terça-feira, 23 de setembro de 2014

Ola John - Será que assim olham para mim?

Domingo, quando foi necessário, apareceu o Ola John que toda gente pedia.
Assumiu, desequilibrou, e como os Freitas Lobos adoram, "espalhou o terror" na organização defensiva do Moreirense.

Sempre defendemos aqui no blog que este jogador era competente e devia ter muito mais minutos jogados neste momento.

Defendemos que ele devia jogar mais, não porque assume repetidamente o 1x1 ou 1x2 como o argentino que joga no corredor direito, mas porque tenta sempre aproximar a equipa de uma melhor situação do que estava anteriormente.

Os apoios que dá, a maneira como resolve 2x2, atraindo defesa e cobertura para libertar o 2º jogador, e a maneira como privilegia o passe em boas condições em vez de um cruzamento de olhos fechados.

(No domingo voltou-se a ouvir após mais um cruzamento do Sálvio - "Ninguém aparece?????!!!!!" - Se não está ninguém, faz sentido cruzar? a espera que a toupeira se lembre de marcar?)

Só por tudo o que foi apresentado anteriormente devia ter mais minutos, até porque iria colocar Gaitan no meio, onde ele vai sempre fazer mais a diferença.

Como não é assim tão parvo, Ola John já percebeu que se não assumir, e se não "for para cima", vai dar menos nas vistas e assim fica mais difícil jogar mais tempo.

Markovic ainda não percebeu isso, e talvez por isso esteja a jogar tão pouco tempo, quando o Liverpool precisa urgentemente de alguém como ele.

20 comentários:

Pedro disse...

Ola John entrou muito bem e desiquilibrou, concordo, mas não acho que ele tenha jogado assim tanto no "ir para cima". Acho que foi o jogador de colectivo que habitualmente é.

Markovic não ser titular neste Liverpool é pecado. Que o devolvam se quiserem!!! :)

Ricardo Perna disse...

Sem o Talisca, pode ser que finalmente o Gaitan passe para o meio e o Ola John na esquerda... e depois talvez trocar o Lima pelo Jonas ou Derley, porque acho mesmo que ele sozinho nao rende o mesmo que num modelo de jogo com dois avançados... não sei se os outros renderão, mas pelo menos o Lima sente o lugar em perigo e acorda para a vida ;)

Gonçalo Matos disse...

AHAHAHA, ri-me tanto com a dica da toupeira!

O problema do Ola foi criado pela comunicação social. Quando pergunto a adeptos porque nao gostam dele, dizem que não sabe decidir bem. E depois pergunto o que querem dizer com isso e raramente sabem justificar. Um pouco à imagem do Nolito, que tb era menosprezado por cá.

Ontem na Sporttv, estava o RUi Águas a falar. Começou por dizer que Jackson era super completo, o que me espantou pela positiva (n considero o Águas grande coisa). Mas depois explicou pq: marca de cabeça e com os dois pés... Depois disse que Slimani era melhor que Lima, marcava mais apesar do estilo atabalhoado.

Como se pode esperar que a malta perceba melhor o jogo, se os próprios "treinadores" continuam a falar como se fosse futebol da década de 80?

Artur Semedo disse...

hate coments em 5... 4... 3...

Valter disse...

Ando a pedir o Ola John desde os primeiros minutos do Talisca. Com a regressão do Sálvio (cada vez mais individualista e distante da equipa) já são mas é precisos dois holandeses :p

PS: no café onde vi o jogo deste domingo dizia-se que o Enzo estava a jogar mal por "estar contrariado" e depois que o Nani só passava para o lado e "não faz uma jogada"... LINDO!

Ricardo Brasil disse...

É uma boa opção agora com a lesão de Talisca... Ola John desequilibra? é verdade, sim, no 1 x 1 é muito forte. Mas retira algo, que para mim, é o factor mais forte do Benfica, uma troca de bola rápida e constante que abres espaços e nos leva rapidamente à baliza adversária. Ola John demora muito a soltar a bola, sem bola é muito fraco e isso quebra o jogo do SL Benfica. Ola John bom jogador para o Benfica mas só para momentos quando o Benfica enquanto equipa não consegue destruir o adversário, assim merece entrar para tentar desequilibrar e resolver por si.

José Moreira disse...

Concordo que Ola John podia e devia ter mais tempo de jogo, mas acho absolutamente impossivel que isso aconteça, a não ser que Gaitan tenha algum azar (batam na madeira pf).

para o holandês entrar teria que o argentino passar para o meio (onde gostava de o ver a tempo inteiro), mas isso implicaria que JJ abdicasse do seu sistema e isso, basta lembrar os seus anos de benfica, é absolutamente impossivel. Então agora com Jonas no plantel é q não acontecerá mesmo.

Diogo disse...

Totalmente de acordo quando em posse de bola. Sem posse de bola e intensidade na recuperação muito fraquinhas. O Jesus não é banana e na minha opnião não mete a jogar porque valoriza a importÂncia dos extremos na movimentação defensiva, tanto na transição como no momento defensivo.

Anónimo disse...

Absolutamente de acordo, Diogo.

Daniel Martins disse...

Ricardo Brasil, uma equipa como a do Benfica, que defronta "autocarros" em 90% dos jogos da liga, precisa é de gajos como o Ola John. Gajos que sabem chamar a si os defesas adversários, abrindo espaços para os colegas explorarem. E quando o Ola John não joga "rápido" como referes, na maioria das vezes é porque não é a melhor solução. Já o vi várias vezes a avançar sobre o adversário quando está em superioridade numérica e a jogar ao primeiro toque. Temporizar e fixar defesas é bem mais difícil do que correr desalmadamente e meter bolas na frente sem pensar, e se ele sabe temporizar então também sabe jogar rápido.

José Moreira, o JJ não tem de alterar nada para que o Gaitán jogue a avançado. Põe-no lá à frente e está feito.

Tiago disse...

Jogar com Enzo e Gaitan no centro foi bonito de se ver.

Será que se o Salvio não se tivesse lessionado no ano passado, o Markovic teria tantas hipóteses como teve, e teria evoluído da mesma maneira?

José Moreira disse...

Daniel Martins

Sou da opinião de que não é a posição que faz o jogador, mas sim o contrário, ou seja, até podes colocar o Gaitan na posição de 2º avançado, mas não será um 2º avançado que vais ter. Vais ter um jogador que ocupa essa posição, mas pensa nela como um 10. Um pouco do que tem acontecido com Talisca. JJ quer fazer dele um 2º avançado, mas ainda está longe de o conseguir. E o melhor exemplo disso é o jogo em Setúbal. O Brasileiro marca 3 golos, mas nenhum dos golos, em minha opinião, decorre do facto de se ter transformado num 9.5, pelo contrário, quando teve solicitações para movimentações de avançado não as teve, falhou, não as fez ou quando as fez, fe-lo de forma atrasada. E com Gaitan isso torna-se ainda mais evidente, pois é um jogador que raramente entra na área onde pode ser solicitado por cruzamentos. Mais fácilmente sai do meio para a ala onde ajuda na construção do que surge na área para finalizar. Colocando Gaitan no meio, mesmo que JJ não queira, o sistema mudará automáticamente.

Gonçalo Teixeira disse...

O Salvio desde q começou a época não conseguiu fazer 20/30 min tão perigosos como o Ola John fez contra o Moreira. Cada vez que recebia a bola, uma jogada de perigo acontecia. Fantástico. Enzo e Gaitán no meio varreram aquilo tudo, parecia que tinha entrado outra equipa. Gaitán no meio pede-se, só não percebo porque o Jesus não o mete a jogar a 2ºavançado, com Ola John na esquerda. Gaitán na linha continua a ser um desperdício.

NSC disse...

Se o John passasse a titular do Benfica tinham de contar com outro candidato para melhor extremo do campeonato, a par do Nani e do Brahimi.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Mas o Gaitan não joga "na linha"... Parte da linha para o meio. Então se nos reportarmos à última época (quando o Jesus alterou algumas coisas do seu modelo) torna-se óbvio.

Eu acho que o Gaitán é tão mas tão bom jogador que até a guarda-redes podia ser importante. Parece-me uma questão secundária. O Ola John é forte, já se sabe.

E o Markovic, no ano passado, tinha arrumado o Salvio. Porque o Markovic é um jogador incrível. Coloco as coisas ao contrário: sorte do Salvio! (o Markovic ter ido para Liverpool).

Anónimo disse...

tem pecados graves. a falta de intensidade, as hesitacoes, o estilo "nao estou nem aí". contra o moreirense partiu tudo... pois, contra dez - dez desgastadissimos depois da pressao que fizeram durante 57 minutos... - é mais fácil.

ninguem nega o potencial, nem que tem coisas boas. mas daí a ser isso tudo...

NSC disse...

O anónimo, o jogo passa-te mesmo ao lado, não passa? Tens de ver as coisas com mais intensidade.

Daniel Martins disse...

José Moreira, concordo contigo em relação ao Talisca. Mas a diferença entre Gaitán e o brasileiro a avançado é que, ao contrário de Gaitán, as características futebolísticas do Talisca são menos adequadas e até desaproveitadas quando o colocam a jogar na frente. Já a técnica, inteligência, agilidade e criatividade de Gaitén são suficientes para que ele desempenhe o papel de avançado de forma satisfatória, compensando e bem a ausência de rotinas próprias da posição. É a minha opinião, vale o que vale!

Anónimo disse...

Com Talisca fora, é meter Ola, Nico no meio e o Salvio (com um cérebro de preferencia).

Paranhose disse...

Não vi o jogo com o Moreirense, por isso evidentemente que não posso comentar a exibição do Ola John.

Contudo, acredito que o JJ já pensou muito nele, e se não joga mais por algum motivo é. Se calhar o JJ não vê tanto benefício com ele a jogar, se calhar não dá jeito (empresários, rentabilizar Talisca, etc.), se calhar até pode acontecer que lá dentro não seja boa pessoa (não me parece, mas nunca se sabe)...

Acredito que o JJ não é burro nenhum e quem joga mais tem os seus motivos para estar lá.