segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Lições na área adversária.

Há quinze dias atrás escrevia-se aqui:


"Atente também na movimentação de Jonas. Nunca parado para ver o que dá. Desmarca para receber nas costas, não recebe, baixa para tabelar. O brasileiro é uma verdadeira enciclopédia de como jogar futebol. Quando aqui nos pedem bibliografia para entender melhor o jogo, esta é a resposta: Sigam Jonas e descobrirão mais que em duas mil páginas."

Depois de mais uma aula no passado fim de semana, o professor colocou legendas nas suas acções:


"Ali na confusão dou sempre um passo atrás para sair da marcação, movimento que é sempre difícil de acompanhar pelos centrais e médios"

Sobre o primeiro golo

"Foi muito importante o movimento de Mitroglou que arrastou o defensor para trás...acabei conduzindo a bola..." Jonas

16 comentários:

Pedrooo317 disse...

Jogador/Treinador?

GV disse...

É de facto incrível como veio para o Benfica a custo zero.
Para além do Valência como pode ter acontecido nenhum outro clube espanhol ver o potencial de um jogador destes?

Unknown disse...

GV, porqe é um jogador que não se enquadra em qualquer esquema táctico. É um grande avançado, mas funciona melhor com uma referência à sua frente.

GV disse...

Até aí tudo bem e os modelos com 1 avançado andam por aí, mas nenhum clube em Espanha olhou para ele? Acho curioso, mas ainda bem, o campeonato português agradece!

Bruno Pereira disse...

Unknown não podia discordar mais... Mete-o a médio centro q ele brilha, a extremo também, até a central pasme-se!! Bem, afinal tens razão q a GR ia ser uma nódoa... Aí e numa equipa de burros ia acabar por se cansar...

Daniel Martins disse...

LOL a história do Jonas só servir para um modelo táctico com 2 avançados chegou finalmente ao Lateral Esquerdo, isto depois de infestar a blogosfera benfiquista...

GV disse...

Depois de conversas fora de blogs que tive, não tenho argumentado sobre o Jonas e os sistemas táticos, penso que esta época isso ainda vai ser desmistificado.

Bruno, acho que até a GR o homem era capaz de surpreender :)

Nelito disse...

Mais importante, transmite esse conhecimento em campo. É ver no passado SLB-Paços como num primeiro lance, Guedes recebe um cruzamento e remata de pronto, tendo Jonas dado o passo atrás. Jonas, no momento, explica-lhe o que fazer.
Num lance subsequente, mas igual, Guedes recebe, passa fácil, e Jonas faz golo fácil.

K disse...

O problema está no desgaste físico que lhe é imposto por este modelo...
Em determinada altura fez um sprint de 50 metros, para tentar roubar uma bola... correu até à área benfiquista, para tal. A seguir, foi vê-lo curvado sobre si, a tentar recuperar o fôlego!
Toda a equipa corre de mais e o futebol, infelizmente, é de menos...

Pedro disse...

É pá...isso aconteceu uma vez... até Aimar já fez uma dessas. São lances esporádicos que resultam de uma recuperação de bola, normalmente após a marcação de uma bola parada,e rápido contra ataque.

David Cardoso disse...

"Toda a equipa corre de mais e o futebol, infelizmente, é de menos"

Não podia caracterizar as coisas da melhor forma K , infelizmente é uma realidade , o Trapatoni disse um dia que graças a Deus tenho o simão , pois não fosse o Gaitan , esta época seria por aí, Jonas Pistolas carregando pro TRI:)

Clarence Seedorf disse...

Ainda no tópico de bons jogadores:


«O selecionador da Argentina, Tata Martino, foi questionado sobre se treinar Leonel Messi o fazia melhor treinador. O técnico não teve problemas em responder e deixou vários elogios o craque do Barcelona.

«No bom sentido digo que não sei se treiná-lo me fez melhor treinador. Animar-me-ia dizer que não, porque Messi resolve tudo. Podes dizer-lhe o a-b-c do futebol e ele vai fazer-te o d-e-f. Indicas-lhe três coisas e ele faz bem outras três. Muitas vezes faz-te pensar no que vais dizer porque pode fazer tudo ao contrário, se for isso que lhe pede a jogada. E aí dizes para dentro: “sou um idiota. Messi sabe tudo dentro de campo», afirmou em declarações ao jornal Olé. »

cobra2 disse...

Sem dúvida um jogador com uma inteligência futebolística e uma técnica bem acima da média. Algumas coisas faz-me lembrar o Romário.

André Pinto disse...

Jonas é exímio nisso, mas nada de novo. É a chamada "desmarcação por contra-pé", movimentação velhinha, mas que dá sempre resultados quando dominada.

Um mestre nisto? Mário Jardel. Estão aí dezenas de vídeos. Veja-se como Jardel conseguia quase sempre cabecear à vontade: defesa e ataque movendo-se num sentido; uma fracção de segundo antes de o centro ou passe saírem, Jardel dava o tradicional passinho atrás, ficando livre de marcação, indo a defesa em sentido contrário por inércia. Coisa de segundos, mas o suficiente para o avançado ficar soltíssimo para visar a baliza. Foram anos disto: - por mais que treinadas as defesas, é difícil resistir ao movimento natural do bloco todas as vezes durante 90 minutos. Daí ser fatal. Bastava conseguir esse posicionamente uma vez, que era golo fácil.

Jonas domina esta movimentação na perfeição. Bom futebol é isto: elevado domínio de princípios simples.

João Fernandes disse...

Limitar o futebol do Jonas a apenas "desmarcação por contra-pé", seja lá o que isso for, acaba por ser muito redutor no mínimo. Segundo percebi pela tua justificação desse movimento, basicamente oa acção dos defesas passava por uma marcação individual ao Jardel, à qual o brasileiro respondia com "o tradicional passinho atrás, ficando livre de marcação, indo a defesa em sentido contrário por inércia". Eu sei que ainda existe muitos treinadores em Portugal a acreditar que o futebol continua a ter sucesso se for jogado assim mas nada disso tem a ver com o Jonas (para grande felicidade do Rui Vitória).

André Pinto disse...

Eu sei João. Estávamos a falar deste movimento em especifico. O João é que esta a limitar o Jonas a alguma coisa, que eu saiba... Não digo nunca que o Jonas se limita a isso - ora aponte la.

Numa palavra, o João tresleu.