quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Ontem vi na TV

Momento raro em que ligo a televisão para ver um programa desportivo e está Vítor Pereira a comentar. Não podia ficar mais satisfeito, pois como sabem é um treinador que muito admiro pelo seu trabalho, e pelas suas ideias para a sua equipa. É também, pelos motivos acima citados o meu treinador português de eleição. Pelo menos era enquanto em actividade.

Contudo, fazia ele a análise do Benfica (contra o Arouca) e pareceu-me que a realidade não corresponde ao que citou. Disse ele que o Benfica continuava a arriscar muito no momento ofensivo, com demasiados jogadores a frente da linha da bola. Tanto nos momentos de saída de bola como nos de ataque continuado em zonas mais adiantadas, com os dois laterais completamente projectados. Não podia estar mais em desacordo, e por isso fui rever (pela terceira vez) a primeira parte do Arouca na luz.









Poderia exemplificar com muitos outros lances, onde Lisandro, Samaris e Talisca aparecem com posicionamentos muito pouco habituais com Jesus. Os lances de perigo do Arouca foram 90% das vezes causados por isto. Falta de competência de alguns elementos do Benfica, por ainda não estarem a trabalhar a tempo suficiente com Jesus. Os restantes 10% são erros em posse, onde o portador da bola não tem a melhor decisão, colocando a organização da equipa em causa, em momentos em que ela ainda se está a reorganizar.

Acredito imenso na competência de Vítor Pereira e Jorge Jesus, como acredito muito em outros treinadores. Mas não é por isso que aceito tudo o que eles dizem, ou que concorde sempre com eles. Portanto, os que têm visto Vítor Pereira na televisão (ou outro qualquer) muito cuidado na aceitação, porque depois vêm para cá debitar o que ouviram, e acham que por ter sido um treinador que muito admirámos a dizer, que vamos aceitar como se fosse uma verdade absoluta. Questionem mais, caros amigos. Questionem mais.

54 comentários:

RSA disse...

O Benfica está a defender pior porque o jogador da posição 6 neste caso Samaris ainda não está formatado para o que JJ lhe pede em termos defensivos , depois Jardel têm dificuldade em sair a jogar e Lisandro por este jogo mostrou que ainda é atraído ou pelo homem ou pela bola abrindo espaços defensivos, erros que a nível nacional conseguem na maior parte dos casos ser resolvidos...

Anónimo disse...

No fundo, das imagens que aqui estão, o que se vê mais é um erro de posicionamento do lisandro, que não se apressa a bascular para o lado da bola - ao contrário das imagens em que eliseu ou samaris procuram imediatamente ajustar o posicionamento. Aquele lado esquerdo tem sido sempre uma auto-estrada, entre o lateral e o central. Durante o jogo perguntei-me se não devia haver um ajustamento do gaitan, do eliseu ou do samaris. Depois disto, percebo que o erro é do lisandro. É assim?

Em todo o caso, quando se perde a bola no momento de construção é muito difícil a equipa ajustar rapidamente. Não será isso que falta por agora ao benfica? A capacidade de manter a posse na primeira fase de construção? Contra o Bayer foi evidente, mas convenhamos que o jogo dele precipitava em muito o erro. Mas recordo igualmente um jogo no ano passado - não me lembro qual, penso que na liga europa - em que a pressão alta e praticamente homem a homem criou sérias dificuldades ao benfica.

Nestes jogos, por exemplo, nota-se a falta do cardozo na forma como tocava de cabeça ou conseguia segurar a bola no campo adversário. Mesmo quando a perdia, o que acontecia muitas vezes, acabava por dificultar em muito a acção dos defesas contrários.

Sem Cardozo, que soluções se pode arranjar para tornear isto?

Por outro lado, na foto em que surge o último terço, parece-me que o posicionamento com tantos atrás da linha da bola não prejudica o ataque, antes pelo contrário. Pela capacidade em manter uma posse segura, sempre com linhas de passe em zonas menos densas, por estarem sempre dois jogadores, mais o lateral do lado oposto (em geral acho que é assim) de frente para o jogo, e ainda por cima com o ganho que há quando se tem alguém com a meia-distância tão forte quanto a do Talisca. Até penso que a posição dele deveria ser sempre ali - no lugar de enzo, caso este não esteja, ou noutro esquema táctico qualquer que incluísse os dois, ou recuando o próprio enzo para 6 - soubesse o talisca interpretar convenientemente as missões defensivas que tem a cumprir.

Um abraço Baggio e obrigado pelas imagens.

O anónimo das 14:08 (o nome ficou).

Anónimo disse...

é simples: lisandro, talisca, samari e eliseu ainda não falam o idioma de jesus ao nível do momento defensivo... e não é em 2 semanas de interrupção com selecção e taça que isso vai mudar. em braga o teste é mais a doer...

LGS disse...

Baggio, que primeira impressão te deixou o Lisandro, podes elaborar um bocadinho sff?


Abraço

Gonçalo Matos disse...

Bom post Baggio! Esse comment do VP faz-me lembrar o do Van Gaal a dizer que era um treinador mto ofensivo e que gostava de arriscar.
Agora qnd ouço o VP falar, fico na duvida se ele pensa assim ou se é algo "para inglês ver". Algumas opinioes dele como comentador parecem nao se ajustar com o que era como treinador.

Henrique disse...

Há alguns lances durante o jogo em que o Talisca conduz a bola no corredor central e tem 5 jogadores do Benfica à frente da linha da bola: um lateral, os dois avançados e os dois extremos. Não tenho acesso ao jogo, apenas ao resumo, e há lá dois lances assim: aos 39 min da 1ª parte e o lance do golo do Talisca. Agora, como disse, não sei quantas vezes isto aconteceu durante o jogo, mas pode ser que aconteça as suficientes para o Vitor Pereira não achar muita piada.

Relativamente as saídas concordo em absoluto.

Morales disse...

De acordo com a análise.

Questiono apenas o tom de "professor-que-sabe-tudo" a que este blog nos vem habituando. Isto deixou de ser um blogue dum gajo humilde que sabia muito de bola para passar a ser um blogue duns gajos que sabem de bola - nao contesto isso - e acham que toda a gente à volta deles são grunhos só porque não usam palavras como "basculação" e afins. É pena.

Nada contra ti Baggio, nem contra os outros. Pretende ser uma crítica construtiva aos agora autores de um blogue que visito há vários anos.

Já agora deixo uma questão que os últimos jogos de samaris levantaram. Não estará JJ a pegar num jogador que é, potencialmente um 8 de nivel mundial, num 6 bonzinho, vá? Não tem claramente a agressividade dum trinco, e tem uma visão e uma precisão de passe que pedem urgentemente que ocupe terrenos mais adiantados. Já ha Enzo, percebo, mas não haverá maneira de fazer coexistir os dois, sem que nenhum deles seja um 6 assumido?

Abraço.

Bruno Pereira disse...

Ainda não li o vosso post sequer, mas devemos estar a falar sobre o mesmo. Resta saber se dizemos o mesmo :)
http://orgulhosamentelampiao.blogspot.pt/2014/10/o-pivot-que-desequilibra.html
(só consigo ler ao final da tarde, mas claro que o farei :))
Ah e já agora, algum comentário à tão exacerbada e elogiada competência de Ilídio Vale? (by Vitor Pereira)
Abraço!

JON disse...

A mim chama-me atenção a 2ª imagem, por exemplo, em comparação com o jogo do Lopetegui: proximidade entre jogadores...

A reacção à perda é sempre mais fácil, pese embora posicionamentos individuais a corrigir, quando há proximidade.

O Jesus irá melhorar estes posicionamentos no Samaris e no Eliseu (tenho pressentido muitos erros deste, ainda). No Lisandro também, eventualmente. No Jardel, se não aprendeu até agora...

Seria interessante ouvir o VP comentar sem filtro as ideias do Lopetegui. Como disse o DC noutro sítio, o Porto com o Braga concedeu tantas oportunidades (em transição) como nas duas épocas do VP em todos os jogos em casa...

Unknown disse...

Concordo quando se diz que os contra ataques têm origem na interceção de passes feitos pelos centrais ou pelo Samaris, no entanto, é percetivel que o lateral do lado contrário ao da bola está demasiado subido para conseguir atempadamente fechar junto dos centrais. Penso que a terceira imagem demonstra aquilo que pretendo dizer. Concordo com o Vitor Pereira quando diz que no jogo do Leverkusen faria sentido que os laterais se projetassem menos face à pressão agressiva feita na primeira fase de construção.
Abraço

Roberto Baggio disse...

Aos que continuam a colocar-me a mim (Baggio) questões nas caixas de comentários, seja de que artigo for, esqueçam.
Já disse, atrás, que não respondo a ninguém.
Apenas partilho os MEUS pensamentos. E fico com eles para mim.
As caixas de comentários do LE, para mim, estão fechadas. Só não fecho exclusivamente os meus artigos a comentários porque no blogger não existe essa opção, e ia prejudicar o Maldini e o Bergkamp. Nos artigos deles questionem como quiserem. Nos meus ESQUEÇAM. Não vale de nada continuarem com as questões.

Os meus cumprimentos a todos.

Igreja Universal do Jorge Jesus disse...

Lembrete mensal para o facto de que Marcos está-no-lote-dos-piores-centrais-que-já-passaram-pelo-futebol-português Rojo joga no "Unaite" e que Yohan Tavares continua no estoril

P.S. agora mais a sério tenho de partilhar isto

Vale o que vale, mas aposto que o treinador do Shalke tem contrato de não sei quantos anos, e ninguém lhe exige que ele seja campeão para continuar a trabalhar.

=)

28 de Setembro de 2014 às 23:00

Di Matteo substitui Keller como treinador do Schalke -
UEFA.com-07/10/2014

beijos e abraços

DC disse...

Resumindo, VP tem que voltar aos treinos que é onde está bem. Podia, por exemplo, trocar com o Lopetegui que acho que ficava muito bem de chupa-chupa na boca a falar no grande área :D

Tiago Machado disse...

alguém me pode dizer onde consegue ver o jogo inteiro na internet?
agradeço resposta!
atenciosamente, Tiago

joao disse...

Li o teu post sobre o golo do Ronaldo. Merito zero para Ronaldo? Baggio, não esqueças que não é tao fácil como parece. Ronaldo aparece incontáveis vezes so a encostar a bola mas isso não significa que não tenha mérito, senão todos o faziam. Ronaldo é simplesmente o melhor do mundo no movimento sem bola de aproximação à baliza nessas situações. Lê perfeitamente o jogo, sabe em que momentos deve acelerar(e que acelerações) para aparecer então sim, com um gesto técnico de infantil a concluir. Como disse Lineker "não é tao fácil como parece".

É pena que Ronaldo esteja viciado no golo. Porque vai esquecendo tudo o que fazia com bola e que era também tao bom. Mas não lhe retires mérito como os haters.

João Marinho disse...

Segunda consta, o VP ainda não pode treinar porque ainda está ligado ao clube que treinava na Arábia, a rescisão não chegou a acontecer.. DC tu querias era que o lope desmaia-se outra vez em directo,não sejas anti,pelo menos aqui, que dá muito nas vistas xD


تحيا براهيمي

ViTripeiro disse...

O ViTripeiro sabe da poda mas não sabe lidar com outras merdas...
Como comentador leva tempo pra cacete pra dizer qq merda q se diz de uma penada...
Percebe de bola mas n têm dom da palavra nem estaleca pra grandes voos.

Anónimo disse...

já vi aqui que não respondem a comentários tudo bem, apenas gostava de deixar uma pergunta no ar! Nas últimas fotos onde diz que Luisão não consegue ocupar o devido posicionamento devido ao posicionamento do Lisandro não será culpado também Luisão?? Capitão de equipa comanda a linha defensiva a nível de correção de erros tem obrigar o colega a fechar o espaço corretamente! (ou então não foi só a minha humilde opinião)
De resto ainda bem que mantêm este blog, aprende-se muito, há muita gente que deveria ver isto para ganhar uma noção do que é o jogo de futebol, excelente trabalho que está a ser realizado espero que nunca terminem com o blog

Dipeca disse...

Concordo contigo DC, aliás ele já tem mais experiência de comentador.

https://www.youtube.com/watch?v=BOaaLKQ2jDU

O VP nunca conseguirá este nível nem o lopé o nível de Vp como treinador.

Marco Morais disse...

Concordo que VP é bom treinador. No entanto, nem sempre a equipa dele o provou. Por favor não se esqueçam da horripilante primeira época, pois ainda que ele fosse o menos culpado - como provou na seguinte - muito disso veio também da incapacidade dele em passar ideias. Em termos comunicativos deixou, e deixa, imenso a desejar.

Talvez por ele ser (ultra)elogiado aqui, as pessoas pensam que ele não pode errar. Ora, com câmeras de TV à frente foi sempre onde ele mais errou. Não era agora que isso ia mudar.

Outra coisa é o estatuto de figura pública. Se alguém aqui (não falo só dos donos do blog, estendo a ideia até à caixa de comentários que me fez vir aqui) tivesse sido bi-campeão nacional e estivesse no desemprego, enquanto comenta futebol na TV, decerteza que não ia ter o mesmo à-vontade para cascar no Bebé, no Jesus, no Lopetegui, na largura, etc, etc.

Anónimo disse...

VP está a dizer o que lhe pedem para dizer. Se eu um dia tivesse sido treinador do pinto da costa durante 2 epocas quando tivessem depois um trabalhinho na comunicacao social para comentar o Benfica nunca iria dizer bem dele. Só se fosse maluco...

Eu se tiver um amigo que não goste nada dele nunca vou falar dos bons atributos. Falarei sempre dos maus. Ninguem é perfeito seja uma pessoa ou uma equipa de futebol :)

Anónimo disse...

anónimo das 19:06

já que o baggio não responde, respondo eu que não percebo puto disto e não fiz algum dia um treino de futebol sequer.

é o lisandro que controla porque é ele que está virado para a bola, todos os outros têm que seguir a movimentação dele porque o vêem. isto importa mais do que o luisão ser o capitão ou o comandante da defesa ou o que seja, porque esta é a única forma da defesa funcionar em bloco - verem-se uns aos outros e agirem de acordo com isso. é aliás o que se passa com o controlo da profundidade, que é onde talvez se tenha falado mais por aqui sobre esse movimento coordenado da defesa. pode ser que haja etiquetas com isso ou qq coisa parecida que ajude.


espero não estar enganado nesta explicação - os que sabem da coisa que corrijam.

anónima das 14:08

Anónimo disse...

oops, anónimo das 14:08, era essa a assinatura do comentário anterior.

DC disse...

hahaha no grande área ainda há a vantagem do Lopetegui poder fazer o programa sentado :D

Miguel Barata disse...

Fiquei a saber que numa época "horripilante" o VP igualou a melhor pontuação do Jesualdo em 4 anos (3 dos quais foi campeão).

PicaretaLeonina disse...

Anónimo Igreja Universal do Jorge Jesus,

Sugiro-lhe que treine as suas capacidades interpretativas. Porque é óbvio, até para um miúdo de 5 anos, que o treinador a que o Bergkamp(que você cita) se refere é o treinador dos júniores do Schalke, não o principal(que foi, hoje, despedido).

Baresi disse...

Luisao e Maxi não estão mais novos, David Luiz e Garay já cá não estão e a defesa do Benfica está mais lenta que nos anos anteriores.
JJ quer continuar a jogar com 30-40 metros nas costas dos defesas, mas para isso teve de colocar a equipa a jogar de uma forma ligeiramente diferente.
Vi Talisca já muitas vezes a ser um terceiro homem num 4-3-3 que um segundo avançado no 4-4-2 clássico de JJ, e parece me que a equipa vai tender para esse modelo defensivo cada vez mais com o decorrer da temporada.
Uma situação a rever, mas a meu ver, o Benfica só tem a ganhar em jogar dessa forma.
Samaris, Enzo, Gaitan, Lima, Ola,Salvio, Talisca e Jonas.
Estes 8 (para jogarem 6), para consumo interno parece me que chegam e sobram.
Lá pra fora, é que a conversa é outra.

Igreja Universal do Jorge Jesus disse...

acólito PicaretaLeonina

doí alguma coisa?

então estavam a referir-se aos treinadores dos juvenis ou juniores? Pois porque é bastante normal ter treinadores de juniores despedidos por maus resultados, diga-me um nos últimos anos nos 3 grandes.

O schalke muito à frente...é a organização alemã

O ultimo que me lembro foi... o rui vitória

o tralhão no benfica está desde sempre, idem Lima no sporting e no porto vai rodando a mística, agora é o folha ou algo assim

Miguel Pinto disse...

Pois é Baresi, lá fora nem com 5 metros nas costas da defesa a coisa lá vai...
Gostava de ver um post sobre o jogo contra o Bayer...vejo que é mais fácil falar sobre o que disse o VP e que afinal não aconteceu...
Pelos vistos ele também disse que o Bayer iria jogar daquela maneira (acho que também o Baggio o referiu) e nem assim o JJ lhe deu ouvidos.
Falando curto e grosso foi uma vergonha o jogo europeu do SLB, o do SCP poderia ter sido outra vergonha (o resultado disfarça muita coisa) e o do FCP para lá caminhava!

Abraços

Gito Bastos disse...

Daviiidddd Simão <3

Paranhose disse...

Acho que esta questão do VP está a ser demasiado sobrevalorizada.

Pode parecer que estou a brincar, mas o que vou dizer é a sério.

O homem, apesar de estar sem clube, deve ter os dias ocupados e quando o convidam para ir lá ao programa dá uma vista de olhos muito rápida e fala as coisas convencionais ou mais prováveis de acontecer. E neste caso poderá ter-se enganado.

Gosto muito de VP, mas pode ser uma hipótese bem real.

Miguel Pinto disse...

Só mais uma coisita: gostei muito do modelo de jogo das equipas adversárias dos clubes portugueses.
Já o contrário não tenho opinião. Se fosse o 1° jogo a que teria assistido diria que estaria 'under construction'.

Abraços

PicaretaLeonina disse...

A questão aqui é muito simples. Você decidiu tentar apanhar um dos autores do blog em contradição, ao pôr essa citação e, em seguida, a notícia do despedimento do treinador do Schalke. Acontece que nunca ninguém se referiu ao treinador principal do Schalke, mas sim ao dos júniores(que foi quem meteu o Draxler a trinco, o que fez com que perdessem muitos jogos, tendo no entanto sido essencial para a evolução do mesmo). Não sei onde foi buscar o treinador dos juvenis.

Apenas isso. Não está em causa se acho que se exigem títulos na formação em Portugal ou não, isso fica para mim, só quis mesmo alertar para a sua tentativa falhada de encontrar uma contradição. Mas, se tentar, acredito que consiga(sem ironia!)

PS: A parte do "acólito"... Não consegue melhor?

Anónimo disse...

Eu só n vejo onde é que as fotos contradizem o que o VP disse no grande área... sendo que a maioria das pessoas que está a comentar ou n viu o programa ou n viu as imagens. Eu vi o programa e ele falou que o Benfica projetava muito os laterais e que a equipa qd perdia a bola ficava muitas vezes com apenas 3 jogadores atrás da mesma (sendo que há uma diferença enorme entre as foto antes da perda e as fotos 1 ou 2 segundos após a perda - se tiverem dúvidas com isso perguntem ao Kelvin versão minuto 92) e referiu que a projeção dos laterais era muitas vezes excessiva o que levava a um grande espaço central-lateral que era aproveitado pelos adversários principalmente qd estes tinham mais qualidade... ora em quase nenhuma das imagens se vê o lateral contrário a fechar na linha dos centrais... vê-se a vir para dentro mas ainda assim muito projetado (eliseu aos 2:40 e ao 7:25 ou maxi na imagem 8...) já para n falar da enorme projeção do eliseu aos 6:53 pois se o passe n entra nem de moto ele recupera qq tipo de posicionamento.

Basicamente um post em que a única coisa que se aproveita é o conselho para questionar sempre aquilo que nos dizem... o que dizem os VPs e os Baggios do mundo...

Igreja Universal do Jorge Jesus disse...

picaretaleonina

5 anos, a sério não conseguia nada melhor que isso?

eu não tentei apanhar ninguém em contradição, achei engraçado o facto. Realmente grande visão para não exigir dum treinador de junior títulos para continuar a trabalhar, só na alemanha.

vale o que vale mas eu só digo coisas óbvias

abraços e continue o bom trabalho de defesa deste blogue tal e qual o estilo do entre10


Anónimo disse...

O Benfica apesar de ter um plantel com menos qualidade individual que o do ano passado, até poderá construir uma equipa mais equilibrada e compacta que a do ano passado, queira ele jogar só com um avançado na frente (Jonas ou Lima).
O FCP de Lopetegui, apesar da vontade imensa de ter a bola, poderá passar um mau bocado este campeonato, se continuar a acabar jogos com 5 jogadores de ataque no 11 e um miúdo de 17 anos para segurar as pontas...

Abraço

ANTONIO Correia disse...

Analisar movimentos com fotos lolol

astro lop y teco disse...

"Os restantes 10% são erros em posse, onde o portador da bola não tem a melhor decisão, colocando a organização da equipa em causa, em momentos em que ela ainda se está a reorganizar."

Não contradizendo nada do que dizes no post, parece-me ser precisamente um desses "10%" que se passou na ultima jogada que mostras: a equipa a mudar de flanco da direita para a esquerda (na antepenultima foto parece-me ser Eliseu com a bola e a equipa toda ainda a reposicionar-se), e uma má decisão/mau passe faz com que o Arouca recupere a bola e arranque para o espaço nas costas do lateral esquerdo benfiquista, numa altura em que o resto do sector defensivo ainda não estava bem posicionado.

Nota-se claramente essa dificuldade posicional em quem trabalha há menos tempo com Jesus, mas nuns mais que noutros. Defensivamente, a lateral esquerda do Benfica tem sido uma autentica auto-estrada e parece-me ser o aspecto mais urgente a corrigir.

Pedro Manuel Anastácio disse...

Grande problema de JJ..

Jardel respeita o comportamento defensivo mas não sabe nem consegue ter bola nos pés e fazer o que por exemplo Lisandro e Luisão na 2ª parte, que é o inicio da construção ofensiva a partir da defesa.

Eliseu ainda tem muitas dificuldades em saber qual o comportamento que deve ter e quando o deve ter, isto porque os Laterais do Benfica à semelhança do Trinco devem ter um comportamento que equilibra a equipa, como Baggio aqui referiu o Lateral no Benfica deve saber quando subir e quando deve ficar a descer, no jogo com o Arouca viu-se diversas vezes a Bola no Maxi e o Eliseu demasiado subido, atenção eu não digo que Eliseu agiu mal em subir, mas sim que Eliseu deve perceber a posição da sua defesa antes de subir porque se por exemplo Samaris está envolvido numa jogada ofensiva com Maxi e Enzo (porque mais 65% do jogo do Benfica passa pelo pés de Enzo)é lógico que Eliseu não pode subir ao ataque sob o risco de que se a equipa perde a bola apenas os centrais ficam atrás.

Samaris é um 8 de clara qualidade acima da média, aliás não querendo aqui comter um pecado mortal, mas acho que Samaris dá mais ao jogo como 8 do que Enzo alguma vez dará na vida, as diferenças entre ambos está apenas ao nivel de envolvência colectiva, Samaris é jogador de fino toque com qualidade de passe acima da média e que gosta de distribuir jogo ao invés de se envolver directamente na fase da decisão da jogada em si, já o Enzo é mais rotativo procura sempre dar um apoio mais perto e procura estar sempre em movimento obrigando tb assim a propria equipa a se mover, quanto a mim num "sonhado" 4-3-3 (tática que JJ nunca irá utilizar directamente, pois toda a gente sabe a sua opinião a respeito deste estilo tático) Samaris seria o homem da progressão e Enzo o homem da distribuição, isto na teoria fazia o Benfica ter sempre 2 homens com elevada qualidade de passe e com muita capacidade defensiva na zona de meio campo, isto sem contar com o trinco, que se colocar-mos aqui o nome de Fejsa como trinco titular com Enzo e Samaris na frente falamos claramente num meio campo superior a qualquer outro que tenha havido na liga Portuguesa nos ultimos 10 anos, não não me estou a esticar, dada a maturidade, a qualidade e a experiencia na alta competição dos 3 intervenientes poderia ser claramente um dos melhores meios campos de sempre em Portugal.

Talisca é um menino, está agora a aprender que o futebol faz de trás para a frente, não há lugar a rodriguinhos nem para estar a mama a espera que lhe caia o passe, o futebol europeu obriga a movimento,a técnica,a tático e acima de tudo obriga ao posicionamento colectivo, ou seja, na europa tem que se ter um pouco de tudo para ser pelo menos um jogador BOM, se Talisca conseguir conciliar as suas qualidades inatas com aquilo que é o ser parte integrante de uma equipa na Europa, Talisca não será apenas um bom jogador mas sim um fabuloso jogador.
Neste momento ele sabe estar em campo procura ser solução e procura acima de tudo definir as jogadas, falta-lhe no entanto "aprender a ler o jogo" falta-lhe perceber como se pressiona alto e faltalhe acima de tudo saber estar defensivamente mesmo quando a equipa está a atacar.

Em suma JJ nunca irá abrir mão do seu esquema em 4-4-2, irá sim fazer adaptações aquilo que são os jogadores que tem a sua disposição, torná-lo quase um sistema unico onde as referências que a equipa for criando é que irão então marcar os "vertices e as arestas" do esquema tático.

Com JJ o Benfica utilizou:
4-4-2 Losangulo
4-2-4
4-1-1-4
4-1-1-2-1-1
4-2-1-2-1

Será lógico pensar que dentro daquilo que é o esquema base de JJ, o tal 4-4-2 tradicional, servirá de base tb para a próxima tática do Benfica....nunca será um 4-3-3 puro, mas poderá ser um esquema muito parecido...com muitas metarmofoses, mas partirá sempre do 4-4-2.

PicaretaLeonina disse...

Se não tentou apanhá-los em contradição, pareceu.

Mas pronto, continue a achar que qualquer um que "defende" o blog(que nem é defender, é mesmo não achar grande piada a quem tenta encontrar contradições onde não existam, seja dos autores do blog ou de outra pessoa qualquer) é um "acólito". Que, por acaso, não concordo com tudo o que aqui se escreve. Tenho uma visão do jogo, de facto, parecida à dos autores, mas existem pontos de discordância, o que é, aliás, absolutamente normal. Mas até podia discordar frontalmente de tudo o que aqui é defendido, que não gostaria, de qualquer forma, de ver tentativas de ridicularização sem sentido.

De qualquer forma, se diz que não os tentou apanhar em contradição não tenho problemas em acreditar, e, assim sendo, não há mais nada a discutir.

Um abraço,

PicaretaLeonina.

GV disse...

Boa, Pedro Anastácio!
Tlvz um exagero aqui ou ali, mas tenho tendência a concordar em parte e ainda não tinha pensado nesse formato até pq o JJ, como dizes, dificilmente estará para aí virado.
Apenas acho q esse sistema q preconizas com esses 3 médios é mais para os jogos europeus, dragão, etc. Para os jogos normais do campeonato e especialmente em casa, o sistema JJ dá bem.
Será q um treinador não pode rotinar a equipa para 2 modelos e suas variantes?

Cumps,

PS: Curto bué opiniões de Pedros ahahah

Pedro S. disse...

Para ser honesto com as ideias que aqui o Baggio fala, só mesmo com iamgens corridas de alguns segundos em sequencia, porque imagens estaticas até eu faço, conforme o que quero expor, e nem sempre correspondem a dinamica que se quer demonstrar, porque uma imagem video, tem uma sequencia, e uma imagem estatica, posso parar e recruta-la a qualquer momento que me ineteresse!!! Cuidado com imagens e suas propostas, porque apesar de serem bem estruturadas, podem por vezes para os incautos serem falaciosas... Fica o aviso assim como o Baggio alertou..."muito cuidado na aceitação, porque depois vêm para cá debitar o que ouviram, e acham que por ter sido um treinador que muito admirámos a dizer, que vamos aceitar como se fosse uma verdade absoluta. Questionem mais, caros amigos. Questionem mais."

Abraço

Pedro Manuel Anastácio disse...

Boas GV

Sabes como é os Pedros são os maiores LOL...

Epah os exageros....é a minha opinião, LOL cada qual vê a redondinha como quer, o futebol não é um ciencia exacta LOL.

O sistema que me parece que irá, a curto prazo, ser o esquema principal do Benfica não irá divergir muito do actual apenas com um ou outro retoque, nomeadamente no posicionamento da equipa (mais ofensiva, mais defensiva) aposto para prefencialmente num meio campo com 2 médios centro, com 3 médios ofensivos, 2 nas alas os denominados Extremos e 1 avançado, ou seja para um 4-2-3-1, isto sem haver um declarado Trinco em campo, com um trinco puro em campo a coisa irá nos remeter para a época passada, com 1 trinco 1 médio centro 1 falso 9 (o tal 9,5 adorado do JJ) e 2 extremos, o tipico 4-1-1-3-1


Vamos a ver se nos entedemos, no futebol moderno um treinador trabalha a sua equipa tendo sempre um esquema tático de base o resto adapta aos jogadores à sua disposição, e é exactamente o que o JJ faz, ele traça um método de organização da equipa em campo, e estabelece/treina um sem numero de movimentos ofensivos e defensivos basicos sob os quais a equipa deve trabalhar em campo, o resto nasce dos jogadores, é por a individualidade ao serviço do colectivo, por exemplo se reparar em Ola Jonh e Gaitan fazem a mesma posição em campo e apesar de serem muito diferentes um do outro têm ali 4 ou 5 movimentos defensivos e ofensivos que eles cumprem rigorosamente, aqui está a tal "imagem do treinador"...

Ou seja o modelo do Benfica não é um esquema fixo, nasce do 4-4-2 continenal ou tradicional como lhe queiram chamar, mas que de acordo com os intervenientes em campo pode ter metamorfoses que nos levem a entendê-lo como um 4-3-3, por exemplo na época passada contra o Porto (salvo erro) no meio campo jogaram Matic Amorim e Enzo.....toda a gente dizia que era um tipico 4-3-3, mas estavam errados, não era mais do que um esquema idêntico ao do Porto um 4-4-2 com um duplo pivot e com Enzo a fazer de falso nº10, sendo que Sálvio actuava mais como avançado direito e não como extremo, ou seja, o Benfica explorava dessa forma a propensão ofensiva de Alex Sandro a falta de adaptabilidade do meio campo do porto ao seu próprio duplo pivot que acabavam por deixar sempre o Enzo sozinho sem oposição e Rodrigo apenas tinha a tarefa de explorar as costas dos centrais, isto tudo junto, ah e não esquecendo de Gaitan que propositadamente recuou um pouco na sua posição obrigando Danilo a ter que avançar algun metros para o controlar, tudo isto junto transformou o jogo num autêntico livro de como se transforma uma equipa mantendo quase o mesmo 11, é que sem muitas mudanças o JJ ganha aquele jogo tirando Rodrigo e Sálvio da marcação directa dos adversários, dando Enzo ao duplo pivot do Porto e mantendo Gaitan numa posição intermédia, ou seja JJ ganha o jogo desmontando a equipa do Porto não ganha por ter feito um jogo de classe imensa, JJ desmancha a zona defensiva do Porto deixando-os sem adversários directos nas posições cruciais..



Para mim JJ se tentasse ser mais honesto consigo próprio em jogos de elevada dificuldade conseguiria ganhar muito mais vezes ao Porto e até mesmo na Europa do que realmente consegue, não é medo, ele não gosta de errar simplesmente..

Anónimo disse...

o benfica tem problemas na transição defensiva mas tu achas que o problema n está no posicionamento da equipa (nomeadamente dos laterais) qd a equipa tem bola... o problema para ti está no erro individual que levou à perda da posse de bola... e nos erros de posicionamento de vários jogadores nesse momento... por isso isentas de culpa o JJ... e achas que as criticas do VP n fazem sentido...

Mas o posicionamento dos jogadores sem bola em todos os momentos de jogo são o maior papel e responsabilidade de um treinador... pq com bola quem decide é quem a tem ou seja o jogador! A questão aqui é que este posicionamento nomeadamente dos laterais é uma opção do treinador e não um problema de operacionalização. Por isso qd este posicionamento dá merda a culpa tb é do JJ e n apenas do jogador que perde a bola! Se assim n fosse todos os treinadores punham um lateral a cruzar de um lado e o lateral contrário a finalizar do outro.

um post para bater no VP n sei pq...

Foto disse...

A foto indicia finalmente o reconhecimento de que além de algum mérito, o VP, beneficiou de "oferta" do Jesus?!
Hum...

Islander disse...

Vitor Pereira o treinador português de eleição?
Talvez elevar a fasquia seja uma boa maneira de evoluir? ;)

Miguel Gameiro disse...

Eu sinceramente também achei que o VP falou um pouco "by heart" quando se referiu ao Benfica no jogo contra o Arouca... É que na análise ao jogo contra o Bayer disse exactamente a mesma coisa. Se bem se lembram contra o Bayer jogou Jardel (se calhar o ideal seria dizer "esteve em campo o Jardel"...) e contra o Arouca foi Lisandro.
Jardel com todas as suas limitações põe (ainda mais) a nu as, já de si, frágeis combinações defensivas - então quando se lembra de tentar sacar o Mascherano ou Otamendi (que ele acha que há nele) para sair a jogar com a bola no pé é de bradar aos céus - tendo em conta a (falta de) adaptação de Cristante e Eliseu.
Acredito que VP não é menos competente por ter visto de forma errónea determinado, até porque acredito que os "nossos erros não nos definem"... Também me lembro de, ainda como treinador do FCP, VP ter dito, no lançamento ao jogo contra o Benfica, que sabia como o Benfica ia jogar porque "jogava sempre da mesma maneira, de pontapé para a frente".

PS - Os comentários sobre a verticalidade dos escribas sobre assunto A, B, C ou pessoa X, Y, Z já incomodam. Quem não quiser ler que passe para o post seguinte ou então simplesmente piss off! Mas não conseguem resistir a mostrar a vossa masculinidade, não é seus comentadorzinhos de meia tigela?!

Anónimo disse...

só para dizer q o VP n analisou o jogo com o Bayer... fez a previsão do jogo (o grande área foi na 3a) e do que o benfica poderia / deveria fazer (o jogo foi na 4a) tendo em conta a pressão quase acéfala (foi o adjetivo q ele utilizou) do Bayer.

o problema n é do VP... o problema é q o benfica para o bem e para o mal joga sempre da mm maneira... c o arouca... com o zenit... com o bayer... e coincidência ou n qd as equipas têm mais qualidade enterra-se.

continuo a n ver contradições no q disse o VP e no que se passou ou nas próprias imagens do baggio.

Anónimo disse...

Benfica enterra-se contra equipas de maior qualidade... Nos últimos 6 anos de Benfica (era JJ), o Benfica ganhou a Juventus, PSG, Everton, Tottenham, Liverpool, Fenerbache, NewCastle, Bordéus, Leverkusen, Celtic, Spartak, Zenit, PSV, Estugarda, Lyon, Marselha e Herta (só para falar das melhores equipas).

Será isto um "enterranço" assim tão grande, a jogar com o tal sistema suicida de JJ?

Rodrigo P.

anónimo das 22.35 disse...

se quiseres pegar em vitórias vais poder pegar tb em outras tantas derrotas... a verdade é q na LC entrerrou-se quase sempre... e nos anos em que passou na Liga Europa uma grande parte do sucesso foi com o JJ a colocar uma equipa menos forte (por dar prioridade ao campeonato) e por isso mm a jogar mais em organização defensiva (ponto normalmente fortissimo das suas equipas!) e a apostar na transição ofensiva / contra-ataques....

o JJ é uma grande treinador mas em termos estratégicos é bem fraquinho. Felizmente para ele q a estratégia é bem menos importante q o resto onde é claramente competente.

Voltando ao VP ele disse (na 3a!) que o benfica teria que fazer algumas alterações na forma de construir (estratégia!) tendo em conta a pressão acéfala do bayer e que são o fizesse ia ter dificuldades... elas aconteceram o q é ainda mais estranho tendo em conta o q tinha acontecido com o Zenit na jornada anterior.

Com o arouca a mm coisa... a capacidade de aproveitar aquela forma de construir é q n é a mm... e n vale a pena dizer q a culpa é do Jardel ou do Lisandro. O VP falou muitas vezes da diferença de construir com o Otamendi ou com o Mangala... se a qualidade é diferente tens que oferecer soluções diferentes de forma a proteger o jogador e a equipa.

E termino a dizer que n vejo contradição nenhuma entre a análise do VP ao jogo com o arouca e a realidade, inclusivamente c a amostra da realidade que são as imagens escolhidas pelo Baggio... afinal era esse o post original!

Ver tanta gente a ou a dar razão ao Baggio ou a dizer q toda a gente tem direito a enganar-se qd n há engano nenhum parece-me um absurdo.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Ya Rodrigo P. e não é só isso se, como disse o ilustre, os outros "têm mais qualidade" (suponho que estamos a falar de "qualidade individual") então o que é que se deve exigir ao JJ?

Ou será que, das várias vezes que o Benfica do JJ jogou com o Chelsea (não venceu nenhuma), o Chelsea foi melhor do que o Benfica? Não foi. Claramente, não foi. A diferença fez-se na qualidade individual.

Na final da LE o Benfica teve não-sei-quantas oportunidades e só fez golo de penalti. O Torres, que segundo os ilustres, não vale uma beata, teve uma oportunidade, fintou o guarda-redes, e tufas lá pra dentro. Até parece fácil.

Miguel Pinto disse...

Edson Arantes do Nascimento, o que é exigível ao JJ passados 4 meses do início da época é que a sua equipa não faça aquela triste figura que fez no jogo com o Bayer e que, para todos os efeitos, mostrou não ter feito bem o trabalho de casa. Parece que andam a tentar tapar o sol com a peneira.
Não está em causa neste post o passado do JJ que, como dizes e bem, já mostrou ser capaz de se bater com qualquer equipa europeia mas, como diz o Baggio, não há verdades absolutas e por vezes os treinadores pensam que as suas ideias não precisam de ser alteradas ou modificadas se em determinado momento a matéria prima ao seu dispôr carece de alguma qualidade como é o caso. Nesta situação parece-me, porque como é óbvio não conheço o processo, que a ideia de jogo do JJ, seja contra o arouca, seja contra o Bayer, é sempre a mesma e por isso eu penso que há alturas em que, não fugindo ao modelo de jogo preconizado, terá que se adoptar uma estratégia ou abordagem diferente para contrariar o adversário.

Os treinadores têm também eles de se reinventar porque no futebol não existem certezas absolutas.

Abraços

GV disse...

Boas Pedro Anastácio,
Qdo me referi a 2 modelos de jogo e suas variantes falo mais concretamente de jogar com 3 médios tipo Fejsa+Samaris+Enzo (como sugeriste) ou com 2 (como é hábito). Claro que os momentos e dinamicas do jogo alteram o posicionamento (por isso falei de variantes), mas é diferente jogar com os 3 acima referidos que com Samaris+Enzo+Talisca mesmo que em algum momento o modelo seja o mesmo.
Concordo que o JJ poderia fazer mais nos jogos à partida mais equilibrados ou desequilibrados a favor do adversário e concordo com quem acima diz que na LC tem sido aquem do que podia ser e q na LE houve jogos ganhos pela diferente postura na organização defensiva do meio campo que aparente e alegadamente é opção apenas para dar prioridade ao campeonato. Faz lembrar a vitória por 1-0 em casa contra o porto na primeira época do Jesus; será que o Benfica ganhava se o Aimar não estivesse lesionado e tivesse jogado em de ter jogado o Carlos Martins? Nesse caso supostamente o modelo seria o mesmo mas a alteração de um jogador pode tornar a aplicação do modelo um pouco diferente pelas características individuais.

Por aqui no blog ainda não percebi uma coisa; o JJ só tem virtudes? Eu gosto dele mas vejo que tem as suas questões, mas aqui não há questão nenhuma que cole... Será perfeito o homem?

Cumps,

Pedro Manuel Anastácio disse...

Boas GV.

Teres um meio com Samaris+Fejsa+ Enzo dá uma coisa que nunca houve no campeonato Portugues, mesmo se falar-mos no fantástico Porto de Mourinho não havia um tridente tão completo, aliás nos tempos correntes só me lembro de um meio campo tão versatil como esse que idealizo do Benfica, foi o meio campo do Porto de Vilas Boas mas mesmo assim....a nivel daquilo que têm a oferecer à equipa ficam-se muito atrás daquilo que este meio campo (suposto do Benfica pode oferecer), com Fejsa+Samaris+Enzo tens 1º que tudo cultura tática assombrosa no preenchimento de espaços, depois tens 2 homens de pressão alta a meio campo (Enzo e Samaris) com capacidade fisica e com capacidade de fogo e depois tens um 6 puro a quem a bola não queima, o Porto de Vilas Boas apenas tinha 2 homens de fisico no meio campo que era o Guarin e o Fernando, o Benfica tem o mesmo e ainda acrescenta o Enzo, o Porto inha um pensador de alta rotação no meio campo, o Benfica tem o Enzo que faz o mesmo exemplarmente e ainda acrescenta Samaris que sabe jogar na contenção como ninguem e tem uma abordagem fisica ao jogo menos agressiva mas mais activa que Guarin, depois nas costas de estes 2 jogadores o Benfica tem Fejsa, um homem que joga no espaço a quem a bola não queima no pé e que faz rodar a equipa em torno dele, o Porto tinha Fernando que apesar de ter parecenças no estilo com Fejsa não dava, a nivel técnico, aquilo que Fejsa consegue dar, Fernando não era um jogador que conseguisse aproximar linhas no ataque, já Fejsa consegue fazer isso apenas com a sua qualidade de passe longo.

Se tiveres tempo lê a entrevista que JJ deu...

É elucidativa daquilo que ele idealizou para o benfica, é impressionante o que lá se lê e dá para perceber que se JJ tivesse um pouco da eloquência que a Mourinho sobeja, estariamos perante o melhor do mundo, com o JJ ficamos a perceber o futebol....

O meio campo que ai explicas de Samaris+Enzo+Talisca é o que ele denomina de meio campo de alta rotação que em Portugal resulta, pois em Portugal o Benfica tem de mandar nos jogos, tem de criar as oportunidade e tem que meter em sentido o adversário logo mete um meio campo virado para o ataque com capacidade de queimar linhas em 1 ou 2 passes, mas potr exemplo na Europa ele precisa de um meio campo mais estrangulador, um meio campo que parta qualquer adversário, e ele neste momento faltalhe o 6 posicional para fazer isso, porque lá está, Almeida não tem capacidade de passe para conseguir manter a equipa "activa"....


GV recomendo mesmo lê a entrevista do JJ, está brilhante 5*