quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Klopp e a importância do treino

Poucas semanas depois de entrar no clube, e com jogadores que quase não jogaram ou que não vão sequer entrar nas contas para a esmagadora maioria dos jogos da liga..

  • Pressão alta e intensa, com o jogador que vai pressionar a ter a preocupação em fechar primeiro uma linha de passe e em pressionar depois. Com os colegas a fecharem as linhas de passe próximas e a terem constantemente 3 ou 4 jogadores perto do centro de jogo. Jogadores da linha defensiva a mostrarem constantemente através da linguagem corporal para onde os colegas devem ajustar. 
  • Jogador com bola quase sempre com 4 apoios (frente, trás, esquerda e direita) próximos e visíveis (não vale a pena estar na posição XYZ se está um adversário a fechar a linha de passe, só contam como linhas se A se conseguir ligar com B sem interferência de um oponente).
Alguém acredita que isto seria possível apenas com palestras? Sem (muito bom) treino, seria impossível conseguir comportamentos colectivos tão bem definidos. E, repetimos, com jogadores pouco ou nada utilizados. 



22 comentários:

R.B. NorTør disse...

Gostei muito do João na primeira parte. Na segunda não estive com tanta atenção mas pareceu-me que caiu um bocado.

Se o tipo não marca aquele golo depois daquela jogada, devia ser cortado às postas!

João Fernandes disse...

A hora e meia de treino talvez seja o menos importante. Temos de saber lidar com os jogadores, administração, o projecto do clube, o planeamento da época, etc (Vitória 2015).

R.B. NorTør disse...

Ali em cima "o tipo" não se refere ao João Teixeira, refere-se ao marcador do golo (Clyne?).

Pedrooo317 disse...

Uma pergunta parva.

O futsal não permite aprender melhor os melhores princípios para aplicar em futebol 11?

DF disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Leão de Alvalade disse...

Sintomático o facto de Klopp afirmar que com a agenda sobrecarregada de jogos e sem poder treinar ser difícil acrescentar à performance da equipa 20% que seja em relação ao que vinha fazendo.

Dennis Bergkamp disse...

DF, sorry mas apaguei o comentario. Esta a ser copy paste em todo o lado e mesmo que estejas a procura de respostas para isso, esta a ser spam e nao esta a acrescentar nada a discussao.

DM disse...

900 mil euros foi quanto o Liverpool pagou pelo João Carlos.

E bastou o Liverpool ter um treinador decente para começar a ser aposta

escritor de pacotilha disse...

DM, os 900 K referem-se à tranche que o Sporting tinha por pagar pelo Ínsua.

R.B. NorTør disse...

DM, é uma questão de contexto. Não sei se não jogava nas reservas e acredito que o campeonato de reservas inglês seja melhor para evoluir do que a segunda liga em PT. De qualquer das formas não começou a treinar com Klopp, já treinava com os graúdos com o Rodgers.

Foi aposta num jogo da Taça juntamente com mais dois putos da formação, mas achas que calça no Sábado?

stevefg_8 disse...

Podem dar alguns exemplos de treino que julgam que o Klopp esteja a utilizar? É que é realmente brilhante, como dizem.

Luís1904_ disse...

"A hora e meia de treino talvez seja o menos importante. Temos de saber lidar com os jogadores, administração, o projecto do clube, o planeamento da época, etc (Vitória 2015)."

Fogo...Ele há coisas...Ia mesmo dizer isso...
Enquanto o meu Benfica continuar a ter um treinador com tão medíocre competência e processos dos anos 80/90 vou-me entretendo com outros campeonatos...

DM disse...

R.B., em 2 jogos com o Klopp ele fez sempre parte da ficha de jogo, algo que com o treinador anterior nunca aconteceu em 2 jogos seguidos.

Quando o João Carlos saiu para o Liverpool estava a ser um dos melhores de uma das melhores equipas de juniores em Portugal de sempre (a geração de Ilori, Bruma, Dier, Farley, Wallyson, Mané, Iuri, etc). Excelente negócio para o Liverpool, tiro no pé para o Sporting

Tomás Saraiva disse...

Na minha modesta opinião, acho que o futsal devia ser a base da formação das crianças.
1) nunca chove. Ou seja, treinam sem problemas durante todo o ano
2) os princípios básicos são mais fáceis de aprender e aplicar
3) todos os jogadores têm de ter qualidade técnica
4) aprendem a atacar e a defender
5) como o espaço é mais pequeno (ainda assim, nos escalões jovens devia ser só meio-campo) têm menos tempo para decidir, e tocam muito mais vezes na bola, e em diferentes zonas e circunstâncias muito variadas

R.B. NorTør disse...

Não sabia, desde que descobri o campeonato alemão só os Hammers me puxam para o inglês (e o ocasional achincalhamento do Mourinho, apesar de sempre ter achado que o tipo era «muita bom»).

Tiro no pé ou falta de dinheiro?

Steve, o Liverpool ainda está longe de brilhante. Para já começa a estabilizar a nível defensivo, mas o Bournemouth ontem podia ter feito mossa, e na frente ainda há muito a afinar. A vontade no entanto está lá. É como diz o Leão de Alvalade, com a agenda das competições inglesas é complicado acrescentar muito nesta fase e vai ser preciso mais tempo para se notar a coisa. Não te esqueças que na Alemanha há duas pré-temporadas por ano (Verão e pausa de Inverno em Dezembro).

Tomás Saraiva disse...

Com muita pena minha, devido à gestão que o Sporting teve anos a fio, essa equipa nunca será o que prometeu

DM disse...

Se o problema fosse falta de dinheiro não era preciso desbaratar uma equipa como aquelas por meia dúzia de tostões, bastava não contratar um Pranjic ou um Boulharouz :) Havia era muitas "luvas" para pagar. Acho que é impossível para qualquer sportinguista rever os jogos da NextGen sem ficar com a lágrima ao canto do olho por não ver hoje no Sporting Ilori, Bruma, João Carlos e Dier. E já agora, também ver que Chaby e Iuri ainda não atingiram tudo aquilo que prometeram :)

R.B. NorTør disse...

Já aos benfiquistas, como eu, é muito agradável vê-los, especialmente para mim o Dier, longe de Alvaldade. Por essas referências já sei quem estás a falar, mais ou menos, e lembro-me de um Benfica-Sporting na Luz, para os Bs. Que equipazorra esse Sporting!

bio disse...

Já a mim, se eu tivesse cabelo puxava-o...

Desbaratar uma geração destas...

stevefg_8 disse...

Sem dúvida que ainda não é brilhante, mas ontem mostraram que vão ser a melhor equipa inglesa num futuro próximo.
A minha questão para vocês, mais sábios e experientes, é simples: Como é que em tão pouco tempo a equipa evoluiu tanto? conhecem os métodos de treino de Klopp?

Dennis Bergkamp disse...

A unica explicação que faz sentido, é ser aquilo que Mourinho nos mostrou assim que chegou ao SLB a muitos muitos anos.

Saber como quer jogar, estabelecer prioridades, e trabalhar em 1º lugar para as ideias macro, ou ideias gerais, ou principios gerais, e depois ir consolidando uns e trabalhando subprincipios e por ai fora.

Mas ir directamente aquilo que é mais importante em 1º lugar.

Hierarquizar os principios e ir para cima deles, deixando para trás tudo o que considerar não decisivo no momento

Óbvio que a maneira de passar a mensagem tem de ser muito clara, e tem de ser um tipo de liderança que leve a que os jogadores recebam toda a informação nova de braços abertos.

Edson Arantes do Nascimento disse...

O Teixeira foi parar ao Liverpool por causa de uma dívida do Sporting relativa ao Insúa (lateral-esquerdo).

Consta que a direcção do Sporting deu um jogador à escolha do Liverpool para saldar as contas.