sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Guardiola


Bayern pressing vs Roma from Premiere Touche on Vimeo.

 Fazer o que ainda não foi feito.


30 comentários:

Ivo Cardoso disse...

Muito bom!

Tomcat disse...

Grande posta. Ando viciado neste canal de vimeo.

Joao disse...

genial


http://www.record.xl.pt/Entrevistas/interior.aspx?content_id=915980

Vasco disse...

Fossem todos Totti

DC disse...

"Ensinei-lhe tudo o que sabe" - Vitor Pereira :D

PPM disse...

Excelente. Maldini hoje o Vítor Pereira. numa entrevista ao Record, afirmou que tinha dito ao Guardiola que a razão pela qual o Bayern perdeu no ano passado frente ao Real Madrid, por tão avultado resultado, se deveu à demasiada exposição da linha defensiva no momento em que efectua a transição. No atual esquema tático de Guardiola ainda se verifica isto? Era este um dos (poucos) problemas associados ao modelo de jogo do Pep?

Tiago Ribeiro disse...

"(...) Por acaso discutimos isso. E eu disse-lhe exatamente o que penso: Pep, em determinados jogos continuas a expor a tua linha defensiva no momento da transição. Está a acontecer-te isto, isto e isto. Esta é a minha opinião, se quiseres reflete», conta Vítor Pereira.

Ele concordou e respondeu-me: Tens razão. Já percebi isso. MAS ANDO À PROCURA DE UM EXERCÍCIO QUE ME RESOLVA O PROBLEMA». Eu disse-lhe: «Vou dar-te uma sugestão. Se aceitares, está aqui. É assim. E dei-lhe um exercício. Resulta de certeza absoluta, expliquei-lhe. Nunca tinha pensado nisso, diz-me o Pep.

(...) Hoje vou começar a fazer o que me disseste. Se calhar pegando na tua ideia, ainda dá para colocar isto e aquilo ali, acrescenta.

Ou seja, acabou por ADAPTAR A IDEIA À FORMA DE JOGAR DA EQUIPA. Tem uma capacidade fora do comum."

Futebol disse...

Penso que não foi nada de invador no "Futebol"... agora foi sim um elemento de supresa para a Roma, com marcação Indivual e pressão alta, onde a prioridade é ganhar a bola em zonas mais adiantadas do terreno, e se possível "empurrar" o adversário para o centro onde realizavam o "4x4", para depois ter mais soluções de roptura... ou apoio frontal com velocidade para o espaço, ou a solução da largura (corredor direito ou esquerdo).
Pelo menos é a análise assim por alto que deu para ver... acho que foi mais o elemento surpresa da pressão alta com marcação individual que a Roma nao estava a espera. Em relação á estratégia do ponto de vista de "principios de jogo" foi claramente "abusar" da transição ofensiva em zonas muito adiantadas do terreno foi a chave de tantos golos!

Futebol disse...

Penso que não foi nada de invador no "Futebol"... agora foi sim um elemento de supresa para a Roma, com marcação Indivual e pressão alta, onde a prioridade é ganhar a bola em zonas mais adiantadas do terreno, e se possível "empurrar" o adversário para o centro onde realizavam o "4x4", para depois ter mais soluções de roptura... ou apoio frontal com velocidade para o espaço, ou a solução da largura (corredor direito ou esquerdo).
Pelo menos é a análise assim por alto que deu para ver... acho que foi mais o elemento surpresa da pressão alta com marcação individual que a Roma nao estava a espera. Em relação á estratégia do ponto de vista de "principios de jogo" foi claramente "abusar" da transição ofensiva em zonas muito adiantadas do terreno foi a chave de tantos golos!

Hugo Brito disse...

A respeito do trabalho desse homem o que dizer disto:

http://www.record.xl.pt/Entrevistas/interior.aspx?content_id=915980

Bonga disse...

Não percebo.

Só eu é que vejo o jogo de pares, o H-H, o arrastamento?

Eu sei que é o Guardiola e, provavelmente, o burro sou eu, mas... O que é que me está a falhar aqui?

Ze Miguel disse...

http://www.maisfutebol.iol.pt/internacional-made-in-fc-porto-benfica-sporting-alemanha-inglaterra-vitor-pereira/546f35120cf26757afe16b7f.html

João disse...

O Bayern anda a marcar ao homem?

Dipeca disse...

O autor do vídeo, no artigo no qual o publica, diz que o bayern jogou HxH. O que achas Maldini? Já conheço a opinião do Baggio. Repara, por exemplo, naquilo que se passa aos 3:10.. De resto sim, os centrais saiam para não deixar enquandrar os avançados da Roma que vieram buscar jogo atrás...

Abraço

Futebol disse...

Como eu disse em cima, foi apenas um elemento de surpresa para o adversário! não quer dizer que este tipo de dinâmica se vá verificar em todos os jogos... em relação ao arrastamento, está aí o porque de provavelmente ele ter optado por esta forma de defender para atacar com maior probabilidade de golo... a Roma foi engolida pelo "caos" e um certo "pânico" ao não saber o que fazer, vejam que mesmo sob marcação a mobilidade era muito reduzida acabando por se esconder atrás do marcador não dando solução de passe para progredir em segurança.

a base do pensamento do jogo do Pep Guardiola está aqui muito bem explanda... "curto e grosso" http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=513425

Gonçalo Matos disse...

Eu acho que inicialmente há referencia hxh, mas que depois a referencia muda.Em diversas vezes vemos claramente o triangulo que se forma entre o homem da contenção e as suas coberturas. Dá a sensação de ser qquer coisa mista, o que para mim é muito estranho.. Pausei o jogo em varios momentos e dá pra ver que há mtas situações onde há superioridade na zona da bola. Tentei perceber pra onde os jogadores olhavam quando se deslocavam e tanto procuravam a referencia do jogador contrario como a da zona da bola.

Quanto à entrevista do VP, não houve nada de mto novo, especialmente para quem frequenta o blog. Mas a qualidade do homem é top!

DC disse...

Se calhar estou a dizer um grande disparate mas não me parece que seja H-H porque ninguém anda a perseguir ninguém. Acho que há sim, a responsabilidade de garantir igualdades numéricas em todas na zona da bola.

Depois queria perguntar-te Maldini, já que me parece que os jogadores têm instruções para não fechar muito na zona da bola e esperar pelo erro do adversário em vez de o provocar mais agressivamente, 1º se concordas com esta leitura e depois se achas, caso ela esteja correcta, que o Pep faria isto numa equipa mais propícia a perder duelos físicos individuais (por exemplo, no Barça)?

Benfiquista Tripeiro disse...

Ler isto depois de ler a crónica na Bola do Pedro Marques Soares parece de propósito. Recomendo a leitura da dita, é hilariante e espelha muito o modo como se vê o futebol em Portugal.

Benfiquista Tripeiro disse...

Ler isto depois de ler a crónica de hoje d'A Bola do Pedro Marques Lopes é hilariante. Espelha bem como se vê o futebol em Portugal.

Vale a pena ler. Aqui:

http://2.bp.blogspot.com/-QS2LWe1778k/VG8_ZeSrIaI/AAAAAAAAjuw/0MLn_WMpFwU/s1600/Digitalizar0016.jpg

Paolo Maldini disse...

Bem, isto foi colocado aqui a propósito do atrevimento de ir ao campo da Roma jogar só com um central e ainda assim dar-lhe ordem para com bola no seu corredor apertar o avançado qd este baixa e não o deixar enquadrar. Ou seja.. .ficar com zero centrais!

Não creio que seja marcação individual! Mas sim um sistema táctico que promoveu igualdade numérica na frente e superioridade no meio. Coisa pouco vulgar. Geralmente todos os treinadores deixam a sua equipa em inferioridade na frente para ter igualdade no meio e superioridade na defesa.

Parem por exemplo o video no 2.05. ainda que o autor do video faça os traços a ligar os pares, n há esses pares q ele refere. Há ali uma cobertura do médio cento ao colega que sai à bola, e o outro médio ainda em cobertura também. Os extremos nunca estão colados ao seu marcador individual, a menos que a bola esteja no seu corredor.

Individual implica hxh campo todo. n é isso que vejo aqui. Vejo pressing no corredor e sector da bola, com os jogadores fora da zona pressing em zona. Percebe-se isso tb qd o central entra no pressing e os laterais fecham, independentemente do mov dos extremos adversários. Vê-se isso nos alas que estão dentro e de costas para os marcadores com bola noutro corredor.

Há é uma excelente interpretação do ser jogador de pressão ou de posição! Em função do corredor da bola!

Esta é a minha leitura.

Paolo Maldini disse...

2'29 - onde está o robben?

e p concluir, se fosse jogo de pares como o autor quer concluir, pq aparece tantas vezes o jogador do Bayern à frente do da Roma?! sem o estar a ver sequer!!!

Paolo Maldini disse...

DC, O q vejo ai, requer sobretudo rapidez na leitura das situações posicionais do jogo para não deixar virar o adversário para o jogo. E mt menos físico. Portanto, acho q sim. Quem melhor que aqueles baixinhos para estarem preparados para um pressing e roubos de bola rápidos?

Hélder disse...

Só sei uma coisa: Eu é que não queria jogar contra eles. Nem os B's. passar o jogo atrás dela sem passar o meio campo...

Nuno disse...

O vídeo é ridículo. Não há jogo de pares nenhum. O Bayern tem jogado esta época ora em 352, como neste jogo, ora em 343. Com o 352 é natural que pareça que os dois avançados são responsáveis pelos dois centrais, e que os 4 médios (sem o MD) sejam responsáveis pelos dois médiose pelos 2 laterais da Roma. Mas não há jogo de pares nenhum. Há uma movimentação colectiva em função da bola e das posições base do 352. O único que sai da sua zona é o Boateng e parece-me que apenas em situações em que é evidente que a Roma vai procurar jogar longo no Totti. Claro que a intenção é pressionar alto, e ajuda ter mais jogadores à frente. Mas daí até ser uma marcação individual vai muita coisa. As pessoas vêem um video todo bonito e umas setas e assumem logo que aquilo foi mesmo assim. As setas são completamente tendenciosas. Em alguns momentos, se repararem, assim que o video volta a arrancar, os jogadores fazem um movimento completamente diferente daquele que é sugerido pelas setas. O video foi feito por alguém que não me parece perceber muito de futebol, e toda a gente foi atrás.

Roberto Baggio disse...

Dipeca, kkkkk até o Nuno veio dizer o que te disse kkkkkk.

Abraço

Edson Arantes do Nascimento disse...

Este Pedro Marques Lopes é o nosso Pedro Smile? :-)

Dipeca disse...

Eheh. Eu tb considero não haver hxh pq se vê quase sempre as coberturas à contenção. Aliás como a malta do chat sabe, eu até discuti com o autor refutando ao hxh. Agora eu queria era uma explicação ao 3:05. E a explicação que me deste baggio faz todo sentido! Aliás o VP não ia deixar o Pep fazer isso.

João disse...

Não, o PML é comentador profissional de tudo e mais alguma coisa. Como tal, escreve sem perceber um cú de futebol.

Faz parte do grupo de adeptos maioritários do FCP que acha que esse clube devia ganhar por direito divino e, portanto, nem com um treinador a ganhar invictamente um campeonato é prova de que teve sua competência.É porque é um direito divino.

Blog de Portugal disse...

Não existe jogo de pares, claramente, exceto na situação de pressing aos companheiros mais próximos do portador da bola.

Contudo, e ainda ninguém referiu aqui, existe a clara intenção de dar a vantagem à Roma pelo DCE, o Yanga-Mbiwa. O vídeo até mostra a Roma a conseguir chegar lá e ganhar vantagem, mas ele coloca logo na inferioridade e o Bayern sufoca.

Dando a vantagem à Roma pelo Mbiwa, fica mais livre o X. Alonso, dando sempre superioridade no meio-campo.

Zizou disse...

No dia que Pep ousar resolver problemas através de HxH, deixo simplesmente de ver futebol e procuro outra coisa qualquer para me ocupar.

Talvez a Esgrima... Não sei.

É verdade que se pratica muito mau futebol e a evolução por parte de quem treina os clubes grandes parece ser lenta ou inexistente, mas ainda não chegamos a tanto.

Com Pep há sempre esperança de algo novo e a garantia de que o que é definitivamente mau e errado não precisa de ser testado novamente.

Abraço.