sábado, 15 de novembro de 2014

Ser de nível Champions é isto

Lançámos o desafio e o João Saro aceitou e deu uma grande ajuda.

Um qualquer jogo da Champions. Construir um video com todas as acções de Nani, Salvio, Gaitán e Brahimi.

Chega primeiro o de Nani. Talvez com video e explicação de cada jogada se perceba o porquê de com uma distância estratosférica de todos os outros o português seja o melhor (óbvio que um jogo isolado não quererá dizer nada. Todavia, notar que não seleccionei o jogo. O desafio foi precisamente, escolham um jogo ao acaso de cada um deles na Liga dos Campeões). Do Nani chegou um jogo bastante atípico, porque desde a primeira parte o Sporting viu-se reduzido a dez jogadores e Nani deixou de ter opções viáveis para prosseguir as jogadas. Mas, deu-se mal com isso? Veremos.

27 acções na partida.

Aos 46' de jogo!!! primeira perda!!! e em que condições!! Minuto 1'30 do video. "a primeira perda de bola! Recebe dum lançamento. Apertado por dois consegue sair mas acaba por perder. Não tinha opções!"

Nas 27 acções soma apenas 4 perdas, tendo na grande maioria das acções procurado (e conseguido) desequilibrar. Todas as perdas surgiram com a equipa reduzida a 10, e apenas numa delas tinha opção bastante melhor que forçar. Diga-se que nessa, o Sporting tinha sofrido o quarto golo segundos antes e tinha um minuto mais para jogar.

Mas, há acções que valem mesmo a pena seguir com atenção. Fica a legenda construida a rever os lances, destacando todas as vezes em que atraiu vários adversários a si para depois jogar com os colegas. Sempre, sempre, sempre a procura do passe que elimina mais linhas. Sempre a procura da situação de jogo mais vantajosa para a sua equipa e nunca o mais fácil e básico.


0’6 – apertado por 3 adversários ,sem uma única linha de passe (sem qq opção!) que não a de um colega em fdj, consegue manter a posse e ainda remata com relativo perigo
0’12 apertado no cl. Perante contenção, cobertura e o aproximar de um 3º elemento, descobre William no corredor central. Com um passe coloca 5 jogadores do Schalke à frente da linha da bola e bola no corredor central, fora da pressão
0’16 com pressão nas costas, não força o enquadramento e de primeira e com grande precisão coloca num colega que está de frente para o jogo
0’20 recebe no corredor lateral, e podia ter jogado dentro mais cedo. Leva para dentro, como se impõe depois de não ter solto mais cedo, dribla o primeiro e não passa no 2ndo. Mas mantem a posse.
0’28 recebe do lateral e sofre / faz falta
0’31 recebe – joga dentro – volta a receber – sem boas opções para prosseguir a jogada temporiza sem progressão (marca dos astutos) e volta a jogar dentro. Sempre, sempre, sempre as melhores opções
0’43 recebe – atrai 2 tenta jogar dentro, é interceptado, ganha lançamento
0’51 recebe bem junto à linha apertado e sem opções, sai a jogar para dentro por baixo das pernas do adversário. Bola chega ao colega em melhores condições para a receber… por um caminho que nem existia antes. Criatividade!
0’57 Golo.
1.08 recebe, dribla dois e chama um terceiro! Sempre dentro! E faz a bola chegar ao seu colega que obrigou um central a sair! Desequilibrou toda uma estrutura defensiva que estava completamente equilibrada quando a bola lhe chegou aos pés
1.13 recebe apertado, não força o enquadramento e joga no lateral que está de frente para o jogo
1’20 atrai dois adversários e joga no corredor central!
1’25 volta a atrair dois adversários a si, e joga no apoio frontal eliminado o meio campo alemão
1’30 a primeira perda de bola! Recebe dum lançamento. Apertado por dois consegue sair mas acaba por perder. Não tinha opções!
1’35 recebe rodeado por 3 adversários sem uma única linha de passe e acaba por perder
1’40 recebe no corredor lateral, no seu meio campo, não tem uma única opção para jogar enquanto progride pelo campo todo, rodeado por 2 adversários, e acaba por ganhar o canto.
1’56 recebe, temporiza pelo movimento do colega para que receba em melhores condições e faz o passe
2’04 joga dentro, desmarca na frente, o passe do colega não era para si mas bateu-lhe na bota enquanto desmarcava para receber mais à frente
2’13 recebe na linha, não tem uma única opção para jogar e cruza
2’16, No meio de vários adversários progride, ultrapassa um, fixa outro e novo passe à procura do apoio frontal do colega avançado que não consegue combinar da melhor forma.
2’25 recebe no corredor lateral e com um passe dentro a rasgar sectores ultrapassa os 4 médios do Schalke e deixa Adrien só com a linha defensiva alemã  à sua frente
2’30 recebe do GR, atrai 3 adversários e joga dentro no corredor central para um colega em melhor posição para finalizar / prosseguir a jogada
2’46 recebe dentro, vê que não é possível servir com sucesso a desmarcação de ruptura do colega que vem da direita para dentro e congela a bola, força o drible perante dois adversários e perde
2’55 recebe no corredor lateral, sem opções para jogar, progride e ganha lançamento
3’00 recebe dentro, volta a atrair dois adversários e joga no único colega que estava disponível para receber
3’14 – A perder no último minuto dos descontos força a jogada, ultrapassa 3 mas perde.
3’16 – de calcanhar joga com o colega que está no corredor central


Se não estiver a conseguir ver o video, está disponível aqui.

15 comentários:

João disse...

Aproveito para dizer que não houve critério aleatório para escolher os jogos, apenas este não foi o inicialmente previsto.

Queria usar os jogos da última jornada. 1º porque era simples o critério, 2º porque me parecem ser equipas mais ou menos niveladas (Monaco, Bilbao, Schalke) em vez de um Chelsea, por ex.

No entanto, o Sporting em casa só consegui uma versão que não dava para converter para o formato necessário. Lembrei-me que este jogo podia não ser o melhor por o SCP ter jogado 60m reduzido, mas tanto por ser o primeiro que encontrei completo como o Chelsea e o Maribor me parecerem equipas de níveis muito diferentes face ao Monaco e Bilbao, preferi manter um jogo com o Schalke.

Infelizmente, o jogo do SCP e do Porto não tinha o original nas perfeitas condições (soluços e pequeninas partes cortadas), mas acho que serve o propósito. ;)

Paolo Maldini disse...

João, obrigadíssimo. Está mt bom. A partir da expulsão fica um jogo diferente, pq deixa de ter opções para jogar. Mas, ainda assim dá para perceber como mesmo sem opções não só n tem perdas, como faz respirar a equipa e até desequilibra.

A primeira perda dele surge já com 10 e aos 46'. E quem olhar para o video não pode dizer que ele não é ofensivo a todo o instante. Creio que o video demonstra bem o que tenho tentado dizer por escrito!

mais uma vez obrigado!

Bernardo Pinheiro disse...

Bacano João, teres aceite o desafio.

Neste video ficou bem explicito a qualidade de Nani, soberbo. Esperamos pelos outros ;)

Vasco disse...

"... Talvez com video e explicação de cada jogada se perceba o porquê de com uma distância estratosférica de todos os outros o português seja o melhor..."

vs

"...eu olho para o Gaitán e vejo uma classe incrível. Um jogador fabuloso na criação. Na construção cada vez mais criterioso e com maior qualidade, mas não deixo de sentir que volta e meia pode haver ali uma perda por irresponsabilidade ou excesso de confiança, e na finalização muito banal para o poder incluir no top mundial. Sai com uma qualidade tremenda nas transições, mas sinto-o a desperdiçar ainda muito lance que o top dos tops não desperdiça. Adoro vê-lo em organização. Tem uma relação com bola e criatividade fantástica. E aqui Nani não o consegue acompanhar. Sobretudo na criatividade. Mas o português é mais forte na construção. Cria com a mesma facilidade. Menos forte em organização, mas mais forte na transição. E sobretudo é muito mais apto na finalização que o argentino. Portanto, sim, eu considero o Nani o melhor em Portugal. Mas devo confessar que de uma forma bastante simplista o Gaitán está muito próximo do seu nível, mas perde na finalização..."

Sim, preferes o Nani, foste sempre claro. Mas quando escreveste esse texto, deste a entender q a distancia entre um e outro estava proxima. Agora escreves estratosferica? :S

Ja o Brahimi, nao conheco, mas do que vou vendo parece um monstro, ainda q nao tenha a classe dos outros...Di maria tambem nao a tem.



Peco desculpa, estou sem acentos.

LGS disse...

Boa João, obrigado!


Maldini tenho umas dúvidas/curiosidades:

1'20 - O colega que recebe a bola é logo apertado e perde a bola. O passe do Nani devia ter sido melhor (mais no pé) ou o colega é que recebe mal?

1'40 - Não era melhor ter parado a progressão sensivelmente a meio do meio campo adversário (+/- aos 1'46) por falta de apoio/opções? Ou fez bem em progredir? Se fez bem,porquê?

1'56 - Ficou em inferioridade 2-3, não devia ter devolvido o passe a quem lhe passou (Cedric?). Assim talvez até pudesse aproveitar o facto de ter atraído 3 adversários para a lateral.

2,13 - Era melhor ter esperado apoio ou ter jogado atrás no Cedric? (Acho que no lugar dele quereria que a bola chegasse ao William que está com enquadrado e com espaço e para isso passava ao Cedric para que este metesse rapidamente no William.)

PicaretaLeonina disse...

Grande, grande vídeo!

Mostra claramente o que é o Nani. Um jogador inteligentíssimo, que não obstante ter grandes qualidades individuais, sabe quando e como utilizá-las. É um orgulho tê-lo em Alvalade, como Sportinguista e como apreciador de futebol, vê-lo ao vivo é um regalo. Pena que alguns mentecaptos(para não lhes chamar pior) o assobiem por não jogar o jogo acéfalo que eles idealizam(o Sálvio seria um ídolo em Alvalade, para perceberem o perfil).

PS: Já agora deixo o desafio, pode ser para o João ou para outro, gostava de ver um vídeo com todas as ações do Mkhitaryan contra Portugal. Jogador brutal, mesmo. Só não o faço eu porque não percebo nada disso!

João disse...

Picareta Leonina,

Não podendo aceder a qualquer pedido avulso, até acredito que seja interessante, mas esse jogador distingue-se visualmente de outros? É que não o conheço, acho que poderia levar o dobro do tempo a identificar as jogadas em que ele está envolvido. eheh

Depois, depende sempre do propósito. Só posso aceder com disponibilidade, mas também se acreditar que o tempo que perca seja valioso (ie. alguém com conhecimento que vá analisar e publicar algo sobre isso; Portugal fosse à final do Euro e o Fernando Santos me pedisse sobre a equipa adversária haha). Se for para colocar aqui nos comments, acho que é mais fácil sacar-se o jogo individualmente e percorrê-lo à procura dos lances, mas se houver algum propósito interessante, posso sempre considerar. ;)


Acedi facilmente a este por vários motivos: é-me útil para mexer às vezes no Premiere (mesmo não percebendo grande coisa e este video se calhar até era mais fácil num Movie Maker qualquer); sigo o LE há uns 5/6 anos e se puder retribuir nem que seja só com uma palha, é importante também para mim; vai ter visibilidade e eu próprio vou ganhar ao ler mais umas análises aqui no blog. No fundo, não há muitos motivos altruístas por detrás. :p

PicaretaLeonina disse...

João,

É o nº18. Mas nem é precisa essa informação, basta reparar no jogador arménio que pega na bola e vai por ali fora, sempre com uma velocidade na condução e um critério impressionantes. E que descobre opções fantásticas, basta ver um passe a isolar um colega(lá para os 30 e tal minutos) que é de uma criatividade brutal.

Era só para se perceber o jogo monstruoso que ele fez, mas percebo perfeitamente que possas não ter disponiblidade para isso, que, como dizes, era capaz de dar mais trabalho do que os ganhos que traria.

Paolo Maldini disse...

Vasco, sim, talvez o estratosferico seja um pouco a mais. é-o comparado com qs todos. mas gaitán é fantástico tb. mas, n é tão bom! o Nani percebe melhor o q está condenado ao insucesso e n o faz. o gaitán n. Por isso aos 15min c o Monaco já tinha as perdas do Nani em todo o jogo! Em bolas em q o Nani em igual condiçao, se não tem a certeza q a bola n entre, retém e joga diferente.

mas, o estratosferico entre os 2 é de facto exagerado.

abraço

lgs, qd tiver tempo tento ver isso,ok?se me passar, vai lembrando...

Blog de Portugal disse...

Excelente análise!

Sei que a edição de um vídeo dá algum trabalho, por isso apenas agradecer a quem o fez.

Contudo, não concordo com a análise do lance aos 2'13''.

Nani tem melhores opções que cruzar para apenas um na área, que são os colegas atrás. Aí até me parece evidente.

Mas vê-se bem a qualidade de Nani num jogo de Champions. Fico curioso para ver os outros.

Paolo Maldini disse...

lgs,

1'20'' - má recepção do colega para fora do seu próprio controlo

1'.40''. - não. em inferioridade ele já sabia que não ia aparecer ng. e se temporiza para jogar c os colegas onde estava tudo apertado, iam perder e n saiam do meio campo defensivo

1'56''. sim, podia ter devolvido e talvez pudesse ser melhor. mas n resolveu mal

2'13. mais uma vez podia ter feito como dizes e estava bem decidido.

Todas as tuas duvidas excepto a 1a q é uma má recepção do colega, surgem com Sporting com 10, num momento em que das poucas vezes que aproximas da da área adversárias tens de aproveitar, pq com um a menos, é raro saires do teu meio campo. E isso muda a boa/má decisão, e condiciona-o, claro. Percebes o que estou a dizer? Neste último lance, 11x11 sem dúvida que ele deveria ter jogado atrás. Tal como estava, se joga atrás, Shalke poderia estrangular e fugia da baliza adversária sem a garantia de que voltaria a aproximar. Acho que o jogo em casa talvez traga ainda coisas melhores, pq este teve essa condicionante. E só essa condicionante muda qs tudo. Mm assim, percebe-se o nível Mundial! Mm assim, n acredito que qd explorar os outros videos consiga uma % de acerto tão assombrosa como esta

Paolo Maldini disse...

Blog de Portugal sobre o momento que falas, respondi ao lgs assim:

"surgem com Sporting com 10, num momento em que das poucas vezes que aproximas da da área adversárias tens de aproveitar, pq com um a menos, é raro saires do teu meio campo. E isso muda a boa/má decisão, e condiciona-o, claro."

LGS disse...

Maldini,

Obrigado pelas respostas.

Deixa ver se entendi bem. Com menos um é quase impossível, ou pelo menos muito mais difícil, criar superioridade no meio campo/ultimo terço do adversário (pelo menos sem desequilibrar completamente a equipa atrás expondo-a muito) e por isso torna-se mais aceitável forçar algumas jogadas em inferioridade. É mais ou menos isto?

Paolo Maldini disse...

sim, deixas de ter a superioridade no meio ou na defesa q tens qd jogas 11x11 (pq o adversário tem a sua superioridade na defesa). se a bola vai atrás, n é certo que chegue à frente c a mm qualidade! pelo contrário, c pressão q é feita c superioridade já foste... baixas e já n aproximas da frente.

João disse...

Picareta Leonina,

Continuo a não perceber o meio para que serviria. Para meter aqui nos comments, acho que não o farei... :p