia.
Concordaria com essa tua visão se a Alemanha tivesse criado 3, 4, 5, 6 oportunidades de golo como o SLB do Jesus faz quando defronta Aroucas, Olhanenses, Paços de Ferreiras e outros mesmo perdendo o jogo, percebes? Eu quero pensar e acreditar que a Alemanha não foram apenas mais que uma cambada de gajos que se juntaram 1 hora antes do jogo porque ofensivamente qualquer miúdo de 15 anos à frente daquela equipa seria capaz de fazer algo mais para desequilibrar aquele amontoado de pernas!
Voltando um pouco atrás " já te expliquei que o processo ofensivo é qd tens a bola e o defensivo qd n tens. Não é o q fazes com ela q decide se tas no ofensivo ou no defensivo. é se a tens ou nao!"
Correcto, mas se acrescentarmos intencionalidade, se promovermos algum tipo de dinâmicas, melhor ainda não achas? Do género saco a bola ao extremo adversário perto da minha baliza e sei, porque treinei para isso, que tenho o meu PL a dar profundidade no corredor lateral saindo do grande círculo, o meu MC a tentar ser opção de passe no corredor central, o meu DC ou o GR a dar uma linha de passe segura por exemplo. Não é apenas ter a bola, isso qualquer puto de 15 anos sabe.
Abraço

Paolo Maldini disse...

Olha, Miguel, no meio disto tudo percebi pq o Edson deixou de te pedir o que prometeste. Foi mais esperto do que eu e não perdeu uma infinidade de tempo. Então mas eu estou a discutir com um tipo que diz q o processo ofensivo não é só quando tens (tua equipa) a bola? e depois descreves uma dinâmica? Mas tu sabes o que é ofensivo, defensivo, dinâmicas, situações de jogo (que já se percebeu que não sabes nos comentários anteriores), sistemas, momentos, etc? Pa, eu não sou teórico e tb se me vêem com palavras esquisitas tb não entendo, nem acho que se deva perder mt tempo com o que não encontras verdadeiramente na prática. Agora vires confundir o que é processo ofensivo com dinâmica, que é algo que surge dentro do processo ofensivo... e ainda estou eu a tentar falar-te de controlos da profundidade e restabelecimento de equilíbrios e posicionamentos em função da situação de jogo... enfim...

abraço. vamos falando... sobre outras coisas, de preferência

Miguel Pinto disse...

Desculpa Maldini pelo tempo que perdeste comigo. Peço até que, se tornares a ler algum outro comentário meu, o ignores. Prefiro mil vezes ter este tipo de discussão frente a frente do que desta maneira. É que por vezes deturpa-se o sentido das coisas mais simples com uma facilidade tremenda e depois perde-se um tempo infindável para tentar justificar o óbvio.
No meu dicionário de futebolês um processo ofensivo ou defensivo é um dos momentos do jogo em que é definido de que forma a equipa, através das tais dinâmicas(caso contrário não passará de uma situação anárquica, definida por livre e expontanea vontade dos seus intervenientes) coordenadas no processo de treino, consegue manter, progredir e finalmente finalizar através do remate na baliza do adversário.
Só quis distinguir as equipas que não sabem o que fazer quando ganham a posse de bola das outras equipas que já têm definidas essas tais dinâmicas, ou se preferires, tentam construir, depois tentam criar situações de finalização e finalmente tentam concretizar em golo essas mesmas situações. Mas reparo que isto tudo é muito esquisito para ti. Ok, compreendo que talvez tenhamos diferentes tipos de linguagem para falar de futebol.
"Agora vires confundir o que é processo ofensivo com dinâmica, que é algo que surge dentro do processo ofensivo..."
Para te responder a isso posso dizer que a estrutura em que joga o SLB, por exemplo, é 1+4+4+2, mas durante o jogo, por força das tais dinâmicas essa estrutura altera-se. O que dá vida quer à estrutura, quer aos processos são as dinâmicas. Mas posso estar enganado.
Para acabar torno a fazer referência ao teor do teu post e ao meu primeiro comentário ao mesmo em que continuo sem ter uma resposta: como é que uma equipa tão fraca colectivamente esteve tão perto de ganhar a final do Mundial? Será que desta vez vais-me responder?
Abraço

Paolo Maldini disse...

o processo ofensivo ou defensivo n é momentos do jogo. Esses tb vem dentro dos processos. O processo ofensivo é qd tens a bola, homem. O defensivo é qd n tens. Bem não interessa estarmos para aqui a falar de futebol.

Respondendo. É o futebol. O Arouca empatou na Luz. O Belenenses empatou na Luz. O FCP e o SCP só não foram trucidados por pouco na Luz. E então? Isso explica o que? que o Arouca e o Belenenses são melhores que o FCP e o SCP?

vá, vamos lá deixar cair o futebol e falemos de gajas e assim...
abraço

Miguel Pinto disse...

Entendido Paolo Maldini.
Só para te esclarecer: ao que tu chamas de momento eu chamo de fase(fase ofensiva/defensiva, fase de transição ata/def, def/ata. Portanto vês que a taxinomia não é uniforme e consegue criar algumas confusões mas adiante.
Em relação ao teu argumento 'é futebol', tenho a dizer que esperava algo mais concreto do género: porque é que o Joaquim só se lembrou de pôr o Goetze aos 88'??? Fico claramente com a ideia que se ele tem entrado na 2ª parte ou pouco depois a equipa teria ganho muito mais capacidade para penetrar na área da Argentina ou até mesmo de ser capaz de desposicionar a sua linha defensiva com a sua facilidade em criar espaços para os seus colegas. Acho que faltou aos jogadores alemães um pouco de criatividade que nem o Ozil foi capaz de emprestar.
Em todo o caso trouxeste para aqui exemplos de equipas que conseguiram não perder jogando para não descer e outras que iam sendo goleadas jogando para títulos. Sabes que a comparação não é muito boa( de 7 para 34 jornadas vai uma grande distancia, mas entendo o ponto de vista). Por outro lado isso explica, pelo menos para mim, que se a Argentina tivesse ganho o jogo tu virias para aqui enumerar todos os erros da equipa para justificar a injustiça do resultado e que a Alemanha é que deveria ter ganho e blábláblá.
Fazendo uma comparação, por exemplo, entre este jogo e a final que o SLB perdeu para o Chelsea, digo-te que foi de uma injustiça tremenda o SLB ter perdido e aí, não me recordo se o fizeste, terias todos os motivos para trucidares a organização defensiva do Chelsea bem como o seu treinador! Mas pronto, não bato mais no ceguinho e fico-me por aqui, senão ainda me bloqueias e eu fico sem aprender mais uns conceitos.
Continuação de um bom trabalho, abraço

Paolo Maldini disse...

pa, mas tu ainda não percebeste o estupido disto?! de estarmos os 2 a falar de futebol?!Porra, pa, não é uniforme o q?! ao menos faz como os outros e lê uns livros, caramba! Ao menos copia!

Não sabes o que são momentos, fases, etc etc

e vens dizer que não é uniforme?!?

fodasse

eu ao sol chamo lua, à lua chama sol, aos planetas chamo estrelas e as estrelas chamo gambuzinos

tive uma discussão com o cabrão dum astrónomo que não percebeu o meu ponto de vista e deixou de falar comigo sobre astronomia. Ainda não percebi porquê...

Miguel Pinto disse...

Havia um que até dizia que era a Terra que girava à volta do sol, vê lá tu...e toda a gente a dizer-lhe que era ao contrário...
O que eu quis dizer é que para mim o processo ofensivo é o momento ou instante em que é definido de que forma a equipa consegue manter, progredir e finalmente finalizar através do remate na baliza do adversário. E tu pensaste que eu me estaria a referir aos 4 ou 5 momentos do jogo: organização defensiva, organização ofensiva, transição defensiva, transição ofensiva e ainda os esquemas táticos. Apenas disse-te que em vez de lhe chamar momentos eu chamo-lhe fases porque entendo que se prolongam por mais de um momento, duram vários segundos, só isso. Sei que nos livros não vem nada disso mas se passasse a estar para mim era igual. Tento pensar um pouco pela minha cabeça mas sei que às vezes também faço asneira da grossa. Talvez um dia nos possamos encontrar e quem sabe eu possa aprender mais algumas coisas.
Não vale a pena enervares-te. Há coisas bem mais importantes que o futebol. Se te fiz perder a paciência, peço desculpa, não era a minha intenção.
Abraço

Paolo Maldini disse...

vá, eu é que peço desculpa pelos meus maus modos.
abraço