terça-feira, 26 de agosto de 2014

Treinar os jogadores para conhecerem o jogo. Não apenas para a posição onde mais vezes aparecem em campo.

"Tenho de estar atento à forma como jogam os colegas, mesmo os laterais e centrais, pois nunca se sabe o que vai suceder no jogo" 
Dizia Gaitan numa entrevista ao Record

«Exacto. O jogo é caótico. E independentemente do espaço, e posição, que ocupamos mais vezes no decorrer do jogo, as estruturas modernas organizam-se por forma a que todos os jogadores, num determinado contexto, pisem terrenos "desconhecidos". Exige-se, dessa forma, que todos os jogadores conheçam o funcionamento global da estrutura. Isso, para que se possam integrar em todos os momentos, sem comprometer a estabilidade e relação harmoniosa da organização.»
Escrevia-se por aqui, sobre o trabalho de Jorge Jesus.



Em tempos, um leitor questionava, de forma pertinente, sobre o caminho a seguir ao nível da operacionalização dos princípios de jogo no início da temporada. «Acho que a discussão é: nesta altura é melhor privilegiar sectorial e intersectorial em que cada jogador cumpre o seu papel de modo mais ou menos fixo, ou obrigar todo o plantel a saber executar todas as posições do seu sector.»

Eu estou com o Bergkamp neste ponto: «Por outro lado, se queremos ensinar a sério, se queremos que o todo seja realmente mais do que a soma das partes.... temos é de ensinar o jogo, e não a posição. O jogador tem de perceber o que faz, e o porque é que o faz, não deve jogar de cor.»

O caminho, para mim, deve ser o de ensinar o jogo como ele é hoje. Se de forma circunstancial todos os jogadores passam por todas as posições em campo, então todos os jogadores no início da época (primeiro jogo oficial) devem saber comportar-se (de forma simples) de acordo com a zona do campo onde se encontram, e de acordo com os colegas que os acompanham (sector). No fundo, devem comportar-se de acordo com aquilo que o jogo pede. E isso é conhecimento do jogo.

No lance, Coutinho não percebeu que era defesa esquerdo. E se o percebeu, não sabe como é que um defesa esquerdo se deve comportar nesta situação (aparentemente simples).

19 comentários:

Carlos Barbosa disse...

Bom dia.
Concordo com a tua ideia é este lance é um claro exemplo disso. Mas é curioso como o comentador apenas foca a "beleza" da jogada e não aborda esse pormenor que foi fundamental no desequilíbrio da defesa do Liverpool e que deu origem a um golo fácil.

Dipeca disse...

Eh páh, sinceramente o Coutinho parece autista ou então um daqueles bonecos do FIFA ou PES que correm sozinhos... Aqui, é uma falha grava do mister porque Coutinho, claramente, não tem noção do que está a fazer...

Bruno Miguel Espalha disse...

Concordo na totalidade. Ainda por cima quando o Moreno encostava tantas vezes ao central. Neste lance, ocasionalmente, foi o Moreno que saiu da posição, mas o Coutinho tinha instruções para jogar ali. Se não cobriu, culpa do treinador.

B Cool disse...

o vídeo não funciona

FXF disse...

Acho que existem várias falhas no 2º golo... ou melhor, talvez uma falha de Coutinho (erro de leitura e abandona a posição de LE) que poderia ter sido compensada, se, i) Moreno não acompanha Navas / Nasri e ii) Lovren tivesse permanecido na posição de Central e Henderson teria pressionado Jovetic na sua vez.

PedroF disse...

Defensivamente, há muito por onde evoluir na BPL. O City ofensivamente pareceu-me interessante (mas na verdade, quem tem Silva e Nasri... difícil é não ser interessante), mas defensivamente...

Rafael Antunes disse...

Alguém de quem ele gosta muito o estava a chamar... lol

GV disse...

Displicência ou falta de noção. Parece querer reposionar-se no meio campo desequilibrando completamente a defesa. Responsabilidade própria e/ ou do treinador.

Zé de Fare disse...

Coutinho e Eliseu... um ponto muito forte que Nani ou Carrillo devem explorar. Eliseu é caótico dentro do campo e isso arrasta o resto da defesa.

Outro ponto importante é o jogo que o André Martins ou Montero vão fazer ali na cabeça da área. O benfica desta vez não tem médios de cobertura.

Anónimo disse...

Boas,

Vocês que costumam acompanhar os torneios de jovens selecções, conseguem falar um pouco sobre o "novo" reforço do Sporting?

R.B. NorTør disse...

Aplausos para a analogia com o FIFA, porque aquela movimentação parece saída do FIFA94.

Anónimo disse...

Qdo é q o pessoal do LE vai comentar jogos nas TVs? Seria verdadeiro serviço público! Farto dos freitas lobo, tadeias e quejandos q sao incapazes de perceber e explicar aos leigos como eu estas movimentaçoes!

Artur Semedo disse...

o tipo é simplesmente um fatalista. ao ver o jogador do manchester city (silva?) a receber a bola de frente para o jogo, admitiu no seu âmago que seria inevitável, por muito que tentassem impedi-lo, a jogada dar golo. sendo assim, iniciou por antecipação a sua delocação para se posicionar para o reatamento do jogo com bola ao centro.

PPM disse...

Que grande calhau este Coutinho.. Tem uns pés fabulosos, mas não percebe nadinha da coisa. Então ele vê que está para surgir um ataque do seu lado e não só abandona a sua posição como passa indiferente ao que passa. LOL ridículo..

Roberto Baggio disse...

A organização defensiva (ou falta dela) do Liverpool é ridícula. O treinador, no terceiro ano no clube, ainda não percebeu que não foi campeão pelos golos que sofreu. Mantendo o que tinha de bom e interessante no ataque, e preparando uma proposta defensiva razoável, para a forma como ataca, seria o caminho a seguir. Pela amostra nestes primeiros dois jogos nada mudou, ainda...

Henrique disse...

O Manchester acabou de ser goleado pelo poderoso Milton Keynes Dons.

Fábio disse...

Ali não é só falha do Coutinho. O lateral foi a passo para a sua posição. Eventualmente o Coutinho viu o lateral a regressar à posição e não esperou que ele viesse tão lentamente. Acaba por ter culpa porque sai antes do lateral fechar o espaço.

R.B. NorTør disse...

Pegando no comentário da goleada do Manchester: que está a faltar no Utd?

Anónimo disse...

Coutinho vem da escola brasileira, não sabe compensar, "tapar um buraco" mas não deixa de ser um grande jogador simplesmente não está habituado a ideia de que todos teem que defender.
O normal seria todos os jogadores saberem cabecearem, jogarem com os 2 pés mas não é assim por isso não vejo o espanto neste lance do coutinho...

Zlatan