sexta-feira, 19 de setembro de 2014

O futuro é o presente

Ainda bem que não sou candidato ao cargo de seleccionador nacional. Porque se o fosse, ainda iria fazer uma data de asneiras como por exemplo convocar Bernardo Silva e Marcos Lopes para a selecção principal. Dada a falta de imaginação latente nas fileiras nacionais não há como justificar a ausência destes talentos junto dos melhores de Portugal.
Patrício, Coentrão, Moutinho, Nani, Ronaldo, e agora William, anseiam por melhores companheiros. Jogadores que os libertem da responsabilidade de resolver tudo, pela criatividade emprestam ao colectivo.

Tenho pena que em Portugal ainda não se tenha percebido que não é por ter 17, 18 ou 19 anos, por se ter 60 kilos, por se ter zero internacionalizações e zero jogos na divisão principal, que não exista por aí qualidade que chegue para derrubar estatutos.

Ao ver o jogo de ontem do Lille na Liga Europa não tive dúvidas que, o futuro é agora.

20 comentários:

Marco Morais disse...

Onde tá o botão 'like'?

Genium disse...

Boas,

A questão já não é apenas essa. Antigamente a selecção jogava num sistema de 4-2-3-1 com 2 alas bem abertos, um playmaker e 1 avançado. Quando se percebeu que não tínhamos nenhum Rui Costa depois dele abandonar optamos pelo 4-3-3 e bem para não dependermos dum playmaker. Nesta fase não temos é avançados e os extremos cada vez têm menos qualidade. Curiosamente agora nasceram 2 palymakers de qualidade e temos médios interiores com fartura. Neste momento entendo que seria melhor para a selecção jogarmos num 4-4-2 losango semelhante ao sistema do Jorge Jesus. William Carvalho era PERFEITO a trinco e teríamos Bernardo Silva ou Marcos Lopes como espécie de Gaitán (um falso extremo que viria desequilibrar para dentro) João Mário no lado direito e Marcos Lopes como 10. Como segundo avançado e unidade mais móvel o Cristiano Ronaldo e na frente à falta de melhor....Postiga. Eu diria que temos que apostar num sistema de jogo que potencia os melhores jovens jogadores que temos. Antigamente tínhamos extremos com qualidade e fartura....agora temos Cristiano e Nani e mais nada. Se falha um é um ai jesus. Em contrapartida temos João Mário, Esgaio, André Gomes, Marcos Lopes, Bernardo Silva, Tozé....e há mais....tudo jogadores que jogam por dentro. É mais fácil adaptar o sistema de jogo aos jogadores que temos do que adaptar os jogadores ao sistema de jogo

Cumprimentos,

Ricardo

Alberto disse...

O que me entristece é que ambos foram do Benfica. É acreditar que o Bernardo volta.

Gonçalo Matos disse...

Genium,

Antes de pensar no sistema, precisamos é de um modelo de jogo. e é isso que já não temos há alguns anos.. porque se for pra jogar em losango, com os mmos principios que tivemos nos ultimos anos, vai dar no mesmo.

Baggio,
Quem fala dos jogadores, fala tb dos treinadores. Parece que há medo em por um gajo novo à frente da selecção. E adoro a dica de que tem de ser um gajo "familiarizado com o futebol portugues". Na minha opinião deveria ser o contrário! Na selecção, deviam estar gajos sem ideias pré-concebidas face à qualidade individual dos jogadores.

Anónimo disse...

Moutinho? anda a fazer frete na selecção há 2 anos. eu nem o convocava quanto mais mete-lo de inicio.

no esquema da seleccao, sem duvida que o bernardo poderia ser integrado - ao contrario do esquema do benfica onde alguns querem desperdiça-lo na posiçao onde o quique desperdicou um ano de aimar...

André Carvalho disse...

"Patrício, Coentrão, Moutinho, Nani, Ronaldo, e agora William, anseiam por melhores companheiros." - o que é isto? Misturar Patricio, Moutinho, Nani e (wtf?!?) William com Ronaldo e Coentrão? Não brinques com coisas sérias... não mistures jogadores absolutamente banais com jogadores de classe mundial. Achas mesmo que um jovem jogador se revê em algum desses 4 nomes que apontaste? É por esses 4 jogadores terem jogado nesta derrota contra a Albânia que a seleção não passa duma banalidade, e o que esses jogadores anseiam é que o futuro selecionador seja tão parvo como o PB e continue a convocá-los...

Anónimo disse...

Concordo plenamente com este post. E acrescento os seguintes dois pontos:

1- pelos motivos evocados no post, trazia já o Danny;

2- antes que venha alguém dizer que falta-lhes experiência, são muito jovens etx, não se preocupem, eu trazia também o Ricardo Carvalho e o Tiago para equilibrar a coisa nesse campo da experiência, mas elevando muito mais a qualidade.

André Viela

Cantinho do Morais disse...

Esses todos mais:
- Danny, Ricardo Carvalho, Mané, Ruben Neves, Rafa, André Martins, J. Mário, Bruma, Ilori, Fonte, Pereirinha, Carriço, Amorim, etc.

Patrício
Pereirinha; Carvalho; Ilori; Coentrão
William
Moutinho; Danny
Nani; Ronaldo; Bruma

José Moreira disse...

Discordo apenas num ponto: Em Portugal percebe-se que as idades não contam para a qualidade, se assim não fosse, Di Maria, Rodrigo, David Luiz, Talisca e outros que tais, não jogariam aos 19/20 anos pelos clubes portugueses. O que não se quer perceber em Portugal, ou melhor, o que não se quer explicar é que estes jogam e jogaram porque houve investimento do clube e de outros nos jogadores, coisa que tem de ser rentabilizada. Como quem surge da formação não gera receita, fica para último na lista de prioridades.

Anónimo disse...

é assim...

De que vale ter talento se o treinador for fraco?

fala-se em renovação, em renovação... que grande treta.

a prioridade da federação devia ser a contratação de um treinador tecnicamente e tacticamente competente.

Vitor Pereira está livre... parece que a malta quer o Fernando Santos, o Jesualdo...

Enfim, imagine-se o que era o bernando e o ronny nas mãoes do paulo bento. ok, ok.

Cantinho do Morais disse...

Vitor Pereira não está livre. Explicou isso numa entrevista, este Verão, ao Expresso.
Ainda não rescindiu contrato com o seu último clube. Tiveram tudo acordado mas depois o clube voltou atrás. Sem rescisão, não há novo contrato.

Gonçalo Matos disse...

Manuel Fernandes é outro que tb poderia acrescentar qquer coisa, em comparação com Meireles e Velosos desta vida.

Anónimo disse...

Bernardo, Rony, Bruma, Illori etc... Fds, aproveitem que nem todos tem a possiblidade.

Unknown disse...

André Carvalho, deixa o clubismo e fala de futebol. Se o William é mau, o teu entender é ainda pior.

Acho que o Tozé Marreco devia ter sido convocado quando estava em alta de golos na 2ª liga. Pode parecer algo "louco" mas ele na altura era de longe o melhor marcador, e, quando comparamos os numeros (dos 3 convocados ao Mundial o jogador com mais golos foi o Hugo Almeida com 13 nessa epoca, mais que o Postiga e o Éder juntos), merecia pelo menos uma hipotese de mostrar valor. O Luca Toni também começou a mostrar-se na Série B, e ainda rendeu alguns golos à Itália. Terei que concordar com o que se diz do Moutinho, cada vez mais parece que se esqueceu de como jogava, infelizmente. O Ronny Lopes seria uma boa alternativa, e alguns dos miudos do mundial sub-20 que foi à final e agora da seleção que foi à final do Europeu mereciam mais jogo, dentro e fora da seleção. O que é grave, quando somos um país de "formação" e a equipa que mais se gaba de formar jogadores em Portugal este ano "cagou" na formação e trouxe carradas de jogadores desnecessariamente. Se alguma equipa em Portugal aplicasse o sistema do Dortmund, Ajax e etc, a qualidade da seleção subia consideravelmente. Cumprimentos

Baresi disse...

Carriço?

Calma Morais!! ;)

Nani, Ronaldo, Danny, Bernardo, M.Lopes, Nani, Tiago e Veloso.
Acredito que desses 8 se arranjavam 6 que fizessem coisas engraçadas com as quinas ao peito...

GBC disse...

Apostava primeiro no Marco Lopes. É tudo o que o meio-campo dos A's precisa, e tudo o que William e Moutinho precisam.

O Bernardo talvez convocasse, mas não sei. Para o meio-campo, com o Marcos, ficava mais preenchido. E nas alas há Ronaldo e Nani mas também Rafa, Bruma e Mané... complicado.

Nuno Figo disse...

E a defesa?
No meu entender - e não percebendo nada de bola, apenas gosto de vos ler (tirando quando fazem do Nani um gênio... Que não creio que seja) - é aqui que está o maior problema da seleção. Entre centrais e laterais, só Coentrão tem classe mundial. Pepe é um fantástico atleta, mas desprovido de cérebro. João Pereira é uma anedota.
Quem propunham para o quarteto defensivo?

Mais radical ainda... Devíamos mesmo apostar numa linha de quatro, tendo tanto potencial (como vocês afirmam) no meio campo, entre trincos e interiores?

GC disse...

Este blog já desistiu de André Martins?

Eu continuo a ser um dos que acredita no miúdo, acho que no primeiro jogo que fizer como 8 nunca mais de lá sai.

Patrício
Esgaio Carvalho Ilori Coentrão
William
Moutinho Tiago
Nani Danny
Ronaldo

O cenário já ficava mais composto...

Anónimo disse...

Na minha opinião, o que pode ser o 111 de Portugal num futuro breve, com outras opções. E claro, baseado no que é o presente (nunca se sabe quando alguém parte uma perna e fica bem afetado por isso, por exemplo)...

Patrício

Cédric/Esgaio
Ilori
Ruben Vezo
Coentrão

W. Carvalho
Marcos Lopes
Bernardo Silva

Bruma
C. Ronaldo
Nani

E muitos outros nomes:
André Almeida
André Gomes
R. Horta
Podstawski
R. Neves
Rafa
A. Lopes
João Nunes
Ivo Rodrigues
Luís Mata
André Martins
João Mário
Raphael Guzzo
etc. etc.

ainda há alguns que dizem que não formámos nada nos últimos 8 anos... só mesmo à chapada...

Lito disse...

Inteiramente de acordo Baggio. Para mim entravam imediatamente nos escolhidos e um deles logo para o onze!

O meu onze seria já amanhã:

Patricio

Esgaio
Pepe
Neto
Coentrao

William
B.Silva(Ronny)
Moutinho
Danny

Nani
Ronaldo

(4-4-2 losango ou 4-3-3 a pedir grande mobilidade nos 3 da frente)