sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Futebol é isto

Jogas, competes, trabalhas durante a semana para melhorar, e ganhas, empatas ou perdes.

Seguramente um dos melhores treinadores do mundo na actualidade. Seguramente o treinador que mudou completamente o rumo do Dortmund. Poderá ser dito, e é verdade, que nunca houve tanto investimento na equipa como actualmente. Mas também, nunca tinha sido conseguida uma percentagem tão elevada de vitórias sobre derrotas e empates, com a televisão a cores.

Todos os anos o Dortmund tem perdido os seus melhores jogadores, para os grandes (do ponto de vista financeiro) europeus. Todos os anos Klopp lhes diz que, lá não vão aprender mais do que aqui. Não são clubes melhores que o Dortmund, apenas pagam mais. E assim, o treinador, ano após ano, procura inventar soluções e procurar alternativas para colocar o clube a competir, e tentar ganhar, sem as mesmas condições de outros.  O Dortmund forma, para os grandes levarem quando eles tiverem prontos para render todos os jogos. No ano passado, uma devastadora onda de lesões. Este ano, os problemas iniciais com os seus melhores jogadores. O modelo de jogo está lá, tem imenso valor, é ofensivo e defende com qualidade. É de difícil interpretação para os jogadores, pela grau de exigência ao nível do posicionamento. É o segundo melhor plantel, ao nível da qualidade individual do seu campeonato, mas está muito perto de entrar em zona de despromoção na tabela classificativa. Não obstante disso, tem três vitórias na Champions, sem qualquer golo concedido (15 sofridos no campeonato em 9 jogos).

O que se diria de Klopp se estivesse no campeonato em Portugal? Que só ganha os jogos contra adversários de maior ou igual valia individual?! O que se diria de Jesus se estivesse quase a pisar os lugares de despromoção, e fosse em primeiro lugar na Champions, tendo pelo caminho ganho o jogo contra o Sporting?
É só mais um ano onde Jesus, como Klopp, não tem a melhor equipa a nível interno, não tem tantas soluções como os seus adversários, tem muitos problemas com lesões dos seus melhores executantes, e ainda assim se acha que eles podem competir em todas as frentes de igual forma.

Em Portugal ainda se pensa que os treinadores usam de fórmulas mágicas, e que têm poderes sobrenaturais, que os fazem jogar pelos jogadores. Um dos efeitos negativos da arrebatadora passagem de Mourinho por Portugal. Hoje, pergunta-se a Mourinho sobre a sua história, e ele responde: no Porto, no Chelsea e no Inter tinha a melhor equipa. Tinha de vencer o campeonato, porque não tinha ao nível interno adversários para competir. E assim foi. 
E quando há adversários do mesmo nível? As vezes ganhas, as vezes empatas, as vezes perdes. E quando o adversário é superior? Ganhas poucas vezes, empatas algumas, perdes a maioria. E o que importa, aí, é que consigas competir. São dinâmicas do desporto, do futebol, dos jogos.

Seguramente que Jesus é melhor do que muitos dos candidatados seleccionados pela FIFA. Seguramente que Klopp também o é, não tendo conseguido uma tão forte dinâmica de vitórias na época anterior. Nos últimos cinco anos, Jesus e Klopp andaram juntos pelo TOP dos treinadores mundiais, e talvez só sejam reconhecidos quando começarem a ser de forma regular COMPRADORES, e mantiverem todos os anos os seus melhores jogadores. Talvez, quando treinarem quatro/cinco jogadores que lutem pela Bola de Ouro se consiga perceber a real qualidade destes dois fantásticos treinadores.

33 comentários:

mar10 disse...

São textos como estes que me fazem vir aqui todos os dias.

Obrigado

Pedro disse...

É sempre tão fácil dizer que os outros são muito superiores para justificar o fracasso. Claro que depois quando se perde com equipas inferiores a culpa será dos jogadores que fizeram qqr coisa...enfim.

Hugo Caldeira disse...

Creio que não se pode comparar Klopp com JJ, e nem se trata de comparar realidades ou quem é melhor ou pior. Klopp é um treinador com virtudes e defeitos tal como JJ, mas parece-me mais consciente da realidade e as suas equipas são mais equilibradas do que as equipas de JJ. De resto o 4-2-3-1 que Klopp utiliza, pouco tem a ver com o 4-4-2 que JJ gosta de utilizar.

O problema é a não mentalização de JJ, que em certos jogos é necessário mudar um pouco as suas ideias, porque jogar com o Barça não é a mesma coisa que jogar com o Penafiel. As equipas de JJ nunca serão equilibradas e vão sempre correr riscos, o que não invalida que num dia bom, o Benfica de JJ possa ganhar a ganhar qualquer adversário.

Dipeca disse...

Eu acrescentava ainda Wenger que tirando estes 2 anos, perdia ano após ano os melhores jogadores e conseguiu sempre manter entre os 4 primeiros. Estes dois citados chegaram aos clubes em momentos de instabilidade e criaram um patamar de regularidade que há mto não se via nessas equipas. No caso de Klopp não sei, por não ver quase nada da liga doméstica, mas o JJ parece ter negligenciado partes do seu modelo. Parece hoje um treinador exímio a trabalhar as equipas atrás, mas que depois vive mto das transições ofensivas. Klopp tb tenho essa ideia mas não vejo jogos que chegue para ter a certeza. Sendo que estes 3 são merecedores da tal bola de ouro de treinadores claro.

Pedro disse...

Comparar a realidade do Dortmund com a realidade do Benfica é algo surreal.
O Bayern não só é muito mais forte, em tudo, que o Dortmund, como consegue ir buscar a este os seus melhores jogadores.

O SLB está ao nível do fcp e este não se reforça enfraquecendo o Benfica.

Roberto Baggio disse...

Ya. Para ti estar aí nível é entrar 3 jogadores no 11. Portanto não há nada que discutir aqui.
E como o Braga metia o mesmo número vais dizer que dá para competir. Mas competir é ao longo do campeonato. Não num jogo. Portanto novamente não há discussão.
Abraço

Guilherme disse...

@ Pedro Magico SLB

1. Todas as vezes em que o Jesus teve plantel igual ou melhor que o da oposição nacional nunca defraudou. E nos anos em que teve planteis inferiores esteve sempre a lutar por campeonato e taças europeias até Abril/Maio. Se ele é perfeito, não; se comete erros sim; mas mais é impossível de pedir.

2. Se conheces algum treinador tão bom ou melhor que o Jesus; e que realisticamente possa vir treinar o Benfica na próxima época agradecia que deixasses aqui o nome e explicasses o porquê da tua escolha.

Eu deixo um: Vitor Pereira, mas como tb ele não é benfiquista, e dps de termos um treinador sportinguista parece-me que a malta nao vai aprovar. A competência que se lixe, certo?

3. A comparação Dortmund/Benfica faz todo o sentido: ambos perdem os seus melhores jogadores cada ano para equipas com mais poder financeiro.
O resto são questões de contexto: Portugal é aquário pequenino e o Benfica é peixe grande, portanto vêm clubes de fora buscar jogadores que nunca mais voltam; mas para alem de vender para o Bayern, o Dortmund já perdeu o Sahin para o Real e o Kagawa para o Man Utd. Tipos fraquinhos que entretanto voltaram, mas apenas pq a Alemanha é 1a economia europeia - o resto sao tretas.

Frigoliny disse...

Pode-se detestar os modelos, mas não achar que eles são muito, muito parecidos só mesmo com palas maiores que as de Alvalade. Gostar de um e não gostar do outro é, simplesmente, estúpido.

Ricardo Sousa disse...

Também não concordo que existam assim tansa diferenças entre FC Porto e SL Benfica. Utilizando o modelo do Benfica apenas vejo os 2 laterais, Brahimi e Jackson a entrarem de caras no 11.

Ricardo Sousa disse...

Também não concordo que a diferença entre FC Porto e SL Benfica seja assim tão grande. Utilizando o modelo do Benfica apenas vejo os 2 laterais, Brahimi e Jackson a entrar de caras no 11.

Ricardo Sousa disse...

*tantas

João disse...

O Pedro é muito chato.

Eu que implico muitas vezes com o JJ consigo reconhecer-lhe qualidades. Não é, como pensa ser, o melhor treinador do mundo mas é extraordinariamente competente.

Embirra-se com o homem e pronto.

Isto de se achar que os jogos só podem acabar com vitória é absurdo.

Quando ele sair do meu Benfica não será o fim do mundo - não é obviamente o único treinador que pode treinar o clube - mas tendo em conta que a gestão desportiva do clube é miserável, pois se há inevitabilidade de ver sair os seus melhores jogadores se junta a ineficácia no planeamento das épocas (basta verificar que o 'gr titular' veio em cima do fim das inscrições, o melhor avançado veio já depois, foram gastos 16 milhões em dois MC quando o que se queria eram MD (além de terem vindo já no fim da pré-época)) esperam-se tempos muito conturbados no fim desta 'era'.

Mas pronto, a malta quer é despachar este e trazer outro, porque esse outro vai ganhar tudo, a todos, e de qualquer maneira.

Enfim.

Blog de Portugal disse...

Toda a razão neste artigo.

Mas no caso de Jesus, se não houver mais lesionados, na 2ª metade da época aquilo vai ser a bombar.

Alberto disse...

Na equipa do Porto provavelmente só mantinha Enzo Luisão e Gaitán (embora com o tempo acredito que a integração de Jonas e Samaris possa mudar um pouco estas contas).

Na minha opinião Marco Silva teria condições para substituir JJ, embora ainda não seja tão competente. Vitor Pereira seria a minha escolha.

João Duarte disse...

O Vitor PEreira não é Benfiquista? pois não...mas já foi.

O Mundo dá muitas voltas.

Pedro disse...

Por 4 milhões é muito fácil encontrar um treinador que, com o que JJ tem ao dispôr faça, no mínimo, o mesmo.

VP, Peseiro, Marco Silva...até Fernando Santos muito provavelmente. Lá por fora Bielsa seria muito interessante. Não perco o sono com isso.

JJ teve sempre melhores planteis que a oposição. Só ganhou quando não teve oposição. Essa é que é essa. Claro que os Jesus Lovers precisam de colocar o plantel do fcp ao nível do Real Madrid para dizer que JJ não teve hipóteses. E isso de lutar até ao fim é meio mito pq tirando o Kelvin aos 92 minutos na penúltima jornada nos outros dois foi varrido com alguma antecedência do final.

Como podes dizer que a comparação faz sentido. O SLB perde os melhores jogadores da mesma forma como o fcp tb os perde. O Dortmund perde os seus melhores jogadores para o Bayer. Mas estamos a brincar?? Como é que podem ignorar esta realidade!!?!!??!

Impossível pedir mais a JJ? Vocês dão cabo de mim. Mais vale fechar a porta quando JJ sair não vá vir um treinador qqr que depois leve chapa 5 no dragão...

Daniel Martins disse...

A sério? JJ ao nível do Peseiro, Marco Silva e do Fernando Santos? Eu também gosto muito do Bielsa mas é a treinar as equipas dos outros. Conhecendo as limitações do modelo de jogo do Bielsa, se calhar se ele treinasse o Benfica ao fim de poucos jogos já lhe estavas a chamar nomes. E se achas que os plantéis do Benfica têm sido melhores que os do Porto, então és realmente um caso perdido.

Henrique disse...

Quando um gajo diz que o Peseiro e o Fernando santos fariam o mesmo que o Jesus está apresentado. Mas parece-me bem, é preciso manter o estatudo de jara do lateral esquerdo. O Pedro é um fanático, neste caso não gosta do JJ, e convenceu-se, como todos os fanáticos, que tem ao seu alcance uma maneira melhor de interpretar a realidade. Basta ver a forma como não-rebate os argumentos que são apresentados para justificar que o JJ tem qualidade. Agora lembrou-se que o JJ só ganha quando não tem concorrência e que tem sempre super plantéis. Quem partilha da opinião do Pedro são os experts que escrevem na bola e no record, uns parceiros de peso.

O Fernando Santos ainda defende hxh. Estamos em 2014 a passos largos de 2015.

Pedro disse...

HAHAHA.

Delicioso. O Pedro é chato, o Pedro é fanático, o Pedro é isto e o Pedro é aquilo e depois é o Pedro que não tem argumentos.

JJ é o maior pq sim. Quando se apresenta todos os erros que JJ comete assobia-se para o ar e diz-se que o fcp tem o melhor plantel do mundo.

Ainda ontem tivemos mais um exemplo da mestria táctica de JJ. Valeu o Talisca e o seu faro de golo. Mas é o Pedro que é chato e coiso. LOL

Guilherme disse...

@Pedro

1. Pa não brinques. O Benfica tinha melhor plantel que o Porto de 2010/11 a 2012/13? Falcao, Moutinho, James, Danilo, Alex Sandro, Helton, Otamendi, Fernando, Lucho, Jackson. QQ um destes entrava directo no 11 do Benfica e estiveram todos pelo menos 2 épocas no Porto. E ainda tens o Hulk, Alvaro Pereira, Maicon, Cristian Rodriguez e Rolando...

2. Ou seja nao tens respostas, pq eu disse realisticamente.
O Marco Silva vai trocar imediatamente o Sporting pelo Benfica? O Fernando Santos defende HxH e vai ficar no seleccao; o Bielsa idem e por varias razoes (extra-futebol) nunca se aguenta mais do que um ano em cada clube. O modelo de jogo do Peseiro tem tanta qualidade defensivamente como o do Jesus: porra nem em sombras.
No Vitor Pereira concordamos, mas achar que ele vem para o Benfica é acreditar que a Merkel vai perdoar toda a divida externa portuguesa nos proximos 12 meses, mais uns ovos kinder para enfeitar. Mas adoraria, e muito, para ver os meus confrades benfiquistas engolirem muitos sapinhos.

Mais, o problema não é só dinheiro, é que ninguém com qualidade quer vir para Portugal. Portanto para alem dos portugueses (e excepção do VP nenhum é melhor que o JJ neste momento) só tens os estrangeiros. E independentemente dos 4 milhões só vais apanhar os restos, os gajos que n se safaram nos melhores campeonatos: Mancini, Michel, Prandelli, etc.
Gajos que sao piores do que aquilo que tens em casa e custam o mesmo (ou mais). Com os jogadores neste momento é ainda pior: tipo o Leroy Fer que preferiu ficar na II liga inglesa, ou o Romero na Sampdoria sem sequer jogar na Europa.
Portugal é periferia, em todos os sentidos. Futebolisticamente é tipo a Argentina: os melhores estao fora ou partem rapido, e ficam os piores.
Ha que agradecer os problemas do JJ com os idiomas: se ele soubesse inglês já estava há 3/4 anos là fora... provavelmente a calar muito benfiquista.

3. Mas que confusão. Como eu te disse acima, o Dortmund perdeu o Sahin e o Kagawa para clubes estrangeiros. Tipos muito fracos.
O Porto conseguiu manter os seus jogadores-chave (aqueles que entravam directamente no 11 do SLB) por mais tempo que o Benfica com os seus. Isto é um facto óbvio; mesmo que o tenham feito à custa de uma situação financeira cada vez pior. Culpa o LFV, mas o que é que raio tem o Jesus a ver com isso?
E o que importa que o Dortmund tenha vendido para o Bayern e não para o Zenit ou o Chelsea? O Dortmund perdeu com o Hannover, o Friburg e o Hamburg: sera que também lhes venderam jogadores? Sera que as vendas de jogadores não se fazem notar tb na forma como a equipa joga contra oponentes teoricamente mais fracos?
São dois clubes que perdem jogadores-chave todas as épocas e cujos treinadores são obrigados a voltar se não do zero, pelo menos do cinquenta todas as épocas. Estas são as premissas básicas, o resto são questões de contexto:

http://en.wikipedia.org/wiki/Contextualism

Alberto disse...

Fernando Santos e Peseiro? LOL tens que me dar do que andas a fumar. A sério.

Daniel Martins disse...

Pedro, ninguém te obriga a gostar do JJ. E até poderás ter razões nalgumas críticas. Mas pô-lo ao mesmo nível do Fernando Santos e dizer que o Benfica tem tido melhores plantéis que o Porto nos últimos 6 anos não abona em nada a favor da tua sensatez. Sim, ontem valeu o Talisca e os outros jogadores todos. Aliás isso acontece em todos os jogos de futebol, não são os treinadores que entram em campo.

PedroF disse...

Fernando Santos no Benfica? Peseiro? Fala baixo que se não alguém ouve-te e manda embora o JJ para ir buscar um desses.

Lisandro Pereira disse...

Estou totalmente de acordo com o Pedro, o Jorge Jesus é tão classe mundial que continua há 6 anos no Benfica, sem que haja nenhum convite suficientemente aliciante... segundo ele.
Comparar Bayern/Dortmund ao Porto/Benfica não é fazer uma análise séria, por o Dortmund nunca ter tido um plantel nem de perto com a qualidade do Bayern.

Pedro disse...

Eu compreendo que a sede de defender JJ vos faça bater nas teclas sem ler o que se escreve (coisa muito habitual na internet, já são muitos anos disto). Em momento algum disse que este ou aquele são melhores que JJ, disse e repito que com um plafond de 4 milhões facilmente se arranja quem faça, com as mesmas condições, no mínimo, o mesmo que JJ.

Coentrão, Sálvio, David Luiz, Javi Garcia, Matic, Enzo, Gaitan, Cardozo, Saviola, Aimar, Lima, Rodrigo, Maxi, Luisão, Garay, Oblak, Amorim, etc...só toscos quando comparados com os galácticos do fcp. Mas ok, já sei que será sempre essa a vossa desculpa. Coitado do Simeone que se esqueceu disso e varreu dois dos planteis mais ricos do mundo. Siga.

O que seria do Benfica com Santos, Peseiro ou o Campos? Levava 5 no Dragão? Era varrido da Liga Europa pelo Braga, perdia no Jamor com o Guimarães, fazia de saco de encher na Champions? Não quero nada disso no SLB. Que JJ fica lá eternamente.

Se continuas a bater nessa tecla do Dortmund nem vale a pena manter o debate. É tão absurdo que nem devia ter discussão mas para se defender JJ não há limites.

Tu retiras o contexto da discussão quando o que importa é exactamente esse mesmo contexto. Mas isso explica muito do que por aqui se lê.

Pedro disse...

" Aliás isso acontece em todos os jogos de futebol, não são os treinadores que entram em campo."

I rest my case.
:)

Guilherme disse...

1. Meu caro se há aqui alguém que não sabe ler és tu. E como não sabes ler não sabes argumentar.
Eu sei bem o que escreveste, mas o que eu escrevi é que independentemente do dinheiro mto dificilmente vais encontrar alguém que faça melhor que o JJ.
Pq mto sinceramente, se não é para mudar para melhor então qual é a ideia?
Eu pessoalmente não me importaria de ter o VP no Benfica ao Jesus; acho que o estilo de jogo seria mais condizente com o estatuto do clube.Mas é impossível, portanto se realisticamente não dà para ter melhor, e ja temos um dos melhores do mundo, então para quê mudar?

2. O que estava à espera era que me dissesses: eu prefiro o Paco Jèmez pq xxxx, e porque creio que yyyyy, porque apesar das limitacoes rrrrr, penso que aaaa.

3. Nao vale a pena atirares nomes. O Porto conseguiu manter uma espinha-dorsal de jogadores de qualidade acima da média em postos chave ao longo de 3/4 anos, enquanto o Benfica cada ano vendia os seus melhores. O Lima e o Rodrigo sao melhores que o Jackson ou o James? O Javi melhor que o Fernando? Brincamos?

4. Mas vou entrar no teu jogo. Então não foi o Peseiro que perdeu um campeonato contra uma equipa inferior, o Benfica? Nao foi o Peseiro que perdeu uma final europeia em casa?
O Bielsa que foi eliminado na fase de grupos do Mundial 2002 com o melhor plantel do torneio?
Quem é o Campos, o Luis Campos? Aquele que desceu de divisao duas equipas numa mesma época?
Pa o Fernando Santos a defender HxH contra o Porto do Vilas-Boas e do VP teria levado 10-0.
Ja agora, o Guardiola que levou 7 ao todo numa eliminatoria? O Mourinho que levou 5 do Guardiola? Estou confuso, queremos resultados ou competência? Entao analisar a competência de treinadores com base em resultados vale para o JJ e não vale para os outros?
De qq modo, o que eu sei é que:"Nao quero nada disso no SLB."

5. O Simeone varreu dois planteis à pala da incompetência dos treinadores do Barça e do Real; por acaso a mesma razao pela qual o JJ varreu os planteis superiores do Tottenham e da Juventus.

6. Quanto ao Dortmund: duas equipas que perdem jogadores todas as épocas e ficam menos competitivas ou encontram grds dificuldades em manter o nível. Como é que não podes concordar com isto?
O contexto é que em Portugal só há duas equipas de topo enquanto nos outros paises ha 3-4. O Dortmund até sai beneficiado da comparação pq esta na maior economia europeia, num dos maiores campeonatos a nível mundial e pode-se permitir gastos que o Benfica nem pode sonhar.

Grd abr - vai ser giro ler os teus comentarios no dia em que o Benfica tiver um Carlos Azenha ou Joao de Deus como treinador.

Pedro disse...

Caríssimo, se já tive Mários Wilsons e Manueis Josés. Comentarei o próximo treinador como comente o actual e comentei os anteriores. Não me parece relevante.

Tu e todos têm que perceber que para apontar erros a Jorge Jesus não preciso de ter um treinador no bolso para o substituir. Não trabalho nem vivo do futebol. Se o fizesse então sim fazia sentido pedires-me isso. Apenas digo e repito, com um plafon de 4 milhões ano facilmente se arranja quem faça, no minimo, o mesmo.

Qqr mudança é com a expectativa de melhorar. Com JJ já sei que disto não se passa, por isso uma mudança é com o intuito de mudar. Poder correr bem, pode correr mal. Parece-me óbvio.

Teimas com um não argumento do Dortmund. Teimas em ignorar que o Dortmund perde os seus melhores jogadores para o Bayern enquanto que o SLB perde da mesma forma que o fcp os perde, lá para fora. o fcp não se reforça enfraquecendo o SLB mas já deu para perceber que não tens resposta para isto. Adiante.

Realmente varrer Barça e Real pode ser comparado com o eliminar o Spurs (dou de barato) e a Juventus. É igualzinho. :)

O Javi pode não ser melhor que Fernando mas Matic mete-o no bolso.
Lima e Rodrigo podem não ser melhores que Jackson e James mas Cardozo/Aimar/Saviola não ficam atrás.

Unknown disse...

"O que seria do Benfica com Santos, Peseiro ou o Campos? Levava 5 no Dragão? Era varrido da Liga Europa pelo Braga, perdia no Jamor com o Guimarães, fazia de saco de encher na Champions? Não quero nada disso no SLB. Que JJ fica lá eternamente."

Podiam não fazer isto, mas digo-te, não ganhavam o que o JJ tem ganho.

E continuas sem encontrar nenhum treinador que queira treinar em PT pelos tais 4M que o JJ recebe. Os exemplos que destes não prestam (Peseiro, a sério??).

Alberto disse...

"Tu e todos têm que perceber que para apontar erros a Jorge Jesus não preciso de ter um treinador no bolso para o substituir. Não trabalho nem vivo do futebol. Se o fizesse então sim fazia sentido pedires-me isso. Apenas digo e repito, com um plafon de 4 milhões ano facilmente se arranja quem faça, no minimo, o mesmo."

Uma pessoa que tenta argumentar e escreve um parágrafo destes devia ter noção das contradições.
De qualquer maneira, o problema agora, nem é a competência ou não do treinador, mas sim o que se paga por ele. JJ é fraco porque por 4M consegue-se arranjar facilmente quem faça melhor. Sim, dizer isto é fácil, mas quando se pede sugestões de alternativas, aí já não dá para responder porque não trabalhas no futebol. Queria conseguir argumentar como tu.

A comparação com o Dortmund não me parece tão estapafúrdia quanto isso, basta ver os plantéis do Porto nos anos em que JJ perdeu, e na forma como o Benfica vende os jogadores em cima do fecho do mercado, repetidamente. O plantel do Porto foi por vários anos, consideravelmente superior ao do Benfica. Este ano, por exemplo, do 11 titular do Benfica entravam 3 no 11 do Porto. Não reconhecer isso é ser idiota.

Pegar num exemplo de um campeonato ganho por Simeone, e querer extrapolar isso para uma regra e esquecer todo o contexto, é só estúpido. Uma das coisas que é constantemente defendida neste blog, é a defesa do método/modelo como forma de aumentar as probabilidades de alcançar o sucesso. Pegar em casos isolados, de treinadores que venceram com piores modelos e equipas inferiores, é tentar usar uma minoria para fazer valer os nossos argumentos.

Na internet toda a gente tem a pila grande e nunca ninguém perde uma discussão. Siga.

Pedro disse...

"Podiam não fazer isto, mas digo-te, não ganhavam o que o JJ tem ganho"

Ou então ganhavam mais. E não estou a falar de dinheiro. :)

Adiante.

Pedro disse...

" mas quando se pede sugestões de alternativas"

Eu dei alternativas. Várias.

"O plantel do Porto foi por vários anos, consideravelmente superior ao do Benfica."

Para mim não foi.

A comparação com o Dortmund é espatafurdia pq o SLB não perde jogadores para o fcp. Continuam a ignorar isso e a chamar idiota aos outros?? Ok...

Ganhar um campeonato (não um jogo ou uma eliminatória) ao super Barça e super Real é um caso isolado?

Ok.


André Pinto disse...

É giro. Quando Villas Boas começou a pré-época no Porto, a massa benfiquista afirmava em uníssono que o plantel do SLB ía esfrangalhar o pobre Porto. Dizia-se que Falcão era um flop, que Cardozo era muito melhor. Na semana que antecedeu o jogo da Supertaça a atmosfera era de véspera de goleada. Todos os comentadores foram unanimes em considerar que o plantel do Benfica era muito superior, e tinham melhores resultados na pré-temporada para fundamentarem o raciocínio. Agora, é fácil reconhecer que não era assim, porque sucedeu-se a época desportivamente mais humilhante de sempre para o Benfica, mas na altura toda a gente achava o plantel do FCP fraco (mesmo portistas).

Veio Vítor Pereira, que ganhou in extremis, num misto de competência própria e aselhice de Jorge Jesus. Lembro-me que jogou quase toda a 1ª volta sem ponta-de-lança, com Hulk adaptado, dada a inépcia de Kléber e o excesso de peso de Walter. Depois veio Janko, que pouco acrescentou à equipa. Do outro lado, estava um Benfica sólido, de plantel completo, que perdeu por uma falta de seriedade inadmissível (festejos nos Barreiros, seguido da sobranceria táctica contra o Estoril). O golo de Kelvin começara a desenhar-se na Madeira, apesar de só olharmos para o jogo do Dragão.

No ano passado, o plantel do FCP era anedótico, com um meio-campo inoperante, lateral direito inepto e Licás na ala. Mais uma vez, o Benfica tinha mais soluções ao seu dispor e ganhou praticamente sem oposição.

Fazendo o balanço dos anos de JJ, podemos escolher duas abordagens: descontextualizar relativamente às circunstâncias económicas e desportivas vividas, escolhendo como termo épocas passadas; ou ter em conta esses factores na análise.

Na minha opinião, é pouco, sobretudo tendo em conta o desastre enorme que foi a sua segunda época, em que partia com ampla vantagem na análise de todos os iluminati dos media. Nunca vi maior sucessão de humilhações desportivas na minha vida. Na 3ª época tem que ser responsabilizado pelo desmande final, uma vez que era sua função gerir o estado anímico e atitude da equipa. Na 4ª venceu por omissão, porque o FCP de Fonseca implodiu por si mesmo, e mal teve concorrência.

Se considerarmos o investimento feito em plantéis, também acho que Jorge Jesus podia ter feito muito melhor. Não digo que não tenha virtudes, mas a família benfiquista alimenta a absurda ideia de que a alternativa a Jesus implica necessariamente regressar a apoucamentos de outros tempos. Isso não é mais do que um compreensível reflexo irracional, provocado por traumas desportivos passados.