sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Nolito, o melhor do mês em Espanha. Um dos melhores da década em Portugal.

Não esteve demasiado tempo por cá. É todavia um dos jogadores mais referenciados nas etiquetas do blog.

Nolito tem tudo. Ter tudo não é ser rápido, que não o é. Ter tudo num futebolista é ser capaz de interpretar todos os momentos e dentro dos momentos, todas as fases do jogo. Sempre com qualidade técnica a acompanhar a sua óptima decisão.

Nolito não é rápido na passada. É tremendamete rápido no racíocinio. Dos melhores jogadores que pisaram os relvados portugueses na última década. Tudo no espanhol é inteligência. Tudo  no espanhol é saber decidir. Melhor que ninguém percebe a situação de jogo e a solução que mais aproxima a sua equipa do sucesso. Não joga apenas com superioridades, espaços e tempo (e quem o faz já demonstra qualidades!), mas também com apoios, posições corporais (de colegas e adversários) e até características! 

Ser o melhor da melhor Liga do Mundo. Não fez por menos Nolito. 

Não sendo um prodígio técnico e muito menos físico, o espanhol é apenas mais uma das provas da nova tendência do jogo. Está tudo na cabeça. Incrível como não foi estimado como devia na sua passagem por Portugal.

18 comentários:

Blessing disse...

JJ

ReD_WinG disse...

Então expliquem-me lá porque é que o idolatrado JJ não o aproveitou em detrimento do magnífico Gordo César?
E atenção que sou um seguidor assíduo do vosso blog e tenho todo o respeito por vocês... mas não consigo perceber como é que o "melhor treinador português e um dos melhores do mundo", não aproveita este, tal como Bernardo Silva e outros tantos, em favor de Emersons, Brunos César, Weldons, Derleys e tantos mais...
Há alguma explicação lógica? Podem até dizer que eles nos treinos eram os melhores do mundo (que não acredito), mas as performances em campo não seriam mais que suficientes para perceber que eram muito muito fraquitos?

nonameslb disse...

Nao e melhor que o Nico.

Nairo disse...

Catedrático, o criador da "nota artística"

André Pinto disse...

Bom, qualquer semelhança entre o Celta e o Benfica de Jesus sera pura coincidência. Quando por ca andou, o Benfica era um tropel constante, nao havendo espaço para um jogador como Nolito, que contemporiza e pauta o ritmo. No Benfica de então (a época do regabofe contra Villas Boas) era tudo vendaval ate rebentar, não havia situação. O Jesus queria la um jogador que pensasse o jogo :D

Hélder disse...

Red wing, os que disseste depois do "em detrimento a" também não tiveram muitos jogos.

Estes 6 anos permitiram ter noção do tipo de jogadores que o JJ prefere. As características que o JJ aprecia mais não as vês no nolito. Ou melhor, viu-se no início de época - nolito fez uns 6/7 golos na primeira metade e ainda foi tendo oportunidade.

Pode-se contra-argumentar quanto às características que JJ valoriza com o número de jogos de Aimar, Saviola, Gaitan, Markovic e Jonas. A minha opinião é que JJ os escolhia porque ainda eram melhores naquilo que ele valoriza: escolhia os melhores jogadores, mas não pelos melhores motivos. Como prova tens a ausência da equipa de Aimar e Saviola no último ano, onde não não conseguiam trazer a rotação que ele pedia, logo, saíam das contas. (E problemas físicos tambem claro)

Acho que se o JJ por exemplo fosse treinar o real ou o city ia-se verificar o mesmo com James ou Silva - os melhores jogadores iam jogar mas pelos piores motivos. E um jogador como o isco raramente seria titular e o Bale teria as oportunidades dele (como se vê mais ou menos em nolito vs salvio,Montero vs teo).

Aprecio muito as qualidades de JJ como treinador de futebol, principalmente a capacidade por a equipa a jogar sempre colectivamente - não é fácil, mas não se pode ignorar como ele não aproveita um ano em que temos Aimar, Saviola, nolito, Capdevila, Gaitan, witsel e Garay - tudo gente que sabe tratar bem a menina.

Cumprimentos

Pedro Carmo disse...

Eles escreveram um artigo sobre isso... JJ prefere características impares e depois quer dar a "inteligência" aos jogadores.
Mas alguns são burros e por isso dá se mal.

Dipeca disse...

Foi valorizado enquanto marcou golos, como se fosse essa a sua mais valia.. Aí JJ mostrou que tb é um bocado picareta.. às vezes.

Quem disse...

O Nolito veio na 1@época do Vitor Pereira

T disse...

Mais uma das burrices do cérebro JJ.

Um jogador que chegou, jogou, fez jogar, marcou muitos golos e depois foi encostado até ser corrido.

DC disse...

Foi desvalorizado como foi o Bernardo e o Saviola, entre outros.
É preciso às vezes estas coisas para o pessoal ter um bocadinho de calma quando se excita com o JJ. Também comete barbaridades como esta.

PS: Não tem nada a ver com o tópico mas com uma discussão anterior. Depois daquela conversa sobre os 5 golos do Ronaldo e que outros também os fariam, já tivemos Aguero e Lewa a fazer 5 golos sem penalties pelo meio. Acho que fica claro o que eu disse.

Paolo Maldini disse...

nao há ng no mundo que pense e faça 100 por cento igual a nós próprios seja no que for. Isso não significa que não tenham (mt) valor! ou alguém aqui na sua profissão, se tiver que tomar decisões, toma as decisões 100 por cento iguais a outro profissional qualquer?! E se não toma, é porque os outros não são bons ou mt bons? São necessariamente razoaveis ou fracos?!

André Pinto disse...

O Maldini tem toda razão. Jesus venceu depois de Nolito sair e volto a frisar que contexto, equipa, ambição, etc. do Celta e correspondente técnico não são comparáveis ao Benfica de Jesus dessa altura.

E a decisão de Jesus nem se pode contestar, por muito bom que o Nolito seja individualmente. Naquele esquema, naquela forma de jogar, Jesus privilegiou os jogadores certos, como pertence à -História.

Pelo contrário, um tipo daqueles numa equipa com o perfil do FCP actual, que tenta muito gerir os vários momentos do jogo, fazia maravilhas e é com pena que não o vejo jogar no nosso campeonato.

David Cardoso disse...

Nunca entendi pq ele saiu ; mas o jj tem as suas ideias em relaçãos às carateristicas que gosta para os jogadores dependendo da posição que jogam .

Um treinador não è obrigado a pensar como muitos que seguem este blog ; o jj tem um bom modelo de jogo ; isso è o mais importante ; as ideias de jogo dele são boas, eu tbem nao concordo com muita coisa q ele fez no SLB , mas a verdade que tem conseguido vencer com o seu prototipo de jogador.

Ps: bom nao esqecer k o nolito lutava contra o gaitan e o gordo q nao era mau jogador e na epoca que saiu foi o ano do regresso do salvio

cobra2 disse...

Infelizmente, não teve as oportunidades que a sua qualidade o faziam merecer. Talvez relacionado com o que já falaram anteriormente, o jogador tipo que o Jorge Jesus gosta para determinadas posições. Prefere um Di Maria ou um Salvio em detrimento de um Nolito. Não está certo nem errado, depende da avaliação pessoal do treinador e quem ele acha que dá melhor resposta para o modelo de jogo que implementa.

Espero que consiga ir para um clube maior que o Celta e possa assim ter oportunidades de ganhar troféus colectivos importantes.

Ricardo Cunha disse...

Para defender Nolito no célebre 2-3 no Benfica - Porto, Vitor Pereira pôs Varela já com cartão amarelo.
Não desequilibrou uma vez o jogo por aí, aliás, desequilibrou foi a equipa com a mania dos passes impossíveis para dentro.
Atenção que gosto de Nolito, daí a considerá-lo um dos melhores da última década.....

Interior-Direito disse...


DC, Em relação ao Cristiano Ronaldo, falamos de um período de sete/oito épocas seguidas (seguidas!) a marcar (mais do que) um golo por jogo.

O Lewa está em grande forma marcadora, mas isto num espaço de 2 ou 3 semanas, e o Aguero foi agora um jogo. Não vale comparar o incomparável, ou então o Lewa (144 golos em 246 jogos desde 2010 na Alemanha, 41 golos em 60 jogos no Bayern...) e o Aguero (84 golos em 128 jogos desde 2011 no City), nos últimos 3 ou 4 anos, também tinham um golo por jogo. Até porque jogam em boas equipas, que gostam de atacar...

Comparações...

DC disse...

Interior, falamos e eu concordei contigo que os outros não fariam as 7 épocas. Mas disse que actualmente há jogadores que fazem o que o Ronaldo faz e que marcariam tantos golos como ele a fazer as mesmas funções no Real.

Falei sempre do "hoje em dia", nunca menorizei o que o Ronaldo fez antes. Mas neste momento ele é, quer queiram quer não, um jogador para encostar bolas para a baliza. E nem nisso tem sido bom (6 jogos sem marcar na Liga) e já se começa a falar na possibilidade de ele ir para o banco.

O homem retirou tantas coisas do seu jogo para se focar no golo que agora que lhe começa a faltar o golo não sobra quase nada.