terça-feira, 12 de agosto de 2014

Lances práticos do SLB em Aveiro














42 comentários:

PedroF disse...

Que cá fique durante muitos e bons anos!

Henrique disse...

Maldini, por acaso fizeram alguma análise ao Braga ou ao Belenenses quando eram treinados pelo Jesus? Eu lembro-me de ter a ideia, apesar de ser um miúdo, que no Belenenses ele jogava em 442 losango e que o Benfica nunca conseguia jogar nada de jeito contra ele. Abraço

Paolo Maldini disse...

Henrique o blog existe desde os tempos de Braga e ai já era tido como génio tacticamente. Conheço.o bastante bem desde Belém pq o segui MT nesses anos. E desde ai q sp esperei o sucesso q ta a ter. Qd ele taça em Braga eu tava a treinar um grupo organizado de malta numa liga q havia então. QS TDs os meus jogadores desse tempo seguem o blog e podem confirmar.te q defendíamos igual as ideias de JJ. NC lhes escondi q tinha ido buscar aquelas mov def a ele. Na altura ainda n tinha chegado ao slb...

Jay disse...


Um pequeno off-topic:

Entretanto, se estávamos à espera que na Argentina emendassem a asneira de ter Sabella, podemos esperar sentados, porque os rivais estão de novo (quase) equiparáveis: em resposta ao Dunga, a Argentina escolhe...

Tata Martino.

Oh lord. Fará melhor mas... Enfim.


Abordando o tema...

Só alguém muito nabo pode sonhar sequer que o Jesus não vai montar DE NOVO uma equipa que chegue próximo dos 70 pontos. Mesmo com várias perdas.

O Porto vai demorar a montar alguma coisa que se veja.

O Sporting, mesmo na sua melhor época em muito tempo, "só" conseguiu 67 pontos. Não tem um grande acrescento de qualidade ao 11, tem no plantel o que pode ajudar nalguns jogos com alternativas frescas saídas do banco com alguma qualidade. Mas é duvidoso se terá individualidades para fazer a diferença.

Sobretudo considerando que Jefferson vai ser 1ª opção ainda muito tempo. E Montero vai ao banco porque os adeptos têm um amor louco e incompreensível pelo Slimani. E o Marco vai ser obrigado a mudar tudo, aposto.

E portanto vão andar meia época a jogar bolas para a área. E a perder pontos. E a jogar mal, como o ano passado na 2ª volta.

Oxalá esteja enganado. Para bem do status quo, era giro ver um Sporting na luta e até campeão.

Mas acho que os 3 vão lutar até ao final, com o Sporting a cair primeiro, penso eu.

Henrique disse...

Maldini, do Braga a ideia que tenho é que jogavam muito à bola, vou ver se encontro alguma coisa :)

Facto é que ele não podia ter aprendido tudo no Benfica, e para o pessoal mais atento e conhecedor devia ser óbvio que estava ali um treinador de elevada qualidade. Incompreensível como demorou tanto tempo a chegar ao Benfica. Abraço

Caneco disse...

Uma boa análise, quem vê isto não precisa de ver programas de m**** na TV. Podiam era fazer mais, mas compreendo a falta de tempo!
Muito temos a aprender com este sr. O próximo passo será perceber a sua metodologia de treino, como chega a isto, porque o modelo de jogo é perceptível, agora o resto ainda está muito por explorar.

Abraço

kalho disse...

E que continue mais uns anos. Muitos avaliam com 2 campeonatos em 5 mas a verdade é que o Benfica tem jogado sempre um futebol bonito de ataque. Muito melhor que os treinadores anteriores. Ganhar não devia ser o mais importante.

Tiago Beça disse...

O Slimani pode estar abaixo táctica e tecnicamente em relação ao Montero, mas fisicamente não vejo nenhum atleta como ele na nossa liga.
A ganhar bolas de cabeça é simplesmente muito melhor que a maioria dos jogadores, e não foi à toa que se destacou no mundial.

DC disse...

Por acaso o Rio Ave pareceu-me mesmo muito mal treinado. E com jogadores para mais, pelo menos o Pedro Moreira e o Filipe Augusto.
Aquele Diego Lopes nunca tinha prestado grande atenção e detestei, não sabe jogar pressionado. Foi para cima em inferioridade numérica várias vezes e pior que isso, ia com fosquinhas que não lembram a ninguém. E o Pedro Martins parece que já começou a trocar tecnicistas por cavalos de corrida.

Quanto ao JJ, tal como já disse, não é surpresa que a equipa se mantenha assim organizada. Tinha, salvo erro, 2 jogadores novos apenas no 11. Saindo o Enzo e talvez Gaitan já vai complicar mais.

Unknown disse...

Fui ao estádio e é, de facto, um regalo ver o comportamento defensivo do SLB, principalmente da recuperação dos centrais. Estão sempre super ligados ao jogo. Gostei muito do Jardel, classe mundial comparado com o Sidnei. :D

Gonçalo Matos disse...

Tiago Beça,
O jogo chama-se football, nao headball.. Para tirares o maior proveito do slimani tens de alterar mta coisa que é natural, tens de jogar mto pelo ar, evitar jogar com ele qnd de costas pra baliza, porque ele perde quase todas as bolas pelo chão, por deficiências técnicas ou na recepção ou no passe.

Carrela disse...

JJ tem mérito, é por demais evidente, mas daí a endeusar tanto para quem ganhou tão pouco com planteis tão recheados de qualidade/quantidade...

VP, em 2 anos foi Bi-Campeão, com um plantel com qualidade mas imensamente mais CURTO em opções, é só olhar para o banco do Porto nos confrontos com o Benfica por exemplo!

Há uma coisa que NINGUÉM bate JJ, nas "matreirices", no ganhar falta, no provocar falta, no rebolar mais um pouco para sacar algo mais... no assobiar para o GR atirar-se para o chão... no esbracejar e "intimidar" a equipa de arbitragem constantemente... e isso tb conta!

Alessandro Del Piero disse...

Sem dúvida que a grande vantagem do benfica é manter Jorge Jesus. É realmente de top.
Faz me uma confusão a opinião extremamente redutora que alguns têm de alguns jogadores.
Quase que aposto que também criticavam o Mário Jardel se ele andasse aí no seu auge...

João disse...

Carrela diz-me por favor o treinador que ganhou com um plantel sem qualidade. Só um.

Esse argumento é como o de que o JJ não aposta na formação, só serve para atacar o homem... Sem jogadores de qualidade por mais competente que ele seja, não vai ter sucesso. E é exactamente por isso que ele não aposta na formação: qualidade dos jogadores. Actualmente nenhum jogador da formação poderia ter ambições reais de jogar na equipa principal com regularidade, que é exactamente o que precisam. As decisões dos empréstimos de Cavaleiro, Cancelo e Bernardo são correctas, os clubes para onde foram os 2 últimos é que são o problema - a menos que eles já não sejam jogadores do Benfica.

Pedro disse...

Maldini, quando sair Salvio e Enzo, se não entrarem reforços de qualidade, vamos ver como fica a tactica que aqui mencionas, pois na pré-epoca nada saiu como aqui falas, mas compreendo o que pretendes mostrar!!

Espero que percebas o que quero dizer..

Abraço

DC disse...

João, o Talisca é mais fácil de potenciar que o Bernardo porquê? E o Derlei ou o Kardec mais fáceis de potenciar que o Nélson Oliveira porquê?

Roberto Baggio disse...

Desculpa lá João, não havia o quê?! LOL. Mas é que só podes estar a brincar. É que nenhum reforço é melhor que Bernardo ou Teixeira. Nem um!

Pedro disse...

"Carrela diz-me por favor o treinador que ganhou com um plantel sem qualidade. Só um. "

Jaime Pacheco?

Anónimo disse...

Eu conheço uma pessoa que pertence á equipa técnica do Benfica e ele diz que o Jesus pode ter muitos defeitos mas em termos de treino o homem é fantastico a maioria dos exercicios vem tudo da sua cabeça. Eu jogo futebol e acho que tenho tido bons treinadores mas nestes ultimos anos tenho feito alguns exercicios do Jesus e nunca nenhum dos meus treinadores mesmo com muitos cursos tinham tido capacidade para realizar, então em relação á organização defensiva o homem pode ser muito convencido mas que ele sabe muito disto lá isso sabe.

J. Saro disse...

"VP, em 2 anos foi Bi-Campeão, com um plantel com qualidade mas imensamente mais CURTO em opções, é só olhar para o banco do Porto nos confrontos com o Benfica por exemplo!" Carrela

Carrela, sim, em plantel o Benfica tinha melhor no sentido de ter mais banco, mas só jogam 11 de cada vez e o Porto tinha jogadores de outra classe no 11. Aliás, metade ou mais da classe do 11 de cada Benfica é sempre mais de Jesus que do treinador.

Óbvio que VP também ajuda muito, mas diz-me qual era o onze do Porto em 2013:

Helton (vs Artur)

Danilo, Mangala, Alex Sandro
Fernando, Lucho, Moutinho e James R
Jackson M

Isto é uma das melhores equipas de sempre num campeonato português. Óbvio que só por aqui (LE, Posse de bola) se falava na genialidade de James e co. Passado um ano, James é só uma estrela a nível mundial como nunca foi outro jogador saído do Benfica. Podemos ir falar de Falcão e mais jogadores. Muito mérito para VP e AVB, mas é usual os jogadores do Porto que chegam terem mais qualidade logo de início.

Miguel Barata disse...

Carrela,

Se acompanhares este blog verás que JJ não é (no geral) mais endeusado que VP, é mais falado porque continua no activo e VP não.

Quanto ao plantel mais curto, convinha também dizer que o Benfica em 2012/13 teve mais de 10 jogos extra em relação ao Porto (e essa diferença aconteceu toda entre Março-Junho).


@jay, perto dos 70 pontos com 34 jornadas não era grande sinal :p

Miguel Damas disse...

Desculpa lá, ó Carrela, mas estás a falar de qual VP? Daquele que depois de 2 anos no ex clube do Casagrande o melhor que conseguiu arranjar foi uma liga qualquer das arábias? E que mesmo assim foi despachado a meio da época? E que depois disso o melhor que consegue arranjar para seguir a sua carreira foi aceitar comentar futebol na tv? O VP dava os dois tomates para estar no lugar do JJ...

Carrela disse...

Pedro e João,

VP no Porto nos 2/3 anos que esteve no FCP (1 como adjunto), com um plantel mais curto ganhou em todas as frentes ao Benfica de JJ (o endeusado JJ)

Eu não estou a pôr em causa os méritos de JJ, estou a questionar o seu "endeusamento" (parece-me excessivo).

É no mínimo estranho que um treinador elevado ao top dos top, com planteis de uma qualidade imensa tenha ganho tão pouco... o ano passado esteve por um fio.. Foi preciso o FCP ir buscar um "Paulo Fonseca" para desbaratar de tal forma a equipa para que o endeusado JJ tivesse um época plena de sucesso... ainda assim, com sorte quanto baste à mistura, como por exemplo, na taça, onde levaram um tamanho banho de bola que até assustou, mas por obra do acaso (aselhice dos jogadores do FCP) perdeu apenas por 1, dando depois a volta na eliminatória...

Tem feito um trabalho fantástico com o Benfica na Europa (é só ver o rank antes e agora), mas graças à "2ª divisão" da Europa(LE), porque na CL, é "chutado" sem glória para fora da fase de grupos... é normal???

O ano passado num grupo em que tinha CLARAS obrigações de passar... um treinador tão endeusado com um plantel tão rico, é normal???



É só isso que questiono... mais nada...

Unknown disse...

Baggio, quem te parece com mais potencial, o Bernardo ou o Talisca?

Henrique disse...

Carrela, vieste ao sítio errado para tentar justificar a qualidade de um treinador ou jogador pelos títulos que conquistam.

João disse...

DC, eu tinha esperança que o Nélson fosse o PL que prometia ser, mas ele não tem correspondido. E até fez alguns jogos pelo Benfica nessa altura. Quanto ao Talisca, tens razão.

Baggio, achas que o Teixeira e o Bernardo (aqui tenho dúvidas, acho que sim) poderiam ganhar os minutos que precisam em competição para evoluir na equipa principal do Benfica mantendo-se ela como está? O Bernardo poderia jogar como 2º avançado (esperava que fosse esta a aposta...) mas o Teixeira creio que seria o "André Gomes" desta época... Uma dúvida, nesta fase da carreira é-lhes mais útil acumular minutos e experiências em jogo ou treinar com os melhores (equipa principal) e jogar menos?

Carrela o FCP teve sempre um 11 superior, haveriam 2 ou 3 jogadores do SLB que entrariam no 11 do FCP nesses anos. O JJ tem defeitos, mas acho que as virtudes compensam esses defeitos.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Carrela, o JJ até podia não ter ganho nenhum título no Benfica que seria sempre um excelente treinador.

Isto é o que tu não entendes. Passa uma horinha pelas etiquetas. Se não entenderes mesmo assim, tchau, não voltes a pôr aqui os pés.

Da formação do Benfica, na minha opinião, o Bernardo Silva, o Cancelo e o João Teixeira tinham espaço na equipa deste ano (tal como a conhecemos neste momento).

Na época passada, por exemplo, talvez só o Bernardo Silva tivesse espaço.

Agora, suspeito que destes meninos só o João Teixeira é jogador do Benfica. Os outros já foram vendidos.

Pedro disse...

Carrela,

Eu não endeuso JJ.

Anónimo disse...

Carrega, vai ver bem o que jesus também fez na liga dos campeoes.....podes ver....!! Aqui defendem mais o estilo de vitor pereira que jesus e dizem que nao e o seu estilo algumas coisas de jesus, mas que elas são boas, são. Tens que ler melhor o que se escreve.....e vamos la ver se era do"paulo fonseca" ou mesmo do jesus a culpa da diferença de ano passado. Com estes jogadores, com vitor pereira o porto era campeão com 10 pontos e chegava as meias da Champions, pelo menos......!! Se calhar existe outro " paulo fonsecas" que é espanhol........!!

Johnny McCaco disse...

off topic

uma das questões mais discutidas neste blog e no posse é acerca das boas decisões, e parece-me, que principalmente neste blogue, afirma-se que a boa decisão é independente das caraterísticas do jogador. Então pergunto: imagimenos uma daquelas arrancadas do Messi em que finta 3 ou 4 e marca golo. Imaginando que nessas arrancadas não tinha colegas melhor enquadrados ou livres, pacificamente afirma-se que Messi teve uma sequência de boas decisões, tal como poderíamos falar do golo do século de Maradona, em que enfrentou sucessivos 1x1 sem cobertura. A minha questão é, nestes e em muitos outros casos, se fosse por exemplo o João Teixeira ou o Fejsa a tentar coisas parecidas, sem colegas melhor enquadrados ou livres, seria uma boa decisão também? Ou a boa decisão nesses casos tem a ver com a caraterística dos jogadores em questão, em que alguns, devido às suas caraterísticas individuais, conseguem ter um espectro maior de possíveis boas decisões, e outros têm-nas mais limitadas. A ideia que sinto ser defendida aqui é que boa decisão é igual para todos, daí trazer esta comparação para a berlinda. Abraço

Gonçalo Matos disse...

Carrela, o que faz a qualidade de um treinador sao o seu modelo de jogo e operacionalizacao do mesmo. Resultados sao relativos; ja que so ganha um.

Márcio Guerra disse...

Nas várias Champions, só fez uma má, a do ano a seguir ao primeiro campeonato. Noutra passou, noutra foi o melhor terceiro talvez de sempre, que em vários outros grupos e doutros anos dava para ganhar o grupo, e tendo tido o azar descomunal de ter apanhado um Roberto, mais uma vez, a entalar o Benfica.

O VP mostrou, a meu ver, que a comentar tem mais conhecimento do que muitos treinadores, o que me leva a dizer que talvez tenha mais qualidade do que o que gostaria de admitir quando esteve no Porto. Por exemplo, foi falado, em tempos, aqui no Lateral Esquerdo a forma como protegia Mangala. Fez-me perceber, nessa altura, que também teria algo ali.

No entanto, e pegando nisso contra o que foi dito atrás, JJ, na época anterior, se falhou, também esteve muito perto de ganhar tudo, campeonato, LE, TP, tudo... Desta vez calhou a ganhar, mas só ganha e perde quem lá anda. Quem ficou para trás já só tem a certeza de não ganhar.

Acrescento só que já desde o Belenenses era falado para o Benfica, tendo ido para Braga antes. E de Braga esteve para sair para o Porto, sendo desviado para o Benfica, anuindo à contratação de Falcao para o Porto quando pensava ainda que seria treinador deles, e que depois dele mesmo ser desviado para a Luz ter tentado desviar Falcao, mas este não dando o dito pelo não dito, e se calhar bem, ao Porto, o que é de louvar ao jogador, ainda que talvez tivesse sido interessante de ver Cardozo+Falcao e não ter visto Saviola, ainda que tenha gostado muito, muito, muito de o ter visto e tido cá no Glorioso! (A fonte disto é JJ no Trio D'Ataque em 2010 após ter sido campeão, entretanto já não está no arquivo da RTP, ou não estava, quando procurei a última vez).

Já não comentava há muito tempo, mas não deixo de acompanhar e ler muitas vezes os comentários!

Abraço a todos.

Márcio Guerra

Anónimo disse...

JJ e VP, dois bons e diferentes treinadores.
JJ, tem um modelo q dá mtos problemas contra equipas com qualidade na posse de bola.
VP, claudicou nas provas internacionais e não consegue gerir balneário.

Miguel Pinto disse...

Gonçalo Matos, era bom era...e nada difícil.

Miguel Pinto disse...

Costumo dizer que há jogadores, como o Ruben Amorim, que fazem com que alguns treinadores sejam obrigados a crescer, reflectindo sobre o treino, reformulando conceitos, arrumando ideias já algo fora de época e trocando-as por outras mais consistentes com as novas tendências.
Ser treinador de qualidade do fcp, do scp ou do slb é muito mais que ter um óptimo modelo de jogo e saber operacionalizá-lo. Essa será talvez uma visão minimalista. Sei, Gonçalo Matos, que não quiseste vulgarizar o papel do treinador de futebol ao fazeres aquela afirmação. Apenas fiz o reparo porque poderão existir pessoas que, ao lerem o que disseste, poderão ser induzidas em erro e tentadas a colocar em prática (caso treinem alguma equipa) apenas e só uma pequena parte da tarefa com consequências nefastas para as suas carreiras.
Abraço

Johnny McCaco disse...

Anónimo, o VP não teve grandes resultados nas provas internacionais, é certo. Também só teve 2 chances. Na primeira, e ele já abordou isto, tinha uma equipa que pagava o preço do sucesso, metade da equipa, os melhores, queriam sair após terem ganho a liga europa com o AVB, e até ao mercado de transferências fechar efinitivamente, em Janeiro, VP admitiu que teve de gerir tudo com pinças. Obviamente, os resultados reflectiram tudo isto, em Dezembro o Porto foi pra rua da Champions num grupo em que estava o Apoel. Depois (isto tudo com o Hulk a ponta de lança p ex), a partir de Fevereiro, em que quem não saiu já não ia sair mesmo, arrepiou caminho até ao título. Na Liga Europa fez um bom jogo contra o City em casa, perdeu 2-1, e em Inglaterra discutiu a eliminatória, o descalabro deu-se nos minutos finais, penso q alguém foi expulso, não me recordo bem

Na 2ª época, faz 4v 1e 1d no grupo da Champions, passa atrás do PSG e apanha o Málaga. Fez talvez o melhor jogo que vi do Porto de VP na 1ª mão, em que vence apenas por 1-0. Com melhores pormenores individuais em alguns lances e saía goleada. Na 2ª mão, Defour é expulso cedo e perdem por 2-0. Como podes ver, sim, não foi muito feliz, mas se virmos bem, foram detalhes ou coisas que dificilmente se poderia controlar como se gostaria

R.B. NorTør disse...

Na questão JJ, basta de facto ver o que ele deixou em Braga. E ver o que se seguiu. Quem vir as campanhas que se seguiram vê enquanto não se desfez o que estava feito o Braga andou sempre a cheirar a frente. Assim que as peças mudaram o Braga deixou de cheirar o título.

Quanto a reforços do Benfica este ano, eu também esperava que o Nélson Oliveira fizesse as vezes de Rodrigo o ano passado. Claro que isso implicava ele não ter aberto a boca o ano passado como abriu e também (especialmente) que o que foi analizado aqui no post "All Muscle no Brains" fosse mentira (não é).

O Talisca tanto pode dar um Enzo como um Paulo Almeida, isso dependerá da cabeça que tiver e da vontade de evoluir. Apesar de ter concluído quase tudo mal, esteve melhor na generalidade na supertaça do que em toda a pré-temporada. Agora, alguém tem de lhe ensinar a bater bolas paradas...

Pessoalmente também acho que há na equipa B muito material para dar ao Jesus o epíteto de "formador de estrelas" mas há uma sobreposição muito grande (mas não total) entre os adeptos que exigem que o Benfica ganhe 5 ou 6 títulos este ano e os que pressionam ao ponto de sufocar quem erra na primeira equipa.

No capítulo daquilo que o Benfica precisa como de ar para respirar (guarda-redes e médio defensivo) não há lá nada. Sem esses reforços acho que o Jesus terá de recorrer a uma defesa de 10 em cima da linha de golo e um tipo alto para as bolas por cima, senão... ;)

tsubasa disse...

Só mais uma posta:
JJ não sabe muito da poda, isso existem vários que sabem e até falam melhor que ele (palavras do próprio)!

Jesus é top a pegar nessas ideias e operacionalizar. Meter os jogadores a terem sempre estes comportamentos. Isso sim é de valor.

Posto isto, eu não considero que se deva valorizar muito mais esse trabalho do que os resultados, porque estamos a falar de profissionais. A verdade é aprecio muito o trabalho do JJ, vejo jogos do Benfica porque gosto de ver 11 elementos a pensar igual, a saber para onde e quando têm que ir. No entanto, os tais 2 campeonatos em 5 anos também me parece curto...

Gonçalo Matos disse...

Miguel Pinto,
Nao percebi bem o que estavas a comentar. O seu modelo de jogo nao é necessariamente sempre o mesmo. Obviamente que ha pequenas alterações. Obviamente que ha jogadores que influenciam o treinador. Mas cada treinador terá o seu modelo ideal e tendencialmente procurara trabalhar em função disso.

Miguel Pinto disse...

Gonçalo Matos, imagina que no presente campeonato teríamos Lopetegui no FCP, JJ no SLB, Marco Silva no SCP, Klopp no VSC, Guardiola no Estoril, Mourinho no V. Setúbal, Van Gaal no SCB, por exemplo.
Qual ou quais, na tua opinião, seria(m) a(s) equipa(s) com mais probabilidade(s) de vencer o campeonato e porquê?
Teriam todos eles (os treinadores) os actuais jogadores que fazem parte dos seus plantéis.

Anónimo disse...

Johnny McCaco,
Eu lembro-me dessas circunstâncias e vi o próprio a explicá-las, é caso para dizer "bem vindo ao lugar de treinador de um grande". Vejo-o como um treinador com bastante capacidade mas com dificuldades claras a gerir balneários destas dimensões. Se ele me quiser mudar a opinião terá q estar no ativo num bom clube.
"Arrepiou caminho até ao título" estando em menos frentes e, sem lhe retirar mérito, com a perda de uma margem confortável do Benfica em 2 ou 3 jornadas seguidas.
Detalhes estão lá para todos. Também para o JJ que pelo detalhe de não previligiar a posse na organizaçao ofensiva dá-se mal contra quem o faz e ganhou menos do que poderia ter ganho por isso mesmo.
Só digo que ambos são bons de forma diferente mas ambos têm pontos fracos demasiado visíveis.

Liverpool disse...

Trapatoni.