terça-feira, 23 de setembro de 2014

Ola John

Desafio os leitores do Lateral Esquerdo a mostrarem-me 5 imagens do Ola John mal posicionado, defensivamente, passados seis meses de ter chegado ao Benfica.

Fala-se muito de defensivamente não participar, então quero ver alguém que partilhe dessa opinião mostrar exactamente de onde é que essa ideia vem.
Podem ser imagens do mesmo jogo ou de jogos diferentes. Só quero mesmo é ver ele repetir os maus posicionamentos de que constantemente se fala.

27 comentários:

Anónimo disse...

Ola John tem excelente sentido posicional e faz defensivamente o que Jesus lhe ped, e não é de hoje.
Há 2 épocas ganhou essa fama, por ser lento a recuperar em situações de transição adversárias.

Gonçalo Matos disse...

404: file not found

Anónimo disse...

Não é posicionamento....é agressividade defensiva. Pelo menos é o que eu acho...é muito macio ainda.

Mike Portugal disse...

Gonçalo Matos,

LOL

Angelo Araujo disse...

Não é uma questão de posicionamento mas sim de agressividade. Embora eu ache que o Ola John tem tudo para ser um grande extremo, assim ganhe agressividade e intensidade competitiva (que também só se ganha com o acumular dos jogos).

Unknown disse...

Penso que lhe falta um pouco da tal agressividade à Simeone que toda a gente gostava de ter nos seus jogadores. Mas o Ola sempre se destacou por ser muito bom tacticamente. O que me "chateava" às vezes era que sempre escolhia a temporização, sendo que às vezes não é a melhor escolha. Mas neste jogo esteve perfeito. Correu quando tinha de correr, temporizou quando tinha de temporizar, forçou o 1x1 quando tinha de forçar. Muito bem o Ola.

Gonçalo Matos disse...

Eu acho que ele não é agressivo nos duelos individuais defensivos, no entanto é agressivo na ocupação dos espaços. Isto é, ele está bem posicionado, nas contenções e nas coberturas. No entanto não tem a "agressividade" que têm jogadores tipo gattuso ou petit.
Mas do ponto de vista colectivo, parece-me que ele não falha e isso é o mais importante.

HerrKommandant disse...

Penso que a qualidade de Ola John é reconhecida por todos, inclusivé pelo seu treinador, por isso é que ele faz parte do plantel. Agora a questão de jogar mais ou menos tempo é outra. De certeza absoluta que ele não joga mais por causa da sua tomada de decisão, de certeza que ele não joga mais por causa do seu posicionamento defensivo. Na minha opinião ele não joga mais por dois motivos: a concorrência que existe no SLB, em especial do meio campo para a frente, e a sua baixa atitude competitiva. Principalmente este último motivo. Parece ser o típico jogador que tem tudo mas não quer, ou quer pouco. Ele precisa de juntar intensidade às suas qualidades. A mim faz-me lembrar um bocado o Gaitan nos primeiros anos de SLB: via-se ali talento mas também se via um jogador pouco trabalhador, pouco dado a sacrifícios, sem a entrega necessária às exigências. E hoje temos um Gaitan completo, que faz carrinhos, que luta, e sem perder a sua fantástica qualidade.

Ricardo disse...

Percebeste baggio??? Nao é o posicionamento, é a intensidade defensiva... tas sempre a bater no benfica...o frutabol corrupto do porto e o riporting é que sao os maiores deste blog. Deixa o benfica em paz. fds!! Para se jogar no Benfica não chega ser o melhor do mundo, nao chega saber essas merdinhas todas que falas...no Benfica é preciso intensidade e inteligencia, no Benfica nao chega jogar melhor que os outros, nao chega ser melhor que os outros, porque nesse caso o Benfica nao ganhava nada! O benfica tem de ser infinitamente melhor para ser campeao... e intensidade é preciso, coisa que bernardos cancelos e ola john nao tem!! Com o plantel que voces queriam no Benfica, Bernardo Cavaleiro etc... o Benfica estava neste momento com 6 ou 7 pontos!! O Jesus sabe quem entende esta questao em Portugal, conhece os jogadores e mete os melhores. O ola john se sobre uma falta q nao seja marcada, vai ficar a reclamar...o salvio ja sabe que nao adianta e corre logo para defender...é facil de perceber. abraco

Nelito disse...

Encontrei 1!!!!!! Faltam 4!!!!! E ao citar-vos deveria dar bónus!!!! Qual é o prémio já agora? :)

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2012/12/o-momento-em-que-o-sporting-podia-ter.html

A minha colherada na sopa, acho que vocês têm razão, Ola John posiciona-se bem, mas também concordo que a oposição que faz ao adversário directo com a bola parece demasiado suave.

Ps: Não estava à procura disto de propósito. Tropecei foi neste post e achei que tinha de partilhar.

Anónimo disse...

Por acaso até há, mas foi nos jogos de pré temporada, arranjar imagens é que não é fácil.
Gosto muito do Ola John atenção.

Roberto Baggio disse...

Vou abrir uma excepção para ti Ricardo. Tu não sabes o que é intensidade. Nem tu, nem 99% dos que a usam para justificar o que quer que seja.

Gonçalo Matos disse...

Ricardo,

Tás a pedir pra ser achincalhado. Intensidade na ocupação dos espaços não é sinonimo de bom posicionamento? Ou intensidade é correr pra caraças à toa? Tu dizes que o gajo é forte no posicionamento, mas nao é intenso? Tás a confundir conceitos.

Gonçalo Mano disse...

It speaks! :)

Baresi disse...

Xavi, Iniesta, Messi e companhia, deveriam passar o tempo todo esfrangalhados pelo relvado...
Coitados deles se estivessem no Benfica, não podiam jogar por uma questão de "intensidade", nem fazer piques de um lado para o outro do campo

Se eu fosse o Ricardo disse...

Então explica...

Anónimo disse...

macio.

José Moreira disse...

Dizer que Bernardo Silva não tem intensidade é, no minimo, anedótico.

Unknown disse...

Gonçalo, tenho a mesma opinião em relação à agressividade do Ola John. Mas a questão da tal agressividade nos duelos individuais é algo que o jogador pode mudar, penso eu, e aí ganhava imenso com isso. Por exemplo a evolução do Gaitas neste aspecto é bastante positiva. Ele, antes da última época, já era um jogador que percebia do jogo tacticamente, tendo feito alguns a lateral esquerdo com sucesso. Mas do ano passado para cá, parece que ficou mais forte nos duelos individuais e ficou mais eficaz. O que eu digo é que, sim senhor, 1º e mais importante a ocupação de espaços, mas a agressividade nos duelos individuais consegue aumentar os níveis de "eficácia defensiva".

Bruno JSM disse...

Quem tinha bastante intensidade defensiva era o Bynia e o Fernando Aguiar, e o Javi, e o Petit e o...lol

Gosto do Ola john mas na minha visão de adepto, o JJ tem no seu modelo um extremo mais "fisico" ou de "transições" (não sei se estou a usar a terminilogia correcta) de um lado e outro mais de "temporização" e "decisão" do outro. E por isso creio que conta com o Ola john como alternativa ao Gaitan.

off-topic:
Tenho acompanhado o blog há alguns meses e hoje vejo o futebol de maneira diferente. Obrigado a quem escreve e também a que comenta e "obriga" os blogers a esclarecer mais a fundo algumas coisas.

Já apanhei bastantes conceitos nos vossos blogs (uma pena o possedebola estar fechado) mas continuo aos papeis em bastantes outros que se vão ouvindo e lendo na CS, tipo "jogo entre linhas" ou "intensidade com e sem bola" tal como referes. Sou um dos 99% mas gostava de deixar de o ser :)

Anónimo disse...

Pois gostava então fazer uma coisa alguém deste blog mostrasse o Ola John se encontrarem essa imagem a defender ou cortar uma bola de carrinho com agressividade assim sei qualquer tipo de maldade apenas disputa de bola...ainda estão à procura....pode ser imagens dos calções com a relva marcada...ainda estão à procura?...continuem

Gonçalo Matos disse...

Foda-se anónimo, ainda não percebeste?

Intensidade tem a ver com a capacidade de ocupação dos espaços. Se ele tem de fazer carrinho é pq não estava bem posicionado. Um jogador de futebol não tem de fazer carrinhos, cargas de ombro, etc pra ser intenso.

O jogador com maior intensidade em portugual há uns anos era o Moutinho. Estava sempre um passo a frente de toda a gente, antecipava tudo.

a rir-me por aqui disse...

"foda-se" gonçalo?! mantiveste o posicionamento ou fizeste aí um carrinho com intensidade?!

Gonçalo Matos disse...

a rir-me por aqui disse...

pés juntos.

Paranhose disse...

Sem entrar na questão de intensidade, parece-me, ao ver o Ola John, que ele sabe o que tem que fazer, mas tem alguns defeitos:
- é claramente macio nos seus duelos. E aqui Xavi e Iniesta são duros, quando precisam de o ser. (Já Messi depende da onda em que está...)

- parece-me que chegou ao alto nível pelo talento, mas não tanto pelo esforço (obivamente que não é um preguiçoso) e sobretudo pela competitividade. Só conheço de o ver na TV, mas parece-me que não fica todo fodido se não jogar, e não dá totalmente tudo para ser titular.

- não se enquadra tanto no modelo do SLB como outros, pois por ser um jogo com bola, mas com alguma verticalidade e muito sufocante, ter um extremo que frequentemente temporiza da forma como ele faz não se enquadra nisso.
Aliás, acho que os dois extremos titulares mostram bem o que se quer: ou és um driblador que vai para cima deles quase sempre, mas com qualidade (Salvio); ou és um gajo com muita qualidade técnica, alguma capacidade de aceleração e muita qualidade na decisão também (Gaitán).

Pedro Manuel Anastácio disse...

Como aqui alguem disse e concordo plenamente...o mal de Ola Jonh é a falta de agressividade, reparem por sempre quantas vezes disputa uma bola aerea defensiva ou ate mesmo ofensiva....nunca....vejam quantas vezes tenta encostar o fisico ao adversário de modo a pressionar o jogador....nunca....vejam quantas jogadas ele vem atras e tenta cortar....nenhuma...

A grande diferença de Ola Jonh para Sálvio é esta, Salvio entra em jogo a 120 kmh e acaba o jogo a 120kmh, por cada 3 erros que faça tem tb 3 coisas acertadissimas feitas, por cada bola que perde no ataque, ganha pelo menos 1 bola na defesa.....ou seja, Sálvio irá ser sempre a escolha mais acertada do que Ola Jonh porque possibilita mais apoio ao defesa e é mais intenso em todas as jogadas.

Reparem que na época passada Markovic passou por essa mesma transformação, só que a Ola Jonh parece que ninguem o consegue transformar num jogador mais intenso nos duelos....porque sele o fosse e a juntar isso a sua qualidade inata, estariamos com toda a certeza na presença num jogador ainda mais completo que Di Maria

Anónimo disse...

Epah, voces sabem ler??

Tal como a teoria que defendem, sao muito intensos nos comentarios mas não dizem de jeito.

Leiam o comentário do Gonçalo matos e deixem-se dessa conversa da intensidade. Ou então, continuem a defender a tese do "run forest, run!" Mas falem so uns com os outros.

Xavier