domingo, 20 de setembro de 2015

O que é individual e o que é colectivo? Assim defende o líder da Premier League. Onde também se mostra o desequilibrio inicial no golo do City.

Em tempos num circulo privado um seu ex treinador confidenciou que Mangala está demasiado sobrevalorizado. Falou da incapacidade do francês para ser assertivo em todos os momentos do jogo, e que com o francês, o jogo tinha de ser praticamente de comando na mão. Todavia toda a sua capacidade física, numa Liga como a portuguesa acabava sempre por ter um impacto demasiado grande.

Mangala que forma de novo dupla com Otamendi. Um dos melhores centrais do futebol mundial em organização ofensiva, e nas transições. O melhor que passou por Portugal na última década. Um pouco à frente de outro seu compatriota.




PS - As imagens são referentes aos três golos do jogo.

18 comentários:

PedroF disse...

Ofensivamente gosto da proposta do Pellegrini, que beneficia dos artistas que o City tem. Defensivamente... que desastre. A fazer lembrar um post semelhante mas dirigido ao Liverpool de Brendan Rodgers há 2 épocas.

Jorge Gaspar disse...

Na primeira imagem vocês defendem que o lateral do lado da bola defenda HxH?

a pessoa disse...

Maldini,

Agora é que estragaste tudo... Os picaretas estavam convencidos que eras do sporting, agora dizes que o Ota é melhor que o Garay. Baralhaste-os.

lol

JON

Pedro disse...

Na primeira imagem, não seria mais fácil o extremo fechar a linha de passe interior?

cobra2 disse...

Maldini uma pergunta, consideras o Otamendi um pouco mais à frente do Garay (segundo entendi do post é o compatriota que está um pouco atrás) pela capacidade de liderança da defesa ou é por outras componentes do jogo?

Cantinho do Morais disse...

Francisco,

concordo que existam "jogadores [que] sejam sobrevalorizados pelas arbitragens vergonhosas e pelas não menos vergonhosas apreciações dos cumentadeiros amestrados do merdia nacionais", mas não posso concordar que essa valorização só ocorra para jogadores azuis e brancos (que, convenhamos, têm acertado muito mais na contratação de jogadores de grande qualidade do que as restantes equipas).

Os exemplos que dá podem estar correctos mas, por essa lógica, não nos podemos evitar de questionar:
- como foi a passagem do fabuloso Javi Garcia pela Inglaterra?
- como tem sido a passagem do fabuloso Javi Garcia pela Rússia?
- como tem sido a passagem do fabuloso Coentrão por Espanha?
- como tem sido a passagem do fabuloso Enzo por Espanha?
- como tem sido a passagem do fabuloso David Luís por França?
- como foi a passagem do fabuloso David Luís por Inglaterra?

Há que mostrar coerência.

Paolo Maldini disse...

Jorge, não é HxH, ainda q possa parecer. Porque se aquele tipo do West Ham tivesse noutro sitio mais recuado, por exemplo, ou noutro corredor a ideia n era o lateral estar em cima dele! mas ser mais pressionante com a bola no seu corredor.

Pedro, o extremo não está mt mal. está preparado para sair ao extremo e ao lateral. Se o extremo fizesse isso, ia estar a jogar à rabia com o extremo e lateral adv... enquanto que o seu lateral continuaria lá atrás a ver o jogo de cadeirinha... no seu próprio corredor!

Blessing disse...

Cobra, Porque é melhor tecnicamente. Porque é mais criativo. Porque conduz. Porque é mais rápido.

Paolo Maldini disse...

Mas, Pedro... isto se fosse eu a determinar. Se há coisa que hoje em dia reconheço é q n há certo ou errado. O errado é o q está nas leis do jogo como falta... e mesmo assim podes usa-lo a teu favor! De resto, cada um faz como quer...

Pedro disse...

Maldini, pergunto isto porque o que acontece muitas vezes é que os extremos apenas se preocupam em fechar a linha de passe do lateral que defendem e esquecem o resto do jogo... incluindo linhas de passe interiores que são muito perigosas para quem defende. Quando o extremo adversário vem receber dentro e o lateral dá largura e profundidade, peço aos meus extremos para fecharem dentro e para os laterais saírem na linha se necessário. Como costumas defender essa dinâmica do adversário com o extremo dentro e lateral a dar largura?

francisco disse...

Caro Cantinho, os jogadores que refere têm jogado regularmente em clubes de topo europeus. Só o Coentrão teve dividir a titularidade com o Marcelo até surgirem múltiplas lesões.

Não têm sido um desastre como o mãogala e o Fernando.

Paolo Maldini disse...

Pedro, depende da posição da bola. se tiver no corredor do lateral é como sugeri ai no desenho.

se a bola tiver noutro corredor, o lateral permanece alinhado com centrais.

Paolo Maldini disse...

mas pode haver uma troca entre lateral e extremo q defendem sim... se o lateral adv for embora

francisco disse...

O Enzo desentendeu-se com o Nuno e fez uma má época na ressaca do mundial e da transferência a meio da época. Mesmo assim ainda deu para o Benfica ir ganhar ao ladrão e para o Valência ganhar ao Madrid.

cobra2 disse...

Blessing, fisicamente, tecnicamente e evolvencia com o processo ofensivo acho-os de igual valia. A minha dúvida fica no processo defensivo, e ai o Otamendi talvez mais inteligente.

Em todo o caso tenho saudades de os ver jogar no campeonato português. Fazem falta centrais que passem a bola com critério e que não se limitam a dar charutadas.

Hélder Fernandes disse...

Maldini, na segunda imagem o Otamendi não deveria estar alinhado pelo central do lado da bola, ou seja, pelo Mangala? Ou então o central do lado da bola é que marca a linha defensiva, excepto neste caso , por o Mangala estar demasiado subido?

Paolo Maldini disse...

Helder, depende das ideias do treinador! Há quem goste de linha, quem goste de diagonal... n há certo ou errado, há diferente.

Paolo Maldini disse...

mas se me perguntares o q prefiro, é exactamente o que tu dizes