sábado, 4 de julho de 2015

Jesus em oposição à escola espanhola

Jesus é um treinador fantástico, com um modelo de jogo especial, e com uma capacidade ímpar de transmitir o que idealiza aos seus jogadores. É um treinador talhado para o rendimento, e dando-lhe as condições que precisa triunfará. Como bom treinador que é, é fiel ao seu ideal de jogo e de jogador. E o seu ideal de jogo e de jogador está amplamente representado por Angel Di Maria.

Numa entrevista que deu num final de época disse duas coisas: 
- O melhor jogador que treinou é Aimar, já depois da saída do genial médio ofensivo do Benfica;
- Se pudesse escolher um jogador que já tinha treinado para voltar a ter na equipa escolheria Di Maria.

Isso indicia que no dia a dia, nas contratações, na escolhas para o seu onze inicial, o seu perfil de jogador mais facilmente entrará que outros. Isso, e isso só, explica o porquê de algumas opões que foi tendo ao longo do tempo no seu Benfica, com Capdevila, Nolito, Saviola, Aimar, Ola John, Djuricic, e Bernardo. Jesus, mais do que a inteligência, é um profundo admirador de jogadores dotados do ponto de vista físico e técnico. Talvez por acreditar que é capaz de melhorar todos os jogadores ao nível do conhecimento do jogo. E essa confiança cega que tem nas suas capacidades funciona como a sua maior força, e como a sua única fraqueza. Não é no discurso para a comunicação social, na liderança dentro do balneário, na leitura de jogo, ou na vertente estratégica que Jesus perde. É sobretudo no pensar que pode mudar um jogador por completo do ponto de vista ofensivo e defensivo, e na pouca valorização dos pormenores que os mais inteligentes, e menos vistosos nas capacidades condicionais, acrescentam ao jogo.

Jesus quer para qualquer posição em campo capacidades físicas ímpares. E tecnicamente, para quem joga nos corredores (laterais ou médios ala), para o médio centro, e para um dos avançados, jogadores de condução, que tenham a capacidade para transportar a bola em velocidade, para ultrapassar o adversário em acções individuais. Para que dessa forma permitam que a equipa chegue mais à frente no jogo, fruto dos constantes duelos que vão superando nas suas zonas de acção. A excepção são o médio defensivo - que desde que seja alto, agressivo na primeira bola, e razoável do ponto de vista técnico serve -,bem como o avançado que pode só procurar zonas de finalização, e ser jogador de um toque em apoio frontal. Até para os guarda-redes a altura é o primeiro factor determinante na escolha de Jesus. Tudo isto surge em oposição à escola da pausa - temporização -, da excelência no passe  e na recepção. Da qualidade na tomada de decisão, dos desequilíbrios com o cérebro. Jesus prefere gente que em determinados momentos tem um lance genial, que se precipita constantemente para cima do adversário, e que corra muito e rápido - ainda que passe a maior parte do jogo a errar na tomada de decisão -, a gente que jogue constantemente o que o jogo dá e que não seja vistosa do ponto de vista físico. A preferência cairá, na esmagadora maioria do tempo, em jogadores que criem em condução no lugar de jogadores que criem com o passe. 

Como escrevi num artigo anterior, para a posição 8 do seu modelo, Jesus colocaria Enzo à frente de Xavi. Assim como prefere Di Maria ao melhor jogador que treinou. Porque Di Maria do ponto de vista técnico e físico representa tudo o que ele quer num jogador, ainda que peque constantemente na utilização do cérebro.

38 comentários:

José Moreira disse...

Nem mais. Esta é a melhor descrição do pensamento individual que JJ tem sobre o jogo que já vi. Parabéns. E está aqui explicada a minha antipatia com as ideias de JJ, embora lhe reconheça uma competência tremenda.

bio disse...

Baggio,

Então, se não houver contratação para essa zona:

Adrien ou João Mário?

Não te estou a perguntar a tua opinião, que já sei a resposta, mas a de mister JJ.

Gonçalo Matos disse...

"Talvez por acreditar que é capaz de melhorar todos os jogadores ao nível do conhecimento do jogo."

Por condicioná-los ou por ensiná-los, a verdade é que das maiores transferências que Jesus fez no SLB, poucas são as que mantém o acerto que tinham quando estavam metidas no modelo de jogo do SLB. O modelo de Jorge Jesus potencia ao máximo as características técnicas e físicas dos jogadores e valoriza-os como provavelmente mais ninguém. E isso para mim separa-o de todos os outros gajos que avaliam os jogadores tendo em conta os seus indices físicos/técnicos.

Já agora, enquanto lia o texto só me vinha à cabeça um nome: Andres Carrillo!

Nelson Lopes disse...

Ou seja: Adeus André Martins.... Com muita pena minha :-(....

Roberto Baggio disse...

J.Mário a 6, William Carvalho a 8. Creio que Jesus vai inventar uma coisa assim. A pensar no modelo dele, claro. Eu não faria nada disso lol

Sui Generis disse...

Baggio, achas que o JJ vai usar o seu 4-2-4 no Sporting? Achas que algum jogador deste plantel tem características para desempenhar o papel do "8" no modelo de Jesus? Se sim, qual? ... Faço esta pergunta pq não vejo ninguém com as características do Enzo ou do Pizzi, jogadores que mais gostei de ver naquela posição no slb

Abraço

NSC disse...

Grande texto.

Joao disse...

Excelente texto.

Hélder Fernandes disse...

Posso assinar por baixo? Sem dúvidas dos melhores posts que li por aqui!

NSC disse...

Ainda tenho esperanças de que o Ola John e o Djuricic rendam no Benfica aquilo que muito prometem. E, embora numa outra dimensão, o Guzzo, que gostei muito de ver no Chaves.

João disse...

Off-topic: http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2015/07/04/quaresma-mourinho-e-fantastico-mas-jesus-e-o-melhor

Curioso que Quaresma nunca trabalhou com JJ (certo?)... mais estranho por ser um jogador como ele a dizer isto.

J. Saro

Ricardo Campos disse...

Um certo dia em conversas mais técnicas sobre futebol, um amigo recomendou me este blog, blog esse que venho lendo sensivelmente há 5/6 meses, no entanto com o tempo percebi que o mesmo se trata de uma bajulação/ode a Jorge Jesus e às suas ideias tão "ganhadoras".
Façamos um escrutínio sério e coerente àquilo que realmente este senhor ganhou durante estes anos e talvez toda esta bajulação (tática e mental) deixe de fazer sentido.

Cumprimentos,
Ricardo

Cantinho de Todos disse...

bom texto...

GBC disse...

Patrício, Contratação, Oliveira, Ewerton, Jefferson, William, J. Mário, A. Carrillo, Mané/Labyad, Montero, Teo/Guidetti.

Parece-te suficiente para atacar o título Baggio?

aimarbenfica disse...

Sabem muito por aqui, dizem que n querem ensinar nada a ninguem contudo eu vou aprendendo muito, abriram me os olhos. Obrigados!

Antonio disse...

Excelente análise. Retrato certeiro do que é JJ.

Tiago disse...

boas,

dos melhores posts que li aqui, e já vos sigo há muito tempo. leitura perfeita de um treinador muito admirado por quem aqui escreve, mesmo não tendo as mesmas ideias do blogue.

uma leitura sem críticas, apenas com ideias diferentes.

malsino, João Mário a 6 a disputar a primeira bola? wiliam a 8 a conduzir??

abraco

Roberto Baggio disse...

NSC, djuricic vai ficar! Ola duvido.

Saro, Jesus aprecia igualmente Quaresma.

Mane vai ter dificuldades. Mas sim. Em Portugal, se apostar nisso como no último ano apostou no SLB, dá para ganhar. Acho que Montero vai ser indiscutível com JJ.

DM disse...

Acho que um dos "8" do Sporting vai ser o Ryan Gauld. Ao ínicio, pensei que podia encaixar como 2º avançado por ser bastante forte a decidir no último terço e por não sentir dificuldades quando tem pouco espaço. No entanto, visto que também é bastante forte na condução e consegue igualmente "queimar" terreno com a bola colada ao pé, acho que eventualmente vai cair no meio campo.
Por outro lado, acho que um jogador que vai conseguir dar-se bem com o JJ é o Gelson Martins (conforme tem sido falado na imprensa). Muito parecido com o Di Maria no que toca ao fisico / técnica. É "o" estilo de jogador dele.
E já agora, espero que a contratação do Ruiz se concretize. Montero e Ruiz vai ser do outro mundo.

José Moreira disse...

DM, Gauld? Parece-me demasiado "arrojado". Não acho que tenha o perfil físico que JJ pretende para ali (acho que o limite mínimo se estabeleceu com Pizzi), e não acho que alguma vez possa ter a reacção à perda suficiente para JJ, nem a agressividade no ataque ao espaço que ele pretende. Gauld talvez possa ser jogador para JJ tentar colocar nos corredores ou, no limite, deixa-lo na B como os outros fizeram.

Unknown disse...

Jorge Jesus é óptima potenciar o estilo de jogador que se foca na verticalidade do jogo. Di Maria, Enzo, Coentrão, Matic, Witsel, Gaitan e Salvio são exemplos máximos disso.

Por outro lado, há jogadores que saem prejudicados, como Djuricic e Bernardo Silva, bem como Cristante e João Teixeira.

William vai crescer ainda mais, Carillo vai transformar-se num jogadores muito bom, e João Mário e Adrien podem subir muito de produção.

Par ao Benfica pode ser bom também, porque vão aparecer jogadores que não se esperava como Djuricic, João Teixeira e Nélson Oliveira.

Roberto Baggio disse...

"João Teixeira e Nélson Oliveira."

ah esses n são verticais? lol

DM disse...

José Moreira, o Gauld está muito mais agressivo na ocupação de espaços e recuperação de bola do que quando chegou. Teve uma evolução tremenda nesse aspeto. Também por isso é que o vejo a ser trabalhado para 8 durante esta época. E é um jovem que se nota que é bastante humilde e disposto a aprender. É daqueles jogadores que se o treinador o colocar a central ele joga com a mesma garra (assim como o Gelson, por exemplo). E isso também é bastante valorizado pelo JJ. E é preciso lembrar que por aquela posição 8 tanto passou Enzo como Witsel. No geral, até acho que o Jesus "adapta-se" bastante bem às condicionantes que tem e não é exageradamente preso às suas ideias.
O caso do Bernardo Silva, para mim, não teve mão dele mas da direção, que já o tinha vendido e precisava de um bode expiatório. Porque é impossível o Bernardo não ser um jogador à JJ. Forte tecnicamente, segura bem a bola, forte na condução, rápido de pensamento.

Baresi disse...

Excelente texto.
Representa bem aquilo que é Jesus.
Sempre que teve jogadores com uma grande qualidade individual (Braga, Belenenses, Felgueiras (Salvo erro Conceição, Lewis e Latapy), e noutro nivel o Benfica, os resultados apareceram.
Como os jogadores do Sporting são superiores à grande maioria dos do nosso campeonato, iremos ter muitas vitórias, algumas dilatadas, mais de 100 golos marcados na época.
Pode não chegar para ganhar nada, porque no Benfica só teve um verdadeiro concorrente directo nestes 6 anos, no Sporting tem 2...
William Carvalho nunca será 8, correr 20 metros com a bola nos pés é contra-natura do seu jogo..

Abraço

Helder Silva disse...

DM, se o Bernardo fosse um jogador à JJ teria sido muito mais utilizado por ele na pré-época! Ele apostou no Bébé, esse sim jogador à JJ (atenção que não estou a dizer que a culpa do Bernardo sair do SLB é do JJ, possivelmente as 3 partes têm culpa!).

Unknow das 02:18 João Teixeira é completamente vertical, muito parecido com o Enzo na forma como transporta a bola para o ataque (parecido tendo em conta a diferença de idades). O Nélson Oliveira é o outro, aprendeu a fazer tudo sozinho nas camadas jovens, com a sua capacidade física era bola no Nélson e o Nélson resolve! Agora Não percebo a não aposta neles por parte do JJ, o Teixeira só se for por ser franzino, o Nélson, porque poderá não ter aprendido nada com ele. Mas o Bébé também não aprendeu e jogava essa é que essa :S E do que vi do Nélson nos poucos minutos que teve, pareceu-me um jogador que já estava a participar mais no jogo colectivo, mas que percebo eu disto :P

Baggio, Achas que o Djuricic fica? Pensas que ainda dá a volta por cima? O que achas do Teixeira? sei que tem de melhorar a decisão e a temporização, se fizer isso, acredito que poderá dar um bom jogador. Será que o Nélson ainda vai a tempo?

Gostava de vos fazer tantas perguntas :P Se vos enviar um email vocês respondem? Basicamente é opinião sobre jogadores.

Antonio disse...

Sim DM, como o Oblak que só jogou quando o Artur se lesionou, como o Rodrigo que só jogou quando o Cardoso se lesionou, como o Markovic que só jogou quando o Salvio se lesionou ...

T disse...

Futebol paciente e pensado vs futebol romântico, de vertigem. Talvez vá sentir falta da vertigem louca, espero que não, era mau sinal. Vamos ver o que RV vai fazer com a "carcaça" de JJ.

Tiago Santos disse...

Curioso que pelo que leio a maioria pensa que JJ vai implementar um meio campo com 2 homens com William , Adrien/João Mário e que se vai dar bem com isto. Tenho muitas dificuldades em ver isto resultar. William a ter de varrer sozinho uma zona enorme e qq um dos outros dois não tem muita intensidade.
Mas e dai tb nunca achei que Pizzi fosse funcionar e a coisa lá se aguentou por isso.

Rui Pinho disse...

Lol

Rui Pinho disse...

E Pizzi não funcionou. Safou-se contra os pequenitos e Samaris e os colegas disfarçaram o resto.

DC disse...

Muito boa reflexão Baggio. Totalmente de acordo.

GV disse...

Baggio, excelente texto!
Cumps,

Blog de Portugal disse...

Concorde-se ou não, são ideias que devem ser respeitadas, e que todos nós por aqui o respeitamos.

Pessoalmente, até sou mais adepto das ideias de JJ, apesar de gostar muito da vossa defesa pelos melhores na tomada de decisão. Jogadores "à Di Maria" são aqueles que para o adepto trazem grande espetáculo ao jogo, aqueles que vale a pena pagar pelo bilhete!

Claro que com B. Silvas também vale, mas é diferente. É aquela aceleração, o desequilibrar com condução, que apaixona muitos adeptos.


P.S: alguém viu ontem o playoff, onde esteve JJ? Aquele Rodolfo é um bronco, não diz nada de jeito e só quer ser ele a falar!

Blog de Portugal disse...

E tenho que acrescentar a minha opinião nesta:

- JJ pode não os mudar por completo no conhecimento do jogo, mas que com ele os jogadores são bem melhores nas suas tarefas dentro do jogo, não há dúvidas nenhumas. Melhor exemplo disso é o D.Luiz.

Fernando Colaço disse...

Parabéns. Um dos melhores posts que já li sobre o JJ. Concordo 100% com o que li.

Aguia Triunfante disse...

Depois de ler o post fico àvontade para mudar o nome do ex-slb. Passará a ser conhecido por Jorge jejum.

DM disse...

Baggio, e o que achas da nova contratação do Sporting, Bryan Ruiz? Completamente virado para o futebol de vertigem... ;)

Roberto Baggio disse...

DM, Acho bem que o Sporting contrate bons jogadores