segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

No melhor onze do ano, eleito como defesa, David Luiz!

O senhor cinquenta milhões está mais uma vez seleccionado para a elite do futebol, como defesa. Importa hoje destacar a "atitude" defensiva do defesa canarinho. Nem vamos tocar nos comportamentos defensivos porque aí a coisa ficava muito, muito, muito, mas mesmo muito, feia.
Ora, cá vai o contexto: meia final do Campeonato do Mundo de selecções jogado em casa, no Brasil. David Luiz com a braçadeira de capitão, por Thiago Silva e Neymar estarem impossibilitados de disputar o jogo. Ou seja, um dos líderes do grupo, um dos capitães, que perdia por um a zero aos vinte e dois minutos, tem o comportamento que se vai verificar de seguida. Tenho a máxima certeza que o que se vai ver de seguida foi uma demonstração do estado de choque em que pode ficar um jogador quando tem todo o peso de uma nação, treinador, e colegas de equipa, em cima dele.


No final do jogo apareceu emocionado na zona de entrevistas rápidas. E lembro-me bem de na altura ter dito para mim: ai se fosse teu treinador, David! Menos circo, por favor. Se David Luiz é um dos quatro melhores defesas do mundo, sobretudo existindo Hummels ou Garay, então eu não quero nunca mais ouvir falar de futebol. Falta-lhe o essencial, e o essencial onde fica? Vocês sabem... no cérebro!

16 comentários:

PedroF disse...

Jogador com uma qualidade técnica tremenda, mas com um cérebro do tamanho de uma ervilha. Só com JJ é que ele foi integrado num modelo que disfarçava as debilidades dele. Tivesse vindo para a Europa e estivesse a jogar com Zé Mota desta vida e já ninguém ouvia falar dele.

DC disse...

Otamendi, Garay, Hummels, Kompany. Ou qualquer central do mundo que tente posicionar-se.
A prova de estas galas realmente premeiam tudo menos a excelência futebolística.

Roberto Baggio disse...

Já agora, parabéns ao Ronaldo pelo merecido prémio :)

JP disse...

O futebol, sabemos bem, é um circo...
Cabem lá dentro diversos tipos de artistas. Até o Real trocou o Di pelo James...
Tal como o Chen ou o Cardinali trocam o malabarista pelo trapezista ou domador...
Neste negócio circense às vezes temos que mudar as atrações porque são melhores outras vezes apenas porque fazem rir e o público gosta. Não entender isto é também desrespeitar a essência do futebol e ser parcial na visão que temos e queremos transmitir do mesmo.
Continuem o bom trabalho no blog, embora outro tipo de posts que não deste gênero me encham as medidas e ensinem mais.

Dipeca disse...

Mas repara que aqui o homem dele não marca, portanto a culpa não foi dele! :D

Como é que o Marcelo parte dali, credo, tudo tão mal ...

Roberto Baggio disse...

"Cabem lá dentro diversos tipos de artistas."

Claro. Mas dentro da diversidade, do circo, há os bons e os maus. Creio que ninguém quer no seu circo, um gajo mau no cumprimento das tarefas específicas do espectáculo. Assim como eu não quero um jogador mau, a representar a elite do futebol, ou seja os melhores do mundo. Depois as crianças olham para o jogo e ficam confusas a pensar: devo ou não fazer asneiras? o D.Luiz faz.

"Até o Real trocou o Di pelo James"

E qual é o mal de trocar um bom por um melhor?!

"outras vezes apenas porque fazem rir e o público gosta."

O público do futebol gosta é de ganhar. Não de circo. Quer dizer, se calhar até gosta de circo. Pq aceita tudo o que é bom, e tudo o que é mau, desde que no final ganhe.

" Não entender isto é também desrespeitar a essência do futebol e ser parcial na visão que temos e queremos transmitir do mesmo."

Quem disse que a nossa visão era imparcial? A nossa visão é mto, mas mt mesmo, parcial. E isso parece ser um problema para mta gente. Nós gostarmos do que para nós tem qualidade, e abominarmos o resto.

Gonçalo Matos disse...

Essa defesa do melhor 11 é qualquer coisa.. Salva-se o lahm

escritor de pacotilha disse...

Garay? Excelente época, sim senhor.

Mas e o Godin? E o Miranda?

Nuno Costa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roberto Baggio disse...

Nuno Costa, provavelmente falas de borla! E por falares de borla deixo-te a falar sozinho, ou a falar com o outro tipo de génio.

Devolvo o abraço, e continuação de muito amor à camisola e ao desporto.

Nuno Costa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roberto Baggio disse...

Nuno Costa, como paraste de falar de borla, vou explicar o que penso.

Um tipo que se esforça ao máximo, as coisas correm-lhe mal, não acerta um passe, é driblado 15 vezes, faz 2 auto golos, e tem um grande peso, ou o maior peso na responsabilidade da derrota de uma equipa tem toda a minha solidariedade, e como treinador, desculpo-o sempre. Dou-lhe abraços, beijinhos, mimos, o que ele precisar. Choro com ele, e defendo-o em frente a equipa, a imprensa, etc.

Um tipo que vive do que faz fora do campo, que não dá o máximo pela equipa, que tem a braçadeira de capitão, que não se empenha como pode para tirar um lance de golo, ainda por cima é defesa (deveria estar naturalmente prediposto a isso, por saber que os lances só terminam quando a bola sai), ainda por cima com a equipa ainda bem em jogo, e depois vai fazer aquele choradinho como se tivesse dado o melhor dele chamo-o de palhaço.

Nuno Costa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roberto Baggio disse...

No post está mais do que explícito. Agra se n o entendeste...

Kazuza disse...

http://9gag.com/gag/aYpXX37

Kazuza disse...

http://img-9gag-ftw.9cache.com/photo/aYpXX37_700b.jpg