segunda-feira, 8 de setembro de 2014

O meu futebol

«A bola está dentro, vai fora para voltar pra dentro. E aí, apanhando a defesa no movimento contrário ao da profundidade dá para ultrapassar organizações, com muitos jogadores a defender um pequeno espaço.»

Inteligência em cada acção, procura constante do corredor central para definir o lance, vários apoios próximos, adaptação das linhas de passe as dificuldades do portador da bola, busca da profundidade no último terço para contrastar com movimentos de aproximação e permitir soluções diferentes ao portador da bola, qualidade técnica, procura de criar as melhores situações de finalização possíveis, futebol.

18 comentários:

Mike Portugal disse...

Se formos rigorosos nesta jogada, aos 6s se parares o video o jogador que recebeu a bola dentro da área e a começa conduzi-la para a lateral podia fazer o passe de calcanhar para o seu colega que está a entrar na grande area e enquadrado com a baliza.

Rui Dias disse...

O que vejo neste vídeo que mais me impressiona (tal como vi no barça do pep....e na roja do pep...Ups delbosque) é a calma com que a equipa executa cada passe. Em momento algum se vê que um jogador esteja louco por meter a bola baliza...ou melhor,até estão (todos) mas sabem qual a melhor estratégia para o fazer!

Mais do que a questão táctica e técnica creio que o que é mesmo surreal é o conhecimento que cada jogador tem das ideias da equipa (obviamente conhecem a táctica e têm capacidade técnica para executar...)!

Por momentos parece que estão a jogar uma futebolada entre amigos....

Artur Semedo disse...

além disso, quando nós dizemos que há ali espaço, gozamos de duas vantagens evidentes: estamos com uma perspectiva que permite ver o jogo de cima, e não ao nível do campo; e não estamos com não sei quantas pernas atrás das nossas canelas! :D

Gonçalo Matos disse...

«A bola está dentro, vai fora para voltar pra dentro. E aí, apanhando a defesa no movimento contrário ao da profundidade dá para ultrapassar organizações, com muitos jogadores a defender um pequeno espaço.»

O Paulo Bento devia ler isso até à exaustão. Já que quer apostar tanto na bola pelo ar pra dentro da área, que ao menos consiga apanhar as defesas contrárias desposicionadas... Obriga-las a bascular, apanhá-las em mocimentos contrários aos da bola e explorar os espaços entre defesa e GR.

Anónimo disse...


A melhor maneira de ganhar a estas Albânias que nos causam sempre tantos problemas.

Anónimo disse...

Vitor Pereira já!! :^)

LMGM disse...

Desculpem lá meter-me e o desabafo, eu que no futebol sou só adepto, mas isto cada vez mais me parece andebol...

Já só falta proibir o jogo dentro da área e temos assumidamente duas linhas compactas a procurar brechas com pivôs e laterais.

Não sei se gosto deste novo desporto...

LMGM disse...

Desculpem lá meter-me e o desabafo, eu que no futebol sou só adepto, mas isto cada vez mais me parece andebol...

Já só falta proibir o jogo dentro da área e temos assumidamente duas linhas compactas a procurar brechas com pivôs e laterais.

Não sei se gosto deste novo desporto...

Miguel Pinto disse...

Já agora deixo aqui o meu também (não difere muito do post):

http://youtu.be/gF9fSpI70aU

P.S. Verifiquei agora que o tinha publicado por engano no PB.
As minhas desculpas ao Baggio. Penso que se adequa mais a este post.
Podes eliminá-lo se quiseres.
Abraço

Gonçalo Matos disse...

LMGM,

Sempre houve equipas que se fechavam dentro da área, especialmente nas fases de qualificação europeias. Anteriormente, batiam-se essas organizações com centros pra área, com muitos homens a lutar pelo ar ou com lances individuais. O que a Espanha e Barça vieram mostrar é que é possivel jogar dentro destes blocos ultra defensivos e desequilibra-los mesmo tendo um espaço super reduzido para executar.
A critica que fazes é pelo jogo espanhol? Ou pela organização defensiva do adversário?

kchron disse...

Btw, gostava de ver um jogo da selecção sub-21 contra a principal.

A ver se caíam mitos e estatutos :)

Vermelho disse...

Última hora: há avançado!
http://directovermelho.blogspot.pt/2014/09/esta-feito-jonas-no-benfica.html

LMGM disse...

Gonçalo, o que disse nem sei se o posso considerar uma critica, foi um comentário, um desabafo como disse.

A primeira vez que tive esta sensação (ver o futebol esteticamente a transformar-se em andebol) enquanto espectador foi há muitos anos (2000?, 2002?) num porto-barça onde a equipa do barcelona "desenhava" um semicírculo em torno da equipa do porto (no meio campo do porto) e rodava a bola (hoje diz-se bascular ou lateralizar) entre os seus jogadores da esquerda para a direita e vice-versa até desorganizar o jogo defensivo do porto e aproximar-se da área para finalizar.

A primeira coisa em que pensei foi que era uma forma fantástica de cansar o adversário, os que tinham a bola apenas faziam passes curtos com pouca ou nenhuma deslocação, os que defendiam corriam como uns desalmados a toda a largura do campo conforme a bola viajava de um lado para o outro de pé para pé.

Volto a repetir, eu sou só adepto de futebol, espectador, talvez já tenha, por interesse pessoal, acumulado conhecimento avulso sobre o jogo de várias origens (incluindo neste blog) mas não sei nada de treino de futebol, táctica, treino orientado, etc.. Fui federado de outros desportos e sei o salto enorme que isso é em termos de compreensão do jogo.

Ambos os desportos que pratiquei evoluíram de tal maneira que hoje me seria impossível, jogar ou aplicar aquilo que tacticamente ou se quiserem de movimentos colectivos, eu aprendi. No futebol deve ter acontecido a mesma coisa.

Vejo, ou sinto quando vejo um jogo de futebol, cada vez mais esta disposição, que vou chamar estética, de uma equipa encostada à sua baliza e outra a rodeá-la procurando brechas pela utilização de pivôs no centro da muralha defensiva ou das laterais. E isso parece-me andebol... não estou a fazer juízos de valor sobre a correção ou incorreção deste modelo, apenas que esteticamente os movimentos estão mais homogéneos e repetitivos (o que cansa o espectador) e se perdeu diversidade e imprevisibilidade da fluidez de jogo.

Vasco disse...

Bagggio/Maldini, ainda têm a mesma opinião sobre Diego Costa?
Já mudaram a opinião sobre alguns jogadores, aliás é uma coisa mais q normal. Pergunto se Diego Costa já faz parte dessa lista?

Abração

Alexander Sweden disse...

Eu acrescento. Preferem Postiga ou Diego Costa? Postiga ou Jardigol? Os génios que vêm comentar a este blog também podem responder se desejarem.

DC disse...

Vasco, se o Maldini ou o Baggio mudassem de opinião com base em 3 golos de encostar na pequena área algo estaria muito mal.

Vasco disse...

e aparecer lá? Os golos vão continuar a falar por si, tal como falavam no Atlético.
Sweden, Tó Madeira ou Inzaghi?

Paolo Maldini disse...

Vasco, nc emiti opinião sobre o Diego pq n vi mais de 2 jogos dele. Espero ter oportunidade de ver o chelsea pq tanto jogador de qualidade entusiasma para poder falar sobre isso