sábado, 18 de outubro de 2014

Festival no Dragão

O Sporting é uma equipa! Traído muitas vezes pela falta de conhecimento e de experiência de / do jogo dos seus centrais. Mais uma vez, três, quatro bolas que o adversário recebe nas costas em situação de criar algo. Patrício defendeu uma. Deu golo na segunda e penalty na terceira. Fora as outras que entraram mas direccionadas para o corredor lateral. Mas, uma equipa. Os jogadores movem-se juntos. Bloco compacto. Atacam e defendem próximos.

Tudo o que o FC Porto não é. Dez jogadores soltos no campo esperando que o fabuloso Jackson consiga disfarçar a pobreza que é o colectivo azul e branco. 

"Saí para dar oportunidade aos adeptos do FC Porto apreciarem outro tipo de futebol" Vitor Pereira. 

Espera-se que agora os noventa porcento que nunca perceberam porque Vitor Pereira foi sempre aqui tido como um treinador de nível  mundial comecem finalmente a tentar entender um pouco o jogo. Vai acontecer igual em Lisboa quando Jesus decidir partir. Fica o aviso.

Jogo absolutamente perfeito de William. Sempre a sair com qualidade. Construindo e dando início à criação. Simplicidade a queimar linhas. A par de Nani é o cérebro que guia a equipa. Sem pressa, sem ansia. Esperando sempre pelo melhor.

O que mais impressiona em Nani não é sequer aquela classe que nunca se esgota, a capacidade de finalização, de criação ou construção ao alcance de muito poucos no futebol mundial. Não foi o golo, ou o passe a rasgar para Slimani. É na forma como temporiza, chama a si todos os adversários, prende, sempre com a confiança de que todos serão insuficientes. Maravilhoso o porto de abrigo da posse do Sporting. Há um lance aos 48 (se não me engano) que atrai quatro jogadores do FC Porto e faz a bola chegar ao corredor esquerdo já com o adversário totalmente desequilibrado. Cada acção que tem no jogo difere-o de todos os outros. Desde Pablo Aimar ao seu melhor nível que em Portugal não havia um jogador de nível tão mundial como o português. Oito anos a lutar por Ligas dos Campeões, agora interrompidos por um a contornar pinos numa Liga sem nível para si. Nem mesmo no palco mais complicado de todos. O dragão. Com Nani o Sporting, não sendo favorito é candidato a tudo em Portugal.

26 comentários:

Gonçalo Matos disse...

Com o Nani em campo, todos os outros jogadores do tornam-se naturalmente melhores. Noto isso especialmente no Carrillo, que este ano tem jogado com mais qualidade. O Nani é mesmo a referencia que o Sporting nunca teve e sempre precisou nos ultimos anos, o jogador que consegue desequilibrar todos os jogos.
E aposto que Mané, Carrillo e todos os outros extremos que treinem com ou perto da equipa A, aprendem muito ao treinar ao lado do Nani.
Nao me lembro de um negócio tão bom para o Sporting

Gonçalo Matos disse...

Com o Nani em campo, todos os outros jogadores do tornam-se naturalmente melhores. Noto isso especialmente no Carrillo, que este ano tem jogado com mais qualidade. O Nani é mesmo a referencia que o Sporting nunca teve e sempre precisou nos ultimos anos, o jogador que consegue desequilibrar todos os jogos.
E aposto que Mané, Carrillo e todos os outros extremos que treinem com ou perto da equipa A, aprendem muito ao treinar ao lado do Nani.
Nao me lembro de um negócio tão bom para o Sporting

JVB disse...

A análise da defesa do scp e a óbvia, mas gostava de saber se o lance ser fora de jogo não influencia. Afinal, conseguiram o pedido...

Anónimo disse...

Antonio Fidalgo, no intervalo do jogo, comentava na rádio que William Carvalho era o pior em campo.

André Borges disse...

Este blog é uma lufada de ar fresco quanto aos debates sobre futebol, critica-se com qualidade e comenta-se com saber!

Até que enfim que encontro alguém que consiga analisar o que é a qualidade de o Nani em relaçaõ ao que existe na liga portuguesa.

Roberto Baggio disse...

Parece que o Pedro acertou na previsão do MVP! Vou entrar com dinheiro, e ele faz as apostas kkkkk

Anónimo disse...

Gostava de saber a vossa opinião no que toca a gestão do JJ, podem ser mais jogadores mais quem os poe é ele. Tirando Guedes, Jonas, Andre e Pizzi.

Gonçalo Matos disse...

Epa, este Jonas também está muitos furos acima daquilo que é a qualidade individual em portugal.

Paolo Maldini disse...

loool o Pedro se copiar o que lÊ em vez de dizer o que pensa até acerta kkkkk

grande abraço, Pedro ;)

PedroF disse...

Que diferença colectiva do Porto de VP para o de hoje em dia. Ainda há quem não chore por um dos melhores treinadores portugueses? Imaginem se o VP tivesse esta qualidade individual toda lá à frente.

Pedro disse...

Eu acerto quase sempre. É factual.
:)

Roberto Baggio disse...

A chave está no "acerto".
Olha por exemplo o Bebé. Acho que só tu é que viste alguma coisa nele!!!!!

Roberto Baggio disse...

kkkkkkkkkk

Sam disse...

So não entendo como os melhores treinadores do mundo não conseguem ver, aquilo que aqui se vê neste blog com tanta clareza. Gostava que me explicassem isso!

Paolo Maldini disse...

o q se ve c tanta clareza aqui...?

PedroF disse...

Que existem muitos picaretas por esses relvados fora! :)

Paranhose disse...

Tenho uma pergunta que está um pouco relacionada com o Sporting:

- Na vossa opinião, o aprender a controlar a profundidade é um dos comportamentos mais avançados e difíceis que se pode ensinar a uma defesa? Consideram que existe algo ainda mais difícil que isso?

Isto para o caso do SCP e outras equipas, obviamente.

Pedro disse...

Não fui só eu...JJ tb viu. :)

E não disse que era craque, disse que tinha potencial. E mantenho...mas como disse não é na ala.

Não me apanhas por aí Baggio. Já o inverso.... hehehehe

Roberto Baggio disse...

Oh Pedro o JJ viu tanto nele que anda constantemente nos treinos a dizer para quem quer ouvir que ele lhe fode os treinos, e que ainda vai fazer dele jogador de futebol...
Acho piada quando pensam que o JJ tem palavra em todos os "reforços" da equipa.

PedroF disse...

Baggio, que mais diz JJ nos treinos? :)É interessante ouvir esse tipo de coisas, usualmente não acessível aos que se sentam na Central.

Pedro disse...

Não Baggio, se te recordares bem sou dos poucos que diz claramente que há contratações que JJ não tem voto na matéria... ;)

Pedro disse...

"vai fazer dele jogador de futebol"

I rest my case.
:)

Gonçalo Matos disse...

Com jogadores como o Guedes ou o Ola John, eu nao ia perder tempo com o Bebé de certeza. Ate o Hélder Cabral tem melhor qualidade..

Bruno Pinto disse...

Foi mais organizado e competente. Percebe-se a estrutura táctica da equipa. Vê-se evolução, vê-se um bloco compacto, a atacar e a defender. É notório o trabalho do treinador.

No FC Porto reina a anarquia. Colocam-se jogadores diferentes em todos os jogos, em posições diferentes, altera-se o sistema, os comportamentos, a forma de jogar. Ontem, Lopetegui actuou em 442 clássico (!!), com dois médios criativos nos flancos e os alas todos no banco. Continua também a apostar em Casemiro para pivot-defensivo, sem perceber que ele em vez de ajudar a equipa na saída de bola, se esconde do jogo e não tem cultura para jogar naquela posição.

É urgente que Lopetegui perceba a equipa que tem, os jogadores que tem, estabilize o sistema táctico e ponha as peças no sítio delas. Rotatividade é alterar 2/3 jogadores mas de forma coerente. Não é baralhar, dar e voltar a baralhar, confundindo até os jogadores, que não sabem sequer qual a sua posição definitiva.

Bruno Pinto disse...

*(O Sporting) foi mais organizado e competente.

Miguel Pinto disse...

Curiosamente o SCP foi mais equipa, em organização ofensiva, no jogo do campeonato na 1ª parte. Na 2ª parte o FCP foi mais perigoso e justificou o empate.
O SCP alterou 3 jogadores (P. Oliveira, Capel e Montero em vez de Sarr, Carrillo e Slimani) mas manteve as suas dinâmicas.
O FCP trocou 6 jogadores (A. Fernandes, Jose Angel, Quintero, Herrera, O. Torres e A. Lopez em vez de Fabiano, Indi, A. Sandro, R. Neves, Brahimi e R. Quaresma) e jogou em 1442.
Em relação à rotatividade digo que é um tema controverso em que não é possível haver consenso. Ninguém poderá afirmar peremptoriamente que é melhor fazer-se ou é melhor não se fazer. Depois de saber-se o resultado, ou melhor, depois de avaliar a performance da equipa é que poderemos com a ajuda de alguns indicadores aferir se essa rotatividade provocou danos ou benefícios no seio da equipa.
Já aqui disse, ou no saudoso PB, que o tempo não corre a favor do Lopetegui, tem jogadores novos, tem uma ideia de jogo nova e tem uma abordagem diferente durante o jogo. Expõe-se, dessa forma, muito mais que os seus colegas do SCP e do SLB. Se essa estratégia não for muito bem conduzida e interpretada pelos seus jogadores corre sérios riscos de não acabar a época no clube. Mas para mim a solução passará sempre pela análise que terá que ser feita à luz dos desempenhos obtidos até aqui e consequente percepção dos desequilíbrios existentes na criação da tal identidade da equipa.
Neste momento o que transparece para este lado é que a qualidade do seu modelo de jogo esbarra na diversidade conceptual do mesmo sem haver correspondência (pelo menos de uma forma constante) por parte dos seus jogadores no que toca à qualidade exigível para tamanha empreitada.
Porque sabemos que no futebol bastam 3 ou 4 jogos para tudo ser ou parecer diferente acho que no caso do FCP ainda será prematuro afirmar que o treinador é um flop em função do estilo de jogo apresentado. Mesmo neste jogo contra o SCP acabou por perder (e bem) mas poderia ter sido diferente SE, naqueles momentos que teve a seu favor, a bola entra na baliza do R. Patrício e aí o desenrolar do jogo poderia ter sido diferente.
Custa-me a admitir que a rotatividade de certos jogadores tenha sido o principal responsável pelo desaire porque senão o JJ também é um calhau com 2 olhos por ter posto uma equipa toda ela diferente da habitual! Então, só porque ganhou, é o maior?
Adoro o Nani mas, pelo que leio por cá, o SCP é 'só' Nani o que me leva a pensar que o Marco Silva afinal tem é muita sorte e o Lopetegui tem o azar de levar com ele... Caso o Nani se magoe ou seja castigado vai ser um ai jesus.
Por falar em Jesus espero que na Champions ele tenha os jogadores mais preparados para, no mínimo, conseguirem fazer 3 passes seguidos durante o jogo (coisa que não vi na 1ª parte do jogo contra o Bayer e que ele tão bem justificou dizendo que o Bayer era uma boa equipa, lol).

Abraços