quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Sugestão a RV = 1442 "los angeles"

Segue a nossa 1ª sugestão, tal como gostamos de lhe chamar, 1442 Los Angeles.



Está na cara que Gaitan não vai continuar, mas ainda que continuasse, seria esta a nossa sugestão na mesma.







Com bola


Bola no GR, Centrais abertos com laterais no meio campo para tentar arrastamentos. solução curta de preferência, mas se for preciso bater longo, procurar o AV desse lado, que terá o apoio de frente do 10, interior desse lado e do lateral, com o outro avançado a procurar profundidade, restantes jogadores em apoio para o caso da perda de bola


Bola no central direito, central próximo em cobertura e os restantes a aparecer para tocar, todos em diagonal e a garantir muitas soluções (principalmente a frente da bola) curtas ao portador


Bola no lateral, central em cobertura, 6 mais baixo do que a bola, e linhas curtas em apoio. 10, AV e interior do lado da bola preparados para mobilidade se necessário para dar continuidade e soluções ao jogo.


Duas soluções simples ao lateral com bola: Interior desmarca para largura e profundidade e 10 aparece no espaço criado para receber no pé. Se isso acontecer convém que o AV mais longe arraste para criar espaço. Outra solução é o AV mais próximo abrir no corredor, provavelmente arrastando defesas e abrindo espaço para a entrada do 10 no espaço criado.


Médio Centro como referência de todo o jogo. Preferir linhas de passe curtas e seguras ao invés de longas. Utilização de apoio frontal para que se possa oferecer a quem está de frente (bola no av que toca de 1a no 10 que ja está de frente para a baliza por exemplo)


Interior com bola fora, Lateral por dentro, superioridade no corredor onde as coisas acontecem. Mobilidade entre AV e 10 para criar e aproveitar espaços criados.

Sem bola


Em organização defensiva, com bola no central adversário. AV mais próximo fecha 1º a linha de passe (comportamento chave) antes de pressionar. Se o DC não consegue virar o jogo, permite a equipa toda encurtar o campo. Interior avança para pressionar linha de passe curta e 10 fica "solto" em cobertura ao AV. AV mais longe fecha linha de passe para "6" adversário. Todos apróximam em largura e profundidade.


Se a bola chega ao  lateral, Interior deve pressionar, 10 passa para cobertura e o AV próximo fecha a linha de passe entre lateral e central mais longe. A unica solução do portador é bater, ou devolver ao central perto e começa tudo do inicio.


Bola no "6" adversário. Mesmo comportamento do AV, desta vez no 10. Pressiona a fechar lados, possibilitando que os colegas façam superioridade no lado para onde vai a bola. Interior próximo aproxima do 6.


Lateral ultrapassado, Central próximo assume contenção, lateral sprinta para cobertura. 6 assegura a linha de 3 enquanto o lateral não chega e o interior longe assume o espaço a frente dos centrais. Colocação dos apoios, comunicação e controlo de bola coberta/descoberta fundamentais.

Muitas vezes se diz que com losango, a profundidade dos laterais é fundamental. Não tem de ser. A partir do meio campo, a largura e profundidade podem ser dadas pelo AV e/ou pelo Interior do lado da bola. As soluções apresentadas são apenas algumas, de milhões de possibilidades.

Tal como fez o treinador do FCP o ano passado, em 1º lugar simplificou, deu organização e segurança e só depois foi aumentando a complexidade. É essa a nossa proposta, ainda que baseada num sistema de jogo completamente diferente.

Tendo em conta o plantel que o SLB tem neste momento (12/08/2015), apenas Ola John é alguém que não encaixa de caras numa coisa assim, sendo que alguém com o seu perfil pode perfeitamente ser um dos avançados, sendo principalmente ele a dar largura.

1ª opção para 6 = Samaris,
1ª opção para interior direito = Pizzi
1ª opção para interior esquerdo = Gaitan enquanto estiver por cá, Carcela assim que ele sair
1ª opção para 10 = Djuricic
Avançados = Jonas e Mitroglu

Em breve, sugestões a JJ e a Lopetegui

42 comentários:

jogador em posse disse...

Como explicar o abc a meninos!!!

T disse...

Interessante. Apesar de achar que na nossa liga os extremos são muito importantes porque desequilibram e dão largura no último terço. Neste modelo os laterais podem fazê-lo, mas nunca o farão em zonas tão adiantadas como os extremos, e com a certeza de deixarem o flanco permeável a nível defensivo. Mas este modelo pode permitir um futebol rendilhado, de toque curto e com várias soluções curtas para o portador. Gostava de o ver no Benfica, mas acho muito difícil isso acontecer. De qualquer forma parabéns pelo post, gostei de ler!

Nairo disse...

Com o plantel disponível, o melhor é o losango.

Mas primeiro deixem o Vitória saber o que quer

Nairo disse...

Faltarão laterais de qualidade ofensiva (principalmente pra o lado esquerdo) e um central que tenha bons pés.

Jorge Carolo disse...

Embora ache este modelo possível e o que melhor se poderá adaptar aos melhores jogadores disponíveis, dadas as soluções do meio campo para a frente, tenho uma duvida:

O perfil dos laterais do Benfica adequa-se a este modelo? Julgo que é fundamental ter bons laterais que saibam dar largura e profundidade, porque serão eles os responsáveis por isso e não vejo nenhum dos disponíveis, com "condições" para tal. Quais seriam as vossas apostas?

chivas rebull disse...

Djuricic a 10? Mas o objetivo é ganhar jogos?

Silgaer22 disse...

Que detalhe fabuloso!
Mesmo que não adopte isto a 100% espero que Vitória tenha (ou venha aqui ler!!) algumas destas ideias!!

Que vos parece o Fejsa a central?
Acrescenta qualidade com a bola nos pés e parece-me (que percebo pouco disto) tão capaz posicionalmente como Jardel ou Lisandro.

Bom trabalho!!

João disse...

Chivas rebull, queres elaborar esse comentário?

David Cardoso disse...

Gostei muito do Post. gostaria de tal como os outros anos vcs fizessem 1 análise individual aos reforços dos 3 grandes, acho que seria interessante.

Ricardo Fernandes disse...

Parece-me muito similar à táctica utilizada pelo JJ no primeiro ano do SLB. Porém Djuricic não é Aimar e muito menos Pizzi seria Ramirez para compensar o meio campo e o contragolpe adversário. Parece-me sim também, que não existem laterais capazes de fazer estas funções, mas virá aparentemente o Coentrão e o Semedo pode aprender. Fejsa não seria melhor que Samaris?

Rúben Conceição disse...

Grande post mesmo! Espero que tambem o façam para o Porto e para o Sporting, se possível. Continuem, adoro o blog!

P.S - Já agora, em relação ao Porto, o que acham de Tello?

Bruno disse...

TOP!

Sempre a aprender :)

R.B. NorTør disse...

Enorme post e fico ansiosamente à espera das sugestões a JJ e Lopetegui.

A questão dos laterais que tem sido levantada nos comentários parece-me uma falsa questão e, apesar de ter estranhado o Bergkamp não ter abordado as melhores opções, acaba por ser "acessório". Maxi tinha o tipo de comportamentos que se pede e não era um jogador de eleição, como o é Alex Sandro, e este último viamo-lo a ter estes comportamentos nos tempos de AVB/VP. Como foi aqui dito, o coxo do Eliseu se não pode ser acusado de algo é de não se lançar para a frente, o que para 90% dos jogos do campeonato serve. A questão é saber se Sílvio serve para os restantes e o que Marçal pode trazer. Na direita estou curioso de ver se o Nélson Semedo é para manter. Não me pareceu que na Supertaça tivesse sido por ali que o gato foi às filhoses...

Quanto aos avançados, não conheço o Mitroglou o suficiente para poder ajuizar a escolha. Não desgostei de ver as movimentações do Rodriguez na pré-época e penso que com Jonas a jogar no apoio podia ser uma dupla interessante. Vou confiar na avaliação do Bergkamp mesmo assim e estar atento no próximo jogo.

Interessante a questão do 6 preferencial. Samaris encaixa de luva neste modelo de jogo. Quase diria que isto foi feito para andar à roda dele e deixar o Fejsa no banco uma boa parte dos jogos (esperemos que não na enfermaria). Quanto ao 10, penso que o Djuricic podia ter ao menos uma oportunidade naquela posição. Pior do que Talisca não pode ser. Aliás, o Talisca está a começar a ganhar aquele estatuto de "se este tipo joga no Benfica, porque é que eu não jogo".

Bernardo Ferrão disse...

Andas a ler as nossas conversas no chstango... É q eu tenho dito sempre isso lá ahahaha

Agora mais a sério, este é o meu sistema preferido e o que eu implementava no Benfica. Muito muito parecido com as dinamicas que sugeriste. Só não concordo com Carcela depois de Gaitán sair. Prefiro Ola John! Gosto imenso dele. Por outro lado não falaste da defesa em termos de opções. Eu adaptava Fejsa a central para ter maior qualidade na saída de bola. Acho que este também beneficiava de, a central, estar sempre virado para jogo e não precisar de enquadrar. Adaptava também Nuno Santos a lateral. Do pouco que conheço dele é um jogador com qualidade técnica e um perfil de decisão assertivo. A lateral, com mais espaço e tempo, a jogar maioritariamente por fora do bloco, acho que poderia render. Mas isto das opções é tudo uma suposição. Só vendo como eles reagiriam. João Carvalho r Mukthar não percebo porqe não estão na A, sendo certo que comigo estariam lol

Bom post!!!

Luis Santos disse...

Bergkamp, e se na situação de posse de bola no DC, o AV do lado da bola encostasse mais à linha? Isto é, em vez de formares triângulo com DCD, LatDir e IntDir, tinhas um losango com esses 3 mais o AVD? Facilitava a progressão se a bola entrar no LD ou no ID.

Possivelmente, também baixava e "abria" mais o interior do lado contrário da bola para facilitar a linha de passe ao DE no caso da bola entrar lá

Honoris disse...

Jonas e Mitroglou a dar largura não me parece boa opção

GV disse...

Muito bom!

Hugo Caldeira disse...

Não me parece que seja opção o losango. Além disso Jonas cai muito entre linhas e jogando com losango não iria colidir com o jogador que fosse cair nesse espaço? Acho mesmo que RV irá partir para o 4-4-2, mas talvez mais clássico ou então 4-2-3-1 disfarçado de 4-4-1-1 (Jonas atrás de um PL).

disse...

Aliás, o Talisca está a começar a ganhar aquele estatuto de "se este tipo joga no Benfica, porque é que eu não jogo".

Epá, é burro que nem uma porta, mas tem talento. Lembra o David Luiz e o Nelson Oliveira, que têm características físicas e técnicas para o jogo, mas jogam como se estivessem na rua com os amigos.

Djuricic, não pegou com JJ, não pegou no Hannover onde foi publicamente criticado pelo treinador, pegou mal no Southampton, parece que não pega com RV...Começa a ser um caso de "O problema é teu, não do mundo."

Filipe Martins disse...

Bom trabalho Bergkamp, como costumas fazer! Acho que o problema do RV até agora foi a falta de um plano/projecto. Não sabia que jogadores iam, os que ficavam, aliado a um modelo de jogo que para mim não existe ou não tem as ideias claras (para não falar no treino). O Bergkamp apresentou um caminho de como começar, mas depois existe o treino, e acho que é ai que o RV tem os maiores problemas. Eu gostava que o problema fosse o tempo, mas com RV acho que ele tem dificuldades em aprender mais, por isso as suas equipas sempre jogaram à equipa pequena bloco baixo etc. E por mais que este blog queira ensinar ou direccionar o RV vai ficar à quem, pela dificuldade em aprender ou experimentar algo fora da sua zona de conforto. Por isso VP e PS eram tão bons para o Benfica, não tem medo de errar e estão dispostos a ouvir.

NSC disse...

A minha dúvida em relação ao RV não se prende com a sua capacidade em conceber esquemas ou desenhos tácticos. Eu temo é que ele não consiga operacionalizar aquilo que pretende. Ou que não o faça em tempo útil.

Dennis Bergkamp disse...

Os laterais não foram abordados nas escolhas porque apesar de importantes, têm missões mais simples.

A atacar é dar largura e profundidade numa 1a fase, e depois cobertura por dentro quando a bola entra em largura mais a frente (com as demarcações para fora de alguém). Com bola, devem optar por jogar para dentro sempre que possível, ou rodar fácil por trás caso o jogo peça segurança.

A defender, é respeitar a linha e a profundidade, tendo como referência a bola e os colegas.

Teoricamente, qualquer lateral do plantel tem condições para isto, sendo que devem jogar mais vezes os que encontram mais vezes as soluções que se mostram dentro.

O central ser bom de pés é algo estranho. O que de certeza se quer dizer é ser capaz de encontrar e fazer chegar a bola aos colegas mais a frente. Ou ser bom na construção. Ou qualquer coisa assim. Essa é uma das razões para o Barcelona ter ido buscar o Mascherano e o song a uns anos atrás. Quem jogou muito tempo a médio, teórica!emte vai ter facilidade a construir a central, porque tem mais tempo e espaço.

A formação de losangos sempre que alguém tem a bola é um sub-principio mais complexo do que formar triângulos, mas também é mais rico. Seria um upgrade e é muito bem visto.

Fejsa a central seria uma hipótese interessante, desde que ele esteja interessado nisso. Nem todos os jogadores estão interessados em aprender coisas novas e jogar onde acham que têm menos notoriedade.

Como é óbvio, e fácil de perceber, este post representa uma sugestão de alguém que não tem informações quase nenhumas do que se passa naquele grupo. Visto de fora, podia ser interessante abordar as coisas desta maneira. Lá dentro podíamos ter opiniões completamente diferentes.

Em breve há de sair post semelhante para outras equipas. Sobre reforços, a menos que algo importante aconteça, só faz sentido depois do mercado fechar.

R.B. NorTør disse...

O recuo de Fejsa para central daria espaço a Cristante como alternativa a Samaris? E Lindelof esteve assim tão mal, na pré-temporada, que possa ser excluído? Não me parece que os buracos na defesa fossem culpa de 1 jogador só.

Quanto ao Cristante, pelo que me lembro dele tem qualidade de passe para cumprir as funções que o Bergkamp sugere e perde para o Samaris mais em atributos físicos e motivacionais (o grego parece mais resiliente e com uma «personalidade mais vincada»), que se manifestam na fase defensiva.

Uma dúvida, o Jonas pelas suas características não poderia ser também uma alternativa para 10?

Dennis Bergkamp disse...

Sim, Fejsa a central dava espaço para Cristante conseguir ter mais minutos. sebem que acho que ele a interior (mais posicional, menos de desmarcações) também poderia ter minutos.

Lindelof não esteve mal, e acho que sabe mais coisas do jogo (principalmente ofensivo) do que o Lisandro.

Sim, acho que o Cristante, apesar de aparentemente lhe faltar um bocadinho de "nervo", tem todas as capacidades para jogar na posição 6.

Jonas, pela qualidade que tem, pode fazer quase o que quiser. Na primeira opção está como um dos avançados, porque me parece que o Raul e o Mitroglu são muito parecidos um com o outro, mas não os conheço bem.

R.B. NorTør disse...

«Sabem que acho que ele a interior (mais posicional, menos de desmarcações) também poderia ter minutos.»

Uma espécie de Ramires?

Dennis Bergkamp disse...

Não, nada a ver com isso.

Quando digo mais posicional e menos de desmarcações, quero dizer alguém que fica e é outro responsável por ir.

Imagina que tens alguem como o Gaitan, Carcela, Ola John a interior. São tudo jogadores com rotinas, apetência e hábitos de corredor lateral. Isto quer dizer que se eles tiverem um avançado a frente (ou seja.. sendo interiores esquerdos, falo do avançado esquerdo) mais posicional, vai ser mais vezes o interior a ter a responsabilidade de dar a linha de passe fora, porque o avançado vai ficar (Cardozo, Jackson, Slimani e malta com esse perfil)

Se for um interior tipo Amorim, Cristante, Enzo, João Mário, Moutinho e por ai fora, vão ter mais hábitos de ficar, logo devem ter por cima um avançado que tenha os hábitos ou que se sinta confortavel em jogar fora. E aqui falo em gajos como o Jonas, Saviola, Lima, Derlei, Aguero, Suarez e assim.

Faz sentido?

Blog de Portugal disse...

Acho que o Salvio também não tem esse perfil. Pela sua qualidade, quando estiver bem tem que jogar e desequilibrar, e aí só como AV a dar constantemente largura, com um 10 ou mesmo um 8 mais vertical.

Além disso, com bola no DC o 1ºAV (do lado da bola) tem que dar linha de passe. O interior mais dentro e ele mesmo em paralelo com o DC com bola, caso este progrida +/- alinhado com a linha que limita a grande área.

Que acham?

R.B. NorTør disse...

Ah OK, já percebi, o exemplo do Amorim é bem ilustrativo. O Jonathan Rodriguez por acaso pareceu-me que poderia fazer esse papel, caso o Jonas esteja reservado para outras tarefas.

Só que desconfio que isto não passará mesmo de uma sugestão por aqui...

Dennis Bergkamp disse...

Não passa daqui, era só o que faltava um treinador de um clube grande andar a tirar ideias de blogues =)

Há uma equipa de malta muito competente a volta da equipa profissional a elaborar relatórios para ajudar a equipa técnica a encontrar soluções para melhorar o seu jogo.

O Sálvio num Jogar assim, seria ou interior direito, ou avançado. Dependendo daquilo que a equipa estiver a fazer no momento poderá fazer mais sentido jogar mais a frente ou mais atrás.

R.B. NorTør disse...

Resta-me esperar que saibas isso por estares dentro dela. ;)

E não sei qual de voces é que está na Croácia com o segundo grande de Benfica, mas o apanhado que vi ontem deu para ver uma ou duas boas jogadas (e que grande, grande golo, pena que não fosse mais que consolação). Do jogo de hoje ainda não vi imagens, mas foi um bom resultado. Parabéns desde já.

João disse...

Dennis,

Discordo um bocado dessa tua declaração, embora perceba se me disseres que este género de coisas é algo que certamente que não é "novo" para aqueles lados.

No entanto, há sempre ideias que podem ser retiradas de qualquer texto, desde que competente. Retirar uma ideia ou trabalhar sobre ela é diferente de esperar que seja um texto num blogue a resolver os problemas de uma equipa profissional. ;)

LGS disse...

Bom post Bergkamp, e ainda melhor a conversa com o R.B. NorTør. Foi muito elucidativa a explicação sobre as diferenças entre o interior posicional ou "de desmarcação".


Espero que essa "equipa de malta muito competente a volta da equipa profissional" tenha tanta qualidade quanto vocês aqui no LE e no PDB, e que o Rui Vitória saiba aproveitar.

André Pinto disse...

Para já:

FCP - excelente defensivamente, incógnita no ataque,
SCP - versão série B do Benfica de 2012/2013.
Benfica - roupa-velha de Jorge Jesus, com ovo de Rui Vitória a ligar.

Fernando Colaço disse...

Fantástico!! alguém que faça chegar isto ao RV urgentemente!!! please.

daniel duarte disse...

Alguém me explique a ausência do djuricic das convocatórias por favor... Não é lesão... Será o vitória mais estúpido que aquilo que penso?... Vitor Andrade e convocado e djuricic não?!!! Que anedota

R.B. NorTør disse...

Fernando, a questão fundamental não é fazer chegar isto ao treinador do Benfica (apesar de ele parecer querer apostar num futebol diferente). A questão é como se passa do treino para isto. Se ter boas ideias fosse tudo o que era preciso, certamente que havia muitos mais treinadores de top no mundo inteiro.

André disse...

Por que raio é que o Djuricic nem convocado é? Pior figura que o Talisca não ia fazer.

Dennis Bergkamp disse...

Daniel Duarte,

Quer reformular o seu comentário?

O Djuricic não ser convocado, leva a entender que o "problema" que ele tem neste momento, é o mesmo dos outros anos todos. O Futre anda a fazer publicidade a algo parecido.

daniel duarte disse...

Se essa for a explicação que pedi no meu comentário aceito... O que se quer é tusa então?...

Dennis Bergkamp disse...

Chamem o que lhe quiserem chamar. Há quem lhe chame isso. Há quem lhe chame vontade de participar em TODOS os momentos do jogo e não apenas quando se tem a bola.

O Djuricic, até conseguir provar o contrário, é como aqueles alunos que estão sempre a ouvir dos professores "tu se quisesses... se te estudasses um bocadinho que fosse, eras um dos melhores da turma"

Há jogadores que quando o contexto é fácil, eles procuram arranjar maneira de o tornar dificil para continuar a crescer, por muito bons que sejam.

E há jogadores, que ouviram tantas vezes e sentiram tantas vezes que eram os melhores do mundo.. que continuam a achar que são. E acham também que não têm nada para melhorar.

A culpa vai ser sempre do treinador que não gosta dele, do empresário que não faz pressão, da chuva, do vento.. disto e daquilo. Nunca dele.

daniel duarte disse...

Infelizmente também me parece isso... Mas também me pareceu ter havido uma evolução quando o vi jogar 45 min de qualidade, entrega e vontade de participar no jogo... Aí quem ficou com tusa fui eu!... Esperava uma afirmação este ano e temo com pena que seja despachado sem mostrar mais... Só isso.

Dennis Bergkamp disse...

Pois. Contra o NY red bulls foram os melhores 45' da pré época do SLB, muito por culpa dele.

Eu adoro, mas se não treinar a sério... Comigo tambem não jogava