domingo, 25 de janeiro de 2015

Jogar dentro do bloco adversário. Lopetegui.

Porquê?

Porque se um médio recebe nas costas dos médios adversários, no corredor central, vai chamar a si um elemento da linha defensiva adversária (se não houver descoordenação que poderá até levar ao atrair de mais do que um adversário). Porque se recebe ai, geralmente só terá quatro adversários atrás da linha da bola. Porque se recebe ai, alguém tem de sair, a última linha defensiva do adversário mesmo que reaja bem ficará mais curta (com três elementos). Porque o portador terá uma infinidade de soluções (à direita, à esquerda, pelo meio) para chegar à baliza adversária, tornando o próximo movimento / passe imprevisível. 

Porquê tanto elogio também ao jogo ofensivo do SL Benfica? Porque esconde sempre 5 a 6 jogadores dentro do bloco adversário, que constantemente se mostram para receber. Se não dentro, fora, para voltar a tentar receber dentro do bloco.

Quantas vezes na partida da Madeira houve sequer a intenção do FC Porto jogar ai? Onde consegues desorganizar completamente o adversário? Quase tudo se resume a tirar a bola do centro de jogo para o corredor lateral oposto e procurar cruzar ou combinar no corredor lateral. Quantas bolas tiveram os jogadores do FC Porto de frente apenas para a linha defensiva adversária? Nas costas dos médios adversários? 

Afirmar que com treinadores trocados o FC Porto teria hoje como vantagem a desvantagem que já leva foi a frase mais assertiva da vida de António Oliveira. 

49 comentários:

Daniel Martins disse...

Corrijam-me se estiver errado, mas com Paulo Fonseca o jogo interior do Porto era melhor explorado e as jogadas resultantes das iniciativas colectivas eram mais imprevisíveis.

Ricardo Miguel disse...

Há um momento na primeira parte (antes do golo do Marítimo) em que o Quaresma aparece nas costa do lateral, fica de frente para o que resta da linha defensiva e nas costas dos médios como referem, numa situação de 4x2 e... remata à figura do Salin.

Com intérpretes destes também fica mais difícil...

Já agora, o que acham do Casemiro? Fico sempre com a sensação que o Rúben Neves é infinitamente melhor do que ele.. Mesmo que o Lopetegui não peça nada de extraordinário a quem joga naquela posição (recebe, roda, charuto para o outro lado)

Paolo Maldini disse...

Ricardo, reparei nesse lance e foi comentado no twitter...

tão burro... desequilibrio feito, superioridade numérica no meio, era só meter num dos vários colegas que lá estavam de frente para a defesa onde já faltavam jogadores e vai rematar qs do vértice da área... estragou um lance de golo iminente por n perceber nada disto... ou se percebe, está-se a cagar, desde que olhem mas é para ele...

Aza Delta disse...

Não se percebe de facto a ineficiência deste porto.

Quanto à qualidade dos interpretes: Eu não vi o jogo de hoje. Mas acho que se com extremos da qualidade de Brahimi e Tello (o segundo com escola de tabelinhas), com dois laterais de topo no que toca a jogo ofensivo, com um avançado forte a jogar entre linhas, com um médio do nível de Oliver, e outro médio do nível de Quintero (sentar quintero para pôr herrera é crime punível com prisão na minha opinião, mas como o herrera corre muito pela equipa...); não faltam interpretes capazes de trocar a bola no meio campo adversário das equipas da liga portuguesa.

Mas o que vale é que para o Lopetegui a diferença do jogo do Benfica na madeira da semana passada e do porto nesta semana foi apenas uma "o marítimo desta semana era uma equipa mais forte do que na semana passada"

nonameslb disse...

O Porto que eu gostava era o de Vitor Pereira,este Porto e bem mais docil.

Leandro Enzo disse...

Este jogo é, provavelmente, aquele que Jackson mais mostrou que é um monstro a todos os níveis. Ele controla, fixa, solta com uma qualidade out of the box... O problema é que quem recebeu quase sempre foi o mito-Quaresma... Só faz (e como é óbvio, só fez) asneiras!
Casemiro fez um jogo miserável com muitas dificuldades posicionais (em determinadas situações pareceu-me mesmo perdido).
O que acho de Tello? Faço minhas as palavras de Iniesta: quem não consegue entender-se com Messi não percebe nada de futebol!
JJ com o plantel do Porto teria perdido, no máximo, 2 pontos até agora. No máximo! E Lopetegui com o plantel do Benfica estava, no mínimo, a 15 pontos do Porto de JJ

Baresi disse...

A primeira parte do FCP foi paupérrima, a segunda foi obviamente melhor, pela diferença de qualidade dos seus jogadores, mas o forçar sistemático do 1x1 nas laterais demonstra a falta de qualidade do processo ofensivo deste FCP.
Estamos no final de Janeiro, a ideia de jogo é esta, e não parece que vai mudar.
A jogar assim, vão passar um mau bocado com o Basileia na Champions, e arriscam-se a acabar a temporada logo em Março...

Ah, Quaresma, no seu mundinho é rei. Sabe que tem que fazer qualquer coisa agora antes que o Brahimi volte, senão vai passar o resto da época no banco. Ele sabe disso e vai forçar a barra, cada vez mais.
Com piores resultados para a sua equipa.

Blog de Portugal disse...

Tenho que concordar com o Daniel Martins, também acho isso.

Pelo menos nos primeiros tempos, lembro-me de ver uns 4 (PL, MOf e extremos) a procurar jogo entrelinhas. Pelo menos no início isso era intenção, embora já não me lembre bem.

Quanto ao jogo, o Lopetegui tem alguma razão no que diz - o Marítimo iria querer mostrar-se depois da humilhação contra o Benfica.
Mas isso só explica um bocado do jogo. O Porto devia ter feito muito mais.
Se o SLB ganha amanhã, as coisas ficam muito bem encaminhadas para o bi.

MOS disse...

Maldini,

Sobre isso da importancia do corredor central, estou a lembrar de Mourinho durante o Campeonato do Mundo no yahoo.

O motivo principal apontado por ele foi a a falta de "desequilibrios por las bandas". Nao sei o quanto disso leva Mourinho razão, ja que , de facto a Espanha carecia de jogo pelas laterais. No entanto, me pareceu uma visão muito simplista.

Existia ali uma eficiencia bem menor no que mais diferenciava a seleção espanhola de todas as outras. A rapidez de circulaçao dos jogadores e e da bola dentro do bloco adversario e a reacção agressiva à perda da bola. Assim, me parece que a inexistencia de"desequilibrios por las bandas" é muito mais consequencia dessa dinamica menos eficiente dentro do bloco adversario do que a causa da desgraça espanhola no Mundial

DonDon disse...

Há um momento, lá para os 80', em que filmam o Lopetegui aos gritos e a gesticular "lateraliza!". Na mouche.

Duarte Fonseca disse...

Reparem que a falta de personalidade do Lopetegui é uma realidade. Desde que chegou ao Porto, quantas vezes já cedeu? Principalmente no Quaresma. Lopetegui não conseguiu assumir o que pensava sobre Quaresma e por pressões externas colocou-o a jogar. Quando não somos fiéis às nossas ideias, por vezes arriscamo-nos a que as coisas corram mal.
Está numa fase de aprendizagem, mas não tenho a certeza de que vá apreender.

Off-topic: Aquela bola do Montero a isolar Nani é top, mas Nani decidiu muito mal. Já tinha o GR controlado era só dar ao lado. Também acontece aos melhores.

Ronaldinho disse...

Epa colocar junto à linha o gajo que melhor explora os espaços interiores mostra logo a diarreia mental do lopetegui!

João Duarte disse...

PArece-me um bocado injusto dizer que JJ no Porto estava com 6 pontos de vantagem...

Para o bem e para o mal, o JJ está na 6ª época no Benfica. Todos os anos perde jogadores e tem de "refazer" a equipa, mas tem sempre uma base sólida que já conhece as suas ideias, métodos e lugar na estrutura.

Lopetegui acabou de chegar, muitos jogadores novos no clube e na cidade, muita gente para integrar a vários níveis.

Espero que não, mas só no próximo ano se poderá fazer uma comparação mais justa entre os dois (qualidade dos plantéis à parte).

Paolo Maldini disse...

Joõ, na minha opinião isso é uma falsa questão. como foi a 1a época do jj no slb?

PedroF disse...

João Duarte, e o primeiro ano do Guardiola no Barça e no Bayern? E a primeira época do Mourinho no Chelsea? E a primeira época do VP no Porto (se quiseres considerar que a primeira época do VP foi com o AVB, só me dás mais razão)?

Exemplos não faltam.

Bruno Pereira disse...

Luis Freitas Lobo (qualquer coisa como) - "O Marítimo está a povoar muito bem o meio provocando dificuldades ao FCP que tem no jogo interior a sua maior força". O que eu não me ri quando ouvi isto...
Defendo a utilização dos corredores apenas como um meio para desposicionar a defesa, ao contrário do que Flopetegui parece defender, no entanto, há algo que me parece bem mais grave e que é o facto de Flopetegui ainda não ter percebido em que campeonato é que está. Na conferência de imprensa, pareceu dar a entender que não havia problema nenhum e que caso o FCP ganhasse os jogos até final claro que seria campeão... a sério?? Ainda não percebeste que este ano prai metade das equipas não contam??
Nota: O "péssimo" Paulo Fonseca com o "espetacular" plantel que tinha, à 18ª jornada estava a 5 pontos do SLB. Tinha menos um ponto que Flopetegui? Tinha, não tinha era prai 10 sacos de encher no campeonato...
Pro ano é manter os treinadores e podem sair mais 4 ou 5 do SLB que o tri não escapa...
Quanto à Champions, o Basileia tem uma equipa com menos de metade da qualidade do FCP mas com a defesa do FCP a jogar tão alinhadinha como tem jogado (é sempre possível traçar uma recta entre dois pontos) vai sofrer um bocadinho...

Roberto Baggio disse...

JJ é português... Guardiola Catalão na Catalunha.
Mourinho e Guardiola tiveram orçamentos muito superiores aos concorrentes. AVB é português, VP é português.

Isso conta, e muito. Não explica tudo, mas também conta.

R.B. NorTør disse...

MOS, acho que uma coisa não invalida a outra. Se reparares no exercício aqui proposto no LE para o Braga em vantagem numérica, a bola vai do centro para as laterais para voltar ao centro, com a organização do adversário entretanto "desfeita".

A questão linguística parece-me que seria verdade se o Porto não se assemelhasse um bocado à Armada Invencível. E Tello, essa desilusão, até já conhecia as ideias do treinador dos escalões de formação da Espanha, tal como o Adrian... Não quero com isso dizer que o factor "novato" não conta, mas há casos em que não pega.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Não me leves a mal porque estou a meter-me contigo mas é na paz, mas desculpa Baggio, o que nos deverias explicar é as grandes melhorias do FCP...

Era o que eu gostaria de ouvir da tua parte, na verdade, porque a única melhoria que identifico (e mesmo assim não tenho a certeza disso) é a transição defensiva. Parece-me mais ordenada e que dá menos espaço ao adversário do que no início do trabalho do Lopetegui.

Talvez eu esteja errado e assim servia para aprender mais um bocadinho.

De resto, na minha opinião, a trampa continua a mesma.

Repito: este FCP é muito fraquinho na relação custo/qualidade, apresenta um modelo de jogo que não dá organização suficiente nem dá espaço ao talento que tem à disposição - o que o Lopetegui tem feito ao Quintero merecia dois berros e uma exoneração - e apresenta erros de palmatória (à cabeça são logo dois: as marcações homem-a-homem nas bolas paradas e a total descredibilização do corredor central).

Isto é evidente desde o início da época. Desde sempre.

E digo mais ainda do que o António Oliveira: o FCP com o Marco Silva - sim, mesmo com aquela organização defensiva a rondar o inexistente - seria um perigo muito maior para os outros concorrentes.

MaxiBeça disse...

O PF também nao era treinador para o Porto, lembro-me que no 1o momento de construção tinha sempre uns 4,5 ou 6 jogadores ali para receber a bola, quando o adversário nem fazia pressão; no mínimo dos mínimos mandava subir os laterais (que até são dos melhores jogadores do nosso campeonato).

Posso ser um nabo em muita coisa, mas bastou-me ver isso para perceber que o PF nao era grande espingarda.

João Duarte disse...

JJ quando entra no Benfica tem basicamente 3 jogadores novos - Javi, Saviola e Ramires. E já conhecia todas as equipas, treinadores, jogadores, campos e balneários da I Divisão.

Guardiola quando pega no Barça...estava em casa. Já conhecia toda a gente, vinha do Barça B! Quando chega a Munique tem uma base super estabilizada. Quantos titulares eram novos no clube?

Mourinho quando chega ao Chelsea..leva apenas 2 titulares com ele. Corre-lhe bem, mas também podia não ter corrido, não fosse o Mourinho um fanático da organização.

VP/AVB, pegam sempre em bases que já existiam, quer em termos de jogadores quer em termos de base do modelo de jogo.

Não estou a dizer que era impossivel o Lopetegui ter sucesso no primeiro ano, mas têm de concordar que a % é sempre mais baixa.

Roberto Baggio disse...

Edson, eu vou discordar. Porque se fores por aí, a qualidade de jogo do Benfica, exceptuando os jogos de Janeiro, também dava espaço para muito pouco, ou nada. A diferença? Já conheces o Jesus e a ele das-lhe margem para... O que eu penso é: O Porto poderia jogar melhor? Sim. Mas sobretudo penso que poderia ter mais pontos, o que não acontece pelos tais constrangimentos que falo: primeiro ano no país sem conhecimento dos adversários que tem, num clube com a cultura que tem, com os adeptos que tem, com os jogadores que tem (que para ele são quase todos novos, não os conhecia e duvido até que tenha visto mais do que um jogo da grande maioria deles).. e tudo isso, quando tens um treinador adversário com a Qualidade do Jesus, e com 6 ano de casa é preponderante. Jesus, nisso, tem uma vantagem muito grande ao nível da operacionalização bem evidente que Marco Silva (mesmo sendo tuga e andando cá) não tem, e que Lopetegui ainda menos tem. E isso muda tudo na hora de construir o processo, acelerar a aquisição de certos comportamentos, e atrasar o crescimento de outros. No fundo, na hora de hierarquizar, e escolher por onde ir, Jesus tem 2 golos de vantagem para o Marco, e 3 para o Lopetegui...

O que o Porto melhorou? tudo. Melhorou a organização ofensiva, tentando nestes últimos jogos colocar mais bolas nos médios dentro do bloco, e colocar médios dentro do bloco. colocar Jackson a baixar para pegar, com Herrera a fazer o movimento oposto de profundidade. Colocar os laterais a apostar menos no 1x1 e cruzamento no último terço e a tentar procurar apoios dentro e referências para acelerar, colocar os extremos a procurar mais movimentos interiores (nem que seja para o remate).
Melhorou a organização defensiva, repara no alinhamento da linha defensiva... Nas referências colectivas que já utilizam para subir, no posicionamento que adoptam quando a bola cai em zona de cruzamento.
Melhorou a transição defensiva, por colocar mais jogadores a participar no processo ofensivo na zona da bola.

Se no meio disto tudo cometem, ainda, muitos erros? Sim. Se este jogo foi no sentido contrário a evolução que vinha demonstrando? Também. MAs isso é normal, porque são os jogadores que jogam. São os jogadores que aprendem os comportamentos, e são eles que os aplicam em jogo.

Falas daquilo que ele faz ao Quintero. Mas e o que o Quintero faz cada vez que toca na bola? Este jogo então devia dar para voltar aos juniores e começar a aprender as bases.

No meio disto tudo, se Lopetegui é melhor que Jesus? Não me parece de todo. Se Lopetegui é um treinador fenomenal? Também não parece. MAs quem são os melhores que Jesus, no mundo? Quem são os fenomenais? Parece-me claro que há evolução.

É preciso ter calma. Vamos ver como é que a equipa entra a jogar em Fevereiro, quando começar a Champions, se bem que se o Benfica ficar a 9, aquilo no balneário pode não correr nada bem...

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Se ficar a 9, é mudar agulhas para a LC...
Porque Paulo Sousa como treinador, dá 15 a 0, a este Lopetegui...

Uma Analogia perfeita na minha opinião...
Lopetegui - Quique Flores V. 2.0

Sempre que me lembro de Aimar numa linha... :(

ricnog disse...

acho que acima de tudo a grande dificuldade vai ser segurar balneario. Quaresma no banco, maicon no banco, quintero no banco....provavelmente helton no banco (não pelo balneário mas pelos adeptos)....!

Houve evolução, neste porto, sem duvida. Mas acho que se toca demasiado a bola para os lados, sem objectividade. Uma coisa é ter a posse de bola como um meio para atingir um fim...outra é ter posse de bola como um fim. Qualidade não falta a este porto. Campeonatos não se ganham a jogar bem....este porto faz-me lembrar ali uns anos do benfica que jogavam bem, mas que não ganhavam e a culpa era sp dos árbitros e dos guarda redes e etc....

Artur Semedo disse...

eu só vi a segunda parte, mas há ali duas coisas (sobretudo) que não batem certo, e que se chamam herrera e casemiro. o jackson, recuando, recuperava mais bolas e solucionava melhor com bola, que eles. diria mais: jogar com herrera e casemiro é dar de barato que o corredor central é, no mínimo, secundário, no plano de jogo do júlio lopes, pois eles simplesmente não vão conseguir dar seguimento a nada, pelo menos não de forma regular. mas ao menos são bons a filmar o adversário? sim, isso, sim!

agora, por que jogam eles? será culpa apenas do júlio lopes? ou a sad, depois de ter perdido a oportunidade de vender o mexicano voador, impõe a sua utilização recorrente, na esperança de ainda ir a tempo de fazer um encaixe financeiro? e o casemiro, fruto do contrato de empréstimo, de certeza que tem sempre lugar... se bem que, aí, fica a questão: quem o quis? e porquê?

bolas de ouro? ou de rocha? no da irina, às dúzias!

DC disse...

Baggio, subscrevo o que escreveste. Dá para notar melhorias e evolução positiva. Se calhar mais lenta do que devia ser mas, ainda assim, evolução positiva.
E posso dizer que com PF, por exemplo, nunca notei a equipa a evoluir para melhor, bem pelo contrário (também o antecessor era de outro nível).
Ontem foi mau, mas também os intérpretes que lá estiveram em campo têm muitas culpas.
Vai ser dificil segurar o barco a esta distância para o Benfica, mas talvez a melhor opção para o Porto seja mesmo a da continuidade.

Alberto disse...

A diferença é que com PF o ambiente no Porto sempre foi uma merda, enquanto que com o Espanhol já se dá tempo para tudo e aceita-se uma lenta evolução da equipa. Deve ser por ser estrangeiro talvez...

Gostava de ver Lopetegui com Licás e afins.

Baresi disse...

Atenção que o Paulo Fonseca andava a jogar com Josués. Carlos Eduardos, Ghilas (atenção que este não era assim tão mau) e Licás porque não tinha lá melhor, o Lopetegui mandou-os logo passear.
A diferença qualitativa deste plantel para o do ano passado é assombrosa, portanto este FCP já deveria estar a jogar bem mais (colectivamente) do que aquilo que vai jogando.

A semana passada o 4º golo do Benfica na Madeira, este FCP de Lopetegui só o irá marcar... na Playstation.

masterzen disse...

Maldini,

O jogo entre linhas do ponto de vista ofensivo é sempre muito apoiado e esmiuçado. È um pilar do vosso modelo de jogo e vai ao encontro de todos os que gostamos de uma boa circulação de bola que desposicione os adversários e os obriguem a movimentar-se.

Lanço-te o desafio e a todos os outros escribas do blog o outro lado da moeda. O jogo entre linhas do ponto de vista defensivo.

Como evitar que recebam a bola entre linhas?
Quando a recebem como evitar que o adversário ocupe espaços vitais e como nos devemos movimentar para minimizar riscos?

Abraço,

Qualquer dia tens que pensar seriamente em concorrer a apoios economicos que estejam direccionados para a cultura e ensino. O que vocês fazem aqui é notável.

DC disse...

O ambiente do PF era uma merda. O do JJ que quase que levava na boca do Cardozo não era.
O PF quando teve 5 pontos de avanço conseguiu dar o balão de oxigênio ao JJ e perdê-los todos sozinhos.
O PF que só tinha "josués" mas que tinha uma central que se calhar é o melhor central em Espanha actualmente e o mandou embora para vir o Abdoulaye para titular.
O PF que não tinha avançados, usava o Ghilas aos 89min para resolver os jogos e agora o gajo chega a Espanha e desata a marcar.
O PF que tinha Lucho e Fernando e o Lopetegui que tem Casemiro e Herrera.

Desculpar toda a merda que o PF fez com o plantel é ridículo. Alguns dos melhores do plantel foi ele que os queimou e mandou embora.

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

O jogo de hoje do Paços...
Demonstrou bem as teimosias dum treinador como Jorge Jesus...
E gostei da entrada do Guedes...aos 94!
7 minutos de desconto....nem comento
Mas queres ver que o Marco vai limpar isto?
Jorge Jesus...foi comido em toda linha pelo Paulo Fonseca e no final do jogo....ainda ataca o Eliseu!
De facto JJ...é rei mas apenas internamente....
As teimosias não mudam!

MOS disse...

R.B. NorTør

Nao sei se interpretei mal o que disse Mourinho ou se ele proprio nao se fez claro. Reconheço que posso ter me equivocado e ele ter dito exatamento o que tu pensas e no que concordo.

De facto ele pode ter se referido a utlizar as laterais do campo como forma subsidiaria ao corredor central. No entanto, nao me pareceu essa a mensagem dele. Mas, repito, posso estar enganado.

Interpretei dessa maneira pois, a meu ver, que percebo menos de futebol aqui que muitos, o problema na selecção espanhola no Mundial nao foi falta de "desequilibrios por las bandas", mas sobretudo a falta de ditar o ritmo de jogo como fazia antes com a posse de bola dentro do bloco adversario tambem com "a bola pra fora para voltar pra dentro". No que entendi, parece que Mourinho defendia uma utilização maior dos flancos, o que nao me pareceu ser a raiz do problema. Alem disso, outra coisa que ficou clara naquela Espanha foi a diferença no momento de perda da bola. Nao era a mesma reacçao.

Repito, posso estar totalmente errado em minha analise e posso ter entendido errado o que Mourinho disse, mas foi assim que entendi.

MOS disse...

R.B. NorTør

e reconheço sim que faltou "largura" à Espanha nesse Mundial, mas achei a maneira como o Mourinho se referiu um tanto simplista. apenas isso

Pedro disse...

A perder faz uma substituição aos 94 minutos!!!
É o maior!!!!

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Aqui no Tugão é...e nem com paixão e 7 minutos...
Internacionalmente fraquinho!

R.B. NorTør disse...

Pois MOS, também não sei bem o que estava na cabeça do Mourinho. O que foi um facto é, como dizes, faltou largura à Espanha, que insistiu sempre e sempre por transportar a bola pelo meio. Como não se via a bola a ir para as laterais e voltar ao meio, poderia ser isso. De resto, eu aqui não passo de comentador de café, portanto... ;)

Quanto ao jogo de Paços, a malta aqui do LE não viu ou simplesmente não há nada a dizer? Pessoalmente estava à espera de ouvir o que acharam da defesa pacense e, no Benfica, do Samaris. Este porque anda a ser crucificado e eu acho que foi um jogador determinante. Como disse, eu não passo de um "bêbado na tasca"...

Sentinela um Estremecer disse...

Paulo Malheiro, duas paragens para assistencia ao GR, uma paragem para assistencia a Ricardo e Talisca quando chocaram cabeça com cabeça, o tempo perdido aquando da marcação do penalty para o Paços, três substituições antes dos noventa minutos. Tudo isto na segunda parte.
Isto tudo somado não justifica os 6 minutos dados inicialmente?
As três substituições feitas após os 90 minutos não justifica que se dê mais um minuto de acréscimo?

Ah, a magia de ser levado ao colo quando se perde 1-0, com um penalty contra assinalado aos 89 minutos. É só iluminados.

Pedro disse...

Sim, gosto da ideia de um clube ser beneficiado pelo árbitro que marca um penalty contra aos 89 minutos com o resultado em 0-0. Delicioso. :)

Quase tão bom como a substituição aos 94 minutos. Classe!!!!

Alberto disse...

7 minutos numa segunda parte onde se jogaram 20 nao parece exagerado de facto.

A equipa entrou muito nervosa, e paradoxalmente, o penalti acabou por prejudicar a cena toda...

O jogo ofensivo do Benfica foi, na verdade, muito fraco, e foi o jogo onde mais se sentiu a ausência de Gaitán.

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Não foi o árbitro...foi o 4o árbitro...
E que conveniente esquecer o penalty inexistente que o Lima falhou...já para não falar do Penalty de Luisão ao Cícero...
O Paixão tentou...até virou costas....
Mas continuem a tapar o sol com a peneira...

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Não foi o árbitro...foi o 4o árbitro...
E que conveniente esquecer o penalty inexistente que o Lima falhou...já para não falar do Penalty de Luisão ao Cícero...
O Paixão tentou...até virou costas....
Mas continuem a tapar o sol com a peneira...

Pedro disse...

Sim pq todos sabemos como é normal um quarto árbitro assinalar penalty. Claro que o Paixão se quisesse ajudar o Benfica ía assinalar um penalty a pedido do quarto árbitro... aos 89 minutos.

Penalty do Luisão? Já cá faltava. E duas ou três expulsões do Maxi, do Samaris e do Jardel. Certo?


Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Quando quiser discutir futebol e se deixar de palhaçadas....
Relembro, o Bruno Paixão só marcou porque foi forçado a isso...
Toda a gente viu ( menos o JJ :P), o penalty CLARO de Eliseu... mas foi preciso recorrer ao 4º árbitro para ele apitar! Se isto não é um escândalo...
O Penalty de Lima, não existe... o jogador tem as mãos junto ao corpo...
Enfim... o vosso azar é que o Lima falhou! Senão era uma vitória com muita Paixão...
Estas nomeações podem enganar muita gente, a mim não...
Já agora, não desconverse porque os lances que falei são factuais....

Pedro disse...

Palhaçada é achar que o Paixão quis beneficiar o SLB quando marca um penalty aos 89 minutos. Palhaçada ou lagartice... LOL


Sim, tb é factual que o fora de jogo no jogo SLB-Rio Ave foi bem assinalado e não foi por isso que deixaram de fazer choradinho. lagartices.

Enfim...não é blog para discutir arbitragens mas não pude deixar passar o cômico que é achar que o Paixão beneficiou o Benfica. LOL

bio disse...

A sério que estão a discutir arbitragens neste blog?

Alberto disse...

Factual é a estupidez de algumas pessoas que acha que este é o local para se discutir arbitragens.

O estado das arbitragens tb se reflecte muito no facto de, não só bebados de tasca, mas comentadores e "experts" acharem que qualquer forma de contacto deve ser considerado falta.
Na RTP internacional o comentador chegou ao ponto de dizer algo do genero "Se Sálvio se deixa cair, é penalty" - quer dizer, já se assume que falta é ser tocado.

E sim, o lance do Eliseu aceita-se. Tudo o resto são alucinações das mentes brilhantes do futebol português.

MOS disse...

R.B. NorTør

Ve o que Mourinho falou nesse video. Talvez tenha uma interpretação diferente da minha. O que acha? Abraços.

https://www.youtube.com/watch?v=wV76npVLoXA

MOS disse...

R.B. NorTør

Ve o que Mourinho falou nesse video. Talvez tenha uma interpretação diferente da minha. O que acha? Abraços.

https://www.youtube.com/watch?v=wV76npVLoXA

R.B. NorTør disse...

Sou capaz de ter interpretado bem. Por acaso lembro-me desse jogo e quando vi a citação do Mourinho pensei nele.

De facto foi um jogo em que Espanha insistiu ad nauseum em progredir pelo meio acabando sempre a bater numa parede de chilenos. Mesmo os jogadores mais abertos flectiam para o centro antes do meio da zona ofensiva. Se quisermos, foi o contrário do jogo do Porto.

Malta que vem aqui comentar os apitos: vão para outro blog sff...